1ª Marcha do Orgulho Crespo ocupa a Avenida Paulista

Neste domingo, dia 26, São Paulo recebe a 1ª Marcha do Orgulho Crespo, em comemoração ao Dia da Mulher Negra, Latino-americana e Caribenha, celebrado no dia 25 de julho. A concentração da marcha será realizada no vão livre do MASP, ao meio-dia, e seguirá pela Avenida Paulista e Rua da Consolação, até a Casa Amarela. O evento tem entrada Catraca Livre e rola até às 22h.

Após a Marcha, diversas atividades que envolvem cabelo, identidade e representatividade acontecerão na Casa Amarela, localizada à rua da Consolação, como bate-papo sobre cabelo; oficinas de trança, turbante, maquiagem e dança; projeção de filmes sobre cabelo afro; desfile de crespas e crespos; intervenção de grafite e dança; discotecagem e Sound System.

A marcha, organizada pela Hot PenteBlog das Cabeludas – cabelo crespo, afro hair, black power e Casa Amarela, também age em resposta às diversas manifestações racistas em relação ao cabelo crespo, ainda presentes em nossa sociedade.

+ sobre o tema

para lembrar

Caneladas do Vitão: Uma vez Anielle, sempre Marielle 2

Brasil, meu nego, deixa eu te contar, a história...

Dizem que `num´pega, mas um dia ainda vão aprender que pega

Domingo passado, folheando revistas velhas, bati o olho numa...

Primeira vereadora negra eleita em Joinville é vítima de injúria racial e ameaças

A vereadora Ana Lúcia Martins (PT) é a primeira...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=