Guest Post »
O Negro na Literatura é tema dos próximos  encontros da série Diálogos Ausentes

O Negro na Literatura é tema dos próximos encontros da série Diálogos Ausentes

Com consultoria da escritora e dramaturga Cidinha da Silva, debates abordam a representatividade do negro na literatura brasileira e suas produções na área; a chamada aberta para a seleção de dois artistas que participarão dos encontros de maio e junho encerra neste mês

Enviado para o Portal Geledés 

No dia 11 de abril, às 20h, o Itaú Cultural inicia mais uma sequência da série Diálogos Ausentes, idealizada para discutir a presença afro-brasileira na produção artística nacional. Os três encontros deste novo ciclo abordam a temática do Negro na Literatura, com mediação de Diane Lima, idealizadora do projeto AfroTranscendence, e consultoria da ativista, escritora e dramaturga Cidinha da Silva, em conversa com a plateia. As inscrições da chamada aberta para este período, iniciadas em março, encerram no dia 13 de abril. Elas devem ser feitas pelo site do instituto (https://goo.gl/VLyw8f), que também transmite os debates online. A atividade tem interpretação em Libras.

Cidinha abre este primeiro encontro traçando um panorama histórico da representatividade do negro na literatura brasileira e discorre sobre a produção de escritores negros nesta área de expressão. Ela fala, principalmente, sobre a imagem de autores do final do século XIX e da primeira metade do século XX, como Machado de Assis, Lima Barreto e João do Rio, que pensavam o Brasil e discutiam assuntos importantes para a sociedade. Para ela, a função da literatura não se limita apenas em passar uma mensagem. Assim, ela busca, com seus escritos, expressar a sua visão de mundo e dialogar com quem a lê.

A consultora é autora de 11 livros publicados, entre crônicas, infanto-juvenis, romances, poemas e contos. Ela também assina as peças Os Coloridos e Engravidei, Pari Cavalos e Aprendi a Voar sem Asas, ambas encenadas pela companhia de teatro negro Os Crespos. Alguns de seus livros são #Parem de nos matar! (Ijumaa), Oh, Margem! Reinventa os Rios (Selo Povo), Racismo no Brasil e Afetos Correlatos (Conversê), Africanidades e relações raciais: insumos para políticas públicas na área do livro, leitura, literatura e bibliotecas no Brasil (Fundação Cultural Palmares), Sobreviventes! (Pallas) e Cada Tridente em seu lugar e outras crônicas (Instituto Kuanza).

Desde abril do ano passado, o Itaú Cultural vem realizando esta série com o intuito de analisar entre o público, artistas e especialistas a representação dos negros em uma área de expressão diferente, a cada três meses. No ano passado, o primeiro bloco de três encontros discutiu as artes visuais; na sequência, os debates foram sobre as artes cênicas – com foco no teatro –, e por fim, o audiovisual, sobre o olhar do cinema negro. Neste ano, houve debate sobre o negro na dança, e após os encontros sobre o negro na literatura, será debatido o tema da música.

Sobre Cidinha da Silva

Cidinha da Silva é escritora, prosadora e dramaturga. Autora dos livros #Parem de nos matar! (Ijumaa, 2016) e Canções de amor e dengo (Me Parió Revolução, 2016), entre outras publicações, como Oh, Margem! Reinventa os Rios (Selo Povo, 2011), e Racismo no Brasil e Afetos Correlatos (Conversê, 2013). Formada em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) também publica crônicas e textos opinativos sobre o papel protagonizado pelo negro na televisão e sobre a espetacularização da mídia. Posicionada politicamente e engajada nas causas em que acredita, desenvolveu projetos de ações afirmativas de educação, de juventude e de relações comunitárias. Fundou o Instituto Kuanza e foi ativista de combate ao racismo e ao sexismo na ONG chamada Geledés-Instituto da Mulher Negra.

SERVIÇO

Diálogos Ausentes – O Negro na Literatura

Consultoria: Cidinha da Silva

Mediadora: Diane Lima

Dia 11 de abril (terça-feira), às 20h

Duração: ​90 minutos

Classificação indicativa: ​livre

Inscrição para chamada aberta para os encontros de maio e junho: 16 de março a 13 de abril

Sala Multiuso – 86 lugares

Entrada gratuita

Distribuição de ingressos:

Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)

Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108

Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural: 3 horas: R$ 7;

4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 12.

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

Acesso para deficientes físicos / Ar condicionado

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149 (Estação Brigadeiro do Metrô)

Fones: 11 2168-1776/1777

atendimento@itaucultural.org.br

www.itaucultural.org.br

www.twitter.com/itaucultural

www.facebook.com/itaucultural

www.youtube.com/itaucultural

www.flickr.com/itaucultural

Escreva um comentário e participe!

Related posts