quinta-feira, março 4, 2021

Resultados da pesquisa por ' UFRGS '

Integrantes do coletivo, depois da distribuição dos botijões da parceria com a Supergasbrás, na Vila Laranjeiras. Da esquerda para a direita, Cristiane Leite, Daiana Santos, Danieli Marques e Márcia Amâncio. Só faltou a Vera Costa. (Foto: Flávio Dutra/Ju)

Sanitarista egressa da UFRGS coordena ação que beneficia comunidades no combate à fome

“A pandemia trouxe à tona de uma forma mais objetiva o que já tá aí desde sempre.” O comentário da sanitarista egressa da UFRGS Daiana Santos é fruto de sua experiência em ações sociais realizadas em comunidades de periferia de Porto Alegre. Há cerca de dois meses, ela e mais quatro mulheres de um dos coletivos que integra criaram o Fundo de Amparo ao Combate à Fome para Mulheres, que já beneficiou mais de mil mulheres: “São catadoras, diaristas, empregadas domésticas, trabalhadoras informais”. É a partir do relato de Daiana que o JU dá início às Histórias de Solidariedade, série de reportagens-perfis, contando sobre pessoas e suas ações sociais nestes tempos de isolamento. “Eu falo sempre de mulheres, mulheres, mulheres, mas é porque vim de uma família só de mulheres.” Segundo Daiana, sua vida retrata um perfil muito comum em comunidades como a que ela vive, no Morro Santana, na ...

Leia mais

UFRGS e Unipampa lançam curso EaD sobre o poeta gaúcho Oliveira Silveira

Vida, obra e consciência negra serão temas dos módulos Por Sátira Machado, enviado para o Portal Geledés  Divulgação/Oliveira Silveira: o poeta da consciência negra brasileira Em alusão ao 10 anos de morte de Oliveira Silveira, no dia 12 de novembro será lançado o curso “Oliveira Silveira: o poeta da consciência negra brasileira”, a partir das 18 horas, na Sala II do Salão de Atos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre.  O curso será ofertado na modalidade de educação a distância (EaD) na plataforma Lúmina (https://lumina.ufrgs.br/), com acesso gratuito a qualquer público, sem pré-requisitos e sem limite de vaga, bastando inscrever-se. Depois do lançamento do curso, estarão disponíveis as videoaulas, os materiais de apoio e as atividades para alunos e alunas logados/as, que poderão estudar de forma auto instrutiva conforme sua disponibilidade, já que o curso não tem restrições para o término. ...

Leia mais

Pesquisadora da UFRGS é premiada por cartografia de territórios negros nos mapas históricos de Porto Alegre

Areal da Baronesa, Ilhota, Parque da Redenção, Bacia do Mont’Serrat e Colônia Africana – atual bairro Rio Branco. Esses são alguns dos territórios de Porto Alegre onde entre os anos 1800 e 1970 existiram espaços de moradia, de trabalho, de manifestações de práticas culturais, como carnavais e batuques, e de lazer das populações negras da Capital. Apesar desse conhecimento, informações mais detalhadas sobre esses territórios ainda são inexistentes e os povos negros seguem ocultados das narrativas oficiais sobre o processo de construção da Capital. Por Annie Castro, Do Sul21 Para mudar o cenário de invisibilização desses espaços, a professora de Geografia da Prefeitura Municipal de Porto Alegre Daniele Vieira decidiu usar seu mestrado no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para elaborar uma cartografia dos locais que foram ocupados pela população negra na cidade e recuperar a história desses territórios. Segundo ela, ...

Leia mais
Reprodução/Facebook

Alunas da UFRGS criam coletivo que reforça a presença da mulher negra na dança

'Coletivo Corpo Negra' reuniu e fortaleceu bailarinas negras dentro do curso. Iniciativa estende atividades para escolas. Por Carol Anchieta, RBS TV, G1 Reprodução/Facebook Alunas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) se reuniram em um coletivo que reforça a presença da mulher negra na dança. A iniciativa estende atividades para escolas da Região Metropolitana de Porto Alegre. A ideia nasceu em 2016, quando elas perceberam o aumento de mulheres negras nas aulas da universidade. "O coletivo me fez crescer em várias coisas, até na questão de me colocar mais, de pensar politicamente qual é o lugar do meu corpo na sociedade, o que isso significa e o quanto eu preciso estar com elas, o quanto elas me fortalecem", diz a bailarina e estudante do curso Natália Proença Dornelles. "É muito bom quando tu chega num espaço e vê que tem pessoas iguais a ti. ...

Leia mais
Elza Soares será homenageada no próximo domingo | Foto: Gisele Endres/UFRGS

UFRGS vai conceder título de Doutora Honoris Causa a Elza Soares

“A entrega do reconhecimento a Elza Soares é um momento histórico também para a cultura brasileira, em razão de ser a primeira vez que uma artista mulher e negra, ligada à música popular, recebe a distinção", escreveu, em nota, a universidade no Sul 21 Elza Soares será homenageada no próximo domingo | Foto: Gisele Endres/UFRGS O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio Grandes do Sul (UFRGS) aprovou na última sexta-feira (17) a entrega do título de Doutora Honoris Causa à cantora Elza Soares, 81 anos, pelo conjunto de sua obra. A homenagem será concedida no Salão de Atos da universidade no próximo dia 26, às 20h, com entrada gratuita — os ingressos começaram a ser distribuídos nesta segunda-feira (20) na recepção do Centro Cultural da UFRGS, com limite de dois por pessoa. “A entrega do reconhecimento a Elza Soares é um momento histórico também para ...

Leia mais
Representantes dos movimentos negros foram os primeiros a se manifestar - Foto: Eduardo-Sander

Em audiência na JFRS, movimentos negros e UFRGS entram em acordo para desocupação da reitoria

Após mais de quatro horas de conversa, representantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e dos movimentos que ocuparam a reitoria da universidade chegaram a um acordo em relação aos critérios de análise racial adotados pela instituição no sistema de cotas. Com isso, os estudantes se comprometeram a deixar o prédio até às 18h desta sexta-feira (16/3). A audiência de conciliação aconteceu ao longo do dia na sede da Justiça Federal de Porto Alegre. no JFRS Juíza Ana Inès abriu audiência às 10h13min desta sexta-feira - Foto: Eduardo-Sander Com a condução da juíza federal substituta Ana Inès Algorta Latorre, que atua na 26ª Vara Federal de Porto Alegre, foi disponibilizada a palavra a ambas as partes, que puderam colocar seus pontos de vista e apresentar propostas para um entendimento mútuo. Já no início da tarde, a universidade se comprometeu a rever alguns pontos ...

Leia mais

Nota de desligamento de membros da comissão de aferição da UFRGS contra os retrocessos na política de cotas raciais

Nos últimos dias funcionou na UFRGS a Comissão Permanente de Verificação da Autodeclaração Étnico-Racial (CPVA) nos processos seletivos Vestibulares SISU 2018. Do Sul21 Comissões são uma demanda nacional do Movimento Negro. (Foto: Guilherme Santos/Sul21) Demandada nacionalmente pelo Movimento Negro as Comissões são fruto da reflexão e acompanhamento no qual se entendeu que não havendo comissões que façam análise heteroidentificativa de candidatos cotistas raciais, as vagas cairiam na sua grande maioria para não-negros e não-indígenas. Tirando, portanto a vaga dos reais sujeitos de direito: negros (com pele preta ou parda) e indígenas. Em 2017 o Movimento Negro oficializou denuncia com cerca de 400 nomes de estudantes que, em tese, teriam utilizado do mecanismo da “autodeclaração” e da interpretação equivocada do termo “pardo” para adentrarem por intermédio de cotas raciais, causando com isso, de forma intencional ou não, a fraude à política de cotas raciais, bem como o ...

Leia mais

Comissão da UFRGS aponta que 239 cotistas raciais não têm características de negros

A Comissão Especial de Verificação da Autodeclaração Racial da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), criada para avaliar denúncias de fraudes em cotas raciais, apontou que 239 alunos que ingressaram na universidade por meio de cotas raciais após se autodeclararam pardos não apresentaram as características fenotípicas para que fossem enquadrados como tal. Comissão da UFRGS apontou que 239 não apresentam características de negros ou pardos | Foto: Guilherme Santos/Sul21 Por Luís Eduardo Gomes Do Sul21 Após uma série de denúncias, oriundas especialmente do coletivo de estudantes negros Balanta, a UFRGS anunciou em novembro que decidiu convocar 334 pessoas suspeitas de fraudar a política de cotas para comparecerem diante da comissão entre os dias 24 e 29 de novembro. De acordo com o presidente da comissão, Edilson Nabarro, que é vice-coordenador da Coordenadoria do Programa de Ações Afirmativas, órgão responsável pelo monitoramento da política de cotas na UFRGS, todos os ...

Leia mais

Vida e morte de Eduardo: a história do mestrando colombiano da UFRGS morto a tiros pelo vizinho

Jovem que acabara de completar 29 anos havia ganho bolsa para estudar na Suécia. Passou sete meses no hospital e não resistiu, morrendo no fim de setembro Reprodução Por Rodrigo Lopes Do Gauchazh No 105º dia de recuperação, deitado no leito do Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre, o estudante colombiano Eduardo de la Hoz recebeu a notícia que esperava havia meses: havia passado na concorrida seleção para uma bolsa na Oxford Committee for Famine Relief (Oxfam), ONG britânica que busca soluções para a pobreza e a injustiça no mundo. Quando saísse do hospital, estudaria na Suécia. Mas, subitamente, a alegria com que recebera a boa nova foi neutralizada pelo choque de realidade. Vítima de dois tiros de revólver calibre 38, em 16 de fevereiro de 2017, em uma briga de condomínio, Eduardo lembrou o que, naquele momento, parecia um empecilho para viajar ao norte europeu: estava paraplégico.  Não quero mais ...

Leia mais
ufrgs

400 nomes denunciados por fraudes à política de cotas na UFRGS

“O primeiro passo é vergonha na cara” foi uma das frases de Lázaro Ramos no lançamento de seu livro “Na Minha Pele”, na Flip. Lázaro denuncia o que negras e negros ligados ou não aos movimentos sociais vêm falando historicamente sobre a condição de ser negro num país racista como o Brasil. É exatamente esta frase que sintetiza a denúncia feita pelo movimento BALANTA dia 20 de julho à Ouvidoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com cerca de 400 nomes em suspeição de fraude às Ações Afirmativas. Por Cilas Machado para o Portal Geledés  Em nota o coletivo aponta a importância da denúncia para manter as vagas às pessoas de direito. Em resposta à situação a Coordenadoria de Ações Afirmativas (CAF) da Universidade afirma a necessidade da denúncia como um processo pedagógico de controle social da política historicamente demandada pelos movimentos sociais negros e indígenas. No mesmo ...

Leia mais
Porto Alegre - Debate com o tema "Direitos Humanos e Saúde Mental", durante o Fórum Social Temático, em Porto Alegre  (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Cara UFRGS Branca: ‘O meio acadêmico é o que mais tem que ouvir umas coisas’

“Eu vou te dizer o que aconteceu comigo. Fiz meu ensino fundamental em um colégio ligado à UFRGS. Na segunda série, no final do ano, eu reprovei. Só que as minhas notas eram todas boas”. B.* faz uma pausa. “Quando os meus pais souberam, eles surtaram. Eu lembro direitinho”. por Giovana Fleck no Sul21 Ela passava as manhãs e as tardes no colégio. Um dia, na aula, foi conduzida por uma das coordenadoras até a sala dos professores. “Tu não acha que tu tá meio mal nas aulas?”, ela perguntava para B. “Tu acha que não tá conseguindo acompanhar?”, ao que ela respondia: “não”, sem entender o motivo da inquisição. B. ficou horas detida na sala. No horário do almoço, ela pode sair, comer, mas foi obrigada a retornar. As perguntas continuavam, em série: “Tu não acha que tu tem que reprovar? Tu acha que tá ficando pra trás?”. No final do ...

Leia mais

Pensar africano ganha sentido no coletivo e não no individual, diz professor da UFRGS

José Rivair Macedo é organizador de publicação da editora Expressão Popular sobre o pensamento africano do século XX Por Juliana Gonçalves, do Brasil de Fato “O pan-africanismo é a ideologia política africana mais importante do século XX”, afirma o organizador da publicação, José Rivair Macedo / Ramon Moser (DEDS/PROREXT/UFRGS) Pesquisadores brasileiros e africanos realizam uma leitura crítica dos principais pensadores africanos do século 20, no livro “O pensamento africano no século XX”. A publicação, organizada por José Rivair Macedo, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e coordenador do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros, será lançada nesta quinta-feira (9) na livraria da editora Expressão Popular, na capital paulista.A obra aborda temas importantes da história africana e seus desdobramentos nos países da diáspora. Entre os teóricos explorados no livro, estão Frantz Fanon , Léopold Sédar Senghor, Achille Mbembe e Aimé Césaire, Cheikh Anta Diop. Em entrevista exclusiva ao Brasil de Fato, ...

Leia mais

Após protestos, UFRGS descarta alteração em sistema de cotas

Mudança ainda tirava opção de cotistas concorrerem pelo acesso universal. Universidade manterá sistema de vestibular; duas alterações serão votadas. Do G1 Após protestos de estudantes na última semana, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) desistiu de realizar mudanças no sistema de cotas. A instituição deve manter a opção de ingresso para quem concluiu o ensino médio em escola pública de concorrer concomitantemente no acesso universal e por cotas, como é realizado atualmente o vestibular. Os alunos, que ocupam a reitoria da UFRGS desde a última quinta-feira (22), liberaram o acesso dos membros do Conselho Universitário (Consun) ao prédio. No entanto, uma liminar judicial impediu que a emenda feita ao parecer que mudava o sistema de ingresso de cotistas fosse votada nesta terça-feira (27). Para os alunos, as mudanças seriam uma forma de reduzir o número de cotistas. Outras duas propostas, elaboradas pela pró-reitoria de graduação da universidade, ainda ...

Leia mais
22/09/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Estudantes da ufrgs ocupam reitoria contra novo programa de cotas. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Estudantes e movimento negro ocupam reitoria da UFRGS contra mudanças na política de cotas

O saguão da Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) foi ocupado, na tarde desta quinta-feira (22), por dezenas de estudantes e jovens militantes do movimento negro contrários ao Parecer 239/2016, que restringe o acesso de cotistas à instituição. Previsto para ser votado na manhã de sexta-feira (23) pelo Conselho Universitário, o parecer elaborado pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) modifica o regime de concorrência para cotistas, determinando que o estudante precise escolher entre se inscrever como cotista ou tentar entrar por acesso universal. Por Débora Fogliatto Do Sul21 Atualmente, quando um candidato que tem direito a cota atinge uma média suficientemente alta para entrar no curso por acesso universal, ele “libera” a vaga para um cotista de média mais baixa. Com isso, no último ano, mais de 400 estudantes que são oriundos de escolas públicas entraram pelo acesso universal. “Tem entrado cerca de 60% de estudantes egressos de escola pública, ...

Leia mais

Estudante da UFRGS vence Prêmio Destaque na Iniciação Científica do CNPq

Aluna Dezyree Rodrigues da Rosa, do Direito, concorreu na área de ‘Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes’ Do UFRGS A aluna da UFRGS Dezyree Rodrigues da Rosa, estudante do curso de Direito, venceu o Prêmio Destaque na Iniciação Científica do CNPq 2015, na área de Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes. O anúncio foi realizado nesta semana e a entrega da premiação será entregue durante a 68ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que será realizada em Porto Seguro, Bahia, em julho. A bolsista do Programa de Iniciação Científica Propesq/UFRGS concorreu com o trabalho: “Sociologia Judiciária: Clínica de Estudos Interdisciplinares entre Direito, a Justiça e o Poder Judiciário”, orientado pelo professor José Alcebíades de Oliveira Jr. Ano passado, a estudante foi ganhadora do Prêmio Jovem Pesquisador no 27º Salão de Iniciação Científica da UFRGS. Dezyree Já atuou junto ao Serviço de Assistência Jurídica Universitária ...

Leia mais

Cartazes contra o feminismo são espalhados em corredores da UFRGS

Mensagens ofensivas foram fixadas em murais de diretórios acadêmicos. Departamento de História da universidade divulgou nota de repúdio. Alunos e professores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, se depararam com cartazes ofensivos e de teor machista pelos corredores, na segunda-feira (11). Eles foram fixados em portas e murais de centros acadêmicos da universidade, principalmente no de História, no campus do Vale, Zona Leste da cidade. Na mesma ocasião, paredes foram pichadas. Um dos textos dizia: “O feminismo não luta pela igualdade de direitos, mas é um movimento político socialista, inimigo da família, que estimula a mulher a largar seu marido, matar seus filhos, praticar bruxaria, destruir o capitalismo e tornar-se lésbica”. No mesmo cartaz, aparece a foto de uma professora da Universidade Federal do Ceará (UFC), que escreve sobre questões feministas no blog ˜Escreva, Lola, Escreva". Os olhos dela foram alterados e embaixo uma frase ...

Leia mais

Indigena Kaingang cotista é espancado na UFRGS

Na madrugada de sábado, dia 19, o estudante de veterinária Nerlei Fidelis, indígena Caingangue e cotista da UFRGS, foi agredido por um grupo de rapazes que, segundo testemunhas, seriam estudantes de engenharia daquela universidade e mais um estudante da PUCRS. A agressão se deu diante da moradia estudantil da UFRGS, no centro de Porto Alegre. Por Carlos Henrique Latuff Do Racismo Ambiental Segundo Nerlei, tudo aconteceu quando o grupo de rapazes começou a provocá-lo dizendo “o que estes indígenas estão fazendo aí”, o que gerou uma discussão e em seguida as agressões. Imagens da câmera de segurança da moradia mostram Nerlei, acompanhado de seu sobrinho, Catãi, sendo brutalmente espancado a socos e chutes, mesmo caído. Por se tratar de um indígena, Nerlei foi encaminhado a Superintendência Regional da Polícia Federal no RS pelo advogado Onir Araujo, onde prestou queixa. Segundo Onir, é crescente a onda de violência racista praticada contra cotistas negros, indígenas ...

Leia mais
ufrgs

As cotas sociais nas universidades, e os critérios da UFRGS (por Marliane Ferreira dos Santos)

Quero compartilhar minha experiência com as cotas sociais, amplamente propagandeada pelo governo federal. O dia 25 de janeiro deste ano foi pra mim de grande emoção, por ter conseguido junto com minha filha, de 17 anos, estar no listão da UFRGS nas vagas reservadas para cotas raciais e de baixa renda. Me senti uma vencedora, pois havia abandonado os estudos quando engravidei de Juliana. Explodi de alegria por ter conseguido voltar a estudar junto com minha filha, que concluiu o Ensino Médio em 2012, já com o pé dentro da Universidade, caminho que deveria ser natural para todos. Respondemos as provas do ENEM e vestibular, tudo que o figurino das cotas prevê. Para mim, era óbvio que estávamos garantidas nas cotas sociais, pois sou Funcionária de Escola, e tenho um contracheque que grita por mais, nossas condições de vida estão fundamentadas em auxílios, e uma estrutura que me oportuniza compreender, ...

Leia mais
ufrgs

UFRGS mantém cotas

DECISÃO Nº 268/2012 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, nas sessões de 03/08/2012 e 10/08/2012, de acordo com a proposta da Comissão Especial designada pela Portaria n° 1837, de 17/04/2012, e as emendas aprovadas em plenário, D E C I D E Art. 1º - Fica instituído o Programa de Ações Afirmativas, através de Ingresso por Reserva de Vagas para acesso a todos os cursos de graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, de candidatos egressos do Sistema Público de Ensino Fundamental e Médio e de candidatos egressos do Sistema Público de Ensino Fundamental e Médio autodeclarados negros e candidatos indígenas. Art. 2º - Este Programa de Ações Afirmativas, através de Ingresso por Reserva de Vagas, tem por objetivos: I - estimular a qualificação, aperfeiçoamento e valorização do Ensino Público Fundamental e Médio através de políticas de estímulo ao acesso ao Ensino Superior Público de excelência de egressos desse sistema de ensino; II - ampliar o acesso em todos os cursos de ...

Leia mais
f 117321

Estudantes da UFRGS ocupam prédio da reitoria

Ele fazem vigília para defender cotas no vestibular para negros e estudantes das escolas públicas Um grupo de estudantes da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) ocupou na madrugada desta sexta-feira, o prédio da reitoria da universidade. Os universitários pretendem passar a noite no local em uma vigília que defende as cotas no vestibular para negros e estudantes das escolas públicas. Na manhã desta sexta-feira, o Conselho Universitário discute a ampliação da reserva de vagas 30% para 40%, além da prorrogação por mais 10 anos do programa.     Fonte: Band

Leia mais
Página 1 de 14 1 2 14

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist