terça-feira, novembro 24, 2020

    Resultados da pesquisa por 'brasil'

    Foto: Getty Images

    Racismo mata: o caso do Carrefour e outros tantos Brasil adentro

    20 de Novembro é Dia da Consciência Negra. Conquista arrancada pelo Movimento Negro para assinalar a persistência do racismo que estrutura e dá forma ao Brasil, a data segue sendo uma construção renovada pelas forças vivas da negritude e homenageia nosso líder quilombola, revolucionário, Zumbi dos Palmares. 20 de novembro de 2020. O Brasil é despertado com uma cena absolutamente bestial. Com apenas uns cinco minutos, no estacionamento de uma unidade da rede de supermercados Carrefour, em Porto Alegre, agentes de segurança pública e privada atacam um homem negro numa sessão de espancamento até a morte. Simples assim. Com naturalidade, a cena bárbara foi gravada e depois ganhou o mundo pelas redes sociais. O homem assassinado sob impassível câmara de celular e estupefação quiçá explicativa da inércia coletiva tinha a cor dos anônimos negros e pardos, condição determinante para ser encarcerado ou preferencialmente morto. Sequer gera custo público. O homem ...

    Leia mais

    Carta de alerta a todas as autoridades políticas e sanitárias brasileiras sobre a Covid-19

    Considerando o rápido crescimento do número de casos e de óbitos registrados em várias cidades de todas as cinco regiões do país nos últimos dias, estamos alertando as autoridades políticas sobre a gravidade da situação sanitária do país. A epidemia de Covid-19 se alastrou por todo o território nacional e o quadro verificado hoje pode em pouco tempo levar a uma situação pior do que já vivemos até aqui. Tanto nos hospitais públicos quanto privados, as taxas de ocupação estão aumentando e chegando em alguns níveis acima de 90%, o que indica que o sistema de saúde pode entrar em colapso rapidamente e o crescimento de óbitos ser maior ainda em função de falta de assistência. Neste sentido, apelamos às autoridades políticas e sanitárias para que todos os esforços sejam feitos com a finalidade de conter a transmissão do vírus SARS-CoV-2 e diminuir os danos causados pela pandemia. Temos apontado ...

    Leia mais
    Foto: Divulgação/ ONU

    ONU contesta Mourão e pede debate urgente sobre o racismo brasileiro

    Em nota publicada nesta sexta-feira, 20, a Organização das Nações Unidas (ONU) contradiz o vice-presidente, general Hamilton Mourão, que disse não haver racismo no Brasil. O comunicado aponta que a morte de João Alberto Silveira Freitas, num Carrefour em Porto Alegre, "é um ato que evidencia as diversas dimensões do racismo e as desigualdades encontradas na estrutura social brasileira". A organização repudiou o fato de o brasileiro ter sido "brutalmente agredido" e pede investigação. "A violenta morte de João, às vésperas da data em que se comemora o Dia da Consciência Negra no Brasil, é um ato que evidencia as diversas dimensões do racismo e as desigualdades encontradas na estrutura social brasileira", diz a ONU. "Milhões de negras e negros continuam a ser vítimas de racismo, discriminação racial e intolerância, incluindo as suas formas mais cruéis e violentas", afirmou. "Dados oficiais apontam que a cada 100 homicídios no país, 75 ...

    Leia mais
    Manifestante protesta na porta do Carrefour, em Brasília, pelo assassinato de Beto (Foto: Eraldo Peres/ AP )

    Extermínio de negros, o empreendimento mais bem-sucedido do Brasil

    Esqueça a Bolsa de Valores ou a especulação imobiliária. O negócio que nunca sai de moda nem apresenta risco ao investidor é o racismo à brasileira. Fundada na colonização, capitalizada na escravidão e repaginada na era das redes sociais, a discriminação racial se consolida cada vez mais como o título de renda mais sólido para governos, empresas e pessoas físicas que lucram com a eliminação de corpos negros. Nem mesmo o brutal assassinato de João Alberto Freitas, o Beto, espancado por seguranças na porta do Carrefour, em Porto Alegre, ameaça a estabilidade dos rendimentos. Afinal, toda a cartela de aplicações está estruturada sobre a lógica da diversificação das formas de opressão e massacre. O crime desta quinta-feira, justamente na véspera do Dia da Consciência Negra, choca pela brutalidade e frieza dos executores, mas não pelo CNPJ. Nos últimos anos, o Carrefour se especializou em protagonizar episódios de extrema violência. Não ...

    Leia mais
    Imagem: Getty Images

    Campanha ‘Tirar a Lei do Papel’ vai para sua terceira edição Organização brasileira, fundada em 2008, reflete sobre desafios para a aplicação da Lei 10.639/03

    Em 2020, a Lei Federal 10.639/03 completou 17 anos em vigor. Tempo teoricamente suficiente para firmarmos consideráveis avanços no ensino da história e cultura africana e afrobrasileira no Brasil. No entanto, a realidade é outra e os docentes de todo país ainda enfrentam dificuldades para pôr a lei em prática. Por esse motivo, a Afroeducação - organização fundada há 12 anos, no país, vai para a terceira edição da campanha ‘Tirar a Lei do Papel’, que tem por objetivo incentivar professores e professoras a driblar os desafios para a aplicação da lei, além de tornar o assunto mais conhecido todo o território nacional. Trata-se de uma convocatória à sociedade para refletir sobre essas questões e agir para #tiraraleidopapel! Este ano, a campanha traz um novo formato, por meio de um vídeo dramatúrgico que recria uma reunião de professores, em modo virtual, como o isolamento social indica. Serão apresentados no vídeo ...

    Leia mais
    Líder do maior quilombo do Brasil, Vilmar Kalunga foi eleito prefeito em Cavalcante (GO) (Foto: Arquivo Pessoal)

    Maior quilombo do Brasil elege pela 1ª vez o prefeito de cidade de Goiás 

    A eleição de Vilmar Souza Costa (PSB), 40, para prefeito de Cavalcante (GO) no último domingo (15) guarda alguns marcos históricos: conhecido como Vilmar Kalunga, ele foi o primeiro representante do maior quilombo do Brasil a conquistar um cargo eletivo e, neste ano, foi o único quilombola a conquistar uma prefeitura no país —antes dele, houve apenas um caso, em Açucena (MG), em 2012. Em Cavalcante, apesar de corresponder à maioria da população local, a comunidade Kalunga ainda não havia conseguido eleger um prefeito. Ele estima que os quilombolas correspondem a 80% dos moradores da cidade —que tem 9.725 habitantes, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O prefeito eleito disse ao UOL que foi preciso conscientizar a população para romper estigmas históricos que ainda colocam os quilombolas na incômoda posição de "bons para votar, não para serem votados". Para ele, isso é fruto da herança histórica ...

    Leia mais
    Foto: Divulgação/ Museu Afro Brasil

    Semana da Consciência Negra: Museu Afro Brasil tem programação especial

    No mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra, o Museu Afro Brasil preparou um conjunto de atividades que atravessarão a Semana de ponta a ponta. Entre o aniversário de Emanoel Araújo, dia 15, e o sábado, 21 de novembro, a instituição promoverá lives, oficinas, visitas online mediadas e a abertura da exposição Melvin Edwards – o escultor da resistência, que traz ao Brasil obras de um dos principais nomes da arte contemporânea. O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Museu Afro Brasil, promoverá, entre os dias 15 e 21 de novembro de 2020, a Semana da Consciência Negra do Museu Afro Brasil, conjunto de eventos online que buscam refletir, difundir e valorizar temas relacionados à cultura afro-brasileira. Com uma programação elaborada para o ambiente virtual, a Semana será aberta no domingo, 15, com a ...

    Leia mais
    Pintura: A criação de Deus/ Harmonia Rosales

    A importância da cultura afro-brasileira e indígenas nas escolas

    Inicialmente, é importante contextualizarmos factualmente a relevância do tema afro-brasileiro e indígena no currículo escolar e como essa temática se tornou lei amparada oficialmente pela educação na BNCC. No dia 10 de março de 2008 o ex-presidente da república, Luis Inácio Lula da Silva e Fernando Haddad, na época, Ministro da Educação, assinaram a Lei Nº 11.645 alterando a Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, estabelecendo assim, a obrigatoriedade de incluir oficialmente no currículo de ensino a temática “História e Cultura Afro brasileira e Indígena”, certificando assim, a melhoria dos direitos sociais e demonstrando a necessidade da implantação e consequentemente a busca de novas estratégias para novas políticas educacionais, que propõem e reconhecem uma sociedade diversificada. Elizabeth Maria² (2010) em seu artigo, fomenta que: A lei enfatiza o estudo da história da África e dos africanos, a luta dos negros e dos povos indígenas no Brasil, a ...

    Leia mais
    Itamar Assumpção  (Foto: Jorge Cardoso/CB/D.A Press - 2/8/00 )

    Itamar vive: primeiro museu virtual sobre um artista negro brasileiro será inaugurado em 20 de novembro

    Cantor, compositor, escritor, instrumentista, ator, produtor, artista. Itamar Assumpção foi tudo isso e mais um pouco. E, para reunir e revisitar o seu legado na música brasileira e mundial, em 20 de novembro, dia da Consciência Negra, será inaugurado um museu virtual com sua obra, vida e trajetória. Considerado um dos principais nomes da música independente e da chamada “Vanguarda Paulista”, Itamar, ao lado de Arrigo Barnabé, Premê (Premeditando o Breque), Grupo Rumo e Pracianos, lideraram o movimento que, entre os anos de 1979 e 1985, dominou a capita paulista e foi referência para a cultura popular brasileira. Não é um site Concebido a partir do Edital Petrobras Cultural Chamada Música em Movimento 2018, o Museu Itamar Assumpção - MU.ITA -, que neste primeiro momento será totalmente virtual, tem direção geral de sua filha Anelis Assumpção. O MU.ITA vai contar com uma exposição permanente sobre Itamar, um acervo com mais ...

    Leia mais
    Dom José Maria Pires (Foto: Imagem retirada do site CNBB)

    Comissão Brasileira de Justiça e Paz lança observatório de temas raciais Dom José Maria Pires

    A Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), lançou nesta quinta-feira, 12, o Observatório de temas raciais Dom José Maria Pires. A nova instância deve assessorar a CBJP no encaminhamento das matérias relacionadas aos temas de enfrentamento ao racismo, a promoção da igualdade racial e ações afirmativas. O grupo, formado por membros da Igreja Católica e de outras denominações religiosas, também deve elaborar e compartilhar análises, trabalhos escritos e pareceres; promover pesquisas e eventos que estimulem o estudo, a discussão e a defesa de temas afetos à sua área de atuação; realizar iniciativas orientadas pelos princípios de defesa e aprofundamento da democracia, combate às desigualdades, discriminações e exclusões, com a promoção da justiça e da paz; além de apoiar as ações e iniciativas da Pastoral Afro-brasileira, fortalecendo sua ação evangélica e social. O Observatório ainda deve assessorar a CBJP nos espaços ...

    Leia mais
    Carta das Mulheres Brasileiras aos Constituintes pedia que fosse garantido à mulher o “direito de conhecer e decidir sobre seu próprio corpo”. (Foto: ARQUIVO/SENADO FEDERALA)

    Como o movimento de mulheres no Brasil contribuiu para construção do SUS

    Criado pela Constituição de 1988 após anos de luta do movimento sanitário na década de 1970 e 1980, o SUS (Sistema Único de Saúde) contou com contribuição substancial do movimento de mulheres para se concretizar. A criação de um modelo de “serviços públicos de saúde coletiva e assistência médica integrados” era um dos pleitos da Carta das Mulheres Brasileiras aos Constituintes, entregue em 1987. Mas já no início daquela década a articulação feminina para garantir um acesso amplo à saúde no Brasil ganhava força. Em 1983, no governo de João Batista Figueiredo - último presidente da ditadura militar - foi criado dentro do Ministério da Saúde o Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher (PAISM). “A demanda por saúde era muito forte no movimento de mulheres no Brasil. Os grandes grupos feministas tinham como centro questões associadas à saúde, à contracepção, planejamento familiar”, conta a médica Ana Maria Costa, ...

    Leia mais
    Foto: REVISTA O MALHO/BIBLIOTECA NACIONAL DIGITAL / EL PAÍS

    Há 110 anos, marujos denunciaram chibata na Marinha e racismo no Brasil pós-abolição

    O Rio de Janeiro entrou em pânico. Quando correu a notícia de que, da Baía de Guanabara, quatro navios de guerra apontavam seus canhões para a cidade, os cariocas fizeram as malas às pressas para fugir da morte. Na Estação Central do Brasil, os trens para longe da capital da República partiram lotados. Nos bondes com destino aos subúrbios, os passageiros viajaram espremidos, muitos pendurados no lado de fora. O perigo era real. Numa amostra do estrago que eram capazes de provocar, os encouraçados fizeram disparos que mataram duas crianças no Morro do Castelo, no Centro, a poucos metros da Câmara dos Deputados. O senador Ruy Barbosa (BA) contou aos colegas, num discurso no Senado, o horror de ter sido testemunha ocular do ataque naval: — Foi com a minha filha chumbada ao leito, por uma enfermidade que não nos permite sequer movê-la na sua própria cama, que tive esta ...

    Leia mais
    Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

    Pobreza extrema afeta 13,7 milhões brasileiros, diz IBGE

    O Brasil tinha 13,7 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza extrema em 2019. Apesar de o percentual de pessoas nessa condição ter caído em relação a 2018, em termos absolutos, o número se mantém estável na comparação com anos anteriores. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em sua Síntese dos Indicadores Sociais, o contingente representa 6,5% da população brasileira vivendo com menos de US$ 1,90 por dia (R$ 151 por mês, segundo a cotação e a metodologia utilizadas na pesquisa). O número indica um aumento de dois pontos percentuais na comparação com 2014, quando a série atingiu seu menor indicador, de 4,5%. Porém, o índice passou a crescer em 2015 e apresenta estabilidade desde 2017, quando chegou a 6,4%. Por outro lado, se considerada a linha recomendada internacionalmente para o Brasil pelo Banco Mundial, o total de pobres do país —com renda ...

    Leia mais
    (Alexander Spatari/Getty Images)

    Nordeste é a região brasileira que mais lê, diz pesquisa

    Entre as dez capitais brasileiras que mais leram em 2019, cinco delas ficam no Nordeste. O ranking é parte de um novo dado divulgado pela 5ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto pró-livro, divulgado em primeira mão pela VEJA. Na campeã João Pessoa, capital da Paraíba, 64% da população é considerada leitora, seguida de perto por Curitiba, com 63%, Manaus, com 62%, Belém, 61%, e São Paulo, 60%. Os dez primeiros lugares do ranking ficam completos com Teresina (59%); São Luís (59%); Aracaju (58%); Salvador (57%); e Florianópolis (56%), respectivamente. Para chegar ao resultado, o órgão consultou mais de 8.000 pessoas em todos os estados brasileiros, entre outubro de 2019 e janeiro de 2020, tomando como leitor aqueles que leram ao menos um livro nos três meses que antecederam a consulta. Na líder João Pessoa, a média no trimestre foi de 4,09 livros, número que sobe ...

    Leia mais
    Imagem retirada do site ComCiência

    A perspectiva negra decolonial brasileira: insurgências e afirmações intelectuais

    Em um momento de emergência da decolonialidade enquanto projeto teórico-prático que apresenta para o Brasil e toda América Latina e Caribe novas condições de poder, saber e ser, a perspectiva negra decolonial brasileira deve ser posicionada como uma agenda epistêmica que tem descolonizado nossas teorias e práticas educacionais. Aeducação e o currículo são territórios de disputas contínuas. Projetos como o Escola Sem Partido e os discursos em torno da “ideologia de gênero” nos mostram como tem sido articulada uma resistência colonial a um currículo decolonial, como pontuou Nilma Lino Gomes. Projetos antagonistas têm disputado as representações, os sentidos e os saberes que permeiam o fazer educativo nas escolas e universidades brasileiras. Do lado de cá, as disputas realizadas pelo movimento negro tensionam há décadas por uma educação que rompa com o epistemicídio. Sueli Carneiro, nossa mestra, afirmou que as trajetórias de educadoras/es e educandas/os negras/os nas salas de aula são ...

    Leia mais
    Sambista postou foto com o neto Gabriel, morto após ser baleado em baile funk e que fez Neguinho considerar deixar o país
Imagem: Reprodução/Instagram/@neguinhodabeijafloroficial

    Neguinho da Beija-Flor relata racismo em avião e quer filha fora do Brasil

    O sambista Neguinho da Beija-Flor voltou a comentar a morte do seu neto, Gabriel Ribeiro Marcondes, de 20 anos, que morreu ao ser baleado junto com mais três pessoas em um baile funk em Nova Iguaçu, na Baixa Fluminense, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Neguinho associou a perda ao racismo no Brasil e relatou que pretende ver sua filha estudando fora do país. O intérprete e compositor de sambas memoráveis da Beija-Flor ainda relatou casos de racismo que aconteceram com ele em viagens de avião. "No avião já teve pessoas que trocaram de lugar. Foi lá e cochichou com a comissária se não tinha outro lugar. Você vê que o cara vai ali na viagem o tempo todo do meu lado mal-humorado", contou Neguinho em entrevista ao "Altas Horas", da TV Globo. O sambista também aproveitou para esclarecer declarações que fez logo após a morte do neto, há cerca ...

    Leia mais
    O câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os brasileiros, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). (Foto: Pixabay/Reprodução)

    Novembro Azul: mais da metade dos homens brasileiros atendidos pelo SUS nunca foram ao urologista, segundo instituto

    Mais da metade dos homens brasileiros que são atendidos pelo SUS nunca foi ao urologista, segundo Instituto Lado a Lado pela Vida. O "Novembro Azul" é usado pelos médicos para chamar atenção deles para necessidade de tomar todos os cuidados contra o câncer de próstata. O Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima que 65.840 novos casos de câncer de próstata em 2020. Este tipo de câncer é o mais comum entre os homens brasileiros. "Acima de 50 anos essa doença passa a ser mais comum, mas aqueles que têm parentes com câncer de próstata devem procurar médico a partir de 45, assim como a população afrodescendente. A doença manifesta nessa população de forma mais precoce", explicou Fernando Marcicano, médico urologista. O médico ainda disse que o homem deve procurar todo ano o urologista para fazer exame de sangue e próstata. O advogado José Valter Lopes recebeu o diagnóstico da doença ...

    Leia mais
    A mineira Cidinha da Silva lança o livro "Oh, margem! Reinventa os rios!"
Imagem: Divulgação

    Margens moldam o rio da literatura brasileira na prosa de Cidinha da Silva

    Cidinha da Silva não está resfriada. Mas a prosadora e escritora mineira, tal qual Frank Sinatra décadas atrás, não está disponível para uma entrevista por vídeo ou por ligação que facilite uma tentativa de perfil literário da autora de "Um Exu em Nova York" (2018), obra vencedora do Prêmio da Biblioteca Nacional. Cidinha está relançando as crônicas de "Oh, margem! Reinventa os rios!" em uma edição aumentada e organizada no ritmo ágil dos rios mineiros que fogem dos estouros de barragem, como foi o caso do Doce. Esta edição da editora Oficina Raquel inclui cinco textos inéditos, mais o prefácio do mestre Paulo Scott (finalista do Prêmio Jabuti deste ano com o fundamental "Marrom e Amarelo"). Cidinha da Silva não está resfriada e eu não sou Gay Talese - o jornalista dândi americano que ajudou a moldar o jornalismo literário. No entanto, Cidinha pode responder minhas perguntas por e-mail em ...

    Leia mais
    Ilustração: Stephanie Pollo

    Que Brasil teríamos, com mais mulheres negras no poder?

    Por CFEMEA, para a coluna Baderna Feminista O Brasil já está às voltas com as eleições municipais. Mergulhadas numa crise profunda, ainda mais trágica pela crise sanitária que já matou quase 150 mil pessoas em nosso País, nos perguntamos sobre o que significa a realização de um processo como este em um contexto político marcado por um golpe e pelo fascismo crescente na sociedade brasileira. O que significa termos um processo eleitoral já com quase dois anos do governo Bolsonaro? Os movimentos feministas têm uma trajetória de monitoramento de políticas públicas e de ação junto ao Parlamento. Desde a Constituinte, organizações e movimentos incidem para aprovar legislações igualitárias e pressionar para que os marcos normativos se traduzam em políticas e serviços que alterem concretamente a vida das mulheres. Nós, do CFEMEA, atuamos nesse front e temos alertado para a presença cada vez maior de partidos políticos criados a partir de fés religiosas e para ...

    Leia mais
    Página 1 de 1605 1 2 1.605

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist