segunda-feira, outubro 26, 2020

    Resultados da pesquisa por 'África do Sul'

    Foto de 9 de novembro de 2013, mostra Zindzi Manela, filha de Nelson Mandela, em Beverly Hills, nos EUA Phil — Foto: McCarten/ Reuters

    Zindzi Mandela, filha de Nelson Mandela, morre na África do Sul

    Zindzi Mandela, filha do ex-presidente da África do Sul e herói nacional Nelson Mandela, morreu. O anúncio foi feito pelo porta-voz do partido governista do país Congresso Nacional Africano (CNA) nesta segunda-feira (13). Zindzi Mandela, cuja mãe foi a ativista anti-apartheid Winnie Madikizela-Mandela, ganhou notoriedade internacional quando leu a rejeição de Nelson Mandela à oferta de liberdade do então presidente sul-africano, P.W. Botha, em 1985. A emissora estatal SABC disse que Zindzi, de 59 anos e que atuava como embaixadora da África do Sul na Dinamarca, morreu em um hospital de Johanesburgo. Não foi informada a causa da morte. "É uma morte prematura. Ela ainda tinha um papel a desempenhar na transformação da nossa sociedade e um papel ainda maior a desempenhar no Congresso Nacional Africano", disse o porta-voz do CNA, Pule Mabe. Mabe disse que mais detalhes serão divulgados futuramente. A Fundação Nelson Mandela não respondeu de imediato a ...

    Leia mais
    Foto: GCIS

    As lições que África do Sul pode dar ao Brasil na crise do coronavírus

    Desde o início da pandemia, a África do Sul vem se destacando pelo rigor adotado nas políticas de enfrentamento ao coronavírus. Menos de um mês após o primeiro registro da doença no país, que ocorreu em 05/03, o governo decretou estado de desastre nacional, com um severo lockdown que iniciou em 26/03. Agora, após dois meses do fechamento total do país, os sul-africanos se preparam para retomar sua rotina. A partir de 1/6, a África do Sul passa para o estágio 3 do confinamento e quase todas as atividades serão reabertas. Enquanto isso, o Brasil se aproxima cada vez mais da posição de epicentro da pandemia. Mas o que explica que países com tanta similaridade socioeconômica apresentem números tão diferentes com relação ao coronavírus? Até esta quinta-feira (28/05) a África do Sul registrou 27.610 casos com 580 mortes por Covid-19, enquanto o Brasil tem 418.608 casos com 25.935 mortes. Quando ...

    Leia mais
    A busca por achatar a curva de casos de coronavírus na África do Sul tem um motivo: o país tem um sistema de saúde público precário e que não suportaria uma enxurrada de doentes - Foto: Anadolu Agency

    África do Sul enfrenta dilemas da militarização prestes a completar um mês de lockdow

    Apesar da rigidez, a classe empresarial sul-africana não está fazendo passeatas para pressionar pela abertura do país Por Waleiska Fernandes, do Brasil de Fato A busca por achatar a curva de casos de coronavírus na África do Sul tem um motivo: o país tem um sistema de saúde público precário e que não suportaria uma enxurrada de doentes - Foto: Anadolu Agency Na semana passada, enquanto no Brasil havia corrida por ovos de Páscoa nos supermercados, na África do Sul, o artigo nem à venda estava. Isso porque o governo sul-africano determinou que tudo fosse recolhido dos mercados desde a última semana de março, quando foi decretado o estado de fechamento do país (lockdown) para a contenção da propagação do coronavírus. Mas o que os ovos de Páscoa têm a ver com a pandemia? Nada e tudo. O ovo de Páscoa propriamente não, mas especialistas apontam ...

    Leia mais

    Moçambicanos na África do Sul: “O coronavírus vai matar-nos à fome”

    A África do Sul entra esta quinta-feira em confinamento obrigatório de três semanas. Só serão permitidas deslocações essenciais a supermercados, hospitais ou farmácias. Imigrantes moçambicanos temem ficar sem sustento. Por Milton Maluleque, Do DW (Foto: Reuters/M. Hutchings) Para estancar a propagação de infeções com o novo coronavírus, todo o território sul-africano passa a estar em confinamento obrigatório. A medida entra em vigor às 23:59 desta quinta-feira (26.03) e mantém-se até à meia-noite de 16 de abril, num total de três semanas. O Exército foi destacado, a nível nacional, para prestar assistência à polícia e manter as pessoas em casa. Uma ação justificada por se terem registado várias violações às medidas impostas pela declaração de uma emergência nacional. A África do Sul registou o primeiro caso positivo de Covid-19 a 05 de março na província de KwaZulu-Natal. Entretanto já conta com mais de 900 casos registados, segundo ...

    Leia mais
    Phill Magakoe / AFP

    De volta à África do Sul, Miss Universo inspira jovens mulheres negras

    Zozibini Tunzi foi recebida por uma centena de fãs em Johannesburgo e falou da importância da emancipação das mulheres Da AFP, no O Globo Miss Universo, Zozibini Tunzi, volta à África do Sul após coroação  (Phill Magakoe / AFP) Seu cabelo curto e crespo e seu discurso feminista causam uma boa impressão na África do Sul. Centenas de jovens fãs aplaudiram a nova Miss Universo nesta quinta-feira, em seu retorno ao país pela primeira vez depois de sua coroação. Usando brincos azuis e um vestido com estampas africanas, Zozibini Tunzi cumprimentou os fãs sorrindo do alto de um ônibus turístico que passeou pelas ruas de Joanesburgo. — Ela aceita e até venera seus cabelos naturais. Queremos que nossas filhas façam o mesmo — explica a cabeleireira Millicent Manyike, 28 anos, que veio a admirar a jovem, coroada em dezembro nos Estados Unidos. — É importante para ...

    Leia mais
    Há 30 anos a médica Mamisa Chabula-Nxiweni, de 72 anos, atua no atendimento de meninos que tiveram danos causados por circuncisões malfeitas Foto: AFP

    Médica luta há 30 anos contra mutilações genitais em meninos na África do Sul

    Mesmo sendo criticada e ameaçada, a médica Mamisa Chabula-Nxiweni, de 72 anos, continua relatando os danos causados pelas circuncisões de rituais tradicionais impostas aos adolescentes do país De AFP, no O Globo Há 30 anos a médica Mamisa Chabula-Nxiweni, de 72 anos, atua no atendimento de meninos que tiveram danos causados por circuncisões malfeitas (Foto: AFP) Há 30 anos ela é criticada, insultada e ameaçada. Mas a médica Mamisa Chabula-Nxiweni segue em frente e continua relatando os danos causados pelas circuncisões tradicionais impostas aos adolescentes na África do Sul. Em seu consultório na cidade portuária de Port-Elizabeth, esta médica de 72 anos mostra a tranquilidade de quem está determinada a defender uma causa justa. "Não me arrependo de nada", afirma. "Pedimos ao governo para agir, já que continuam morrendo jovens, devido a circuncisões malfeitas", acrescenta. "Era necessário fazer alguma coisa". Sua luta e compromisso não foram ...

    Leia mais
    Missionaria brasileira, da África do sul, desiste de missão e cria microempresa de gastronomia Arquivo Pessoal

    Decepcionada como missionária evangélica na África do Sul, brasileira vira chef

    Maria da Conceição Lima da Silva tem 48 anos e há 11 trocou Natal por Joanesburgo. Deixou no Brasil seis filhos, 13 netos, a mãe, amigos e outros parentes para ser missionária evangélica na Cidade do Ouro. O projeto foi cheio de contratempos, mas, em compensação, possibilitou que ela abrisse uma microempresa de gastronomia. Por Kinha Costa, do RFI Missionaria brasileira, da África do sul, desiste de missão e cria microempresa de gastronomia (©Arquivo Pessoal) Conceição estudou pouco, trabalhou muito, teve filhos muito jovem e quase nenhuma ajuda dos companheiros. O emprego mais constante foi o de empregada doméstica. Para completar o salário, fazia catering, sua paixão. Em Natal, participava da comunidade da igreja evangélica do seu bairro. Até que soube da possibilidade de realizar missões em outros países. Começou a pensar em sair do Brasil, em busca de uma vida melhor. Em 2008, soube que ...

    Leia mais

    I Encontro Internacional da Coalizão Negra Por Direitos: Brasil, Estados Unidos, Equador, Colômbia e África do Sul.

    O Encontro Internacional da Coalizão Negra Por Direitos: Brasil, Estados Unidos, Equador, Colômbia e África do Sul tem como objetivo reunir lideranças das organizações do movimento negro brasileiro que têm promovido ações conjuntas para influenciar o legislativo e assegurar os direitos humanos da população negra no Brasil. Da Coalizão Negra Por Direitos Além das ações de incidência política nacional, a Coalizão Negra por Direitos tem articulado apoio internacional e denúncias em organismos de direitos humanos e em fóruns internacionais. Quando? 28, 29 e 30 de novembro de 2019 Onde? Ocupação 9 de Julho - Endereço: R. Álvaro de Carvalho, 427 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01050-070 Acompanhe mais informações no evento do Facebook. Vagas limitadas! Inscreva-se 

    Leia mais

    I Encontro Internacional da Coalizão Negra Por Direitos: Brasil, Estados Unidos, Equador, Colômbia e África do Sul

    O Encontro Internacional da Coalizão Negra Por Direitos: Brasil, Estados Unidos, Equador, Colômbia e África do Sul tem como objetivo reunir lideranças das organizações do movimento negro brasileiro que têm promovido ações conjuntas para influenciar o legislativo e assegurar os direitos humanos da população negra no Brasil. enviado por Douglas Belchior para o Portal Geledés Além das ações de incidência política nacional, a Coalizão Negra por Direitos tem articulado apoio internacional e denúncias em organismos de direitos humanos e em fóruns internacionais. Quando? 28, 29 e 30 de novembro de 2019 Onde? Ocupação 9 de Julho - Endereço: R. Álvaro de Carvalho, 427 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01050-070 Acompanhe mais informações no evento do Facebook. Vagas limitadas! Inscreva-se clicando no botão "Next" abaixo 👇🏿 Inscreva-se aqui

    Leia mais
    Meghan Markle durante discurso em Nyanga, durante turnê com o príncipe Harry pela África do Sul
Imagem: Getty Images

    “Estou aqui como mãe, mulher, negra e sua irmã”, disse Meghan em visita à África do Sul

    Em sua primeira visita à África do Sul, em Nyanga, Meghan Markle faz discurso empoderador e emocionante Por Ana Carolina Pinheiro, da Revista Cláudia (CHRIS JACKSON/Getty Images) Ao lado do príncipe Harry, Meghan Markle visitou nesta segunda-feira (23) a organização The Justice Desk, que apoia crianças e pessoas vulneráveis em Nyanga, na África do Sul. A Duquesa de Sussex fez um discurso emocionante e engajado para a comunidade. “Estou aqui com você como mãe, como esposa, como mulher, como mulher negra e como sua irmã”, disse Meghan. Vale lembrar que o país possui uma taxa de feminícidio cinco vezes maior do que a média global e sofre com o abandono das questões sociais, como saúde, moradia, educação, entre outros pontos. Sobre a série de assassinatos de mulheres nas últimas semanas, Meghan também se pronunciou e aproveitou para valorizar o trabalho realizado por instituições voluntárias. “O trabalho que ...

    Leia mais
    Presidente Cyril Ramaphosa. (Foto: Thierry Monasse, Getty)

    África do Sul envia missão a países africanos após onda de violência xenófoba

    O Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, enviou uma missão a sete países africanos para entregar mensagens de solidariedade devido à vaga de violência xenófoba no país, anunciou hoje a presidência da República. No Sapo Notícias Presidente Cyril Ramaphosa. (Foto: Thierry Monasse, Getty) A missão, composta pelo ex-ministro da energia Jeff Radebe, o embaixador Kingsley Mmabolo e o veterano do partido no poder Khulu Mbatha, visitará Nigéria, Níger, Gana, Senegal, Tanzânia, República Democrática do Congo e Zâmbia, refere a presidência sul-africana em comunicado divulgado hoje na página oficial de internet. Moçambique e Portugal, cujas diásporas na África do Sul foram também afetadas pela violência xenófoba, não são mencionados no comunicado presidencial como parte do itinerário dos enviados especiais nomeados pelo chefe de Estado sul-africano. O comunicado adianta que os enviados especiais partiram da África do Sul no sábado "para entregar mensagens de solidariedade a vários ...

    Leia mais
    Mulher nigeriana se prepara para embarcar para a Nigéria após ataques xenofóbicos na África do Sul
Imagem: Reuters

    Nigerianos que fogem da violência na África do Sul começam a deixar o país

    O primeiro dos voos programados para repatriar os 640 nigerianos residentes na África do Sul que pediram para deixar o país querendo fugir dos ataques xenofóbicos ocorridos nos últimos dias, decolou hoje de Johanesburgo com destino a Lagos, na Nigéria No UOL Mulher nigeriana se prepara para embarcar para a Nigéria após ataques xenofóbicos na África do SulImagem: Reuters Este primeiro avião, que deixou o Aeroporto Internacional Oliver Tambo com várias horas de atraso devido a problemas com a documentação de alguns dos passageiros, decolou com 317 pessoas, confirmou o ministro das Relações Exteriores nigeriano, Geoffrey Onyeama, em sua conta do Twitter. As operações de repatriamento continuarão nos próximos dias, até a saída dos 640 imigrantes nigerianos que tenham informado ao consulado de seu país suas intenções de deixar a África do Sul. Os voos são gratuitos graças a uma iniciativa da empresa privada nigeriana Air ...

    Leia mais
    Manifestante exibe cartaz que homenageia estudante estuprada e morta ao buscar uma encomenda no correio. Passeata na Cidade do Cabo pede fim da violência contra a mulher na África do Sul — Foto: AP Photo

    Assassinatos de mulheres na África do Sul causam protestos e impõem pressão ao governo

    Estupro seguido de morte de estudante que buscava uma encomenda no correio foi um dos estopins para os protestos. Presidente sul-africano promete medidas. Do G1 Manifestante exibe cartaz que homenageia estudante estuprada e morta ao buscar uma encomenda no correio. Passeata na Cidade do Cabo pede fim da violência contra a mulher na África do Sul — Foto: AP Photo Dois recentes feminicídios levaram milhares de manifestantes às ruas da Cidade do Cabo para exigir o fim da violência contra a mulher na África do Sul. Os protestos impuseram pressão no presidente sul-africano, que prometeu medidas para conter o problema no país (leia quais são as medidas mais adiante). Um dos casos recentes foi a morte de Uyinene Mrwetyana, de 19 anos, que chocou a opinião pública sul-africana. A jovem foi estuprada e assassinada em uma agência de correio por um funcionário ao buscar uma correspondência, ...

    Leia mais
    O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, à esquerda, durante o anúncio de seu ministério — Foto: Siphiwe Sibeko/Reuters

    Metade dos ministérios da África do Sul será comandada por mulheres

    Presidente recém-eleito anunciou quem serão seus ministros. Do G1 O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, à esquerda, durante o anúncio de seu ministério — Foto: Siphiwe Sibeko/Reuters O governo da África do Sul terá metade dos ministérios ocupada por mulheres, segundo anúncio do presidente Cyril Ramaphosa. A Etiópia e Ruanda fizeram anúncios semelhantes no ano passado. Ramaphosa diminuiu o número de ministérios de 36 para 28. Ele busca reduzir um processo de inchaço da máquina pública iniciado pelo seu antecessor, Jacob Zuma, que deixou o governo no ano passado por causa de acusações de corrupção. O partido de Ramaphosa, o Congresso Nacional Africano, ganhou as eleições que aconteceram neste mês de maio, mas foi a vitória mais apertada nos 25 anos em que está no poder. Há frustração do eleitorado. A luta contra a corrupção e melhorar o gerenciamento do orçamento viraram os maiores ...

    Leia mais

    Camila Pitanga protagoniza viagem incrível à África do Sul

    Camila Pitanga embarcou recentemente para uma experiência incrível. Junto de um grupo de mulheres, entre elas Nátaly Neri, Djamila Ribeiro, a jornalista Milly Lacombe e a cinegrafista Carol Rocha, elas foram convidadas para participar de uma viagem com um grande intuito cultural. Por Pedro Ungheria  Do Ofuxico Camila Pitanga protagoniza viagem incrível à África do Sul Foto: Reprodução/Ofuxico A fim de desbravar os locais que ficaram marcados por terem feito parte, de alguma forma, da história de Nelson Mandela, as mulheres partiram com o destino à África do Sul. Percorrendo os passos do grande líder sul-africano, elas estão conhecendo um pouco mais da riquíssima herança cultural do país. A viagem foi organizada pelo South African Tourism, escritório do turismo da África do Sul no Brasil, como uma das ações de celebração do centenário de Nelson Mandela. A ideia é mostrar, através do olhar dessas mulheres brilhantes, a ...

    Leia mais
    Khensani Maseko. Picture: @_khensani_/Instagram.

    Suicídio de Khensani Maseko, de 23 anos aumenta revolta contra cultura do estupro na África do Sul

    Jovem militante havia buscado ajuda da universidade; país tem um dos maiores índices de estupro do mundo no Brasil de Fato Khensani Maseko. Picture: @_khensani_/Instagram. No mesmo dia em que a África do Sul celebrou o Dia Nacional da Mulher, na terça-feira (9), o país viveu o luto do enterro da estudante de Direito Khensani Maseko, de 23 anos, que cometeu suicídio após ser estuprada no campus da Universidade de Rhodes. A morte da jovem aconteceu apenas alguns dias depois de uma mobilização nacional de mulheres contra violência de gênero, a #TotalShutdown, em um país onde o índice de feminicídio é cinco vezes maior que o índice global. De acordo com dados da polícia sul-africana, um total de 124.526 pessoas foram estupradas nos últimos três anos no país. Deste total, 41% eram crianças. Uma mulher é morta no país a cada quatro horas, muitas vezes por seus maridos ...

    Leia mais
    Tourists at entrance to the prison on Robben Island

    Centenário de Mandela: Reviva os passos do líder na África do Sul

    Em 18 de julho de 2018, o sul-africano Nelson Mandela faria 100 anos. Para celebrar o ex-presidente e sua luta pela liberdade e igualdade no mundo, festas, eventos e shows marcarão este ano. Por Andrea Miramontes, Lado B Viagem Crédito: Getty Images Robben Island, prisão onde Mandela passou 18 dos 27 anos em que ficou encarcerado Para ajudar a desvendar o mundo do líder, um app do turismo da África do Sul faz com que qualquer um possa percorrer os passos de Madiba, como Mandela é carinhosamente chamado. O  aplicativo Madiba’s Journey (A Jornada de Madiba) permite caminhar pela chamada “Jornada de Mandela” . Ele usa dados de localização dos usuários para indicar em tempo real a que distância eles se encontram das atrações. Você acha para baixar gratuitamente e de forma segura no post do Lado B Viagem. Tem informações em português sobre os lugares, textos e áudios sobre as atrações, mapas ...

    Leia mais

    Charlotte Maxeke ou a “Mãe da Liberdade Negra” na África do Sul

    Dedicou a sua vida à luta pelos direitos das mulheres e à educação na África do Sul, no entanto, os esforços de Charlotte Maxeke nem sempre foram reconhecidos. O seu trabalho está agora a ser redescoberto e divulgado. Por Jackie Wilson, do DW Foto: Comic Republic   Nasceu: a 7 de abril de 1871, ou talvez em 1874. Não há consenso acerca do ano e local de nascimento de Charlotte Mannya Maxeke. Alguns afirmam que ela nasceu em Fort Beaufort, na província do Cabo Oriental, outros dizem que foi em Ramokgopa, no distrito de Polokwane, na província de Limpopo. Já a data da sua morte é clara. Charlotte Maxeke morreu a 16 de outubro de 1939. Reconhecida por: várias coisas. A sua voz, o seu trabalho pela igreja e a sua dedicação aos direitos das mulheres, as suas excecionais habilidades de oratória... Mas ela é principalmente reconhecida por ter sido a primeira mulher ...

    Leia mais

    A África do Sul de 1960 e o Brasil de 2018: processo genocida em curso

    A educadora Layla Maryzandra, do Inesc, escreve sobre a origem do Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial e o contexto atual Por Layla Maryzandra Enviado para o Portal Geledés Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil Manhã de 21 de março 1960, cidade de Sharpeville, a África do Sul.  Pelo menos 20 mil negros sul-africanos foram brutalmente atacados pela tropa do Exército durante uma manifestação pacífica contra a Lei do Passe, que limitava o trânsito de negros por determinados lugares, obrigando-os a andar com uma caderneta na qual estavam delimitados os locais por onde tinham permissão de circular. O resultado de um dos maiores massacres do regime do Apartheid naquele país, junto ao que ocorreu no Levante de Soweto em 1976, foi 69 mortos e cerca de 180 feridos. O caso ficou conhecido como o Massacre de Sharpeville e, como tantos outros atos de violência que ocorreram no ...

    Leia mais
    Reprodução/ Os Pestinhas

    Filme de animação moçambicano em destaque na África do Sul

    Os Pestinhas, uma longa metragem animada, criada e produzida em Moçambique, mereceu recentemente um destaque especial no website da Gauteng Film Comission (África do Sul). Esta é a primeira longa metragem animada feita por e em Moçambique. Do MAPUTO FAST FORWARD Reprodução/ Os Pestinhas A equipe por detrás de “Os Pestinhas” é a FX Lda, um estúdio de produção cinematográfica fundado por Nildo Essá e composto por arquitectos, animadores e artistas gráficos. O estúdio especializa-se maioritariamente em spots comerciais, séries de TV e longas-metragens.   “Nos finais de 2010, eu e a minha equipa tivemos a ideia de criar os nossos próprios personagens, com a intenção de produzir material educacional que não fosse tedioso (…) Pensámos que poderíamos repassar estas mensagens de uma forma mais interessante e apelativa através de bonecos animados.” diz Nildo, ao falar da motivação em criar personagens animados para o contexto Moçambicano.   O Tio Xixiteiro, ...

    Leia mais
    Página 1 de 256 1 2 256

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist