segunda-feira, setembro 21, 2020

    Resultados da pesquisa por ' cultura afro-brasileira'

    Análise se deu pela trajetória de Vó Mera, símbolo da cultura de matriz africana na Paraíba. (Foto: Divulgação UFPB)

    Pesquisadora defende educação sobre cultura afro-brasileira

    Invisibilidade de manifestações culturais, sobretudo de mulheres negras, foi constatada durante estudo de pesquisadora da UFPB No Portal Correio Análise se deu pela trajetória de Vó Mera, símbolo da cultura de matriz africana na Paraíba. (Foto: Divulgação UFPB) A pesquisadora Ana Tavares, destaca, na dissertação “Cultura de matriz afro-brasileira: um estudo à luz da história de vida de Vó Mera”, a necessidade de incentivo e disseminação de múltiplas práticas culturais, especialmente a de mulheres afro-brasileiras, no estado da Paraíba. Com a análise da trajetória da cirandeira Vó Mera, a pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) afirma que, em seu trabalho, buscou disseminar manifestações culturais paraibanas de mulheres e qualifica a artista popular como um símbolo da cultura de matriz africana. “Essas manifestações estão inseridas em diversos espaços da sociedade e fazem parte da memória e identidade ...

    Leia mais
    A coordenadora do Nucab, Ana Maria Souza Mendes, fez parte do grupo de jovens fundadores do então Icab, em 1979. Crédito da foto: Foguinho / SMetal

    Núcleo de Cultura Afro-Brasileira completa 40 anos de atividades

    O Núcleo de Cultura Afro-Brasileira (Nucab), da Universidade de Sorocaba (Uniso), comemora hoje 40 anos de existência, com o objetivo divulgar a cultura e lutar pelos direitos dos negros. No Cruzeiro do Sul A coordenadora do Nucab, Ana Maria Souza Mendes, fez parte do grupo de jovens fundadores do então Icab, em 1979. (Foto: Foguinho/SMetal) Segundo a coordenadora do Nucab, Ana Maria Souza Mendes, o núcleo surgiu em 1979 com o nome de Instituto de Cultura Afro-Brasileira (Icab). Naquela época, alguns jovens que frequentavam a Sociedade Cultural e Beneficente 28 de Setembro foram promovidos a conselheiros consultivos, passando a fomentar a ideia de que era preciso fazer algo mais para divulgar a cultura da população negra. “Na escola havíamos aprendido três datas que culminaram com a abolição, mas não havia relação entre elas, era só mais uma coisa escrita no livro de história. Mas não falava ...

    Leia mais

    Projeto divulga cultura afro-brasileira para crianças

    Você precisa conhecer a Nana e o Nilo Por Michelle Carneiro Do UFRRJ As histórias de Nana & Nilo estão presentes em múltiplos formatos como desenhos animados, livros de colorir e quadrinhos As aventuras vividas pelos irmãos gêmeos Nana e Nilo, em companhia de um pássaro e de uma árvore milenar, resgatam a importância do brincar livremente, a relação com o meio ambiente e o protagonismo positivo negro na fase infantil. Os personagens têm nomes associados à cultura africana e indígena. Sem estereótipos e clichês, o público é apresentado à história e à cultura afro-brasileira. ‘Nana & Nilo’ é fruto de uma parceria entre o autor Renato Noguera, professor do Departamento de Educação e Sociedade (DES/UFRRJ); o ilustrador Sandro Lopes, professor do Departamento de Artes (Dartes/UFRRJ); e a designer Cris Pereira. Além de livros infantis, os personagens estão presentes em livros de colorir, quadrinhos, desenhos animados, CDs e DVDs ...

    Leia mais
    Imagem retirada do site Clique Diário

    Em Macaé, começam nesta terça-feira (06) inscrições para curso de cultura afro-brasileira

    Inscrições seguem até o dia 23 de novembro para o curso “Ubuntu-história e cultura afro-brasileira. Do Clique Diário Imagem retirada do site Clique Diário Serão abertas nesta terça-feira (06), em Macaé, as inscrições para o curso de cultura afro-brasileira. As inscrições seguem até o dia 23 de novembro para o curso “Ubuntu-história e cultura afro-brasileira”. A programação terá início dia 26, no mês da Consciência Negra, e é direcionada aos profissionais da educação da rede pública e privada. Ao todo estão sendo oferecidas 100 vagas. Os interessados devem se inscrever no endereço eletrônicowww.ntmmacae.com. O curso é gratuito e totalmente on line. As aulas seguirão até o dia 1º de abril, data em que haverá entrega de certificados. A programação acontecerá em quatro módulos e tem como objetivo de  oferecer conhecimentos quanto a abordagem da africanidade nas salas de aula, contribuindo com os educadores para trabalhar dentro do ...

    Leia mais

    Os desafios para implementar história e cultura afro-brasileira e africana nas escolas

    Pesquisa aponta dificuldade de recursos didáticos e financeiros e necessidade de qualificação dos professores para trabalhar o tema Por Tatiane Cosentino Rodrigues e Ivanilda Amado Cardoso Do Nova Escola Foto: Rawpixel/Unsplash No período que marca os 15 anos da alteração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional pelas Leis n. 10.639/2003 e 11.645/2008 vemos o crescimento de muitas ações focadas na implementação do ensino de história e cultura africana, afro-brasileira e indígena nas escolas, em todos os níveis de ensino. Toda essa mudança política e normativa rompe definitivamente com a expectativa de parte da população brasileira de que este debate nunca alcançaria a esfera pública e se transformaria em política de Estado. No entanto, embora essas mudanças e iniciativas sejam importantes, chamamos a atenção para a necessidade de acompanhamento e discussão permanente sobre os entraves do processo de implementação, que tem se mostrado ainda bastante ...

    Leia mais

    Professora cobra do MEC cumprimento da lei de ensino de cultura afro-brasileira

    O caso chamou a atenção semanas atrás e ganhou repercussão nas redes sociais e na imprensa. Um livro infantil da escritora e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Kiusam Oliveira, com temática relacionada à cultura e história da África, foi substituído no colégio Sesi em Volta Redonda (RJ). "Os danos a mim, ao meu livro e às africanidades brasileiras como possibilidades de serem pautadas como conteúdo programático foram brutalmente atingidos a partir de toda a polêmica gerada por um ato desordenado de uma instituição. Tais danos são irreversíveis para mim", enfatizou. Por Vitor Taveira, do Século Diário  Divulgação/Oma-Obra Oma-Oba: Histórias de Princesas apresenta seis mitos africanos originários das comunidades Ketu e foi substituído após pressão de evangélicos fundamentalistas no Sesi em Volta Redonda, município do Rio de Janeiro. Provocada pela situação, ela resolveu iniciar uma campanha nacional, interpelando o Ministério da Educação (MEC) sobre o não cumprimento das leis existentes ...

    Leia mais

    “DENÚNCIA: Agora estamos na era da caça às publicações que tratam da cultura afro-brasileira

    Meu livro Omo-Oba: Histórias de Princesas (Mazza Edições, 2009), por sinal, altamente premiado, foi caçado ao ser adotado pelo SESI VOLTA REDONDA (RJ) quando pais fundamentalistas procuraram jornais e setores da educação para denuncia-lo por tratar de princesas africanas. A postura do SESI foi simplesmente trocar por outro livro. Texto retirado do Facebook Kiusam de Oliveira Roger Cipó/Facebook Omo-Oba é um livro que privilegia o recontar de mitos africanos pouco conhecidos pelo público brasileiro em geral. O livro apresenta seis histórias de rainhas, na figura de princesas, com o objetivo de fortalecer a personalidade de meninas, independente de raça/cor, etnia, condições socioeconômicas. Tais rainhas são nossas ancestrais, uma vez que há comprovações científicas de que África é o Berço da Humanidade. A forma com que eu as apresento neste livro é sem nenhuma conotação religiosa, mergulhadas que estão na história e nos aspectos da cultura afro-brasileira, através ...

    Leia mais
    Espetáculo Xabisa, que une a cultura afro-brasileira à linguagem do palhaço (FOTO: Aristeo Serra Negra)

    Espetáculo Xabisa une cultura afro-brasileira e à arte do palhaço

    Espetáculo Xabisa, que une a cultura afro-brasileira à linguagem do palhaço (FOTO: Aristeo Serra Negra)   Inspirados no trabalho de cômicos brasileiros e internacionais e na cultura afro-brasileira, os atores Alexandre de Sena e Michelle Sá apresentam XABISA. O espetáculo propõe um encontro entre o humor dos jogos de palhaço e os elementos ancestrais da cultura afro-brasileira. Xabisa é uma palavra da língua Xhosa, de origem bantu (África Subsaariana) que, em português, significa Valorize. Por Jussara Vieira enviado para o Portal Geledés  Na peça de mesmo nome, duas pessoas que estão em uma caverna onde, separadas, buscam por riquezas. Nessa procura, entre obstáculos físicos e socioculturais, os personagens encontram a si mesmos. Durante o percurso vão saudar seus ancestrais por meio da fala, da música e da dança. Na pesquisa das técnicas de jogos de palhaço, a dupla contou com a colaboração de Esio Magalhães, integrante do ...

    Leia mais

    Kits sobre história e cultura afro-brasileira serão levados para 42 escolas no Amapá

    Fundação Palmares vai distribuir 3 mil kits para alunos no ensino fundamental. Iniciativa enfatiza influência africana para a formação da cultura no Brasil. Por Jéssica Alves, G1 Kit com livro e revista pedagógica será distribuído para 3 mil estudantes no Amapá (Foto: Jéssica Alves/G1) Alunos do ensino fundamental de 42 escolas do Amapá serão contemplados com kits educativos sobre a história e cultura afro-brasileira do projeto ‘Conhecendo Nossa História: da África ao Brasil’, promovido pela Fundação Cultural Palmares, em parceria com o Ministério da Educação. A iniciativa busca disseminar o conhecimento sobre a cultura e história do continente africano e da sua influência para a formação da cultura no Brasil. Segundo a instituição, cerca de 3 mil kits, que contém o livro “O que você sabe sobre a África? Uma viagem pela história do continente e dos afro-brasileiros” e uma revista temática customizada pedagógica, serão levados para estudantes que cursam ...

    Leia mais

    Programa de imersão em cultura afro-brasileira tem inscrições abertas até 6 de outubro

    Projeto AfroTranscedence será realizado de 26 a 29 de outubro no Red Bull Station e propõe o encontro entre pesquisadores e entusiastas da cultura negra Do Sopa Cultural  Estão abertas as inscrições para a segunda edição do AfroTranscendence, programa de imersão na cultura afro-brasileira contemporânea. De 26 a 29 de outubro, o Red Bull Station, na região central de São Paulo, recebe o projeto que selecionará 20 pessoas por meio do site http://nobrasil.co/afrotranscendence. A programação imersiva de quatro dias contará com palestras, laboratórios, workshops e vivências artísticas, tudo dividido em três eixos centrais: “Descender para Transcender: descolonizando o conhecimento”; “A memória da Criação: panorama para práticas de inversão no contemporâneo”; e “Estéticas Negra: pesquisa e processos sincréticos”. Neste ano, a imersão terá ainda o Laboratório de Criação AfroTrans, espaço cuja proposta é que os selecionados criem, coletivamente, uma experiência que abordará todas as linguagens artísticas da cultura afro, tendo como pilares ...

    Leia mais

    NoBrasil abre inscrições para o AfroTranscendence 2016: programa de imersão com foco na cultura afro-brasileira contemporânea

    Projeto AfroTranscendence será realizado de 26 a 29 de outubro no Red Bull Station e propõe encontro e novas conexões entre pesquisadores da cultura negra Enviado para o Portal Geledés  Estão abertas até 06 de outubro as inscrições gratuitas para a 2ª edição do AfroTranscendence, programa de imersão na cultura afro-brasileira contemporânea. De 26 a 29 de outubro, o Red Bull Station, na região central de São Paulo, recebe o projeto que selecionará 20 pessoas por meio do site http://nobrasil.co/afrotranscendence. O programa intensivo será conduzido por especialistas, artistas e pesquisadores da área - como a especialista em cultura bantu Makota Valdina e a pesquisadora, escritora e artista de São Tomé e Príncipe Grada Kilomba. Os interessados em se inscrever devem estar relacionados, de alguma forma, com pesquisas, práticas artísticas ou manifestações tradicionais da cultura afro-brasileira.   Serão quatro dias de palestras, laboratórios, workshops e vivências artísticas, divididos em três eixos centrais: "Descender para ...

    Leia mais

    Projeto Macumba celebra a cultura afro-brasileira em “Festival Batuques do Samba”

    Organizado pela Companhia Transitória e tendo a música popular de raiz e as diversas vertentes artísticas da cultura afro-brasileira como pilares da identidade artística do país, músicos, atores e produtores culturais se reúnem no dia 26 de março, na Sociedade Operária Beneficente 13 de Maio, para promover o “Festival Batuques do Samba”. Além do evento integrar as festas oficias do Festival de Teatro de Curitiba a proposta também faz parte do “Projeto Macumba” contemplado pela Bolsa Funarte de Fomento aos Artistas e Produtores Negros de 2014, na categoria de Artes Integradas, um dos princípios da própria Companhia Transitória criada por artistas em 2007. Por Lucas Cabaña, do Curitiba Cult “Optamos pela união das artes para celebrar a cultura popular de raiz, no caso a cultura afro-brasileira, que por ser tão diversa não pode ser traduzida apenas por uma vertente artística. O samba, o axé, a Umbanda, o Candomblé, são só exemplos ...

    Leia mais

    Inscreva-se: Curso de Formação do Ensino da Cultura Afro-brasileira e Africana

    Estão abertas as inscrições para a terceira edição do Curso de Formação do Ensino da Cultura Afro-brasileira e Africana, organizado pelo Fórum de Promoção da Igualdade Racial “Benedita da Silva” em parceria com a Câmara Municipal de Diadema. Clique aqui para se inscrever. Do  Periferia em Movimento O Fórum, criado em 2012, reúne entidades e associações do movimento negro que há mais de 20 anos vêm se reunindo e discutindo políticas de ações afirmativas e a erradicação de toda e qualquer forma de racismo e de preconceito no município localizado no ABCD Paulista. O objetivo do curso é ampliar os conhecimentos sobre a história e a realidade de lutas do movimento negro brasileiro, com ênfase em Diadema. O curso também traz a iniciativa de colaborar e contribuir na aplicação da lei federal 10.639/03 e 11.645/08 que alterou a Lei de Diretrizes Básicas do Estado Nacional, tornando obrigatória a inclusão das culturas ...

    Leia mais

    “Animafro” abre série de curtas de animação sobre mitos da cultura afro-brasileira

    Pré-estreia do filme de Célia Harumi Seki será nesta sexta-feira (18), no MIS Campinas, às 20h. A entrada é gratuita Do Campinas "Animafro", o mais novo trabalho da produtora audiovisual Célia Harumi Seki, que celebra a cultura afro-brasileira através da técnica da animação quadro a quadro (stop motion), terá pré-estreiano Museu da Imagem e do Som (MIS) de Campinas, nesta sexta-feira (18), às 20h. A entrada é gratuita. O filme explora o aspecto mitológico da história de um dos principais Orixás do panteão africano, Iemanjá, oferecendo ao espectador uma visão da vida e da evolução da humanidade que tem a sua origem na África, fonte de uma cultura rica e enraizada no Brasil. Na história, Iemanjá, a Rainha do Mar, recebe de Olodumare, o criador do Universo, o dom de criar as ondas para poder devolver à terra as sujeiras jogadas pelos homens na água. Através de elementos lúdicos, dos recursos visuais ...

    Leia mais
    Rosana Faría

    Novas dicas de livros infantis para celebrar a cultura afro-brasileira

    No ano passado, publicamos uma seleção de livros que abordavam aspectos da cultura afro-brasileira, desde contos provenientes de diferentes países do continente africano, até biografias de alguns líderes negros, passando também pelas pequenas narrativas que abordavam o cotidiano das crianças afro-descendentes. Por Denise Guilherme, do Ataba A resposta a essa coletânea foi muito positiva, mostrando-nos que há um grande interesse em abordar esses temas com as crianças. Além disso, muitas das obras que indicamos reafirmam aspectos da identidade afro, ajudando na discussão sobre preconceito e diversidade, propiciando o diálogo entre os leitores. Para ampliar ainda mais o repertório de crianças e adultos sobre o tema, preparamos uma nova seleção de títulos lidos, selecionados e resenhados por nossa equipe. Dessa vez, a lista mantém a presença de contos de tradição oral africana e as biografias de alguns líderes. Mas, buscamos outros gêneros, como a poesia afro-brasileira e também histórias que pudessem valorizar ...

    Leia mais

    Ensino da cultura afro-brasileira nas escolas iria salvar o Brasil do racismo

    "Racismo no Brasil é bem escancarado e nítido", destaca professora de história Do Noticias ao Minuto  Nesta sexta-feira (20), celebra-se em algumas cidades brasileiras o Dia da Consciência Negra. Uma data marcada para refletir e discutir sobre o preconceito racial que ainda está muito presente no cotidiano brasileiro. A reportagem do R7 conversou com o secretário especial de políticas de promoção da igualdade racial da Presidência, Ronaldo Barros, que alerta que “o número de mortes de jovens negros no Brasil é maior do que em regiões em guerra”. Segundo ele, as mortes de jovens negros já chegam a 70 mil por ano no Brasil. Reflexo de “um sistema de desigualdade racial”, como sugere Barros, o Brasil ainda tem muito para avançar nesse aspecto. "O racismo mata. O preconceito racial é algo que já é concebido e estigmatizado. Ele está na construção mental do brasileiro. As pessoas operam o racismo antes ...

    Leia mais

    Encontros no parque: cultura afro-brasileira na educação

    A segunda oficina de novembro dos Encontros no parque: cultura afro-brasileira na educação, que será realizada no dia 21/11, das 9h às 13h, no Parque da Água Branca (SP), terá como tema A valorização da cultura afro-brasileira e a capoeira.  Enviado por Felipe Ibrahim via Guest Post para o Portal Geledés Com realização da Plataforma do Letramento, da Editora Peirópolis e do Espaço de Leitura, o encontro convida a cineasta, escritora de temas afro-brasileiros e autora do livro Num tronco de Iroko vi a Iúna cantar, Erika Balbino. Os presentes ganharão 5 livros da Editora Peirópolis, dentre eles, o de autoria da palestrante, bem como um certificado de participação. Qualquer educador interessado no tema pode se inscrever de forma gratuita pelo botão abaixo. São ao todo 30 vagas disponíveis. II Encontro - A valorização da cultura afro-brasileira e a capoeira Este encontro mostrará aos educadores como a capoeira está inserida em vários nichos da sociedade sem que se tenha verdadeira percepção disso. Por ...

    Leia mais

    FUNDAÇÃO CULTURAL celebra 27 anos de cultura afro-brasileira lançando o Diálogos PALMARES

    Nesta quarta-feira (26), às 10h, no Salão Negro do Palácio da Justiça, a Fundação Cultural Palmares (FCP) realiza a solenidade de lançamento do Programa de gestão Diálogos Palmares: Perspectivas e ações da política nacional para a cultura afro-brasileira. Com a participação do ministro da Cultura, Juca Ferreira, e da presidenta da Fundação, Cida Abreu, o evento dá início às comemorações dos 27 anos da Fundação. Às 15h, a presidenta da Palmares, Cida Abreu, participa de roda de conversa com artistas, lideranças religiosas e fazedores de cultura afro-brasileira, no Hotel Nacional. Por Fundação Cultural Enviado para o Portal Geledes A Fundação Palmares é uma autarquia vinculada ao Ministério da Cultura (MinC) e tem por objetivo consolidar parcerias com as áreas e esferas de governo, gestores, artistas e representantes das diversas manifestações da cultura afro-brasileira. O Programa Diálogos Palmares é uma forma de proporcionar a repactuação entre todos os atores envolvidos com o ...

    Leia mais

    Professores têm desafio de ensinar cultura afro-brasileira, diz diretora

    Na região onde existiu o maior e mais duradouro quilombo das Américas, o Quilombo dos Palmares, professores têm o desafio de ensinar a história afro-brasileira nas escolas. Se no final do século 16, o local era de luta e resistência contra a escravidão, falta hoje autoestima aos jovens e a valorização da própria história, segundo a diretora da escola municipal Pedro Pereira da Silva, Maria Luciete Santos. Ela participou hoje (4) da Reunião Ordinária Itinerante do Conselho Nacional de Educação (CNE), que começou ontem e vai até quinta-feira (6), em Maceió. Hoje uma comitiva visitou a Serra da Barriga. por Mariana Tokarnia no Agência Brasil Comitiva itinerante do Conselho Nacional de Educação visita comunidade quilombola em União dos Palmares, em Alagoas (Foto: Adalberto Farias/Jangadas Filmes/Direitos Reservados) "Às vezes o preconceito vem deles mesmos. Eles não se reconhecem, não veem o próprio potencial. Eles não tinham ideia do que era a história deles, do ...

    Leia mais

    A influência da cultura afro-brasileira para formação sergipana

    O território sergipano possui inúmeras manifestações que garantem uma identidade chamada ‘Sergipanidade’. A cultura afro-brasileira é uma dessas manifestações e tem fortes influências para a formação dos cidadãos e comunidades na capital e interior do estado. São grupos folclóricos de origem africana e 29 comunidades quilombolas remanescentes reconhecidas pela Secretária de Estado da Inclusão Social. Por Leonardo Tomaz, do ASN Foto: Ascom Secult Para o Mestre em Comunicação e Cultura e professor de história, Antônio Bitencourt, a indenidade cultural que forma a sergipanidade tem fortes aspectos na religião e folclore dos povos africanos. “Como em todo Brasil, a presença da cultura africana tem forte aspecto na identidade cultural. Em Sergipe, as tradições que temos da origem negra são resultantes da presença dos africanos, que vieram para cá na condição de escravos, e fortemente marcada pela influência religiosa hoje tão presente na identidade sergipana”, afirma, dizendo a importância da ...

    Leia mais
    Página 1 de 96 1 2 96

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist