quinta-feira, dezembro 3, 2020

    Resultados da pesquisa por 'UFRJ'

    Larissa Busch - Reprodução Instagram

    Após exposição na web, influenciadora branca admite ter fraudado cota na UFRJ

    A influenciadora digital Larissa Busch, de 24 anos, admitiu ter fraudado o sistema de cota racial na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em uma longa postagem em seu perfil no Instagram, nesta terça-feira (2). A jovem, que é branca, ingressou na instituição de ensino no curso Comunicação Social, no segundo semestre de 2014, na modalidade que contemplava "candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas independentemente da renda" Publicação de Larissa Busch sobre a fraude na cota - Reprodução Instagram "Em 2014, seis anos atrás, fiz a pior escolha da minha vida e estou aqui para falar sobre ela com toda culpa que carrego. Entrei na universidade me autodeclarando 'parda'. Sim, isso é horrível e não tem um dia que não pense nisso. Há muito tempo guardo essa vergonha dentro de mim e por mais que me sinta triste que o episódio mais sujo da minha ...

    Leia mais

    Demorou 99 anos, mas UFRJ cria pós-graduação sobre autores negros

    Finalmente! Segundo a coluna de Lauro Jardim, de O Globo, a partir de março de 2020 a cadeira de literatura brasileira da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) vai, pela primeira vez em quase cem anos, oferecer um curso de pós-graduação stricto sensu exclusivamente sobre autores e autoras negros brasileiros Por Karol Gomes, Do Hypeness (Foto: Rafael Arbex/Estadão Conteúdo) Os estudantes poderão estudar obras clássicas de Lima Barreto (foto), Cruz e Sousa, Conceição Evaristo, Ana Maria Gonçalves e muitos outros. A UFRJ é a maior universidade federal do país e, com frequência, configura entre as 15 melhores universidades da América Latina nos rankings especializados. Logo, é um avanço ver uma instituição tão importante colaborando para valorizar e preservar a cultura afro brasileira. A literatura negra apresenta o outro lado da história do Brasil, ou mesmo de brasileiros de maneira individual, que costuma ser distorcida pelos ...

    Leia mais
    A professora Andrea Adour com alunos na Escola Nacional de Música Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo

    Música sacra afro-brasileira enfrenta resistência de alunos evangélicos na Escola de Música da UFRJ

    Professores contam que polêmica inclui obras de compositores como Villa-Lobos e Francisco Mignone Por Leonardo Lichote, do O Globo  A professora Andrea Adour com alunos na Escola Nacional de Música Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo Andrea Adour, professora de Canto da Escola de Música da UFRJ, propõe o estudo das "Toadas de Xangô" de Guerra Peixe para sua turma. Um aluno, evangélico, reage: — E se eu receber alguma entidade? Andrea explica que a universidade não é um espaço de rito, de prática religiosa, e que aquela música entra ali como arte, vista de uma perspectiva laica, de conhecimento. O aluno entende e aceita cantar a peça — e outras de caráter sacro de matriz afrobrasileira apresentadas ao longo do curso. Conflitos do tipo têm sido comuns ali — nem sempre, porém, com a mesma contemporização. Professores e alunos da Escola de Música contam ...

    Leia mais

    Dossiê sobre racismo na revista ECO-Pós, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da UFRJ

    Racismo Revista ECO-Pós v. 21, n. 3, 2018 Enviado por Liv Sovik para o Portal Geledés do Revista do UFRJ PARAISO TROPICAL - Rosana Paulino Impressão digital sobre papel, linoleogravura, ponta seca e colagem. 48,0 x 33,0 cm. 2017. O tema deste dossiê, Racismo, foi sugerido por estudantes de pós-graduação da Escola de Comunicação da UFRJ aos editores da revista ECO-Pós, que me convidaram a elaborar um call for papers e organizar o conteúdo. Nunca antes a revista recebeu uma resposta tão grande: foram 30 trabalho submetidos, dos quais foram escolhidos cinco para acompanhar textos de convidados. Foi demanda represada? O tema do racismo, que se mostrou instigante para tantos, não tem sido muito discutido na área de Comunicação, comparada com outras como Antropologia, Sociologia e Letras. Os motivos podem ser vários: a fundação da área sob a égide do apagamento das diferenças culturais nacionais pelos ...

    Leia mais

    Evento em Parque Tecnológico da UFRJ aborda participação das mulheres na inovação

    O Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o escritório da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI) no Brasil organizaram no fim de abril (24) a segunda edição do evento “Propriedade intelectual no parque”, que celebrou o Dia Mundial da Propriedade Intelectual. Da ONU  Da esquerda para a direita: Paulo Parente; Marcela Trigo; Tatiana Campello; Denise Nascimento; José Graça Aranha; Felipe Augusto Melo de Oliveira e José Carlos Pinto. Foto: Parque Tecnológico da UFRJ Na ocasião, especialistas discutiram a participação das mulheres na pesquisa e inovação, enfatizando as desigualdades ainda persistentes na academia brasileira. O Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o escritório da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI) no Brasil organizaram no fim de abril (24) a segunda edição do evento “Propriedade intelectual no parque”, que celebrou o Dia Mundial da Propriedade Intelectual. A pesquisadora de biomedicina e professora da ...

    Leia mais

    Professores alegam que UFRJ não cumpriu cotas em concurso para professor do IFCS

    Cotas na UFRJ Um grupo de professores universitários (de USP, UnB, UFF, Uerj e outras) assinou carta aberta alegando o descumprimento da lei de cotas no concurso para professor do Departamento de Sociologia realizado pelo IFCS, da UFRJ. O resultado foi divulgado sexta passada. É que... Segundo os professores, pelo menos uma das três vagas deveria ter sido destinada a negros, o que não aconteceu. “Este caso evidencia os profundos entraves da sociedade brasileira para lidar com o racismo e a relutância na promoção e no cumprimento das medidas institucionais de promoção da igualdade racial”. Faz sentido. CARTA ABERTA É com profunda preocupação que os/as professores/as e pesquisadores/as abaixo assinados/as observam os desdobramentos do concurso público para carreira docente realizado pelo Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS/UFRJ), relativo ao edital 860 de 2017, cujo resultado foi divulgado pela ...

    Leia mais
    Foto: esquerda.net

    UFRJ investiga apologia ao nazismo dentro da universidade

    De acordo com Diretório Central Estudantil, casal tentou colocar na parede quadro com imagem de uma mulher negra, com sinais de mutilação e suásticas. A reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) apura denúncia do Diretório Central Estudantil (DCE) Mário Prata de que manifestações de apologia ao nazismo teriam sido feitas na sede da entidade estudantil por pessoas que não integram o diretório.  Na última sexta-feira (26), a universidade informou, em sua página na internet, que pretende acionar a polícia para investigar o caso. "A reitoria abrirá procedimento interno para averiguar o caso e registros de pichações de cunho nazista no campus. Também acionará as polícias Civil e Federal para apuração da apologia ao nazismo que, destacamos, configura crime. Trata-se de uma ação isolada, de ultradireita, que se manifesta de forma apócrifa justamente por não encontrar qualquer respaldo no corpo social da universidade", diz nota da instituição. A ...

    Leia mais

    Professor acusado de racismo deixa disciplina do curso de Engenharia da UFRJ

    Após ser acusado por alunos de racismo, um professor da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) não dará mais aulas em disciplina da qual era o docente responsável no curso de Engenharia Eletrônica. Por Marcela Lemos, da UOL A substituição chegou a ser pedida pelo CaEng (Centro Acadêmico de Engenharia) à direção da Escola Politécnica. No entanto, segundo a direção da escola, o professor deixou a disciplina Rede de Computadores I por iniciativa própria. Ele continuará, entretanto, com seus projetos de pesquisa vinculados ao CNPq e também atuando na pós-graduação. Em reunião com diretores, os integrantes do CaEng também solicitaram a abertura de um processo administrativo contra o professor, mas a direção da Escola Politécnica não atendeu a reivindicação. Em entrevista ao UOL, o diretor João Carlos Basilio minimizou as declarações do professor. "Com o governo Lula houve abertura de acesso de pessoas à universidade que até então não tinham ...

    Leia mais

    “Na rua como você detecta ladrão? Primeiro olha a cor” diz professor da UFRJ

    O Centro Acadêmico de Engenharia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) encaminhou denúncia de racismo envolvendo um professor do curso de Engenharia Eletrônica à diretoria da Escola Politécnica e à ouvidoria da UFRJ. Segundo estudantes, o professor afirmou que se deve reconhecer um ladrão na rua por meio da cor da pele. De acordo com alunos, o docente teria dado as declarações durante uma aula no mês de março. no UOL "Na rua como você detecta um ladrão? Primeiro você olha a cor", disse o professor, segundo a denúncia, apontando para a pele. O docente ainda acrescentou, de acordo com testemunhas: "Se você tem um sistema de segurança onde só passa gente branca, quando passa um preto o sistema apita". Procurado pela reportagem, o CaEng (Centro Acadêmico de Engenharia) disse que 25 alunos do curso fizeram denúncias sobre o episódio de racismo em sala de aula. O CaEng publicou ...

    Leia mais
    Diogo Vasconcellos - CoordCOM/UFRJ

    Roberto Leher, reitor da UFRJ, mostra didaticamente como a PEC 241 vai ter o efeito de uma bomba de nêutrons na educação pública brasileira.

    O congelamento dos gastos sociais por vinte anos é a realização dos sonhos dos economistas neoliberais encastelados na Casa das Garças. Do Nocaute, por Fernando Morais Esta proposta de emenda constitucional preocupa muito a Universidade brasileira e a educação pública de uma forma geral e, podemos ampliar, a própria concepção de Estado Social no país.   Porque a PEC 241 tem como objetivo o congelamento de gastos num contexto em que a taxa de juros vai aumentando o bolo tributário destinado ao pagamento de juros e serviço da dívida. O que significa congelar, portanto? Permitir o aumento permanente de gastos com a dívida, e ao mesmo tempo teremos que reduzir drasticamente os gastos com o Estado Social.   Tanto é verdade que os próprios estudiosos que vêm propondo esta medida, como os intelectuais conservadores organizados na Casa das Garças, como o economista Edmar Bacha, de que é necessário modificar a Constituição ...

    Leia mais

    Estudante da UFRJ comove a internet com declaração do pai semianalfabeto

    Estudante compartilhou no Facebook declaração do pai semianalfabeto e post comoveu a internet (Foto: Reprodução/Facebook) Por Daniel Silveira Do G1 Ela criticou quem debocha das pessoas que não sabem ler e escrever. 'Meu pai não teve a mesma oportunidade que eu', afirmou a jovem, cujo o pai é semianalfabeto A declaração de amor de um pai à filha comoveu a internet nesta semana. O “eu te amo” foi seguido por um pedido de desculpas por ele não saber escrever. Ao compartilhar a mensagem, a estudante da Universidade Federal do Rio de Janeiro Micarla Lins, de 21 anos, lembrou que saber ler e escrever é um privilégio num país com tantas desigualdades sociais. “Vi o compartilhamento de uma mensagem de uma pessoa dizendo que saber ler não é inteligência, é privilégio. Acabei me lembrando de algumas situações de preconceito vividas por meu pai e resolvi publicar uma mensagem que ...

    Leia mais

    Aluno da UFRJ é encontrado morto dentro do campus do Fundão, Rio

    Crime de ódio teria causado morte do estudante, segundo amiga. 'Ele já havia sofrido ameaças', disse. Por Cristina Boeckel Do G1 Um aluno da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi encontrado morto na noite deste sábado (2), no Campus do Fundão, na Zona Norte da cidade. De acordo com informações da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), Diego Vieira Machado, nascido em Belém (PA), foi encontrado morto às margens da Baía de Guanabara, na Ilha do Fundão. Ele cursava o arquitetura, após ter passado pela faculdade de letras. A Polícia Militar afirmou que foi chamada na noite de sábado (3) para verificar uma denúncia e encontrou o corpo do jovem. Perícia detalhada foi realizada no local e o trabalho de investigação foi iniciado para apurar de forma detalhada a dinâmica do fato que vitimou o aluno da UFRJ e identificar os envolvidos. Diego morava no alojamento dos estudantes, perto do ...

    Leia mais

    Picharam ‘Jesus cura lesbianismo’ e estudantes da UFRJ deram o troco contra a homofobia

    Um banheiro da Escola de Comunicação da Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ), situado na zona sul do Rio, virou um painel repleto de pichações lesbofóbicas, incitando a homofobia no começo de junho. no HuffPost Na porta do banheiro feminino: "Jesus cura lesbianismo". A gente responde também, com mais cor! Ação rápida. Intervenção dos vigias. Resolvemos. Outras se juntaram à ação para pintar todas as portas também por dentro. A ECO somos nós! A estudante Ivone Pita – idealizadora da iniciativa – falou sobre a intervenção: "A ideia surgindo, o apoio, a união para fazer acontecer, a gente pintando as portas, mais gente chegando para participar, depois tanta gente entrando nos banheiros para fazer foto junto às portas e as comemorações, os comentários todos, tanta gente vindo falar comigo para dizer que nunca ficou tão feliz na ECO, que aquele se tornou outro lugar, que ao entrar no banheiro e ...

    Leia mais
    Foto: Getty Images

    UFRJ oferece cursos de línguas para a comunidade

    Valor praticado pelo curso é abaixo do encontrado no mercado Do Catraca Livre  Quem tem como meta de ano novo estudar mais e aprender uma nova língua, tem uma ótima oportunidade logo no início de 2016. Entre os dias 25 e 29 de janeiro, acontecem as inscrições no projeto de extensão da UFRJ, o Curso de Línguas aberto a Comunidade, o CLAC. A matrícula é feita pela internet e o aluno paga uma taxa única para o período, no valor de R$365, o que dividido em seis meses daria um pouco mais de R$60, valor bem abaixo do praticado em cursos convencionais. As aulas são ministradas por alunos em formação da Faculdade de Letras da Federal. Entre as opções de cursos estão Alemão, Alemão Conversação, Árabe, Árabe Conversação, Espanhol, Francês, Francês Conversação, Francês para Leitura, Grego, Hebraico, Inglês, Inglês Conversação, Inglês para Leitura, Italiano, Italiano Conversação, Japonês, Japonês Conversação, Latim, Libras, Oficina ...

    Leia mais

    UFRJ adiciona vagas ao concurso de Docentes Equivalentes

    A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) publicou a primeira retificação do concurso público 450/2014, pela qual acrescenta oito vagas ao certame, totalizando assim, 191 oportunidades. Do pciconcursos Divulgação/UFRJ   As novas vagas são para Professor da classe de Adjunto, nas áreas de: Enfermagem em Saúde Coletiva (1); Metodologia da Assistência e do Ensino de Enfermagem (1); Nutrição Clínica na Obstetrícia, Pediatria e Adulto/ Estágio Supervisionado (5); e de História da África (1). Esse certame é destinado ao cargo Professor Equivalente, nas as classes de Auxiliar, Assistente e Adjunto A, junto ao campus Macaé, assim como ao Polo Xerém, Fórum de Ciência e Cultura (FCC) e Centros de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN), Ciências da Saúde (CCS), Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), Letras e Artes (CLA), de Tecnologia (CT) e de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH). Esses profissionais vão atuar ...

    Leia mais
    UFRJ abre concurso público com 238 vagas para professores. Salários chegam a R$ 8.049

    UFRJ abre concurso público com 238 vagas para professores. Salários chegam a R$ 8.049

        A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) divulgou o edital de um novo concurso público para 238 vagas de professores de nível superior em diversas áreas como Desenho, Economia, Medicina, Língua Portuguesa, Engenharia etc. As oportunidades são para professor auxiliar, assistente A e adjunto A, com vencimentos que variam de R$ 1.914,58 a 8.049,77. Há vagas para atuação por 20h, 40h ou em 40 horas em dedicação exclusiva. O edital completo pode ser consultado aqui (páginas 232 a 238). As inscrições serão abertas a partir das 10 horas do próximo dia 16, e prosseguirão até 10 de fevereiro. O candidato deve acessar o site http://concursos.pr4.ufrj.br para efetuar o cadastro. A taxa varia de R$ 50 a R$ 200, de acordo com o cargo pretendido. Será permitido concorrer a mais de um cargo, desde que as provas não aconteçam no mesmo horário. A seleção terá etapas de provas escrita, didática, prática (dependendo ...

    Leia mais
    ufrj

    UFRJ – Instituto de História realiza encontro internacional sobre História da África

    O Laboratório de Estudos Africanos (LeÁfrica) do Instituto de História (IH) da UFRJ realiza, entre os dias 21 e 24 de outubro, a partir das 14h, o Encontro Internacional sobre ensino de História da África e Cultura Afro-brasileira: 10 anos de lei 10.639. A programação da conferência conta com especialistas do Brasil e do exterior, mesas-redondas e oficinas. Divulgação/UFRJ Os professores da Educação Básica ou do Ensino Superior que tenham interesse em apresentar seus trabalhos e experiências sobre o ensino de história da África e Cultura Afro-brasileira, devem enviar um e-mail para [email protected], para o recebimento da ficha de inscrição. Com vagas limitadas e emissão de certificado, a inscrição para ouvintes será gratuita e efetuada no primeiro dia do evento. O encontro será realizado no Prédio do Largo de São Francisco de Paula, n°1, Centro do Rio de Janeiro. Fonte: UFRJ

    Leia mais
    Minerva UFRJ-254x300

    Estudante Negro da UFRJ é coagido a sair de ônibus universitário

    Por Chico Motta     Na terça-feira dia (26/02) , às 22h, voltando do IFCS onde assistia a aula, o estudante de Filosofia negro, Aparecido de Jesus Silva, foi coagido pelo motorista do ônibus universitário para que se retirasse do mesmo. Aparecido relata que pegou o ônibus de número 160, placa KXW 4619, para o alojamento no terminal Rodoviário da Cidade Universitária. Ao entrar pela traseira do ônibus (que é gratuito) e sentar ao fundo, o estudante teria visto o condutor gesticular com as mãos e perguntar "Você vai para onde?" . " Parecia nervoso com minha presença", informou. Após parar em um ponto na cidade universitária, o condutor então teria aberto a porta dos fundos e reclamado: "Não vai descer não"? Aparecido esclarece que apesar de haverem outros estudantes indo em direção ao alojamento, ele foi o único abordado. A situação se agravou quando chegaram à Prefeitura Universitária. ...

    Leia mais
    cotistas notas altas

    Cotistas que disputaram medicina na UFRJ têm quinta nota mais alta do Sisu

    O Ministério da Educação (MEC) divulgou a lista dos dez cursos cursos que tiveram as notas de corte mais altas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2013. Entre eles, cinco são de medicina e três são da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O curso com nota de corte mais alta foi medicina na UFRJ: 820,76 pontos. Essa foi a pontuação mínima dos candidatos aprovados na ampla concorrência, o que não inclui as vagas reservadas para a Lei de Cotas. Na lista das graduações com as maiores notas de corte do Sisu estão os cursos de medicina da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), da Federal de Ouro Preto (Ufop) e da Federal do Paraná (UFPR). A quinta nota de corte mais alta foi registrada pelos alunos cotistas que disputaram as vagas de medicina na UFRJ.     Fonte: EBC

    Leia mais
    Página 1 de 38 1 2 38

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist