terça-feira, janeiro 26, 2021

Resultados da pesquisa por 'jovens'

Jordan Luiz Natividade, de 18 anos, e Edson Arguinez Junior, de 20, foram mortos durante abordagem policial em Belford Roxo, na Baixada Fluminense — Foto: Reprodução

‘Ação extremamente errada’, diz porta-voz da PM sobre ação que terminou com jovens mortos em Belford Roxo

O porta-voz da Polícia Militar, major Ivan Blaz, admitiu nesta segunda-feira que a abordagem que terminou com dois mortos e policiais presos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, foi uma "ação extremamente errada". "Infelizmente, esses jovens policiais colocaram suas carreiras em risco por conta de uma ação extremamente errada", afirmou, em entrevista ao vivo no RJTV. As vítimas foram Edson Arguinez Junior, de 20 anos, e Jordan Luiz Natividade, de 18 anos. Os corpos dos jovens serão enterrados no cemitério da Solidão, também em Belford Roxo, na tarde desta segunda-feira. Segundo Blaz, a área é considerada perigosa pelo 39º BPM (Belford Roxo). Porém, ressaltou que a condução do caso pelos policiais presos, o cabo Júlio Cesar Ferreira dos Santos e o soldado Jorge Luiz Custódio da Costa, foi errada. "Quem tem um mínimo de conhecimento sabe que as abordagens nem sempre são perfeitas. É um momento tenso. Porém, a conduta na ...

Leia mais
Anielle, Marinete e Luyara: as três comandam o Instituto Marielle Franco, em busca de manter vivo o legado da vereadora Foto: Divulgação/Reprodução/O Globo

Mil dias sem Marielle: família pensa em legado e quer criar escola destinada a jovens negras de favelas em 2021

No dia em que as mortes da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes completam mil dias, a irmã da vítima, Anielle Franco, anuncia um novo projeto para manter vivas a memória e a luta da parlamentar. No ano que vem, ela pretende criar a Escola Marielle, destinada a jovens pretas, moradoras de favelas. A ideia é apresentar a elas o trabalho de intelectuais e ativistas negras, como Angela Davis e Sueli Carneiro, a escritora Conceição Evaristo, a antropóloga Lélia Gonzalez, entre outras. Todas, diz Anielle, referências na luta feminista e antirracista. — As mulheres pretas de favela têm que entender sua história. Isso ajuda a moldar sonhos, além de incentivá-las a estudar. Esse é o legado da minha irmã. São sementes que serão plantadas, valorizando a cultura de seus ancestrais —explica Anielle, diretora do Instituto Marielle Franco. Segundo Anielle, até o fim deste ano será definido o ...

Leia mais
A socióloga Márcia Lima, professora da USP e coordenadora do Afro, núcleo de pesquisa e formação sobre a questão racial no Cebrap. (Foto: WANEZZA SOARES)

Márcia Lima: “Debate racial mudou de patamar. Não vejo mais os jovens aceitando silenciamento”

A socióloga Márcia Lima (Barra do Piraí-RJ, 1971) coordena há um ano um núcleo de pesquisa sobre a questão racial em um dos mais prestigiosos centros de estudos sociais e políticos do Brasil, o Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento). Seu grupo, o Afro (Núcleo de Pesquisa e Formação em Raça, Gênero e Justiça Racial), foi criado em novembro de 2019 com a proposta não somente desenvolver e dar visibilidade para pesquisas sobre desigualdade racial, mas também abrir um caminho para que intelectuais negros ocupem mais espaços de excelência. É esse trajeto que a própria pesquisadora percorre há 30 anos —desde a sua graduação na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde também fez doutorado em sociologia, nas passagens por instituições de prestígio internacionais como Columbia e Harvard (EUA) e no trabalho como professora da Universidade de São Paulo (USP) e no Cebrap, onde atua há 17 anos. ...

Leia mais
(Foto: Geledés)

O ativismo das mães de jovens mortos pela polícia; ouça podcast

Em julho, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin suspendeu as operações policiais em favelas do Rio de Janeiro durante a pandemia do novo coronavírus. Fachin deu uma liminar em uma ação apresentada pelo PSB em nome de vários movimentos sociais que questionava a política de segurança pública do estado. Depois, a decisão foi aprovada no plenário da Corte e está em vigor – só pode haver operação em casos excepcionais e com comunicado por escrito ao Ministério Pùblico. Para entender como estão as favelas do Rio depois da decisão, a Folha lançou a série de reportagens Rio na Mira. As matérias analisam o efeito que a estratégia de confronto das polícias militar e civil tem nos moradores das comunidades e nos policiais. Além disso, contam a história do ativismo das mães que tiveram filhos mortos por policiais – e da luta delas por justiça. No episódio desta sexta (23) do Café da Manhã, as repórteres Thaiza ...

Leia mais
Divulgação

Evento online aborda inclusão de jovens negros no trabalho

Nesta semana, ocorre o evento virtual Afro Presença. De 30 de setembro até 2 de outubro, estudantes universitários negros de todo o Brasil podem se inscrever para participar do evento, online e gratuito, voltado para a inclusão desses jovens no mercado formal de trabalho. O Ministério Público do Trabalho idealizou e coordena o Afro Presença, que é realizado ainda pelo Pacto Global da ONU, com apoio do poder público, da iniciativa privada e da sociedade civil. Dentre debates e discussões sobre como ingressar no mercado, os participantes também terão acesso a vagas de trabalho. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site afropresenca.com.br, basta preencher o formulário de inscrição. Os jovens universitários negros podem se inscrever até o final do evento, em 2 de outubro. O Afro Presença contará com mural de empregos e oficinas para que os estudantes aprimorem seus currículos e se preparem para entrevistas. Diversas ...

Leia mais
Negras e negros no mercado de trabalho: evento também dará acesso a vagas de emprego (We Are/Getty Images)

MPT e ONU chamam jovens negros para evento gratuito de inclusão no mercado

Como avançar no debate sobre diversidade e promover a inclusão de jovens negras e negros no mercado? O Ministério Público do Trabalho quer acelerar essa transformação com o evento online Afropresença, que ocorre entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro. Realizado junto com o Pacto Global da ONU, o evento será gratuito e focado no público de jovens negras e negros matriculados em universidades. Para o encontro de três dias, eles trarão grandes empresas, universidades, movimentos sociais e especialistas para debater temas de empregabilidade, diversidade, inclusão e carreira. Serão oficinas, painéis e palestras focadas na inserção do público universitário no mercado formal de trabalho. Quem se inscrever pelo site do evento também terá acesso a vagas de emprego e poderá compartilhar seu currículo. A pandemia foi um obstáculo para o evento já planejado para ser presencial em São Paulo. Ao ser adaptado para o virtual, o desafio virou uma oportunidade para conversar com um público mais ...

Leia mais
Pixabay

Do berço à sepultura: a atuação de grupos de extermínio e as vidas jovens negras descartáveis

Passava um pouco das dez da manhã, quando o cortejo chegou ao cemitério destinado há pobres e negros da cidade. Embora estranho, importa dizer que toda cidade de médio e grande porte no Brasil tem um cemitério onde os corpos mais pobres são destinados; aqueles corpos, em sua maioria negros, que não possuem contas bancárias abastadas para um enterro com pompas, cujos familiares recorrem ao benefício assistencial do auxílio funeral, concedido pelos governos municipais.  Uma pequena oração é iniciada; o caixão com o corpo do menino negro acabara de chegar. Ele, entre tantos outros corpos negros, havia sido morto em uma suposta emboscada, organizada por um grupo já conhecido na cidade “fictícia” desta escrita, mas não tão fictícia quanto gostaríamos. Grupo formado por conhecidos “homens de bem” – comerciantes, vigilantes patrimoniais, alguns funcionários de poderes públicos, alguns meros desconhecidos. Todos em busca de uma “limpeza social e racial”. Uma procissão ...

Leia mais
Reprodução/Instagram/@malungaconexao

Jovens negros promovem princípios da Internet através de linguagens artísticas

A Conexão Malunga, plataforma de discussões dos usos das tecnologias para autonomia, lança o projeto Tecnologia: Rostos, vozes e cor no Instagram e no Twitter em parceria com 9 artistas da Bahia e de Sergipe. Apostando na arte, sobretudo na experiência de slammers e atrizes, a iniciativa promove a conscientização sobre os princípios da Internet no Brasil através do audiovisual. Durante uma série de vídeos, jovens artistas da Bahia e de Sergipe compartilham fundamentos da legislação sobre Internet em nosso país. A produção artística é o ponto alto do projeto, que se iniciou em 25 de junho, por meio de uma formação em segurança digital como estratégia de promoção da visibilidade de artistas jovens independentes, a partir de referências da afrodiáspora, como Abdias do Nascimento e Audre Lorde. “Consideramos de extrema importância incluir artista negros nas discussões sobre TIC’s, porque partimos do princípio de que a população negra sempre produziu tecnologia, então os artistas, neste projeto, ...

Leia mais
© Mario Ladeira / Trip editora

Conceição Evaristo encerra rodas virtuais com crianças e jovens da Comunidade do Alemão, em evento virtual aberto, dia 14/9, às 16h

Um dos maiores símbolos contemporâneos no combate à vulnerabilidade social, a escritora Conceição Evaristo encerra, no próximo dia 14/9, o projeto Rodas de Leitura, do Instituto Estação das Letras, em parceria com a Associação Nagai. Desde julho, cerca de 120 famílias do Morro do Alemão, da Favela da Malacacheta, no Rio de Janeiro, participam do projeto virtualmente, através da plataforma Zoom. Crianças sem aulas, pais que precisam se ausentar para trabalhar, residências sem conforto e que não ajudam no “fique em casa”. Os desafios antes da pandemia já eram muitos e se intensificaram ainda mais nestes meses fora da escola. E foi justamente para amenizar esta realidade que o Projeto Rodas de Leitura ofereceu encontros semanais com leitura e mediação de professores. Este último ciclo acontece com adolescentes e jovens, de 13 a 21 anos, sobre o livro Olhos D’água, de Conceição Evaristo, cujos contos - sobre vidas negras e ...

Leia mais
Com a estética presente nos bailes funks de São Paulo, Thiago Torres ficou conhecido como 'Chavoso da USP'. Estudante de Ciências Sociais, ele possui um canal que já 800 mil visualizações (Foto: Jeferson Delgado)

Jovens traduzem conteúdo acadêmico para a linguagem periférica

O estudante Thiago Torres, o “Chavoso da USP”, mostra a possibilidade de chegar à principal universidade pública do país, saindo da Brasilândia, bairro da Zona Norte de São Paulo. Já Marcelo Marques, responsável pelo canal “Audino Vilão“, apresenta a teoria do filósofo Karl Marx por meio de gírias usadas nas favelas de São Paulo. Para eles, é possível levar à periferia o conteúdo universitário, para além dos muros das faculdades. Com o objetivo de democratizar a informação, jovens ‘chavosos’ criaram canais na internet e traduzem a linguagem acadêmica para o dialeto da quebrada. De acordo com os estudantes, poder dialogar com uma camada mais ampla da sociedade é o mais importante. “É muito fácil pregar para quem já é crente. Minha ideia é ir além dos alunos das universidades, é trazer o conteúdo da ponte pra cá”, resume Audino Vilão, que cursa Licenciatura em História. Nietzsche, o ‘rouba brisa’ Com ...

Leia mais
(Foto: Paulo Fridman/Corbis via Getty Images)

Mais de 70% dos jovens de 14 a 29 anos que abandonam a escola são pretos ou pardos

Mais de dez milhões de jovens de 14 a 29 anos não completaram alguma das etapas da educação básica, seja por abandono da escola, seja por nunca a terem frequentado. Isso representa 20,2% das 50 milhões de pessoas na faixa etária. Desse total, 71,7% eram pretos ou pardos. Os dados são da PNAD Contínua 2019, divulgado nesta quarta-feira 15, pelo IBGE. Pela primeira vez, a pesquisa divulga dados sobre abandono escolar. A pesquisa evidenciou que o abandono escolar se acentua na fase de transição entre o Ensino Fundamental e o Ensino Médio, situação exposta pelo maior índice de abandono de acordo com a faixa etária relativa às etapas escolares. Aos 14 anos, o percentual de estudantes fora da escola foi de 8,1%; aos 15 anos, de 14,1%, quase o dobro. O número é ainda maior a partir dos 16 anos, chegando a 18,0% aos 19 anos ou mais. O estudo ...

Leia mais
iStockphoto

Pele alva e pele alvo: porque jovens negros continuam sendo vítimas preferenciais da violência

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicados em 2019, mostram que houve um aumento de 19% de mortes por agentes policiais, em relação ao ano anterior da pesquisa, sendo que desse montante 99% são homens. O viés racial é evidente: 75% são negros e, entre eles, 78% são jovens e filhos. Esta reportagem é uma reflexão sobre a alta letalidade de jovens negros por causas violentas – justamente, um dos temas priorizados pelo Fundo Baobá no eixo Viver com Dignidade. “Com a experiência escravista, naturalizamos o controle físico sobre os negros e negras em nossa sociedade, de modo que é trivial que um jovem negro seja enquadrado na esquina de sua casa ou mesmo que seja morto barbaramente sem que haja qualquer tipo de consequência política ou social”, destaca Felipe Freitas, doutor em Direito e Sociedade, Conflito e Movimentos Sociais, pela Universidade de Brasília (UnB), e membro do Conselho Deliberativo do ...

Leia mais
Isabela dos Santos Silva, estudante de pedagogia Foto: Fabio Rossi / Agência O Globo

Geração perdida: Pandemia fará economia ter pior desempenho em 120 anos, com ameaça a futuro dos jovens

RIO - Décadas “perdidas” desperdiçam gerações, e os jovens brasileiros se veem espremidos entre a mais perdida delas e um futuro incógnito. É na década que termina este ano que o país estagnou e sofreu o maior recuo de renda de sua História. A retomada lenta após recessão profunda foi atropelada pela pandemia, selando um desastre econômico maior que o dos anos 1980 e que deixou um quarto dos jovens sem trabalho. Pela frente, especialistas preveem uma recuperação incerta sob a sombra do coronavírus, desemprego e desigualdade mais elevados e freio à mobilidade social. Um coquetel desalentador para a juventude mais preparada que o país já teve, sobretudo a mais pobre, e que atravessará a crise no auge do seu potencial. O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro nesta década, entre 2011 e 2020, praticamente não cresceu. Deve fechar este ano com taxa média de 0,1% a 0,3%, dependendo do buraco ...

Leia mais

O GatoMÍDIA está mexendo na forma como os jovens moradores da favela veem a favela

Fundado por Thamyra Thâmara, mulher negra e moradora do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, o GatoMÍDIA é uma rede, de mais de 130 colaboradores, que oferece residências de aprendizado, com foco em comunicação e tecnologia, em favelas cariocas desde 2013. Além de pulverizar conhecimento e preparar jovens para o mercado de trabalho, o projeto os estimula a recriar suas realidades e almejar futuros melhores voltando os olhos para a ancestralidade Por Natacha Cortêz, Da Revista Marie Claire Isys, Jon, Thamyra, João e Andressa (Foto: Joyce Piñeiro) O ano era 2016 e Isys Maciel Soares, moradora do Complexo da Penha, conjunto de favelas na zona norte do Rio de Janeiro, tinha 15 anos e os cabelos alisados devido a uma série de progressivas. Naquela altura da vida, a adolescente não sentia orgulho algum de suas origens. Nem ao menos se entendia como negra. Foi quando ...

Leia mais

Morte de britânica de 21 anos ‘saudável’ recende alerta sobre letalidade de coronavírus entre jovens

A morte de uma mulher de 21 anos no Reino Unido, sem doenças pré-existentes, voltou a acender o alerta de que jovens não estão imunes a covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Da BBC (Foto: Kenzo Tribouillard/ AFP) Chloe Middleton morreu na semana passada, mas a notícia só foi divulgada nesta quarta-feira, 25 de março. Em uma publicação no Facebook, sua tia, Emily Mistry, disse que Middleton "faleceu no Covid-19" e pediu que outras pessoas "façam sua parte" para impedir a propagação da doença. Segundo dados do governo britânico, a maioria dos pacientes que morreram com coronavírus tinha condições médicas pré-existentes. Autoridades de saúde demonstram preocupação de que os jovens ignorem os avisos sobre a propagação do vírus, uma vez que acreditam que a doença apenas acomete idosos. Mas em uma série de postagens no Facebook, a família de Middleton pediu ao público que seguisse ...

Leia mais
Professora Taynara Silva, que denunciou racismo em Maceió, AL, discursando na Câmara de Vereadores — Foto: Taynara Silva/Arquivo Pessoal

Professora que denunciou racismo é homenageada na Câmara de Maceió: ‘Quero que mães de jovens negros parem de enterrá-los’

Taynara Silva recebeu a comenda Zumbi dos Palmares da Câmara de Vereadores. Por Roberta Batista, do G1 Professora Taynara Silva, que denunciou racismo em Maceió, AL, discursando na Câmara de Vereadores — Foto: Taynara Silva/Arquivo Pessoal A professora Taynara Silva, que denunciou ter sofrido racismo em um colégio particular de Maceió, recebeu na sexta-feira (13) a comenda Zumbi dos Palmares na Câmara Municipal de Maceió. "Quero que mães de jovens negros parem de enterrá-los", disse durante seu discurso (assista na íntegra ao fim do texto). A comenda para a professora foi uma iniciativa do vereador Cleber Costa (Progressistas). O requerimento apresentado pelo vereador foi aprovado por unanimidade entre parlamentares de Maceió. A homenagem é concedida a personalidades que se destacam na luta pelo fim da discriminação cultural, racial e de cor sofrida pelos negros. "Eu me sinto muito gratificada, no entanto, ainda há muita luta. Receber ...

Leia mais
Moradores contestam a versão, e a Corregedoria não confirmou que disparos teriam sido feitos por bandidos - Igor Carvalho

PM admite mortes em Paraisópolis e ao mesmo tempo culpa os pais dos jovens

Corregedoria da PM-SP também citou legítima defesa como excludente de ilicitude No Brasil de Fato   Moradores contestam a versão, e a Corregedoria não confirmou que disparos teriam sido feitos por bandidos - Foto: Igor Carvalho   Ouça o áudio: A Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) concluiu que agentes da corporação foram responsáveis pela morte de nove pessoas durante o Baile da 17 em Paraisópolis, na Zona Sul paulistana, no final de 2019. O relatório final da Corregedoria da PM-SP culpou a ação policial desencadeada na madrugada do dia 1º de dezembro, mas falou em legítima defesa como excludente de ilicitude para pedir que os agentes não sejam punidos. O Ministério Público Federal (MPF) solicitou novas diligências. No documento, obtido pelo jornal Folha de S. Paulo, o capitão Rafael Oliveira Casella, presidente do Inquérito Policial Militar (IPM) que investiga o caso, afirma que ...

Leia mais

Jovens são vítimas de racismo em restaurante no Centro de São Paulo

Jovens denunciam episódio de racismo e agressão em restaurante durante o Carnaval Por André Nicolau, Do Catraca Livre (Foto: Imagem Geledés) Após curtirem mais um dia de Carnaval, na última segunda-feira, 24, os jovens Lucas Matheus dos Santos, 24, e Peterson Damião dos Santos, 35, foram ao restaurante Esquina da Praça, na República, centro de São Paulo, encontrar um grupo de amigos. A receptividade foi a pior possível: foram alvo de racismo e agressão por funcionários do estabelecimento e saíram de lá feridos, diretamente para tendas de atendimento de saúde espalhadas pela região. Os planos mudaram rapidamente: em vez de comer alguma coisa antes de voltar para Itaquera, bairro onde vivem na zona leste, tiveram de procurar delegacias. Este novo episódio de racismo, marcado por ofensa, intolerância e violência, começou assim que chegaram ao restaurante: aguardavam pacientemente a entrada, quando perceberam outros clientes passarem à frente ...

Leia mais

“Muitos jovens negros da luta não sabem que suas pautas são as mesmas de Abdias há 40 anos”, diz André Rodrigues

A escolha de um dos maiores ativistas negros da história do Brasil, Abdias do Nascimento, para ser tema do enredo da Mocidade Unida da Mooca (MuM) está ajudando a transformar o papel da escola de samba no Brasil. O samba-enredo A Ópera Negra de Abdias Nascimento faz ecoar a voz de um dos maiores ativistas dos direitos humanos no país, ressaltando seu importantíssimo legado como poeta, escritor, dramaturgo e defensor das populações afrodescendentes. Foto: Guilherme Otero A coluna Geledés no debate entrevistou o carnavalesco carioca André Rodrigues, criador do samba-enredo, que destacou a relevância de se falar sobre Abdias Nascimento no atual momento do país. Geledés - Como se tornou um carnavalesco e qual a sua relação com as causas do movimento negro? Sou filho de empregada doméstica e desde os 15 anos de idade trabalho com escolas de sambas do Rio, prestando assistência na Grande ...

Leia mais
Wikimedia Commons

Jovens agredidos por PMs dentro de escola na Zona Oeste de SP prestam depoimento na delegacia

Rapazes foram detidos por desacato e levados para o 91° DP. Conselho Tutelar foi acionado e mostrou vídeos da ação da PM dentro da escola ao delegado. Policiais e direção de escola estadual também foram ouvidos. No G1 Wikimedia Commons Os dois jovens que foram agredidos por policiais militares dentro da Escola Estadual Emygdio de Barros, no Jardim Bonfiglioli, na Zona Oeste de São Paulo, na noite desta terça (18), prestaram depoimento à Polícia Civil na manhã desta quarta (19). Após sofrerem as agressões, os rapazes foram detidos e levados ao 91° DP por desacato. O Conselho Tutelar foi acionado e apresentou ao delegado os vídeos divulgados nas redes sociais da ação da PM no interior da escola. A direção de ensino e os policiais envolvidos no caso também foram ouvidos nesta manhã. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública disse que vai analisar as imagens ...

Leia mais
Página 1 de 395 1 2 395

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist