segunda-feira, junho 1, 2020

    Resultados da pesquisa por 'Jair Bolsonaro'

    Aurélio Alves/O POVO

    Ato contra Jair Bolsonaro leva multidão às ruas de Fortaleza

    Ato de protesto contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) ocupou cerca de dez quarteirões da orla de Fortaleza neste sábado, 29. Majoritariamente composto por mulheres, a manifestação ocorreu em frente ao Centro Cultural Belchior, na região conhecida como Praia dos Crush.  O grupo seguiu em caminhada até a praça Almirante Saldanha (ao lado do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura), onde ocorreram mobilizações políticas e culturais. Ao longo do trajeto, as duas faixas da avenida Almirante Barroso ficaram ocupadas. Organizado por meio de redes sociais, o evento convocou mulheres contrárias ao posicionamento do candidato para irem às ruas. “Não somos uma fraquejada! O Ceará não se curva!”, dizia na descrição do encontro no Facebook, em referência à fala do candidato sobre ter tido uma filha mulher após quatro homens. Segurança Na última sexta-feira, 28, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgou a estrutura de ...

    Leia mais
    Evandro Veiga

    Ato contra o candidato Jair Bolsonaro reuniu cerca de 8 mil em Salvador

    Flores nas mãos, camisas brancas para lembrar a paz e roxas para homenagear as mulheres. Durante o ato ‘Ele Não’, em Salvador, contra o candidato à presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, crianças brincavam pelas ruas ou assistiam a tudo nos ombros dos pais, enquanto os mais velhos sorriam e desfilavam seus cabelos brancos. “Esse encontro traz a leveza da paz, do desejo por dias melhores, independentemente de partido político”, definiu a administradora Driele Reis, 30 anos, enquanto carregava a filha Maria Elisa, 2 anos, no ato que aconteceu neste sábado (29) e não teve registro de ocorrências de violência, segundo a Polícia Militar. “Ela é mulher e tem que aprender o que é respeito desde cedo”, completou sorridente. Também acompanhado dos dois filhos, o analista Max Carvalho, 48, defendeu que era importante a participação dos pequenos Tom, 7, e Xan, 11. “Eles devem começar a entender o movimento ...

    Leia mais

    PGR denuncia Jair Bolsonaro pelo crime de racismo

    Acusação tem por base discurso contra quilombolas. Se condenado, pré-candidato a presidente poderá ser condenado a reclusão de um a três anos. Em vídeo divulgado no Twitter, ele diz que ser enquadrado em racismo 'é o fim da picada' Por Isabella Souto, do EM Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) poderá responder pelo crime de racismo na Justiça. A procuradora-geral da República Raquel Dodge apresentou denúncia contra o pré-candidato a presidente da República nesta sexta-feira. Se condenado, Jair Bolsonaro poderá cumprir pena de reclusão de um a três anos. A PGR também pede na denúncia o pagamento de pelo menos R$ 400 mil por danos morais coletivos. O parlamentar é acusado de ter ofendido a população negra e indivíduos pertencentes às comunidades quilombolas, durante palestra no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado. No evento, Bolsonaro afirmou que, se eleito presidente nas eleições ...

    Leia mais

    Nota de repúdio a declarações do Deputado Jair Bolsonaro

    A Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial manifesta seu repúdio ao discurso racista e xenófobo proferido pelo Deputado Jair Bolsonaro, no Clube Hebraica, Rio de Janeiro, no dia 03 de abril de 2017. Discursos como estes vão na contramão do compromisso do Estado Brasileiro com os povos e comunidades tradicionais e com o princípio da isonomia, conforme preceito constitucional elencado no artigo 5º da Carta Magna de 1988 e no artigo 68 das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT) . Do SEPPIR Discurso que coisifica pessoas viola, de maneira inescusável, o fundamento maior da Constituição Federal da República, que é a Dignidade da Pessoa Humana. Além disso, as comunidades tradicionais desempenham papel fundamental para a economia brasileira, no seu viés de sustentabilidade, promovendo os ditames constitucionais da valorização do trabalho humano na ordem econômica, conforme os pressupostos da existência digna e justiça social, bem como a efetivação do direito ...

    Leia mais

    Quando o mito vira réu, vulgo Jair Bolsonaro.

    Em tempos de performances pseudos libertárias e outros tipos de manifestações, digamos pouco inteligíveis, um "artista" consegue se destacar dos demais e se manter um longo tempo sob os holofotes, fazendo do seu personagem um ícone da dramaturgia política brasileira. Sem papas na língua, chegado a uma polêmica, defensor de ideias radicais e de comportamento explosivo, certamente ele alavancaria a audiência de qualquer reality show televisivo, mas talvez nunca fosse o campeão da disputa. Por que? Porque ele só está ali para criar polêmica. Essa é a sua função. Nada mais. Se você pensa que estou falando do deputado Jair Bolsonaro, você acertou. Por Nêggo Tom Do Brasil247 O intérprete do personagem "O mito" talvez seja o político mais performático e o mais convincente na arte de atrair admiradores através da falácia, que já vimos por aqui. Os seus seguidores certamente chamarão, a mim e a qualquer outra pessoa que se ...

    Leia mais

    Não para de se expandir o constrangimento em escala global do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ)

    Não para de se expandir o constrangimento em escala global do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Por Caio Delcolli, do HuffPost Brasil Depois de ser confrontado pela atriz Ellen Page na série Gaycation (HBO) e pelo ator Stephen Fry no documentário Out There (BBC Two), ambos pró-direitos LGBT, uma das criaturas mais bizarras da política brasileira foi chamada, recentemente, de "Donald Trump brasileiro" pelos sites de notícias News.com.au e Vice. Trump é o pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos. Conhecido por disparar comentários preconceituosos contra minorias, como mulheres, LGBT e imigrantes, o empresário bilionário também não tem o menor jeito com as palavras: grosseirão, dificilmente ele deixa algum debate ou evento sem passar vergonha. Na reportagem do site australiano News.com.au, escrita por Gavin Fernando, é feita uma retrospectiva da carreira de Bolsonaro na política, citando seus momentos de maior repercussão. "Assim como Trump, Bolsonaro é frequentemente criticado pela mídia de esquerda, e assim ...

    Leia mais

    Jair Bolsonaro é condenado por declarações homofóbicas

    O deputado federal Jair Bolsonaro (PP) foi condenado a indenizar em R$ 150 mil, por danos morais, o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDDD) por causa de declarações homofóbicas dadas ao programa “CQC”, da TV Bandeirantes. A ação civil pública foi ajuizada pelos grupos Diversidade Niterói, Cabo Free de Conscientização Homossexual e Combate à Homofobia e Arco-Íris de Conscientização. Cabe recurso da sentença. No Cidade Verde No programa, que foi ao ar no dia 28 de março de 2011, Bolsonaro foi questionado pela cantora Preta Gil sobre como reagiria se seu filho namorasse uma mulher negra. E respondeu: “Não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco. Os meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambientes como lamentavelmente é o teu”. Na sentença, a juíza Luciana Santos Teixeira, da 6ª Vara Cível do Fórum de Madureira, destacou a liberdade de expressão ...

    Leia mais
    Jair Bolsonaro choca o jornal francês Le Monde: “Racista”. Por Pierre Pichoff

    Jair Bolsonaro choca o jornal francês Le Monde: “Racista”. Por Pierre Pichoff

    Homofóbico, racista, misógino (termo que define aquele que tem ódio, desprezo ou repulsa ao gênero feminino) e atrevido foram os adjetivos atribuídos pelo diário francês Le Monde, na edicão desta sexta-feira (12), a Jair Bolsonaro (PP), deputado eleito com mais votos pelo estado do Rio de Janeiro. O Le Monde contou o episódio ocorrido na última terça-feira (9) no plenário da Câmara, após a apresentação do relatório da Comissão Nacional da Verdade, que revelou uma lista de 377 responsáveis por graves violações aos direitos humanos durante a ditadura militar, incluindo tortura e estupros. Jair Bolsonaro, que é militar da reserva, negou que houve crime de estupro durante o regime, dizendo para a ministra de Direitos Humanos, Mário do Rosário: “Eu não estupraria você mesmo, você não merece…”. O jornal ressaltou que, após chocar o país com a declaração, em vez de pelo menos pedir desculpa pela grosseria feita no Congresso ...

    Leia mais

    Sindicato dos Jornalistas repudia ofensa do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) a jornalistas da EBC

    O Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro vem a público repudiar a agressão praticada pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) contra duas jornalistas da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Na última segunda-feira (15) o parlamentar dirigiu-se às repórteres com frase semelhante a que o colocou nos noticiários: “Você merece ser estuprada? Você merece ser estuprada? Estou perguntando. Responda”, disse a uma delas, durante entrevista. do Sindicato dos Jornalistas enviado por Isabela Vieira via Guest Post para o Portal Geledés No áudio, descrito abaixo, a pergunta do deputado “Você merece ser estuprada?” é repetida de forma a intimidar desestruturar e prejudicar o livre exercício profissional de ambas, afrontando também a liberdade de imprensa, nesta situação. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio condena tal declaração e esclarece que a violência sexual tem efeitos devastadores na saúde de qualquer pessoas. O sindicato encaminhará o áudio e a transcrição do ocorrido ...

    Leia mais

    MPF processa Jair Bolsonaro e filho por site que espalha ofensas

    POR RODRIGO RODRIGUES A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE/RJ) anunciou nesta segunda-feira (29) que ingressou com ação na Justiça Eleitoral contra os deputados Jair Bolsonaro (PP-RJ) e o filho dele, Flávio Bolsonaro (PP-RJ), por ligação com um site acusado de postagem de mensagens ofensivas contra adversários políticos na internet. Por meio da divisão que trata da propaganda irregular, o órgão do Ministério Público Federal (MPF) quer a retirada imediata da página do ar, que é acusada de promover indevidamente as candidaturas dos membros do clã Bolsonaro, além de fazer propaganda negativa com mensagens ofensivas contra adversários (veja aqui). Além dos candidatos, respondem à representação a ONG Brasil No Corrupt (Mãos Limpas) e seus proprietários, Ari Cristiano Nogueira, Fábio Pinto da Fonseca e Ricardo Pinto da Fonseca, supostos mantenedores da página. Na representação, o procurador regional eleitoral auxiliar Sidney Madruga lembra que a lei proíbe a realização de propaganda ...

    Leia mais
    bolsonaro e feliciano

    OAB vai pedir a cassação de Marco Feliciano e Jair Bolsonaro

    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) concluiu a denúncia contra Marco Feliciano (PSC-SP) e Jair Bolsonaro (PP-RJ) por campanha de ódio. A entidade quer que a Corregedoria da Câmara puna os dois por quebra de decoro parlamentar em virtude de divulgação de vídeos considerados difamatórios, o que poderia resultar na cassação de seus mandatos. Liderando um grupo de mais de vinte entidades ligadas aos direitos humanos, a OAB enviará, na próxima semana, representação ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, contra Feliciano e Bolsonaro. A entidade quer que a Corregedoria da Câmara os processe por quebra de decoro parlamentar em virtude de divulgação de vídeos considerados difamatórios. Em um dos vídeos, Bolsonaro teria editado a fala de um professor do Distrito Federal em audiências na Câmara para acusá-lo de pedofilia e utiliza imagens de deputados a favor da causa homossexual para dizer que eles são contrários à família. Para o presidente ...

    Leia mais
    jair-bolsonaro-racista

    Jair Bolsonaro agride militantes do movimento negro: “Voltem para o zoológico”

    Jair Bolsonaro esbraveja contra manifestantes que protestavam contra a eleição do pastor Marco Feliciano para a Comissão de Direitos Humanos, que é composta por 18 membros, cinco do Partido Social Cristão (PSC) e outros seis são da bancada evangélica A sessão da Comissão de Direitos Humanos da Câmara do Deputados recomeçou na manhã desta quinta-feira (7/3) restrita apenas para deputados, servidores e imprensa. A comissão tem 18 membros, cinco são do Partido Social Cristão (PSC) e outros seis são da bancada evangélica. Jair Bolsonaro é aliado de Marco Feliciano e defendeu o nome do pastor-deputado para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias Manifestantes não puderam acompanhar a sessão. Ao chegar, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) discutiu com os manifestantes. “Voltem para o zoológico”, declarou a um grupo de militantes do movimento negro. Marco Feliciano (PSC-SP) chegou à sessão vaiado por manifestantes, que o chamaram de homofóbico e ...

    Leia mais
    jair-bolsonaro

    Seminário contra o racismo: sociedade civil se une contra afirmações do deputado Jair Bolsonaro

    Aos mesmo tempo que alguns dos principais representantes dos direitos da população negra estão reunidos em Brasília, para discutir o tema racismo no Seminário Racismo, Igualdade e Políticas Públicas, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados Federais, as organizações da sociedade civil e os parlamentares estão preparando  uma representação contra c, deputado federal do Partido Progressista (PP) eleito pelo Rio de Janeiro. A representação deverá ser encaminhada à Procuradoria Geral da República com pedido de abertura de um processo legal contra o deputado por práticas recorrentes de injúrias, ofensas à dignidade e incitação da discriminação e de preconceitos. A iniciativa é uma resposta às afirmações de cunho racista proferidas pelo deputado no programa CQC, veiculado segunda-feira, 28 de março. Nele, Bolsonaro, ao ser indagado pela cantora Preta Gil “se seu filho se apaixonasse por uma negra, o que você faria?”, afirma: “ô Preta, eu não ...

    Leia mais
    preta-gil_copy

    Preta Gil vai processar Jair Bolsonaro por declaração na TV

      O deputado Jair Bolsonaro acaba de ganhar uma inimiga figadal: Preta Gil. A cantora anunciou nesta terça-feira (29), de madrugada, que vai processá-lo por contas de declarações no programa "CQC", da Band. Em uma vídeo previamente gravado, Preta perguntou qual seria a reação de Bolsonaro se um filho dele namorasse uma negra. A resposta do polêmico político foi exatamente esta: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Eu não corro esse risco, e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o teu". Pelo que postou no Twitter, a cantora não assistiu ao programa ontem e só soube da resposta por conta da grande repercussão que a entrevista teve na internet. "Fiz a pergunta, e não vi a resposta dela, mas vocês estão me escrevendo e já já estará no youtube, meu advogado já me ligou e iremos avaliar o ...

    Leia mais
    Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão

    Cloroquina ‘une’ Bolsonaro e Maduro em meio à pandemia de coronavírus

    Tanto Jair Bolsonaro quanto Nicolás Maduro são entusiastas do medicamento - apesar de seus fortes efeitos colaterais e de sua eficácia ainda não ter sido confirmada cientificamente. Embora haja consenso sobre a substância, os dois líderes têm posicionamentos contrários em relação ao isolamento social. Enquanto Bolsonaro é contra o confinamento da população, Maduro decretou o lockdown na Venezuela. "Entre quarentena e produção, não há contradição", disse o venezuelano na quarta-feira (13) quando renovou por mais um mês o decreto de Estado de emergência. 'Mudança do protocolo' A polêmico em torno do uso da cloroquina teria sido um dos motivos que levou o ministro da Saúde brasileiro Nelson Teich a renunciar ao cargo. Sua saída aconteceu um dia após o ministro receber um ultimato de Bolsonaro para mudar o protocolo de orientação do Ministério da Saúde para uso da cloroquina no tratamento da covid-19. Na quinta-feira, em live na sua conta ...

    Leia mais
    (Foto: Getty Images)

    Especialista do HC vê eugenia em fala de Bolsonaro sobre pandemia

    Arnaldo Lichtenstein, médico diretor técnico de clínicas do Hospital das Clínicas, comentou falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a pandemia do novo coronavírus. Na avaliação do médico, não se trata apenas de negar a ciência, e sim de uma lógica eugenista. O comentário foi feito em entrevista à TV Cultura. (Veja no vídeo abaixo) O comentário do médico foi em resposta a uma fala de espectador lida pela âncora Karyn Bravo. Ele lembrou que Bolsonaro disse que o Brasil vive neurose com o coronavírus e que 70% das pessoas irão pegar a covid-19. "Isso que ele falou levanta um ponto importante. Não é um negacionismo da ciência, é uma linha de raciocínio muito diferente e cruel. Sabe-se que a epidemia vai passar quando 50% a 70% das pessoas estiverem imunizadas, ou com vacina, ou pegar a doença. Quando se pega isso o vírus arrefece. São 140, 120 milhões ...

    Leia mais
    (Foto: NAYRA HALM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO)

    Trabalhadores à espera de auxílio se sentem insultados por Bolsonaro

    A declaração do presidente Jair Bolsonaro na última quinta-feira, de que as pessoas à espera do auxílio-emergencial são uma "minoria barulhenta", não foi bem recebida pelos trabalhadores. A frase foi dita durante sua live semanal transmitida pelas redes sociais. Segundo a Caixa Econômica Federal, há 17 milhões de pedidos do benefício de R$ 600 represados. O estudante de Psicologia e deficiente visual Lucas Bento Morais, de 20 anos, disse ter se sentido humilhado pela fala do presidente, que segundo ele teve um tom pejorativo. — Essa minoria tem pobres, negros, e deficientes visuais, como eu. Não é uma minoria de empresários. Me sinto humilhado porque a gente é pobre e é uma população invisibilizada diariamente. Essa fala do Bolsonaro é de extrema irresponsabilidade. Como chefe do Executivo ele precisa ser ponderado, até porque ele não foi eleito só pelos empresários. Entre as pessoas que estão com pedidos em análise provavelmente ...

    Leia mais

    “Revoltante e lastimável”, diz irmã de Marielle sobre fala de Bolsonaro

    Em seu discurso feito nesta sexta para rebater as declarações do ex-ministro Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) citou Marielle Franco, vereadora assassinada em março de 2018, quando comparou a investigação da morte dela com a da facada que levou durante a campanha eleitoral. Após a fala, a família da parlamentar repudiou o uso do nome dela pelo presidente. Por Nathália Geraldo, Da Universa (Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo) Anielle Franco, irmã de Marielle e à frente de instituto em memória dela, classificou a declaração de Bolsonaro como "revoltante, lastimável e surreal" e afirmou que o uso do nome da vereadora foi uma "cortina de fumaça" na tentativa de tirar o foco dos ataques que recebia. "Nenhuma vida deve ser ceifada como a da Marielle, ninguém merece levar facada. Não se pode comparar o crime dele com o crime da minha irmã, ...

    Leia mais

    Bolsonaro é alvo de ação em Tribunal Penal Internacional por crime de epidemia

    A ABJD (Associação Brasileira de Juristas pela Democracia) apresentou ao Tribunal Penal Internacional uma representação contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. A entidade alega que o presidente pratica crime contra a humanidade ao vitimar a população brasileira diante da pandemia do novo coronavírus. Por Gabriela Coelho, Da CNN (Foto: ONU/Rick Bajornas) No documento, a Associação afirma que o país possui um chefe de governo e de Estado cujas atitudes “são total e absolutamente irresponsáveis.” “Por isso, solicitamos ao TPI que instaure procedimento para averiguar a conduta do presidente e condene Bolsonaro pelo crime contra a humanidade por expor a vida de cidadãos brasileiros, com ações concretas que estimulam o contágio e a proliferação do vírus, aplicando a pena cabível”, diz em trecho do documento. Segundo a entidade, Bolsonaro coloca a vida da população em risco, cometendo crimes e merecendo a atuação do Tribunal Penal Internacional ...

    Leia mais
    Aldeia waimiri atroari. Foto- Homero Martins

    Juíza concede inédito ‘direito de resposta’ dos waimiris-atroaris por discursos de Bolsonaro

    A série de declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro desde janeiro de 2019 sobre os indígenas, de um modo geral, e sobre os waimiris-atroaris, que vivem entre Amazonas e Roraima, deu origem a um inédito direito de resposta ordenado pela Justiça. A juíza federal substituta da 3ª Vara Federal de Manaus (AM), Raffaela Cássia de Sousa, determinou à União e à Funai que uma carta dos waimiris-atroaris seja publicada, num prazo de 30 dias, "nos sítios eletrônicos do Palácio do Planalto e ministérios, em ícone da página inicial". por Rubens Valtente no UOL Aldeia waimiri atroari. Foto- Homero Martins A juíza, que acolheu um pedido feito por um grupo de oito procuradores da República, determinou ainda que a União e a Funai "indiquem às autoridades públicas", nos termos da Convenção contra todas as formas de discriminação racial, da ONU (Organização das Nações Unidas), "que não incitem ...

    Leia mais
    Página 1 de 29 1 2 29

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist