sexta-feira, agosto 14, 2020

    Resultados da pesquisa por ' Guiné-Bissau'

    Bissau, capital guineense. Imagem de Ilustração. © AFP - EMILIE IOB

    Covid-19: Dois casos confirmados na Guiné-Bissau

    Os dois infectados são um cidadão indiano, homem de negócio residente em Bissau, e um cidadão da República Democrática do Congo, funcionário das Nações Unidas. Do RFI Bissau, capital guineense. Imagem de Ilustração. © AFP - EMILIE IOB Há ainda um terceiro caso suspeito, um cidadão da Guiné-Bissau, estudante no Senegal regressado ao país recentemente. Os testes laboratoriais sobre a situação do estudante no Senegal estão a decorrer, talvez até sexta-feira os resultados serão conhecidos. O cidadão indiano está na sua residência sob vigilância médica e o congolês está nas instalações das Nações Unidas. Ambos deverão ser transferidos para o hospital Simão Mendes, o mais tardar, até sexta-feira. O centro de isolamento e tratamento de doentes com o Covid-19 no hospital Simão Mendes está a ser ultimado pela engenheira militar. O anúncio feito pelas autoridades em como há dois casos confirmados de infecção com o Covid-19 parece estar, finalmente, a meter medo aos guineenses. ...

    Leia mais
    © Getty Images

    Guiné-Bissau: novo golpe de Estado?

    O ano começou em meio a uma crise institucional por suspeitas de fraude no processo eleitoral para presidência da República. Desde a libertação conquistada em 1973 até a atualidade, o país passou por curtos períodos de estabilidade política. Por Maria do Carmo Rebouças dos Santos, do Diplomatique © Getty Images Não obstante sua luta pela libertação nacional ser reconhecida – não com o status que mereceria – como a mais bem sucedida guerra pela descolonização africana e Amílcar Cabral figurar como uma das grandes personalidades do século XX, a Guiné-Bissau, pequeno país situado na costa Ocidental africana, ainda continua a lutar para ser sujeito da sua própria história. O ano começou em meio a uma crise institucional por suspeitas de fraude no processo eleitoral para presidência da República. Desde a libertação conquistada em 1973 até a atualidade, o país passou por curtos períodos de estabilidade política. ...

    Leia mais
    FOTO: DR

    Eneida Marta, a voz da Guiné-Bissau. “Cresci num país feliz, livre e independente”

    Veio para Portugal há 30 anos para ser polícia, mas a vontade de mostrar a música da Guiné-Bissau ao mundo mudou-lhe o rumo. Por Mariana Madrinha, do Jornal  do I Foto: DR/Reprodução/CM Jornal Chamam-lhe a diva, a rainha da música da Guiné-Bissau. Chega de sorriso luminoso, passo tranquilo e uma voz cheia que usa há quase 20 anos para fazer cumprir dois sonhos. O primeiro é o de levar o som do seu país – uma das sonoridades menos conhecidas de África – ao mundo. O segundo, e que ela considera ser a sua missão, é o de deixar a vida das crianças um pouco melhor. Já foi embaixadora da UNICEF por isso mesmo e saiu do cargo por se sentir de mãos atadas. Pelo caminho, a música, sempre. O seu quinto disco, Ibra, está à venda desde a semana passada e já foi apresentado pela ...

    Leia mais
    PARIS, FRANCE - JULY 10: Eder of Portugal celebrates after Portugal's 1-0 win against France during the UEFA EURO 2016 Final match between Portugal and France  at Stade de France on July 10, 2016 in Paris, France.  (Photo by Stanley Chou/Getty Images)

    Cristiano Ronaldo? Portugal deve o título a Éder, um jovem nascido em Guiné-Bissau

    Não se trata de diminuir o tamanho de Cristiano Ronaldo, mas Portugal deve a outro atleta a festa que vive desde ontem. Éder, um jovem negro nascido na Guiné-Bissau. Por  Rafael Nardini, do HuffPost Brasil   Após atuar todos os minutos da Eurocopa de 2016, Cristiano Ronaldo saiu de campo lesionado aos 25 do primeiro tempo da final e viu do banco de reservas a sua seleção portuguesa vencer por 1 a 0 a anfitriã França, na prorrogação, e alcançar o título inédito. Com isso, alguém precisava suprir a lacuna. Coube ao jovem africano naturalizado português. Após entrar em campo aos 34 minutos do segundo tempo, o atacante Éder foi o responsável por marcar o gol mais importante da história de Portugal, que garantiu o primeiro título do país na Eurocopa. "Cristiano Ronaldo me disse que eu faria o gol da vitória e com toda a equipe, passou-me essa força, essa ...

    Leia mais
    A presença de Amílcar Cabral na música RAP na Guiné-Bissau e em Cabo-Verde - Por: Redy Wilson Lima e Miguel de Barros

    A presença de Amílcar Cabral na música RAP na Guiné-Bissau e em Cabo-Verde – Por: Redy Wilson Lima e Miguel de Barros

     Nos anos de 1990, com a vaga de democratização na Guiné-Bissau e em Cabo-Verde, quer o PAIGC quer o PAICV, partidos tidos como “força, luz e guia do povo”, perdem esse estatuto, pondo fim simultaneamente à cadeia de domesticação dos espíritos, precipitando assim uma descoletivização social das organizações juvenis sob o prisma comunista. Isto fez com que os jovens reinventassem formas de sociabilidades no seio dos grupos de pares, num contexto marcado pela globalização e afro-americanização do mundo, em que a cultura hip-hop, através do seu elemento oral, o rap, aparece como veículo da liberdade de expressão e de protesto dos grupos urbanos em situação de maior precariedade. Este artigo pretende analisar de que forma os jovens guineenses e cabo-verdianos recontextualizaram através do rap, na nova conjuntura dos dois países, o discurso pan-africanista e nacionalista de Amílcar Cabral, tendo em conta o risco de branqueamento da memória coletiva e histórica; a ...

    Leia mais
    A presença de Amílcar Cabral na música RAP na Guiné-Bissau e em Cabo-Verde

    A presença de Amílcar Cabral na música RAP na Guiné-Bissau e em Cabo-Verde – Por: Redy Wilson Lima e Miguel de Barros

    Nos anos de 1990, com a vaga de democratização na Guiné-Bissau e em Cabo-Verde, quer o PAIGC quer o PAICV, partidos tidos como “força, luz e guia do povo”, perdem esse estatuto, pondo fim simultaneamente à cadeia de domesticação dos espíritos, precipitando assim uma descoletivização social das organizações juvenis sob o prisma comunista. Isto fez com que os jovens reinventassem formas de sociabilidades no seio dos grupos de pares, num contexto marcado pela globalização e afro-americanização do mundo, em que a cultura hip-hop, através do seu elemento oral, o rap, aparece como veículo da liberdade de expressão e de protesto dos grupos urbanos em situação de maior precariedade. Este artigo pretende analisar de que forma os jovens guineenses e cabo-verdianos recontextualizaram através do rap, na nova conjuntura dos dois países, o discurso pan-africanista e nacionalista de Amílcar Cabral, tendo em conta o risco de branqueamento da memória coletiva e histórica; a ...

    Leia mais
    ex mulher toni 300x225

    Ex-mulher de africano morto em MT quer levar corpo para Guiné-Bissau

    Por: Dhiego Maia Mãe de 2 filhas de Toni, Babilé Nhaga acompanha traslado do corpo. Corpo de africano morto em Cuiabá será trasladado nesta sexta-feira. A primeira mulher de Toni Bernardo da Silva, africano espancado até a morte há 16 dias em Cuiabá, desembarcou nesta quinta-feira (06) na capital para acompanhar o processo de traslado do corpo do ex-marido. A africana Babilé Augusto Nhaga morou com Toni em Guiné-Bissau e juntos tiveram duas filhas. A mais velha morreu e a segunda já tem nove anos. Em entrevista ao G1, a estudante de enfermagem, que também mora em Fortaleza, no estado do Ceará, disse que após a tragédia, apenas uma coisa a conforta: ela quer levar o corpo do Toni para a filha dela em Bissau. "Minha filha sabe que ele faleceu e desde então chora o tempo todo. Por isso é que eu quero ir com o corpo do Toni ...

    Leia mais
    sebatiao_isata

    Emissário da União Africana confiante na estabilização da Guiné-Bissau

    Dakar - O representante especial da União Africana (UA), Sebastião Isata, declarou-se quinta-feira "confiante e optimista" quanto aos esforços em curso, interna e externamente, para a estabilização política deste país da África Ocidental. "Estamos a encarar com optimismo e confiança o evoluir da situação para uma verdadeira reconciliação de todos os filhos da Guiné", realçou Isata no termo de audiências com o primeiro-ministro e com o Presidente da República da Guiné- Bissau, respetivamente Carlos Gomes Júnior e Malan Bacai Sanhá. Falando à imprensa em Bissau, Sebastião Isata disse fundar o seu optimismo no "espírito de abertura e compromisso" que tem norteado todos os encontros mantidos até agora com as autoridades governamentais desde a sua chegada ao país, domingo passado. Ele disse estar "muito satisfeito" com os resultados obtidos até agora durante tais encontros que descreveu como "frutíferos", lembrando que esta foi a segunda vez, em menos de uma semana, que ...

    Leia mais
    guine-bissau

    Guiné-Bissau quer força de Estabilização

    Em Bruxelas, o chefe do executivo guineense, Carlos Gomes Júnior, confirmava que o presidente da Guiné-Bissau já solicitou o envio de uma força de estabilização à comunidade internacional. Em declarações aos jornalistas, à saída de uma audiência com o presidente da Comissão Europeia (CE), José Manuel Durão Barroso, o primeiro-ministro Carlos Gomes Júnior explicou que a presença desta força em solo guineense visa criar condições adequadas para a construção de forças republicanas na GuinéBissau. O pedido de intervenção de uma força internacional tem gerado alguma polémica no seio das forças armadas que apesar de não se oporem abertamente afirmam dar o seu aval se a decisão for aprovada pelo Parlamento e demais órgãos do Estado. Comissão Europeia defende força de estabilização na Guiné-Bissau Por seu lado, o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, defendeu a presença de uma força de estabilização na Guiné-Bissau. Na opinião do responsável da União Europeia, ...

    Leia mais
    guinebissau-afp-02042010-hg

    Premiê de Guiné-Bissau descarta renúncia de Carlos Gomes Júnior

    Carlos Gomes Junior, que havia sido preso e voltou ao poder, diz que situação é estável O primeiro-ministro de Guiné-Bissau, Carlos Gomes Junior, disse nesta sexta-feira (2) que não renunciará e que a situação se estabilizou no país depois de um motim do Exército que levou à sua detenção: - Eu não vou renunciar porque fui eleito democraticamente. Considero o que aconteceu nesta quinta-feira um incidente. O premiê concedeu entrevista a jornalistas após reunião com o presidente Malam Bacai Sanha para solucionar a situação: - A situação é estável agora. Posso assegurar-lhes que as instituições voltarão a seu funcionamento normal. Carlos Gomes Junior havia sido preso nesta quinta-feira (1º) por militares rebeldes. Nesta sexta-feira (2), o procurador-geral de Bissau, Amine Michel Saad, buscou o primeiro-ministro em sua residência, onde estava em prisão domiciliar, para acompanhá-lo sob escolta até a sede da Presidência. Copyright AFP - Todos os direitos de reprodução ...

    Leia mais

    Organização africana quer fim da impunidade na Guiné-Bissau

    Fonte: Lusa Agência de Notícias - Bissau, 22 jun (Lusa) - A Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (Cedeao) quer acabar com a impunidade na Guiné-Bissau e pediu rapidez nas investigações aos assassinatos do presidente guineense e do chefe das Forças Armadas, ocorridos em março. "Para acabar com a atmosfera de impunidade depois dos assassínios e outros incidentes similares, os chefes de Estado e de Governo pedem à comissão da Cedeao e à União Africana, com a assistência técnica da União Europeia, para acelerarem as investigações, restaurar o respeito pela justiça e ajudar à criação de uma atmosfera para a reconciliação nacional", afirma o comunicado final da 36ª cúpula ordinária da Cedeao. "Além disso, apelam aos membros dos serviços de segurança para tomarem as medidas necessárias para criar uma atmosfera de paz que garanta as eleições de 28 de junho decorram de forma livre, transparente e credível", salienta o ...

    Leia mais
    Moçambique foi um dos antigos territórios colonizados pelos portugueses visitados pelo fotógrafo César Fraga (autor destas fotografias) e pelo historiador Maurício Barros de Castro (Imagem retirada do site Visão)

    À procura das raízes do racismo no país onde “morrem Georges Floyds todos os dias”

    Dois brasileiros confrontaram-se com o papel dos portugueses na escravatura ao percorreram nove países africanos em busca da herança negra do Brasil. Perante as manifestações antirracistas que varrem o mundo, o fotógrafo César Fraga e o historiador Maurício Barros de Castro denunciam o “negacionismo racial” do governo de Bolsonaro Quando era criança, o afro-brasileiro César Fraga, 47 anos, ouviu a mãe contar-lhe que a sua bisavó materna só não foi escrava graças à Lei do Ventre Livre. Também conhecida como Lei Rio Branco, esta legislação, aprovada em 1871, previa que as crianças nascidas de mães escravas seriam livres no Brasil. “A minha bisavó morreu quando eu tinha 10 anos, nunca soube pormenores muito específicos, mas sei que ela sentiu um enorme conflito interno por ter direitos que os pais não tinham, por serem escravos. Ela achava isso muito injusto”, conta o fotógrafo. Sentindo o peso da escravatura na história da ...

    Leia mais
    Imagem retirada do site

    Morreu Sarah Maldoror, pioneira do cinema africano

    Morreu Sarah Maldoror, que ajudou a fazer renascer o que nunca morreu. Pioneira do cinema africano, militante anticoloniasta, foi autora dos filmes Monangambé e Sambizanga. Foi mulher de Mário Pinto de Andrade. Por Ferreira Fernandes, do Diário de Notícias Sarah Maldoror (Imagem retirada do site Diário de Notícias) O pai era da caribenha ilha de Guadalupe, a mãe do sul de França, e o nome que Sarah se deu adulta homenageava o poeta franco-uruguaio Lautréamont, autor de Os Cantos de Maldoror. A cineasta Sarah Maldoror morreu hoje, 13 de abril, em Paris, vítima do coronavírus, aos 91 anos. Sarah Maldoror foi casada com o poeta e político angolano Mário Pinto de Andrade, fundador e primeiro presidente do MPLA. Em 1956, então dedicada ao teatro, Sarah Maldoror fundou Les Griots, a primeira companhia de atores africanos e caribenhos em Paris. Para lutar contra os exclusivos "papéis de ...

    Leia mais
    Crianças usam álcool em gel em uma igreja evangélica em Ouagadougou, Burkina Faso Foto: FINBARR O'REILLY / Finbarr O'Reilly/The New York Times

    Experiência com epidemias vem ajudando a conter disseminação do coronavírus na África

    Medidas restritivas foram tomadas de maneira preventiva; analistas, no entanto, temem que propagação possa ser rápida em países mais pobres Por Marina Gonçalves, do O Globo Crianças usam álcool em gel em uma igreja evangélica em Ouagadougou, Burkina Faso Foto: FINBARR O'REILLY / Finbarr O'Reilly/The New York Times Quando países europeus, como a Itália ou a Espanha, ainda tomavam medidas leves em relação aos primeiros casos de coronavírus na China, as nações africanas entraram em alerta. As cicatrizes da proliferação do ebola no continente, que entre os anos 2014 e 2016 deixou mais de 11 mil mortos e cerca de 28 mil infectados, ainda estavam abertas. Mas é justamente a experiência em assistência básica que diversos países adquiriram no combate à epidemia uma das explicações para a até agora lenta propagação do coronavírus na região, somada à expectativa de vida mais baixa em média no continente ...

    Leia mais
    El - A atriz portuguesa Isabél Zuaa Foto: Kenny Hsu / Kenny Hsu | Styling: Matheus Martins

    Nome quente no cinema nacional, a portuguesa Isabél Zuaa viverá Lilith

    Enquanto termina de gravar novo longa, atriz conta como se inspirava em novelas da Globo durante a infância e fala sobre a sua rotina entre Portugal e Brasil Por Eduardo Vanini, do O Globo El - A atriz portuguesa Isabél Zuaa Foto: Kenny Hsu / Kenny Hsu | Styling: Matheus Martins Isabél Zuaa tem as novelas da Globo como as suas primeiras oficinas teatrais. Ela se lembra de, ainda menina, caminhar pelas ruas da Zona Rural de Lisboa, onde morava, imitando a personagem Dara, interpretada por Tereza Seiblitz em “Explode coração”, sucesso da década de 1990. “Andava cheia de panos, dizendo: ‘Eu sou uma cigana preta’”, recorda-se a atriz portuguesa, de 32 anos, em meio a risadas. As primas acabavam envolvidas na brincadeira, nem sempre prazerosa para “amadores”. “Eu reproduzia as cenas, e elas ficavam exaustas, porque tinham que ensaiar. Diziam: ‘não quero mais brincar com ...

    Leia mais
    (Foto: Enviado por Maria do Carmo Rebouças dos Santos ao Portal Geledés)

    Amílcar Cabral: o pedagogo político-cultural das lutas anticoloniais africanas

    Mario de Andrade, combatente contra o colonialismo português em Angola, primeiro biógrafo político de Amílcar Cabral e seu companheiro de luta, vai nos lembrar que na trágica história da África revolucionária, em meio a uma débil memória de grandes revolucionários, três figuras ganham indubitável destaque: Kwame Nkrumah, o visionário que liderou a independência de Gana; Patrice Lumumba, o mártir, assassinado enquanto lutava pela independência do Congo; e Amílcar Cabral, o unificador, o líder político da teoria e da ação que conduziu a luta pela independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde (ANDRADE, 2008). No 47a ano de sua morte, na coluna Amefricanidades – Apontamentos sobre o Atlântico Negro, pretendo desvelar uma pequena parte do pensamento e da ação política do principal idealizador de uma das mais bem sucedidas lutas pela independência colonial do século XX no Continente africano – Amílcar Cabral e demonstrar a potência e a contemporaneidade de suas ideias ...

    Leia mais

    Amílcar Cabral é o segundo maior líder da história

    O ideólogo das independências da Guiné-Bissau e Cabo Verde, Amílcar Cabral, foi considerado o segundo maior líder mundial de todos os tempos, numa lista elaborada por historiadores para a BBC. A lista é da “BBC World Histories Magazine” e foi feita por historiadores, que nomearam aquele que consideraram o maior líder, alguém que exerceu poder e teve um impacto positivo na humanidade. Por Lusa, No Santiago Magazine Foto: AFP Gett Images Num trabalho que começou no início do ano, a revista contou com a colaboração dos mais destacados historiadores e a votação de leitores, que escolheram como o maior líder de sempre Maharaja Ranjit Singh, líder do império sikh do início do século XIX. Maharaja Ranjit Singh foi considerado um modernizador e unificador, com um reinado que marcou uma era muito positiva para o Punjab e o noroeste da Índia. Teve mais de 38% dos votos. ...

    Leia mais
    Imagem retirada do site

    Países da África Ocidental mudam de moeda e se libertam de banco central dos antigos colonizadores franceses

    A moeda comum, Eco, substituirá o franco CFA em 8 países, antigas colônias da França, mas os demais estados membros da União Africana, ainda esperam maior avanço no bloco comum do continente. Do Jornal Clarín Brasil/JCB Imagem retirada do site Jornal Clarín Brasil/JCB Oito países da África Ocidental anunciaram sua intenção de deixar de usar o franco CFA, uma moeda lastreada na França usada por ex-colônias na região, a partir de 1º de julho, e renomeada como moeda comum, o Eco. Imagem retirada do site Jornal Clarín Brasil/JCB Numa entrevista coletiva conjunta no dia 21 de dezembro no Petits Palais em Abidjan, o presidente da Costa do Marfim Alassane Ouattara e o presidente francês Emmanuel Macron divulgaram que Benin, Burkina Faso, Guiné-Bissau, Costa do Marfim, Mali, Níger, Senegal e Togo não usarão mais o CFA. A UEMOA é composta por oito Estados ...

    Leia mais
    Pixabay

    Conheça dezenove fontes de informação seguras sobre África e africanidades

    As fontes de informação, de diversas instituições pelo mundo, reunem centenas de milhares de publicações, a maioria das quais avaliadas por especialistas da área No Biblioo Pixabay Pesquisadores da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) realizaram um estudo que resultou na elaborado um guia com dezenove fontes de informação especializada em África e africanidades. O resultado dessa pesquisa foi publicada recentemente na Revista do Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), chamada “Ponto de Acesso”. Wellington Marçal, Angerlânia Rezende, que são docentes da UNIR, e Gracielle Mendonça, bibliotecária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), fizeram o levantamento das fontes na literatura nacional e internacional da ciência da informação utilizando motores de busca para a identificação de sites e/ou instituições produtoras ou responsáveis por tais fontes. Além disso, os pesquisadores obtiveram informações sobre este tipo de ferramenta através do contato com outros estudiosos ...

    Leia mais
    Foto: AFP Gett Images

    Amílcar Cabral: ideólogo e pedagogo da revolução

    Se eu pudesse, fazia uma luta só com livros, sem armas.       - Amílcar Cabral   No dia 20 de janeiro de 1973 completará 47 anos do assassinato de um dos maiores líderes que surgiu no continente africano: Amílcar Cabral, revolucionário guineense que idealizou e pavimentou caminhos para a independência de Guiné-Bissau e Cabo Verde.  Amílcar Cabral nasceu em 1924, Bafatá, Guiné-Bissau. Durante a infância, apresentou elevado desempenho escolar e conquistou uma bolsa de estudos para cursar Engenharia Agrônoma, no Instituto Superior de Agronomia - ISA. Aos 21 anos, mudou-se para Lisboa onde estava localizado o ISA, assim, deu início a graduação que terminaria em 1952. Concorrente ao curso participou de intensos debates políticos com outros estudantes que demonstravam preocupação acerca da colonização europeia. O centro da inquietude dos pensadores estava relacionado à degradação da cultura africana, com forte influência das escolas, conforme explica Cabral (1978): Toda a ...

    Leia mais
    Página 1 de 11 1 2 11

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist