segunda-feira, julho 6, 2020

    Resultados da pesquisa por ' representatividade'

    Taís Araújo (Foto: João Miguel Júnior/TV Globo)

    Taís Araujo fala sobre representatividade no trabalho: “mulher negra é sinônimo de riqueza”

    Há pouco mais de três meses, assim como grande parte da população, Taís Araújo viu sua rotina mudar completamente em razão da pandemia do coronavírus. Ela que estava no ar em "Amor de Mãe", novela das 9h da TV Globo pausada em razão da doença, se isolou em sua casa no Rio de Janeiro ao lado dos filhos e do marido e precisou reconquistar sua intimidade com os afazeres domésticos: "eu sempre trabalhei fora, desde que tenho 13 anos de idade, eu não sabia fazer as coisas direito dentro de casa", contou. A atriz que é voz potente e inspiração para muitas mulheres, se viu também em meio a um momento importante no debate e ação sobre diversidade e racismo, potencializado por campanhas como Black Lives Matter. "Nós, atrizes, mulheres negras, não nos encaixamos em único ...

    Leia mais
    (Foto: Imagem retirada do site UNISC)

    Representatividade negra na universidade: uma ferramenta na luta antirracista

    Júlia Severo, acadêmica de direito na Unisc, acredita que a representação é essencial para quebrar a estrutura racista da sociedade O racismo estrutural presente na sociedade brasileira não é novidade. O país foi construído com bases na escravidão negra que perdurou, em torno de, 350 anos. Depois, a abolição assinada em 1888 decretou uma liberdade ilusória, já que pessoas negras passaram a sobreviver às margens de uma sociedade que nunca deixou de ser escravocrata. Sem dinheiro, terras ou bens, a população negra começou a lutar mais uma batalha, cujas lutas se estendem até hoje, por visibilidade, direitos e justiça. Para reforçar a importância da representatividade negra em espaços comumente ocupados pela branquitude, a acadêmica do curso de Direito da Unisc, Júlia dos Santos Severo, explica sobre o racismo estrutural, transmitindo suas percepções e conhecimentos, em uma conversa que tem muito para ensinar. Afinal, o racismo também está na invisibilidade e ...

    Leia mais
    Editora Rocco/Vashti Harrison

    Representatividade importa: educação antirracista e literatura infantil

    Nasci em 1980. Cresci vendo “Xou da Xuxa” e desenhos protagonizados por personagens brancos. Eu também era uma criança que gostava de ler. Nos meus livrinhos, havia príncipes e princesas. Todos loiros de olhos azuis. Alguns eram diferentes, tinham os olhos verdes, como a apresentadora Angélica. Quando eu desenhava, as personagens eram brancas. As minhas bonecas também eram majoritariamente brancas. Com exceção das bonecas de pano que minha mãe fazia para mim. Essas tinham cabelos escuros e cacheados. Por não ter tido muitos livros protagonizados por personagens negros na minha infância, sou uma adulta que consome literatura infantil. Eu compro todos os lançamentos interessantes, livros escritos por autoras e autores negros como Bell Hooks, Toni Morrison, Maya Angelou, Lázaro Ramos, dentre outros. Dos meus livros infantis favoritos, indico dois lançamentos. O primeiro é Sulwe, escrito pela premiada atriz queniana Lupita Nyong’o, ilustrado por Vaschti Harrison e publicado no Brasil pela ...

    Leia mais
    Clariza Rosa e Helena Gusmão, ao lado de mais dois sócios, fundaram a Silva - agência de casting, produtora de moda e comunicação voltada para narrativas negras e periféricas Foto: Taba Benedicto/Estadão

    Empreendedores criam negócios para aumentar representatividade negra na publicidade

    De casting de modelos a banco de imagens, eles buscam retratar maioria negra da população brasileira sem estereótipos Por Marina Dayrell e Fernando Scheller, do Estadão   Em um país em que 54% da população se declara negra, a face brasileira representada na mídia e na publicidade ainda é majoritariamente branca. Ao longo da última década, o debate sobre diversidade – racial, de gênero e identidade sexual – ganhou força no marketing. Isso leva a mudanças em grandes agências de publicidade e incentiva a criação de novos negócios voltados à representação negra na mídia e na cultura. "Hoje se fala muito de diversidade no campo social, que é muito importante, mas também é preciso falar do mercado consumidor. Faz parte da nossa vida consumir produtos e serviços", destaca o publicitário e fundador da aceleradora Vale do Dendê (que investe em startups da economia criativa criadas na cidade de Salvador), Paulo ...

    Leia mais
    Elijah Nouvelage/Reuters

    Representatividade para quem?

    Comecei a questionar-me sobre representatividade negra nos espaços públicos, majoritariamente, por pessoas brancas, quando estava eufórica a comemorar a vitória da candidata negra, Zozibini Tunzi da África do Sul no Miss Universo 2019. Foi quando me deparei com algumas postagens no facebook que chamaram minha atenção. A primeira relativizava o prêmio de Miss Universo pela candidata negra, o que estava em questão não era o mérito da candidata em sua beleza e inteligência, mas sim se a premiação não teria sido forjada com outros objetivos, por exemplo, através da vitória de uma candidata negra o concurso ganhar maior visibilidade e simpatizantes da população negra, particularmente. Por Fabiana Almeida Sousa, enviado para o Portal Geledés  Sul-africana Zozibini Tunzi, Miss Universo de 2019 (Foto: Elijah Nouvelage/Reuters) O segundo choque de realidade que me fez começar a questionar a representatividade negra foi uma charge que abordava exatamente o que ...

    Leia mais
    Luana Génot. (Foto: Alex Cassiano/Divulgação)

    Representatividade é para já

    Como publicitária, me sinto particularmente afrontada com a lógica de comerciais e mensagens que não representam a população com a qual querem se comunicar Por Luana Génot, do O Globo Luana Génot. (Foto: Alex Cassiano/Divulgação) Coisa mais fofa é o vídeo da pequena Maria, de 2 anos, vendo a jornalista Maria Júlia Coutinho na TV e falando: “Olha o meu cabelo aqui!”. Neurocientistas afirmam que, na primeira infância, ainda não temos o nosso cérebro completamente formado. Mas Maria já consegue se identificar e reconhecer que algo acontece quando vemos pessoas que se assemelham a nós. Lembro que, quando pequena, meu sonho era ser paquita. Mas só havia louras, e aquilo era um tapa na cara da minha autoestima. Representatividade importa e muito para Maria e para todas nós. Nos dá a possibilidade de nos projetarmos em múltiplos espaços. Vale sempre lembrar que, em um país 55% ...

    Leia mais
    A historiadora Tauá Lourenço Pires, coordenadora de programas na Oxfam Brasil - Divulgação

    A representatividade na discussão sobre o racismo

    Ampliar espaço dos negros beneficia toda a sociedade Por Tauá Lourenço Pires, da Folha de São Paulo A historiadora Tauá Lourenço Pires, coordenadora de programas na Oxfam Brasil - Divulgação/Reprodução/Folha de São Paulo Você acha que existe racismo dentro de si? No mês da consciência negra, gostaria de iniciar plantando essa pergunta coletivamente. Uma reflexão interna sobre nossos imaginários, valores e referências mais íntimas. Lidar com os nossos preconceitos não é fraqueza —pode ser uma forma de autoconhecimento e de desenvolvimento pessoal. As pessoas tendem a reproduzir aquilo que entendem como norma padrão. Por isso, discriminação significa segregar os indivíduos considerados diferentes em função de aspectos como raça, gênero, nacionalidade, religião ou classe social. Tratar desse campo simbólico pode parecer distante do dia a dia, que está repleto de “piadas” sobre cabelo afro, pessoas sendo seguidas nos shoppings por conta da sua cor de pele e ...

    Leia mais

    Juízes negros se reúnem para discutir baixa representatividade

    Juízes negros de várias regiões do país se reuniram no DF para discutir a baixa representatividade na magistratura Por Juliana Andrade, Do Correio Braziliense O III Encontro Nacional de Juízas e Juízes Negros (Enajun) ocorreu nos últimos dois dias em Brasília: debate (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press) A população brasileira é composta, em sua maioria, por negros. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) 2018, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 55% dos habitantes são pretos ou pardos. Porém os negros ainda são minoria em diversas áreas, inclusive no mundo jurídico. O Censo do Poder Judiciário de 2018, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mostrou que apenas 18% dos magistrados do país se declaram negros. Desses, apenas 1,6% disseram ser pretos. Desta forma, a baixa representatividade no Judiciário surpreende. Nos últimos dois dias, Brasília foi ...

    Leia mais
    Isaac Silva (Foto: Divugação)

    SPFW: Isaac Silva leva a passarela branco de guerra, representatividade e axé

    Estilista baiano estreia na 48ª edição da semana de moda com o tema “Acredite no seu Axé” Por Priscilla Geremias, da Marie Claire Isaac Silva (Foto: Divugação) O estilista Isaac Silva se considera um contador de histórias e vai contar mais delas em sua estreia na passarela da 48ª edição da São Paulo Fashion Week no dia 18 de outubro. Nascido em Barreiras, no sertão da Bahia, e há 10 anos em São Paulo com uma marca própria homônima há quatro anos, ele promete levar para a semana de moda um manifesto político e representatividade em seu casting de modelos com o tema “Acredite no seu Axé”. “A SPFW é um grande alicerce de visibilidade. Sempre foi um sonho estar no evento e vou levar o mesmo que já fazia na Casa de Criadores”, diz Isaac. O estilista desejou “fazer roupa” desde criança, quando brincava na ...

    Leia mais
    Luana Génot. (Foto: Alex Cassiano/Divulgação)

    A matemática da representatividade

    É absolutamente válido colocar intencionalmente mulheres, negras, pessoas com deficiência em vagas por ser quem são, somadas às suas competências e narrativas Por Luana Génot, do O Globo Luana Génot. (Foto: Alex Cassiano/Divulgação) Tamika Ward: “Você acha que consegui este cargo só porque sou negra?”. Natalie Figueroa: “Sim. E eu, provavelmente, consegui este cargo de diretora só porque era mulher! Mas quer saber? E daí? O importante não é por que você ganha a vaga, mas o que você faz com ela!”. Esse recorte do diálogo entre a Figueroa e Ward, personagens da série “Orange is the new black”, ilustra muito do que penso sobre reparação histórica e promoção da igualdade, de maneira geral. Sou apaixonada por algumas séries. E acabo, inevitavelmente, fazendo a conexão entre o que vejo e o que vivo no meu dia a dia, durante as visitas às empresas e os treinamentos ...

    Leia mais
    A deputada estadual reeleita por SP Leci Brandão. Crédito: Raoni Diniz Lemos/RAOOS Irie - Link para a matéria: https://azmina.com.br/reportagens/mulheres-negras-usam-estrategias-de-quilombo-na-politica/ -

    “Representatividade é fundamental”, diz Leci Brandão

    “Sempre fui ativista”. É assim que a deputada estadual Leci Brandão (PCdoB) vê sua trajetória política. “A nossa caminhada artística sempre foi marcada pelas lutas. Sempre falei de situações de injustiça, de preconceito”, afirmou ao blog. Por Giorgia Cavicchioli, do Yahoo A deputada estadual reeleita por SP Leci Brandão. Crédito: Raoni Diniz Lemos/RAOOS Irie  Sendo assim, a carreira política da cantora e compositora não poderia estar voltada para outra coisa se não para a melhoria de vida das pessoas que mais sofrem preconceito em nossa sociedade. Ela afirma que já presenciou e foi vítima de situações de preconceito dentro da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Sendo a segunda mulher negra a ocupar um cargo no local, ela diz que, mesmo com os casos de racismo e machismo, ela não se esqueceu de seu objetivo dentro da Casa. Segundo ela, existem questões que são ...

    Leia mais
    Foto: Prescila de Fátima Vieira Venâncio

    Representatividade como construção da identidade

    Porque atualmente se fala tanto em representatividade? Qual a importância que essa palavra tem na vida do indivíduo? por Prescila de Fátima Vieira Venâncio enviado para o Portal Geledés Quando falamos em representatividade negra percebermos o quanto atualmente se vem falando sobre o tema, más muitas pessoas desconhecem o real significado e o efeito que trás na construção da identidade negra. Infelizmente a história da escravatura é abordada de forma a minimizar o impacto que a escravidão causou no negro “escravo”, no negro “escravo liberto” e o impacto que causa no negro “descendente de escravos”. Por muito tempo o referencial de beleza, o referencial de padrão de indivíduo perfeito sempre foi o de um ideal branco. O que culminou em uma tentativa de branqueamento da população negra para se encaixar nesse modelo de “ideal”. Nessa tentativa podemos citar as mudanças realizadas nos cabelos (alisamentos) cirurgias para afinar o nariz como ...

    Leia mais

    Apropriação cultural & Representatividade nas artes

    “Uma ironia do nosso momento é que enquanto jovens negros são assassinados, mutilados e encarcerados em números recordes, seus estilos se tornaram desproporcionalmente influentes na formação da cultura popular.” CORNEL WEST no livro “Race Matters” (1990) Da Casa de Vidro (Foto: Imagem retirada do site A Casa de Vidro) O mesmo Cornel West, em uma de suas frases mais célebres e em sintonia com o espírito de Martin Luther King, pede que nunca nos esqueçamos: “a Justiça é a aparência que o Amor tem em público”. Justice is what LOVE looks like in public. — Cornel West (@CornelWest) 15 de fevereiro de 2017 Ao debater os temas da apropriação cultural e da representatividade nas artes, proponho deixar sempre em nosso horizonte este ideal de Justiça como Amor-em-Público, que pode nortear nosso caminhar rumo a um “outro mundo possível” (afinal, a utopia, como ensina E. Galeano, serve pra caminharmos…). Hélio Oiticica ...

    Leia mais
    african american woman in pajamas staying up late at night eating pizza and watching tv

    Por uma representatividade que contemple a vida comum

    Ao receber o seu Emmy por Melhor Atriz em Série Dramática em 2015, Viola Davis ocupou o palco da premiação com uma postura e um discurso que trouxeram pontos muito pertinentes à discussão do peso da representatividade do povo negro dentro do entretenimento. Por  Letícia Castor Moura para o Portal Geledés Foto: Adobe Stock Além de ter sido a primeira mulher negra a receber a estatueta – e até o momento, a única -, Viola ressaltou a necessidade de papéis que consigam ir além dos nichos de debates raciais e que coloquem pessoas negras em situações mundanas, cotidianas como vemos qualquer ator branco facilmente ocupar. Como se não fosse suficiente abrir seu discurso com a citação da lendária ativista do movimento abolicionista dos Estados Unidos Harriet Tubman e suas missões de libertação de escravos pela Underground Railroad, com a frase “não tem como ganhar um Emmy ...

    Leia mais

    Ícaro Silva comemora sucesso e representatividade de Ticiano em Verão 90: “Um galã preto”

    Todos os holofotes estão em cima de Ticiano em Verão 90 –  novela das 19h da Globo, escrita por Izabel de Oliveira e Paula Amaral. Interpretado por Ícaro Silva, o rapaz é o maior de cantor de lambada do Brasil e arranca suspiros da mulherada com seu rebolado em dia. POR  GREICEHELEN SANTANA, do Observatório da Televisão  Ícaro Silva caracterizado como o cantor Ticiano da novela Verão 90 (Foto: Fabiano Battaglin/Gshow) Nos próximos capítulos da trama, Tici irá virar apresentador da PopTV ao lado de sua adorável dançarina Dandara (Dandara Mariana). Por falar na moça, ela terá seu amor disputado pelo artista e Quinzinho (Caio Paduan), que por sinal é dono da emissora. Todas as confusões desse triângulo amoroso, Ícaro Silva falou em uma entrevista ao Observatório da Televisão. O ator também comentou sobre o sucesso da novela, inspirações para compor o personagem e representatividade negra na TV. Além disso, Ícaro ainda falou um pouco ...

    Leia mais
    Marvel/Reprodução

    Pantera negra e a questão da representatividade

    O filme Pantera Negra, dirigido por Ryan Coogler (EUA, 2018), foi indicado a categoria de Melhor Filme do Oscar 2019. A narrativa apresenta de forma ficcional a cultura e a diáspora africana no ocidente, tendo T’Challa como protagonista, o rei de Wakanda. Com maioria do elenco negro, vemos que o cinema tem acompanhado o movimento da sociedade com pautas que evidenciam a representatividade. Por Maciana Freitas e Souza para o Portal Geledés  Marvel/Reprodução O cinema ao criar uma narrativa que dar voz as questões culturais e históricas dos povos africanos como é o caso de Pantera Negra, é aqui entendido não apenas como uma representação visual comumente, mas sendo uma produção política e estética que pretende trazer à tona uma reflexão crítica sobre as desigualdades provenientes dos processos colonizadores. Como podemos pensá-la no cotidiano da educação? Introduzir reflexões sobre a importância da cultura africana é fundamental, ...

    Leia mais

    “Nossos passos vêm de longe: representatividade e mobilização para a equidade racial na advocacia paulista”

    Gê Acayaba de Montezuma, nasceu Francisco Gomes Jordão, em 23 de março de 1794, em Salvador, negro, filho de Narcisa Teresa de Jesus Barreto (escravizada) com um português. Em 1854 recebeu o título de Visconde de Jequitinhonha. Homem negro ilustre, advogado, diplomata, deputado, um dos pioneiros na luta abolicionista. Todavia, fora esquecido pela Ordem dos Advogados do Brasil, sob a sanha que a historiografia branca tem de apagar da memória os personagens negros de expressão ou retrata-los de maneira subalterna, subjugada, o que Sueli Carneirochama de epistemicídio. OABSP Passado mais de um século, a Comissão do Negro e de Assuntos Antidiscriminatórios - CONAD, quando presidida por Dra. Maria da Penha Santos Lopes Guimarães, que faleceu em agosto de 2016, advogada negra, militante das questões raciais, coordenou um trabalho sobre a memória institucional da Ordem dos Advogados do Brasil organizando a obra: “Visconde de Jequitinhonha – Um ...

    Leia mais
    Eu era gestora da América Latina, ganhava um ótimo salário, tinha uma equipe grande. Mas jamais promoveriam para gerente uma mulher negra - Divulgação / Carta Capital

    ‘Diversidade é ter na empresa a representatividade da demografia’

    Nos corredores de uma empresa de investimento, em São Paulo, sobravam homens. Não havia nem sequer uma mulher por ali. Exceto ao final do corredor, em uma salinha pequena, menos ostentosa. Essa sim cheia de funcionárias – no setor de telemarketing. por Carol Castro no Carta Capital Eu era gestora da América Latina, ganhava um ótimo salário, tinha uma equipe grande. Mas jamais promoveriam para gerente uma mulher negra - Divulgação / Carta Capital “Quando perguntei, me disseram que, por serem carismáticas, falarem bem, colocaram as mulheres para fazer as vendas no telemarketing”, explica Liliane Rocha, CEO da consultoria Gestão Kairós e autora do livro “Como ser um líder inclusivo”. “Falaram que queriam contratar mais mulheres, mas que era muito difícil encontrar essas profissionais no setor financeiro, na área de investimento”. É justamente ali a primeira dificuldade - a falta de mobilidade; não só para mulheres, mas ...

    Leia mais
    Pablo Saborido/CLAUDIA

    Representatividade negra na literatura é instrumento de afirmação política

    Conceição Evaristo, Carolina Maria de Jesus, Djamila Ribeiro e outras tantas figuras endossam o panorama de produção literária Por Diego Barbosa, no Diário do Nordeste Conceição Evaristo. (Foto: Pablo Saborido/CLAUDIA)   Há um termo simultaneamente poético e forte para designar a escrita gestada a partir do cotidiano, das lembranças e da experiência de vida pessoal e de todo um povo: escrevivências. Quem o trouxe à vista foi a escritora mineira Conceição Evaristo - um dos nomes mais importantes e necessários da literatura brasileira contemporânea - exatamente para dar destaque aos sentimentos de toda ordem que atravessam a condição de ser afrodescendente no País que dividimos morada. Ao singrar pelas páginas a costurar alegrias, emoções, gritos e sussurros de uma camada da sociedade ainda tão fortemente marginalizada, excluída e silenciada, a autora faz da arte um poderoso instrumento de luta contra o racismo e o machismo instalados no alicerce da ...

    Leia mais

    Mulheres e negros na linha de frente da disputa por representatividade

    As eleições 2018 estão sendo históricas. Para além do acirramento da polaridade entre esquerda e direita, o protagonismo e a organização política de mulheres e negros foram de suma importância e impactaram significativamente os resultados. Por Débora Garcia Do Brasil de Fato Aumentou número de deputados negros, de 93 para 113; foi eleita a primeira trans, dois indígenas, e o número de candidatos brancos caiu /Foto: Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região Voto das mulheres, negros, nordestinos e LGBTs irá definir eleição Na reta final do pleito, mulheres indignadas com o discurso e postura sexista e fascista do candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), conseguiram transformar essa indignação em mobilização política. Em 30 de agosto foi criado o grupo “Mulheres unidas contra Bolsonaro”, na rede social Facebook. Em apenas uma semana, o grupo atingiu a marca de um milhão de seguidoras, e até a presente ...

    Leia mais
    Página 1 de 65 1 2 65

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist