Guest Post »
Ação judicial- aquisição de remédio

Ação judicial- aquisição de remédio

MEU RELATO..

Por Micaella Barreto, para o Portal Geledés 

Nos últimos dias me pergunto : quanto vale uma vida?
Nos últimos dias me pergunto: no Brasil tem sentença de morte?

Vivo um angústia diária na espera de uma resposta ..que ainda não obtive de forma concreta.
Há alguns meses luto com meu pai , fazendo exames e consultas em Recife.
Tudo começou em julho/16 com um” probleminha” de úlcera no estômago e terminou no dia fatídico 06/12 com o diagnostico de doença grave.
A ÚNICA fonte de tratamento é um remédio de alto-custo NÃO FORNECIDO PELO O SUS.
Isto é, qualquer possibilidade de adquiri-lo dar-se através de recursos próprios ou com ação judicial.
Falo da única opção de tratamento por tempo indeterminado para meu pai, que custa R$ 35.000,00(+-) trimestralmente .
Neste mesmo dia , tive o impacto da noticia do diagnóstico, com todo o arsenal do poder da devastação(mental e física) desta doença e a conscientização que teria que travar um luta na justiça para ele ter alguma chance.

Juntamos os cacos , encontrando o equilibro entre a razão e emoção… para tomarmos decisões práticas e urgentes.
Fomos nos reerguendo ao longo da semana para continuarmos a luta…Como minha irmã disse: esta batalha não é só dele(pai) … é nossa( da família-buscapé)!!!
Conseguimos entrar com a ação, temos a liminar favorável para a compra do remédio em caráter de urgência.
Porém, esbarramos na burocracia e na formalização da comunicação entre a esfera judicial e estadual, após isso, continuarmos a esperar… esperar… esperar… aguardando o trâmite burocrático desta possível compra do remédio.
Quando perguntamos em quanto tempo temos este remédio em mãos, nenhuma das esferas se compromete com tempo e nem data… ficamos com a indefinição como resposta. É vc ter … e não ter.
Ai penso: no Japão um buraco com 30 m foi tapado , reconstruído e trouxe a normalização urbana para o trânsito local, em menos de uma semana, e as autoridades ainda se desculparam pelo o atraso.
Enquanto aqui neste Brasil uma simples compra de remédio vital não é comprometido o fator tempo-resposta.

Nos resta rezar, pedir a outra esfera: a corte celestial, para que interceda e nos permita que aconteça antes do recesso de fim de ano(como se a doença tb entrasse em recesso)… e assim … haja tempo… isso é uma coisa que meu pai não tem!!!

Respondendo a minha primeira pergunta: A VIDA DO MEU PAI VALE R$ 11.600,00(+-) por mês;

Respondendo a minha segunda pergunta: CONVIVO COM A SENTENÇA DE MORTE TODOS OS DIAS, DESDE DO DIA 06/12.

O sistema de saúde do Brasil , através da sua gestão ineficaz sentencia milhares de pessoas diariamente. ..Não apenas com o diagnóstico letal de algumas doença. Mas, pela perspectiva de tratamento fornecido ao paciente.

AI PERGUNTO : qual o crime meu pai cometeu?

E tenho mais perguntas:

Como o bem mais precioso que é a vida não é preservado?
Quantas barreiras temos que ultrapassar, para garantir o mínimo dos nossos direitos?
A burocratização engessando o acesso à saúde para evitar fraudes?
Já se roubou tanto que criou-se mecanismo para minimizar, porem,é o lado mais frágil que sofre?
A omissão e falta de gestão eficiente do setor público responsável, que não tem remédios e condições necessárias para manter um estoque deste tipos de medicamentos?

Existem pessoas morrendo por causa da inércia do governo em todas as suas camadas!

O pior que isso acontece constantemente e existem várias pessoas passando por isso!!!!
Sabe como é a contagem do tempo para os doentes e familiares que vivem uma situação desta, com tamanho sofrimento e desesperança?
menos um segundo de vida…
menos um minuto de vida …
menos uma hora de vida…
menos um dia de vida…
menos uma semana de vida…
menos um mês de vida…
menos um ano de vida..

Micaella Barreto

Escreva um comentário e participe!

Related posts