quarta-feira, novembro 25, 2020

    Resultados da pesquisa por 'jovens militantes'

    O desabafo dos jovens negros sobre a questão da roupa que estão vestindo: ‘Não é questão de vaidade’

    Para a estudante de economia Laressa Teixeira, escolher uma roupa para viajar de avião vai muito além do conforto ou da praticidade. "É uma necessidade. Se eu estiver bem vestida, arrumada, as pessoas se sentem mais obrigadas a me tratar bem", diz a jovem de 22 anos, do Rio de Janeiro. Por Vitor Tavares, da BBC Da mesma forma, o engenheiro florestal Lucas Cauan, também de 22 anos, se preocupa ao ir à universidade, em Aracaju. Ele aboliu chinelos, bermudas e camisetas do seu guarda-roupa. "Eu preciso ficar arrumado para não ser confundido com ladrão." Negros, os dois chegaram a essas conclusões após experiências que os fazem refletir, toda vez que saem de casa, sobre qual roupa vão usar. Depoimentos como os deles vieram à tona após uma publicação de Laressa no Twitter que viralizou na rede social. "Quantos chinelos a gente evita por ter a pele (negra)?", questionou a ...

    Leia mais

    ‘Essa guerra não é nossa, mas nós morremos por conta dela’: os jovens de favelas que querem ter voz na política de drogas

    Jovens negros de favelas são as vítimas mais frequentes da guerra às drogas no Rio de Janeiro, segundo estatísticas. Um grupo quer, agora, inverter essa narrativa e assumir protagonismo no debate para buscar um fim a uma política que, na visão deles, mata, prende e viola direitos - sobretudo dos próprios moradores de favelas. no BBC Com o Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, espraiando-se ao fundo, Sabrina Martina, de 19 anos, a MC Martina, olha para a câmera para transmitir o recado do Movimentos, no que apresenta o coletivo. "A guerra contra as drogas significa escolas fechadas, mudança de rotina, preocupação com a nossa família. Em nome dessa guerra, o Estado justifica uma série de violações de direitos contra nós, jovens moradores de favelas. Essa guerra não é nossa", diz a moradora do Alemão. "Mas somos nós que morremos por conta dela." O Movimentos é um grupo ...

    Leia mais

    Militantes de movimentos negros ocupam Secretaria Estadual de Segurança Pública de São Paulo

    Militantes de movimentos negros ocuparam hoje a Secretaria de Estado de Segurança Pública de São Paulo. A ação fez parte da manifestação iniciada às 18 horas, hoje (10), no Largo São Francisco em frente à secretaria, no centro de São Paulo. Devido à presença intensa da Tropa de Choque, eles decidiram sair. Do Mamapress A secretaria foi ocupada pelos manifestantes que protestam contra o genocídio da população preta e periférica pelas forças policiais que matam um jovem negro a cada 23 minutos no país. As chacinas recorrentes no Brasil também fazem parte do genocídio. A mais recente matou cinco jovens na zona leste de São Paulo. Os cinco desapareceram na região de Sapopemba no último dia 21 de outubro e, nesta segunda-feira, dia 7, seus corpos foram encontrados. A suspeita é que policiais militares tenham assassinado os jovens que iam de carro a uma festa em Ribeirão Pires. Foram encontradas balas ...

    Leia mais

    “Uma CPI para nada” – uma análise sobre a da CPI de Homicídios de Jovens Negros e Pobres

    Sessão da CPI sobre o Extermínio da Juventude Negra em Brasília / Lena Azevedo no Justiça Global Veja abaixo a análise feita por Lena Azevendo, jornalista e pesquisadora da área de Violência Institucional e Segurança Pública da Justiça Global, sobre a CPI de Homicídios de Jovens Negros e Pobres: “Uma CPI para nada” Há muito tempo as Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) perderam o sentido de ser, seja por serem criadas como instrumento de disputas políticas entre partidos de oposição e governo, ou ainda pela ineficácia de suas recomendações. É verdade que algumas conseguiram realizar diagnósticos profundos e ter conseqüências imediatas, sobretudo para os setores atingidos, como, por exemplo, a CPMI que investigou a Violência contra a Mulher, em 2012. Mas é fato que os resultados da maioria são questionáveis. Entretanto, há situações em que CPIs além de não investigarem o que se dispuseram, servem para invizibilizar e mascarar ainda mais ...

    Leia mais

    Jovens de Palmas fazem ‘pipaço’ contra a redução da maioridade penal

    Ato foi realizado neste sábado (18), na praça dos Girassóis. Pot Jesana de Jesus Do G1maio Eles também protestaram contra a condenação de dois militantes do estado. Dezenas de jovens se reuniram na tarde deste sábado (18), na praça dos Girassóis em Palmas, para protestar contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. Para fazer o manifesto, eles soltaram cerca de 30 pipas, que representam a infância e se tornaram o símbolo de enfrentamento à redução da maioridade. O manifesto é realizado no mês em que se comemora os 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente. Depois do "pipaço", os jovens fizeram uma intervenção em frente ao Tribunal de Justiça do Tocantins. Segundo o representante do Conselho Nacional dos Direitos Humanos, Cristian Ribas, um estudante do curso de teatro da Universidade Federal do Tocantins (UFT) desenhou, com giz, um ...

    Leia mais
    Jovens fazem 'rolezinho' no Shopping Barra

    Jovens fazem ‘rolezinho’ no Shopping Barra

        Dezenas de jovens de vários movimentos sociais realizaram um 'rolezinho' no Shopping Barra, em Salvador, na tarde deste sábado, 1º. A manifestação, que foi pacífica, havia sido organizada pelo Facebook, onde foi intitulada de "Rolezinho das Antigas". Eles se concentraram na Rua Padre Feijó, no Canela, e depois seguiram em direção ao centro de compras, onde chamaram a atenção de vários clientes. No estabelecimento, eles fizeram um protesto na praça central. Os manifestantes, que utilizaram uma caixa de som e um microfone durante o ato, tocaram hip hop e dançaram break dance. O protesto, segundo eles, foi contra o preconceito e pelo direito de ir e vir dos jovens da periferia nos estabelecimentos comerciais. Participaram da manifestação integrantes do Movimento Negro, da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), do Movimento Passe Livre (MPL), membros da Intersindical Bahia e militantes sem partido. A manifestação terminou sem nenhum ...

    Leia mais
    o partido da mooca

    Os pela “democracia sem partidos” atacam militantes de esquerda

      Os militantes de partidos de esquerda que foram à avenida Paulista nesta quarta-feira — e se identificaram com suas bandeiras — foram seguidos continuamente por um grupo considerável de manifestantes aos gritos de “sem partido”. Houve empurra-empurra, troca de insultos, agressões físicas e a tomada de bandeiras vermelhas, que eram em seguida queimadas. Isso aconteceu até mesmo com bandeiras do PSTU, cujos militantes gritavam palavras de ordem contra o governo Dilma durante a passeata. Luiz Carlos Azenha Desta feita o formato da celebração organizada pelo Movimento Passe Livre foi distinto. Os integrantes do MPL vieram na frente, seguidos dentro do mesmo cordão de isolamento por gente do PSTU, PCO, PCdoB e PSOL (não necessariamente nesta ordem). O último grupo misturava militantes dos movimentos sociais — como UNE e MST — a petistas com meia dúzia de bandeiras do partido. Um cordão de isolamento fechava a passeata e ficou todo ...

    Leia mais
    gerlado alckmin

    Manifestação reúne mil jovens contra o governo Alckmin

    Marcha pela Jornada Nacional de Lutas da Juventude percorre as ruas do centro da cidade para 'denunciar o racismo e violência da polícia de SP, o sistema de inclusão nas universidades estaduais proposto pelo governador tucano e pedir democratização dos meios de comunicação e da Reforma Agrária'; participaram do protesto a União Nacional dos Estudantes (UNE), o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a Nação Hip Hop Brasil   Por Vivian Fernandes MST- Da praça da Sé à praça da República, cerca de 1 mil jovens percorreram as ruas do centro da cidade de São Paulo, nesta terça-feira (26), em defesa da ampliação de recursos para educação, do fim da violência contra os jovens pobres, especialmente negros, da democratização dos meios de comunicação e da Reforma Agrária. A marcha, que encobriu com seus gritos e canções o som do trânsito paulistano por toda a manhã, faz parte da ...

    Leia mais
    iStockphoto

    Carta aberta em defesa da educação de jovens e adultos no município de Fortaleza

    As mudanças que ocorrem na sociedade atual estão a exigir de cada pessoa um conjunto de habilidades intelectuais, comunicativas e sociais que só podem ser apreendidas sobre a base de uma sólida educação básica. No caso específico da Educação de Jovens e Adultos (EJA) inúmeras situações surgem no cotidiano de vida das mulheres e homens que impõe aos mesmos a necessidade de saber ler, escrever, interpretar, compreender, realizar operações lógicas complexas, sendo capaz também de saber dar respostas aos diversos problemas que surgem no local de trabalho, na vida familiar e social. iStockphoto Por isso, é imperativo na sociedade atual que Jovens e Adultos tenham acesso à democratização do conhecimento e da informação, uma vez que a educação representa possibilidade de mudança, apesar dos limites impostos pela sociedade capitalista, pois como afirma Paulo Freire: "Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tão pouco a sociedade muda". Desta forma, se a educação é condição para ...

    Leia mais
    haddad1

    Manifesto por políticas públicas para a juventude, contra o extermínio dos jovens e em apoio à candidatura de Fernando Haddad a prefeito de São Paulo

    "Nós somos o povo da esperança (...) Devemos fazer questão de vivermos todos cutucando, agitando, comprometendo. (...) Podem nos tirar tudo, menos a via da esperança. (...) E a caminhada continua!" D. Pedro Casaldáliga "Nós somos o povo da esperança", somos o Povo de Deus, somos militantes da Pastoral da Juventude, da Pastoral Carcerária, da Pastoral da Criança e de tantas outras pastorais sociais, das Comunidades Eclesiais de Base e de paróquias dos mais distintos cantos da cidade de São Paulo. Estamos cansados de ouvir acusações de que o jovem é descompromissado, irresponsável e não quer participar das atividades sociais que visam à organização da sociedade. Estamos cansados de não sermos ouvidos em nossos anseios e necessidades. Mas, temos esperança de que tudo vai melhorar e estamos dispostos a contribuir para que isso ocorra. Como cristãos, membros da Igreja Católica Apostólica Romana, nos embasamos na Gaudium et spes (25), no Catecismo ...

    Leia mais
    propagandacamisinha

    ABGLT e 257 entidades aliadas repudiam veto a filme para jovens gays

    Na semana passada, o movimento de militantes e ONGs de aids denunciou o veto à veiculação do filme para jovens homossexuais da campanha de prevenção à aids no Carnaval 2012, do Ministério da Saúde. por Conceição Lemes Hoje, o movimento LGBT decidiu também repudiar a proibição. A presidência da ABGLT e as 257 entidades parceiras divulgaram o manifesto "ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – e organizações aliadas repudiam os cortes homofóbicos na campanha de prevenção de aids do Governo Federal" A partir de agora, os dois movimentos vão caminhar juntos nessa questão. Inclusive no que diz respeito às denúncias que serão feitas tanto aqui –por exemplo, ao Ministério Público Federal — quanto internacionalmente, em órgãos de defesa dos direitos humanos. Para quem desconhece os bastidores dos dois movimentos, saiba que essa associação é fato raro, pois, em geral, eles atuam separadamente. Mas a repercussão ...

    Leia mais
    Richarlls Martins

    Richarlls Martins, do CJAA, fala sobre importância da participação de jovens afrodescendentes nas intervenções políticas

    A 2ª Conferência Nacional da Juventude realizada no Pavilhão do Parque, em Brasília, de 9 a 12 dezembro de 2011 contou com a presença de jovens negros e negras que fazem parte de uma rede articulada que interage a partir dos Espaços de Diálogos Estratégicos da Juventude Negra. A primeira edição do encontro aconteceu em novembro, em Salvador (BA), durante o AFRO XXI, e o segundo ocorreu nesta edição da Conjuve. Em entrevista ao UNFPA, Martins falou sobre os principais desafios enfrentados por jovens afrodescendentes no pais, tais como a violencia, e de que forma a juventude pode estar mais presente nos espacos de tomada de decisão. Confira a entrevista com Richarlls Martins: UNFPA – Fale um pouco sobre a constituição do Círculo de Juventude Negra Afrodescendente das Américas (CJAA), os objetivos e ações estratégicas para 2012? O Círculo de Juventude Negra Afrodescendente das Américas surge a partir do Colóquio ...

    Leia mais
    Luiza bairros morte de jovens negros

    Ministra Luíza Bairros – A prioridade de sua Secretaria é o combate à mortalidade de jovens negros

    A gestora da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), ministra Luíza Bairros, esteve no final da tarde desta sexta-feira (16), no Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire, na Madalena. No encontro com representantes de órgãos públicos, organizações não-governamentais (ONG's) e militantes do movimento negro, Luíza Bairros expôs seus planos no comando da pasta e ouviu os argumentos da plateia. Segundo a ministra, a prioridade de sua Secretaria é o combate à mortalidade de jovens negros. "Estamos montando a proposta no fórum de situação para que seja elaborado um plano de ação", disse ela. A secretária Especial da Mulher, Rejane Pereira, destacou que o evento serviu para que a ministra Luíza Bairros fizesse um panorama do trabalho da Seppir aos presentes e se familiarizasse sobre como os gestores e ativistas estão enfrentando o racismo em Pernambuco. "A minha expectativa é de que possamos fazer parcerias com a ...

    Leia mais
    Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

    Ministra Luíza Bairros – A prioridade de sua Secretaria é o combate à mortalidade de jovens negros

    A gestora da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), ministra Luíza Bairros, esteve no final da tarde desta sexta-feira (16), no Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire, na Madalena. No encontro com representantes de órgãos públicos, organizações não-governamentais (ONG's) e militantes do movimento negro, Luíza Bairros expôs seus planos no comando da pasta e ouviu os argumentos da plateia. Segundo a ministra, a prioridade de sua Secretaria é o combate à mortalidade de jovens negros. "Estamos montando a proposta no fórum de situação para que seja elaborado um plano de ação", disse ela. A secretária Especial da Mulher, Rejane Pereira, destacou que o evento serviu para que a ministra Luíza Bairros fizesse um panorama do trabalho da Seppir aos presentes e se familiarizasse sobre como os gestores e ativistas estão enfrentando o racismo em Pernambuco. "A minha expectativa é de que possamos fazer parcerias com a ...

    Leia mais
    PJs_SEJUVE_21

    Militantes das Pastorais da Juventude organizam Manifesto contra a violência e em defesa dos direitos humanos no estado de Goiás

    Com o objetivo de denunciar uma série de crimes praticados por grupos de extermínio no estado de Goiás e exigir do poder público medidas urgentes no que se refere à proteção dos militantes de direitos humanos que vem sendo ameaçados na região foi lançado na última sexta-feira (15), em Brasília, o Manifesto contra a Violência e em Defesa dos Direitos Humanos no estado de Goiás. Elaborado por militantes de direitos humanos, intelectuais, religiosos e agentes de pastoral o documento, entregue por líderes das Pastorais da Juventude à Secretária Nacional de Juventude, Severine Macedo, conta com a assinatura de importantes organizações sociais de todo o país e apresenta o histórico de mortes e agressões praticadas com a participação de setores da policia militar daquele estado.   Militantes das Pastorais da Juventude reunidos com Severine Macedo, Secretária Nacional de Juventude. Segundo o documento as ameaças recentemente praticadas contra as organizações que atuam ...

    Leia mais
    mulher-negra-3

    Militantes prometem fazer enterro simbólico de Hartung

      O Fórum Estadual de Juventude Negra do Espírito Santo (FEJUNES), que realizará a III Marcha Estadual Contra o Extermínio da Juventude Negra na próxima sexta-feira (19), pretende fazer um enterro simbólico do governador Paulo Hartung. Os militantes também querem que o governador eleito Renato Casagrande (PSB) assegure a implementação de políticas públicas da juventude e da promoção da igualdade racial. Os militantes planejam levar cruzes e um caixão de madeira para a encenação do enterro do governador, que será realizado em frente ao palácio Anchieta. "A juventude negra foi abandonado pelo atual governo. Não existe nenhuma política dirigida especificamente para nós e que possa nos possibilitar outras perspectivas", protesta Jônatas Nery, coordenador do FEJUNES. Nery ressalta que foram inúmeras as tentativas de diálogo com o atual governo, porém, sem sucesso. "Tentamos por várias vezes sentar com o governo, juntamente com outras organizações do movimento negro e do movimento de ...

    Leia mais
    GARY S CHAPMAN/GETTY

    Pesquisa mostra jovens divididos em relação ao aborto

    RIO - Jovens progressistas, mas divididos em relação ao aborto, contra a legalização das drogas e ligados à família. O perfil foi extraído de entrevistas a 1.854 participantes da I Conferência Nacional de Juventude, a maioria militantes dos movimentos sociais, e será descrito no livro "Quebrando Mitos: Juventude, participação e políticas", que será lançado nesta quarta-feira no Rio. A pesquisa, coordenada pelas sociólogas Mary Garcia Castro e Miriam Abramovay, mostra que 32,6% dos participantes do encontro, que aconteceu em abril do ano passado, em Brasília, se disseram totalmente contra a legalização do aborto, enquanto 22,2% se disseram a favor. Entre os entrevistados, 10,2% dos declararam ser indiferentes em relação ao assunto. Por Maiá Menezes , do  Extra Foto: GARY S CHAPMAN/GETTY Quando o assunto é legalização das drogas, a posição contrária é nítida: 26% dos participantes se disseram a favor (15,6%) ou completamente a favor do ...

    Leia mais
    Heloisa Buarque de Hollanda- pesquisadora lançou 'Explosão feminista', pela Companhia das Letras Foto- Leo Aversa : Agência O Globo

    Heloisa Buarque de Hollanda mergulha na quarta onda feminista em livro recém-lançado

    Com 24 artigos, obra analisa como movimento virou tsunami ao se apropriar do ambiente virtual por Helena Aragão no O Globo Heloisa Buarque de Hollanda- pesquisadora lançou 'Explosão feminista', pela Companhia das Letras Foto- Leo Aversa : Agência O Globo Na década de 1980, quando Heloisa Buarque de Hollanda entrevistava mulheres artistas para suas pesquisas, costumava constatar duas coisas: seus trabalhos tinham forte conteúdo político de defesa dos direitos femininos, mas elas se recusavam a se definir como feministas. Corta para os anos 2010 e... parece que o jogo virou. As criações de cineastas, poetas, compositoras e atrizes seguem engajadas, mas feminismo definitivamente deixou de ser uma palavra maldita. O que, afinal, aconteceu? Esta foi uma das perguntas que motivaram a escritora e pesquisadora a produzir o livro “Explosão feminista”, recém-lançado pela Companhia das Letras. A obra traz 24 artigos a respeito de diversas vertentes do movimento. ...

    Leia mais
    Foto:  ARTSY SOLOMON - Nappy

    Juventude e vida associativa nas periferias de São Paulo

    Foto: ARTSY SOLOMON - Nappy por Gilberto Geribola Moreno no Scielo versão impressa ISSN 0103-4979versão On-line ISSN 1983-8239 Cad. CRH vol.31 no.84 Salvador set./dez. 2018 INTRODUÇÃO Este artigo tem por objetivo apresentar uma reflexão sobre a experiência política de jovens militantes que atuam em associações populares das periferias da cidade de São Paulo. Esses militantes e suas associações foram os objetos de estudo de uma pesquisa etnográfica multissituada (Marcus, 1995), que abordou um conjunto de cinco espaços associativos representativos de diferentes períodos históricos da cidade.1 A pesquisa realizada pelo autor visava a compreender as diferentes dimensões da ação coletiva e as percepções sobre as práticas desenvolvidas pelos sujeitos nas periferias da cidade de São Paulo, tendo por problemática as possíveis linhas de continuidade ou ruptura presentes na experiência política das diferentes gerações que atuam nos espaços associativos dos bairros periféricos. Foi abordado, por meio da etnografia, um conjunto de espaços associativos na periferia da zona sul da cidade ...

    Leia mais
    JACQUES d'ADESKY foto de Rosanea Santos

    “A intolerância pode se tornar nos próximos anos um inimigo comum” , diz Jacques d’Adesky

    O mais novo livro de Jacques d’Adesky, Percursos para o Reconhecimento – Igualdade e Respeito –se torna urgente com seu resgate histórico e consistente do período da escravatura ao início do século XXI, com uma série de provocações que nos apontam novas alternativas para as questões étnico - raciais brasileiras. Com linguagem clara e simples, o doutor em Antropologia Social pela USP e licenciado em Ciências Econômicas pela Universidade Católica de Louvain, na Bélgica, retoma o pensamento de ícones como por Léopold Sédar Senghor, Aimé Césaire e Frantz Fanon, dialogando com a atualidade sobre racismo e as práticas coloniais. Nesta entrevista à coluna Geledés no debate, Jacques d’Adesky discute o poder de emancipação da população negra e a possível “via libertadora das mentalidades de subserviência geradas pela escravidão e colonização”. O intelectual aponta ainda que mesmo diante da vigente intolerância no Brasil, não há motivos para desanimar. [caption id="attachment_138708" align="aligncenter" ...

    Leia mais
    Página 1 de 21 1 2 21

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist