quinta-feira, janeiro 21, 2021

Resultados da pesquisa por 'homem negro'

Elenco de 'Uma Noite em Miami' (Foto: Patti Perret/Amazon)

‘Uma Noite em Miami’: Regina King celebra o homem negro em encontro estelar

Cassius Clay, ou Muhammad Ali, o maior pugilista da história. Malcolm X, um dos grandes líderes da luta antirracista. Sam Cooke, o rei do soul. Jim Brown, um dos grandes do futebol americano. Eles eram jovens, famosos, poderosos. Uma espécie de Vingadores da cultura e da política afro-americanas. Os quatro amigos festejaram juntos o primeiro título mundial dos pesos-pesados de Cassius Clay, que pouco depois se juntaria à Nação do Islã e adotaria o nome Muhammad Ali. Era a noite de 25 de fevereiro de 1964, e eles estavam num modesto quarto de hotel numa Flórida ainda segregada. Ninguém sabe de fato como foi essa comemoração —há uma imagem de Malcolm X fotografando Ali num bar. Mas o dramaturgo e roteirista Kemp Powers (que acaba de lançar "Soul") resolveu imaginar. O resultado pode ser visto no filme "Uma Noite em Miami", no Amazon Prime Video, cotadíssimo para o Oscar. É ...

Leia mais
Policiais atiram em Jacob Blake (Reprodução)

Promotoria não denunciará policial que atirou contra homem negro em Wisconsin

A promotoria de Kenosha, no estado americano de Wisconsin, anunciou que não denunciará o policial branco que atirou nas costas do homem negro Jacob Blake, 29, em agosto passado, um episódio que desencadeou grandes protestos de rua e inflamou as tensões raciais nos Estados Unidos. Um vídeo do caso, gravado em um celular, mostra o agente Rusten Sheskey atirar a queima-roupa nas costas de Blake sete vezes após a vítima abrir a porta de seu carro. Ele foi atingido quatro vezes e ficou paralisado da cintura para baixo. As autoridades afirmam que havia uma faca dentro do carro de Blake. O promotor distrital do condado de Kenosha, Michael Graveley, argumentou que o policial tinha direito à legítima defesa. O advogado de Blake, Ben Crump, disse que ele estava tentando interromper uma briga entre duas mulheres quando foi baleado na frente de três de seus filhos, de 3, 5 e 8 ...

Leia mais
Andrey Régis de Melo (Imagem enviada para o portal Geledés)

Corpo e suspeição: O covarde espancamento de um homem negro

Louvor a este povo varonil que ajudou a construir a riqueza do nosso Brasil (Samba-enredo Mangueira/1975) Na madrugada de 14 de novembro de 1844, no atual Município de Pinheiro Machado – RS, aproximadamente cem negros foram mortos e os sobreviventes aprisionados pelas forças imperiais de Duque de Caxias. Uma das vertentes históricas indica que o episódio conhecido como “Massacre dos Porongos” foi marcado pela traição do Gen. David Canabarro, líder farroupilha, que teria facilitado o ataque, fulminando a esperança de liberdade dos lanceiros negros que engrossaram o exército gaúcho na Guerra dos Farrapos. O caso ocorrido no Cerro dos Porongos é um bom começo para chegarmos até a morte de João Alberto Silveira Freitas, homem negro que foi agredido e asfixiado por seguranças, no dia 19 de novembro de 2020, no interior do hipermercado Carrefour, em Porto Alegre. O encontro entre os dois fatos históricos diz respeito às relações de ...

Leia mais
O produtor musical Michel Zecler depois de ser agredido por policiais em seu estúdio, em Paris
O produtor musical Michel Zecler depois de ser agredido por policiais em seu estúdio, em Paris - Reprodução/Loopsider

Quatro policiais são indiciados por agressão a homem negro na França

Quatro policiais foram indiciados e dois deles detidos no âmbito das investigações sobre o espancamento de um produtor musical negro em Paris, no caso mais recente de violência policial que ocorre em meio ao debate sobre a Lei de Segurança Global. O juiz de instrução acusou três dos quatro policiais de "violência voluntária por parte de pessoa detentora de autoridade pública" (similar ao crime de lesão corporal dolosa) e de "mentir em documento público" (falso testemunho), como havia requisitado o Ministério Público de Paris. Os acusados são os três policiais que aparecem em um vídeo divulgado na quinta-feira (26) e que foi gravado pelas câmeras de segurança do estúdio musical da vítima. As imagens mostram os agentes espancando o produtor Michel Zecler, um ato que foi chamado de vergonhoso pelo presidente Emmanuel Macron. O policial suspeito de lançar gás lacrimogêneo no estúdio foi indiciado por lesão corporal dolosa contra o ...

Leia mais
Foto: Reprodução/ Carrefour

Na véspera do Dia da Consciência Negra, seguranças matam homem negro a socos em Carrefour de Porto Alegre

Barbárie em Porto Alegre em plena véspera do feriado pelo Dia da Consciência Negra. Dois seguranças da loja do Carrefour no bairro de Passo D’Areia espancaram um homem negro, identificado como João Alberto Silveira Freitas. A vítima tinha 40 anos e morreu em decorrência da agressão que sofreu. Relatos de testemunhas afirmam que o espancamento teria sido justificado por uma suposta discussão entre a vítima e uma mulher que seria funcionária do supermercado. Segundo o Zero Hora, uma testemunha contou que João Alberto teria ameaçado a agredir a mulher, mas depois foi embora, mas acabou sendo seguido pelos seguranças, que depois o agrediram. Homem NEGRO é espancado até a morte, EM PORTO ALEGRE, por seguranças do SUPERMERCADO CARREFOUR. Covarde e bárbaro homicídio !!! Homem é morto após ser espancado por seguranças em supermercado da zona norte de Porto Alegre https://t.co/HR3smaDJVd pic.twitter.com/xUPJ1hkLgp — Pedro Ruas (@PedroRuasPsol) November 20, 2020 A Brigada ...

Leia mais
Pedro Lima (arquivo pessoal)

Se é negro, é negão, mas se é branco é brancão? Sobre a brutalização do homem negro

Este aumentativo para se referir aos homens negros sempre me incomodou muito, sobretudo, quanto passei a estar atenta ao racismo e às suas sutis formas de manifestação. Mas tudo começou a fazer mais sentido após os meus estudos de doutorado sobre a construção dos corpos pela ideologia racista. Eu fui socializada com homens negros na minha família e na periferia de Belo Horizonte e inúmeros deles eram chamados de “Negão”, enquanto homens brancos, no máximo, de “Carlão”, “Betão” etc.. O corpo do homem negro foi construído pela ideologia racista como um corpo a ser temido, corpo onde habita a violência e a fúria. Tudo no homem negro foi aumentado e exagerado: sua força física, sua brutalidade, tamanho, bem como seu órgão genital. A construção da hipersexualidade dos homens negros foi um elemento inventado pela supremacia branca para justificar o controle sobre esses corpos, dando origem ao mito do “violador” por ...

Leia mais
Manifestantes enfrentam polícia após homem negro ser morto por policiais na Filadélfia 27/10/2020 REUTERS/Bastiaan Slabbers

Pai de homem negro morto pela polícia da Filadélfia pede calma após novos tumultos

A família de um homem negro da cidade norte-americana da Filadélfia que foi morto a tiros pela polícia pediu calma na terça-feira depois que uma segunda noite de protestos contra sua morte renovou os episódios de violência --houve choques entre policiais e manifestantes e alguns saques em lojas. As tensões tomaram as ruas da Filadélfia a partir de segunda-feira, quando a polícia matou Walter Wallace, de 27 anos, que estava armado com uma faca e que parentes disseram ter sofrido um colapso mental, em um confronto com agentes da lei. Centenas de pessoas marcharam exigindo justiça racial, e algumas enfrentaram policiais durante a noite e também na manhã desta quarta-feira. A Filadélfia se tornou o foco mais recente dos debates sobre raça e uso da força policial nos Estados Unidos. As manifestações de terça-feira começaram pacíficas, mas ficaram mais agressivas ao anoitecer, como no dia anterior. A polícia compareceu em ...

Leia mais
Muitas pessoas nas redes sociais compararam as imagens de Neely com a era da escravidão (Imagem retirada do site BBC)

Homem negro amarrado por policiais nos EUA pede indenização de R$ 5,5 milhões

Um homem negro que foi conduzido pela rua com uma corda por dois policiais brancos montados a cavalo processou a cidade de Gavelston, no Estado do Texas, onde tudo ocorreu, e seu Departamento de Polícia, pedindo indenização de US$ 1 milhão (R$ 5,5 milhões). A polícia se desculpou no ano passado, depois que foram compartilhadas imagens de Donald Neely, de 44 anos, após ser preso por invasão criminosa. A ação alega que a conduta dos policiais foi "extrema e ultrajante" e causou prejuízos físicos, emocionais e mentais em Neely. As acusações feitas contra Neely foram posteriormente rejeitadas por um tribunal. Muitas pessoas nas redes sociais compararam as imagens de Neely com a era da escravidão, uma alusão explicitamente mencionada no processo. De acordo com a ação, os policiais deveriam estar cientes de que Neely, "sendo conduzido com uma corda e por policiais montados por uma rua da cidade como se ...

Leia mais
Jacob Blake (Foto: Reprodução/Twitter)

EUA: Jacob Blake, homem negro que foi baleado nas costas por policiais, deixa hospital após seis semanas

Jacob Blake deixou o hospital em Milwaukee, Wisconsin após seis semanas e foi transferido para um centro de reabilitação de coluna vertebral em Chicago, Illinois. Em 23 de agosto, Blake foi baleado com sete tiros nas costas por policiais na cidade de Kenesha. Ele ficou com os movimentos da cintura para baixo paralisados. #JacobBlake released this powerful video message from his hospital bed today, reminding everyone just how precious life is. #JusticeForJacobBlake pic.twitter.com/87CYlgPDBj — Ben Crump (@AttorneyCrump) September 6, 2020 A violência policial contra o homem negro fez ressurgir um nova onda de protestos nos Estados Unidos alguns meses após as manifestações que eclodiram no país após o assassinato por sufocamente de George Floyd, também negro, pela polícia norte-americana. Os disparos contra Blake atingiram o estômago, rins, fígado, cólon e intestino delgado. Para mostrar solidariedade a Blake e aos manifestantes, que estavam sendo reprimidos pelo governo de Donald Trump, jogadores ...

Leia mais
(Foto: Getty Images/iStockphoto)

De novo: homem negro é preso nos EUA após falha de reconhecimento facial

O departamento de polícia da cidade de Detroit foi processado por prender equivocadamente um homem negro identificado como responsável por um furto por meio de um software de reconhecimento facial. O erro policial foi o segundo do tipo noticiado neste ano, sendo que o anterior também ocorreu em Detroit. A polícia local deteve Michael Oliver, 26 anos, em julho de 2019 sob a acusação de um furto que ele não cometeu. Segundo o site Motherboard, Oliver entrou na Justiça contra a cidade de Detroit e o detetive apontado como responsável pelo equívoco, pedindo uma indenização de a partir de US$ 12 milhões (cerca de R$ 63,5 milhões). Oliver, que ficou preso por quase três dias, chamou o trabalho da polícia e o uso do algoritmo de reconhecimento facial de "grosseiramente negligente". "Perdi meu emprego e meu carro. Toda minha vida foi colocada em pausa", declarou ao Motherboard. "Essa tecnologia não ...

Leia mais
Policiais ainda seguram Daniel Prude, um homem negro, no chão mesmo com a presença de uma ambulância — Foto: Rochester Police via Roth and Roth LLP via AP

Vídeo mostra policiais colocando capuz na cabeça de homem negro que morreu asfixiado nos EUA

Um vídeo divulgado nesta quarta-feira (2) mostra o momento em que policiais colocam um capuz na cabeça de um homem negro, identificado como Daniel Prude, perto de Nova York, nos EUA. Prude morreu em 30 de março por asfixia. A divulgação das imagens ocorre em meio ao debate sobre a violência policial e o racismo nos Estados Unidos. O país vive uma onda de protestos desde a morte de George Floyd, em maio. Os atos ganharam novo impulso recentemente após policiais balearem sete vezes Jacob Blake pelas costas. No caso de Prude, a polícia foi acionada pela própria família da vítima, que buscava ajuda por causa de supostos problemas mentais do homem. As imagens divulgadas pela família do homem nesta quarta-feira (2) mostram Prude nu, cooperando com os policiais e atendendo às ordens de ficar no chão. Ele estava com as mãos atrás das costas, algemado. Nevava em Nova York, ...

Leia mais
Ronnie Long  (Imagem: Reprodução/You Tube/WCNC)

Após 44 anos, homem negro condenado à prisão perpétua é inocentado nos EUA (vídeo)

Em 1976, o homem negro de 20 anos Ronnie Long foi acusado de roubar e estuprar uma mulher branca, Sarah Judson Bost (54), na Carolina do Norte (EUA). A mãe de Long e sua esposa defenderam que o jovem era inocente e que estavam com ele no momento do crime. Mesmo diante da ausência de provas sólidas, um júri composto por pessoas brancas condenou Long à prisão perpétua. Ele foi inocentado após 44 anos, na quinta-feira (27), e colocado em liberdade. A reportagem é da revista Fórum. O advogado de Long, Jaime Lau, relatou que foram entregues provas à justiça que indicavam outro suspeito, mas que foram ignoradas. Depois de 44 anos, um grupo de três juízes do Tribunal de Apelações determinou que Long teve seus direitos violados. A magistrada Stephanie Thacker disse que as provas descartadas incluíam análises de laboratório que não vinculavam Long à cena do crime. Na época, ...

Leia mais
O Cantor Péricles (Foto: Divulgação/Angelo Pastorello)

Péricles diz que sucesso na música trouxe respeito a ele: ‘Homem negro e gordo’

O cantor Péricles está ativo na música desde os anos 80, quando se juntou ao grupo Exaltasamba. Com vários hits em mais de 30 anos de carreira, o artista reconhece que o sucesso fez com que muitas pessoas o respeitassem. O assunto foi abordado durante uma live concedida ao perfil da ‘GQ Brasil’ no Instagram, com transcrição do ‘Uol’. Durante o papo, o cantor refletiu sobre a fama e o reconhecimento na música. “A música foi uma porta para que eu pudesse proporcionar uma vida melhor para minha família. A música me proporcionou respeito, para que eu, homem negro e gordo, pudesse chegar nos lugares”, disse. Péricles acredita, inclusive, que esse mesmo respeito será transferido a seus filhos – especialmente Maria Helena, nascida no início de 2020. “Ela vai ser uma mulher, negra, numa sociedade que não respeita ninguém. Mas ela vai ter o amor da família e espero que ...

Leia mais
Imagem: TJ-PR

Juíza de Curitiba condena homem negro e associa supostos crimes à raça dele

Uma decisão de 19 de junho, mas publicada nesta terça-feira, 11 de agosto, chama a atenção por conta do conteúdo considerado racista. Natan Vieira da Paz, 48 anos, foi condenado a 14 anos e 2 meses acusado de integrar uma organização criminosa e praticar furtos. Na sentença assinada pela juíza Inês Marchalek Zarpelon, da 1ª Vara Criminal da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba. No texto, a juíza justifica a condenação pelos crimes, uma vez que o homem é negro. “Sobre sua conduta social nada se sabe. Seguramente integrante do grupo criminoso, em razão da sua raça, agia de forma extremamente discreta os delitos e o seu comportamento, juntamente com os demais, causavam o desassossego e a desesperança da população, pelo que deve ser valorada negativamente”, escreveu Zarpelon na página 107, de 115, de sua sentença condenatória. Em outros trechos da sentença, nas páginas 109 e 110, ele repete a ...

Leia mais
Lanchonete da rede Wendy’s é incendiada após protesto contra racismo e brutalidade policial em Atlanta (Reuters)

Morte de homem negro causada pela polícia de Atlanta foi homicídio, diz legista

A morte reanimou os protestos em Atlanta depois de dias de manifestações mundiais contra o racismo e a brutalidade policial desencadeadas pela morte do afro-norte-americano George Floyd sob custódia da polícia de Mineápolis no dia 25 de maio. Uma autópsia realizada no domingo mostrou que Brooks, de 27 anos, morreu devido à perda de sangue e aos ferimentos internos causados por duas feridas de tiros, disse um investigador do instituto médico-legal em um comunicado, que acrescentou que a forma de sua morte foi homicídio. O encontro fatal de Brooks com a polícia aconteceu depois que um funcionário de um restaurante Wendy’s de Atlanta telefonou às autoridades para dizer que alguém havia adormecido no carro na faixa de drive-through. Registrado pela câmera corporal do policial e por uma câmera de vigilância, o encontro pareceu amistoso a princípio, já que Brooks aceitou um teste com bafômetro e falou sobre o aniversário da ...

Leia mais
Kellie e Derek Chauvin (Fotos: Reprodução/Twitter e Polícia de Minneapolis)

Esposa de policial acusado de homicídio de homem negro nos EUA pede divórcio

Kellie Chauvin, que tem a coroa do Mrs. Minnesota e representou o estado na edição nacional do concurso de beleza, pediu divórcio de Derek Chauvin, policial que está preso sob a acusação de homicídio de George Floyd e causou uma série de protestos contra o racismo pelos Estados Unidos nos ultimos dias - e também saques e violência nas ruas da cidade da cidade da ocorrência: Minneapolis. Os advogados de Kellie reportaram à imprensa do país, incluindo o jornal New York Post, que estão buscando a dissolução do casamento com Chauvin o mais rápido possível. "Ela está arrasada com a morte de Floyd. Sente muito pela família dele, seus entes queridos e em todos que estão sofrendo", aponta uma declaração em nome dela e da família. Kellie não tem filhos com Derek Chauvin e não foi informado quanto tempo eles estão juntos. O Mrs. America é um concurso de beleza ...

Leia mais
Imagem: Geledes

Falsa denúncia de mulher branca contra homem negro gera duras críticas nos EUA

Um vídeo em que uma mulher branca chama a polícia por causa da presença de um homem negro, que observava pássaros, no Central Park, em Nova York, viralizou na internet, provocando indignação com a denúncia, considerada racista. As imagens (assista abaixo), publicadas no Twitter e que tiveram mais de 20 milhões de visualizações, foram filmadas pelo homem, Christian Cooper, que disse que havia pedido à mulher que colocasse uma coleira no cão que a acompanhava. A denunciante passeava com seu cão ontem em uma área arborizada do parque, popular entre os observadores de pássaros e onde os animais devem ser mantidos na coleira. No vídeo, quando a mulher tenta controlar o cachorro, Cooper se aproxima. Em seguida, ela é vista fazendo uma ligação. Amy Cooper é filmada enquanto telefona para a polícia no Central Park, em Nova York — Foto: Reprodução/NBC "Direi a eles que tem ...

Leia mais
Adobe

Sobre a falta de coroas: A dificuldade de se reconhecer homem negro tendo cabelo liso

Eu preciso confessar uma atitude que venho tendo, de maneira recorrente, já faz algum tempo: o ato de procurar por fotos de homens pretos de cabelo liso no Google. Desde criança qualquer pessoa de cor já passou pela experiência de não se encontrar em desenhos e seriados de TV. É quase um rito de passagem, notar que as percepções de beleza, o que deve ser visto, não repassa pela aparência de seus semelhantes. Eu passei por essa experiência e sem duvida alguma vibrei de alegria ao conhecer produções antigas e perceber novas criações que tensionavam os padrões estéticos ao que se estava acostumado. Mas de certa forma, para mim, ainda faltava algo. Vindo de avós e avôs tanto brancos quanto pretos retintos de cabelo 4b/4c, eu nasci sendo um preto de pele clara e de cabelo liso. Ao observar todos esses exemplos na TV, no cinema, na música, por mais ...

Leia mais
@DRE0316/Nappy

Masculinidade do Homem Negro

Sabemos que a masculinidade hegemônica é branca, e nossos homens negros tem que lidar a todo momento com o desafio da construção dessa masculinidade a ele imposta, e que esta não é a sua realidade, mas nossos homens negros são perseguidos de forma impositiva pela tal, por isso este não pode sentir emoções, afetos, servindo apenas para executar, e para além de tudo isso, essa masculinidade é marcada pelo racismo que se passa pela hiper sexualização, animalização, criminalização e desumanização entre diversas outra nuances extremamente destrutivas para o homem negro. Este homem negro por vezes sofre diversos traumas e violências em sua infância, e ainda passa por riscos de vida a todo momento, e se tiver a magnitude de chegar a uma vida adulta carregando todo esse peso de dores, medos e inseguranças conseguindo se tornar um homem negro graduado, ainda assim, será incompreendido e por sua vez chamado por ...

Leia mais
Foto: Acervo Pessoal

Racismo: mercado é multado em R$ 112 mil após segurança acusar homem negro de furto

Além da acusação infundada e sem provas, o jovem foi agredido no estabelecimento em Santa Catarina Do Correio 24 Horas  Foto: Acervo Pessoal Um supermercado de Florianópolis foi multado em R$ 112 mil após um segurança do estabelecimento abordar, acusar e agredir um homem negro de furto em 7 de janeiro deste ano. A sentença foi expedida na última quarta-feira (11) pelo Procon de Santa Catarina. Segundo o Uol, Renan da Silva Rodrigues, 26, entrou no supermercado para comprar uma cerveja, mas sem encontrar o que queria, decidiu ir a outro estabelecimento, na mesma rua. Antes de deixar o supermercado, no entanto, foi abordado pelo segurança. Na época, ele disse ao UOL que o funcionário o pegou pelo braço, deu-lhe uma "chave de pescoço" e o acusou de furto, sendo arrastado para o interior do estabelecimento. O jovem afirma que não foi revistado. Um vídeo mostra ...

Leia mais
Página 1 de 183 1 2 183

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist