Curta nossa página no Facebook

97684 Pessoas curtiram o
Portal Geledés

CBF vai lançar aplicativo para denúncia de casos de racismo
Capa da Trip ousa no debate contra o racismo
Faustão diz que bailarina de Anitta tem "cabelo de vassoura de bruxa"
Árbitro vítima de racismo é ovacionado em final do Gaúcho e cogita aposentadoria
Rede Massa afasta apresentador envolvido em episódio de racismo em Maringá
Jornalista é preso por racismo na final paranaense
Todas as cores contra o racismo
TJD gaúcho pune exemplarmente caso de racismo
Dentro do Mineirão, torcedores exibem faixa contra o racismo
Esportivo perde nove pontos por racismo e é rebaixado no RS

Violência Racial

Compartilhar no Facebook

Matéria publicada no Portal Geledés. Clique para ler a matéria na íntegra...

Por: Abraão Macedo

 

RacismoCrime1

 

"Eu não quero morrer não... é ele... é ele... chama a rondesp... quem é você...? Sai de baixo... não foi eu não..."

Os grotescos e irritantes gritos, descritos acima são só um chamariz, para a seção de horrores que irá se iniciar nos próximos momentos, quando ás sete da manhã e ao meio dia, invadem nossas casas e através da mídia televisiva exibem todo tipo de atrocidades e humilhações públicas, recheados com chacotas das mais diversas matizes aos supostos "culpados", e corpos tombados em confrontos com a polícia.

È de assombrar o que está nos dias de hoje acontecendo em Salvador Bahia Brasil, a capital mais negra do mundo fora da África, que parece - nos, não reconhecer seus filhos e portanto fazer questão de abortá-los e humilhados a cada dia.

Nunca antes na história deste estado, parafraseando um já conhecido estilo de falar, exterminou-se de forma explícita e declaradamente genocida tantos negros em um espaço de tempo tão pequeno. O que vemos são verdadeiros assassinos de farda que fazem questão, capitaneados pelo Sr. Secretário de Segurança Pública, de matar a qualquer custo, haja vista os dados das últimas 24 horas de confrontos entre supostos "bandidos", e a PM.

O que nos causa estranheza é o fato de os baluartes do movimento negro dessa cidade, estarem calados e sem uma nota, sequer dissonante sobre este massacre as populações periféricas e coincidentemente, negras. Onde estão nossas armas ? Onde estão nossas palavras? Onde estão nossas ações? Até quando nossos irmãos tombaram sem defesa, pelas mãos daquela que, deveria ser a instituição legalmente constituída para nos fornecer uma segurança de qualidade, até quando encontraremos adesivos como os que foram achados esta semana em carros da PM, com os dizeres "pai faz, mãe cria, PM mata!". A Sociedade civil Organizada deve se movimentar no sentido de um basta a tal matança. È lamentável a situação das periferias e o que mais nos choca é que entidades e parlamentares, que sempre militaram a favor do respeito e cumprimento a Convenção de Genebra, não se pronunciem nem mesmo para questionar o aumento dos chamados autos de resistência, essa infame licença para matar, hoje tão comumente utilizada pela polícia baiana.

Percebemos há muito, que não há plano de governo, não há política de segurança pública,muito menos o chamado preparo dos policiais para as ações hoje comprovadamente desastrosas e desequilibradas. O que há são corpos, todos os dias espalhados pela cidade, resultantes dos chamados associados do tráfico de drogas. Pois não existe mais outras formas de crime e essa talvez seja a melhor das explicações para os constantes assassinatos, tão disseminados nesta cidade.

Some-se a esse quadro de horror,a programação televisiva de péssima qualidade imposta por programas das nossas emissoras locais, é o apocalipse da TV baiana que insiste em utilizar fórmulas chulas, e de baixíssimo nível para conseguirem audiência. Nossos olhos e ouvidos estão cansados de ver e ouvir o sofrimento de nossos irmãos,sem termos nada a dizer, nem a fazer. O silêncio dos grupos ativistas dos direitos humanos, bem como a total falta de mobilização por parte do movimento negro, só nos causa uma sensação, de espanto ainda maior.

Todos sabemos que os índices de criminalidade tem crescido assustadoramente, e que por diversos fatores, inclusive uma educação de péssima qualidade, a criminalidade tem assolado o estado da Bahia, mas matar nunca foi nem nunca será a solução, é preciso repensar a política de segurança pública do estado da Bahia, e acabar com essa exploração da violência feita por programas sensacionalistas, que só estimulam a juventude negra e periférica a práticas ainda mais elaboradas e cruéis.

"Paz entre nós... foda-se os Playboys"

Mano Bronw (Racionais Mc's)

Fonte: Lista Racial

Matéria publicada no Portal Geledés. Clique para ler a matéria na íntegra...

Comente e participe

Notícias

Índios emprestam tradição familiar para a Páscoa dos porto-alegrenses

Domingo, 20 Abril 2014
Índios emprestam tradição familiar para a Páscoa dos porto-alegrenses

Por Fernanda Morena, na  Sul 21

Dez entre as dez famílias indígenas que ocupam a rua dos Andradas, em Porto Alegre, vendendo cestinhos de Páscoa, vivem ...

Leia mais...

Pin-up Negra: Histórias e Tedências

Segunda, 14 Abril 2014
Pin-up Negra: Histórias e Tedências

Por  Nah Blanca

 

O estilo pin-up surgiu no início do século XX e uma pin-up é normalmente uma mulher que trabalha como modelo ou atriz e é fotografada e...

Leia mais...

Áreas de Atuação

Quilombos de São Paulo recebem profissionais do Programa Mais Médicos

Sexta, 18 Abril 2014
Quilombos de São Paulo recebem profissionais do Programa Mais Médicos

 

Recepção aos médicos acontece nesta quinta, dia 17, no quilombo de André Lopes. 

Comunidades de quilombos do município de Eldorado, São Paulo, receber...

Leia mais...

Educação de pior qualidade e maior evasão entre os negros e hispânicos

Domingo, 20 Abril 2014
Educação de pior qualidade e maior evasão entre os negros e hispânicos

 

A ONU denuncia que a discriminação racial se dá de forma constante em todas as esferas da sociedade dos EUA

O fracasso escolar freia o progresso socioeconô...

Leia mais...

Em Debate

Dúvida - Por: Mônica Francisco

Quinta, 17 Abril 2014
Dúvida - Por: Mônica Francisco

Li em uma matéria veiculada por uma revista que circula aos Domingos sobre pessoas que estão deixando o Rio e até o Brasil, por conta do alto custo de vida e da...

Leia mais...

Futebol brasileiro e ética - Por: Cidinha da Silva

Quinta, 17 Abril 2014
Futebol brasileiro e ética - Por: Cidinha da Silva

O futebol, que me distrai tanto, anda afastado de meu campo de interesses e possibilidades. Tempos de muito trabalho interno, externo e literário. Restam-me as ...

Leia mais...

Racismo e Preconceito

CBF vai lançar aplicativo para denúncia de casos de racismo

Terça, 22 Abril 2014
CBF vai lançar aplicativo para denúncia de casos de racismo

A entidade divulgou no domingo a campanha de conscientização 'Somos Iguais' que tem a intenção de repudiar casos de racismo no futebol

 

A Confederação Brasi...

Leia mais...

FIFA proíbe protesto de indígena brasileiro contra Coca-Cola em Londres

Terça, 22 Abril 2014
FIFA proíbe protesto de indígena brasileiro contra Coca-Cola em Londres

Nixiwaka Yawanawá, indígena brasileño en la presentación del Mundial de fútbol en Londres. FIFA fue impedido de mostrar el mensaje completo en su polo mientras ...

Leia mais...

Atlântico Negro

Veja lista de organizações habilitadas no Prêmio Lélia Gonzalez

Quinta, 17 Abril 2014
Veja lista de organizações habilitadas no Prêmio Lélia Gonzalez

Iniciativa da SEPPIR e SPM premiará projetos que envolvam mídias; campanhas; eventos (cursos, seminários, oficinas, encontros ou similares); produção de publica...

Leia mais...

A guerra suja do FBI contra Martin Luther King

Sábado, 05 Abril 2014
A guerra suja do FBI contra Martin Luther King

 

Após o histórico discurso de “Eu Tenho um Sonho”, King passou a ser alvo de uma cruzada secreta e sem limites, com o aval das altas esferas do governo dos...

Leia mais...

Patrimônio Cultural

Cinema de cabelo duro

Terça, 22 Abril 2014
Cinema de cabelo duro

"Pelo Malo" traça vasto panorama da sociedade venezuelana atual, sem perder olhar delicado sobre relação familiar que é seu tema

Por José Geraldo Couto, no blog ...

Leia mais...

Cientistas descobrem o primeiro pênis feminino

Terça, 22 Abril 2014
Cientistas descobrem o primeiro pênis feminino

Cientistas descobriram, no Brasil, espécies de insetos em que as fêmeas têm pênis e os machos, vaginas

Por: Vanessa Daraya

Biólogos encontraram primeiro caso do m...

Leia mais...

Esquecer? Jamais!

Tortura: herança da colonização, aprimorada pela ditadura e comum até hoje

Terça, 01 Abril 2014
Tortura: herança da colonização, aprimorada pela ditadura e comum até hoje

Para historiadora, a prática encontra eco na sociedade brasileira,   que “espanca e acorrenta adolescentes negros em razão de um furto comum”

Por Anna Beatriz...

Leia mais...

» Violência Racial

violencia-racial
e-Book
Violência Racial
iFOCUS Consultoria Joomla! Portal, site e template Joomla! Projeto e mídias sociais: Odemur Marangoni