Resultados da pesquisa por 'machista'

    REPRODUÇÃO/YOUTUBE

    Nota de repúdio e solidariedade: Ataque inverídico e machista à jornalista Patricia Campos Mello é uma violência à liberdade de imprensa, às mulheres e à democracia

    Organizações de mulheres e de defesa da liberdade de expressão e imprensa e dos direitos humanos reforçam apoio à  jornalista Patrícia Campos Mello e exigem resposta do Congresso Federal perante o ataque discriminatório realizado em um espaço institucional da Casa – exatamente em uma CPMI instaurada para apurar notícias falsas usadas com fins eleitorais   Da Agência Patricia Galvão    REPRODUÇÃO/YOUTUBE As organizações abaixo assinadas se somam aos diversos setores da sociedade que repudiam veementemente o ataque realizado à jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo, e manifestam apoio à profissional. Nesta terça-feira (11/02), o país acompanhou com perplexidade um depoimento de ex-funcionário de uma empresa de disparos de mensagens de WhatsApp, na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre as “Fake News”, notícias falsas e campanhas de desinformação usadas com fins eleitorais. Ao depor, o ex-funcionário mobilizou ataques machistas e inverídicos contra a repórter para ...

    Leia mais
    A reportagem sobre 10 melhores destinos para viajar escondia conselhos às vítimas de violência de gênero.

    Falsa revista de moda espanhola escondia um guia contra a violência machista

    Polícia Local de Dénia identificou 24 vítimas de violência de gênero que nunca haviam denunciado graças as 70 publicações que distribuiu por 18 estabelecimentos frequentados por mulheres   Por Cristina Vázquez, do El País A reportagem sobre 10 melhores destinos para viajar escondia conselhos às vítimas de violência de gênero. (Reprodução/El País) Uma falsa revista feminina camuflava um guia contra os maus-tratos. Esse foi o método nada ortodoxo com que o município de Dénia (Espanha) conseguiu descobrir novos casos de violência machista. Setenta exemplares dessa falsa revista de moda e viagens circularam durante quase dois anos por 18 estabelecimentos frequentados por mulheres do município, o que serviu para que 24 mulheres que nunca haviam denunciado pedissem ajuda. Não era só mais uma publicação: uma reportagem de como fazer sucesso no Instagram ensinava na realidade a averiguar se eram vigiadas nas redes sociais por seus companheiros e como ...

    Leia mais
    Iza faz ensaio do programa Música Boa Ao Vivo, em São Paulo - Iwi Onodera:UOL

    Iza diz que comparações a Anitta e Ludmilla são ‘machistas e desnecessárias’

    Cantora promete lançar hit do verão de 2020 com Ciara e Major Lazer No F5, da Folha de São Paulo Iza é capa da GQ Brasil (Foto: Hentrique Gendre/GQ Brasil) Iza, 29, já deixo claro que não concorda com comparações entre mulheres. Após conquistar espaço como jurada do programa musical The Voice (Globo) e se apresentar no Rock in Rio 2019 com Alcione, ela afirma que as artistas são diferentes entre si, e por isso dispensa comparações com Anitta ou Ludmilla. “As comparações entre mulheres na música são machistas e desnecessárias, e feitas por pessoas que acham que elas são comparáveis. Nós somos todas diferentes, especiais e incríveis. Isso é fruto de um mercado que é machista mesmo, mas acredito que as coisas estão mudando”, afirmou a cantora em entrevista à revista GQ Brasil, da qual é capa da edição especial de número 100, em novembro. ...

    Leia mais
    Gabriela Matos criou o projeto “Arquitetas Negras”, que terá como ação inicial a produção da primeira revista brasileira com conteúdo pensado e produzido exclusivamente por elas Foto: Arte de Lari Arantes sobre foto de divulgação

    ‘A arquitetura é branca, elitista e machista’

    Arquiteta Gabriela Matos lançou um mapeamento on-line para divulgar e potencializar o trabalho das mulheres negras; em agosto será lançada a primeira revista brasileira sobre o tema Por Ana Carolina Diniz, do O Globo  Gabriela Matos criou o projeto “Arquitetas Negras”, que terá como ação inicial a produção da primeira revista brasileira com conteúdo pensado e produzido exclusivamente por elas /Foto: Arte de Lari Arantes sobre foto de divulgação  Você conhece alguma arquiteta negra? Já viu em alguma mostra ou publicação? Era a pergunta que Gabriela Matos se fazia. Negra, formada pela PUC de Belo Horizonte e pós-graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e exercendo a atividade há dez anos, a mineira não encontrava outras profissionais como ela no mercado de trabalho e nos meios que frequentava. Ao se incomodar com a ausência, ela lançou, ao lado da recifense Bárbara Oliveira, um mapeamento on-line ...

    Leia mais
    Eliane Dias é reconhecida pela trajetória profissional e pela militância contra preconceito, abuso e feminicídio Foto: Arte da Lari Arantes sobre foto de Edílson Dantas

    Empresária dos Racionais, Eliane Dias é feminista no mundo machista do rap

    Eliane Dias, casada com Mano Brown, cresceu na periferia de São Paulo, brigou para poder estudar, formou-se em Direito e, hoje, cuida da carreira dos Racionais e do marido. Ela manda a real: 'Mulher de alguém é ninguém' por Elisa Martins no O Globo Eliane Dias é reconhecida pela trajetória profissional e pela militância contra preconceito, abuso e feminicídio Foto: Arte da Lari Arantes sobre foto de Edílson Dantas Ela ri quando passa um caminhão: "Viu o adesivo no vidro? Diz: Aqui é o Capão , p...!". Eliane Dias conhece bem a periferia de São Paulo. Nasceu e cresceu ali, e de uma casa simples de dois andares comanda a produtora responsável pelos Racionais, grupo do marido, Mano Brown . A empresária e advogada lutou muito para ocupar essa cadeira. Teve que vencer o machismo — em casa e no mundo do rap. Estudou para se empoderar. Sempre acertada e ...

    Leia mais
    imagem reprodução Teleton : SBT

    Como a mulher deve responder a ataques machistas, como os de Silvio Santos

    Depois do bafafá envolvendo Silvio Santos e Claudia Leitte no Teleton, voltaram à mídia outras vezes em que o comunicador fez comentários grosseiros para mulheres. Ele perguntou a Maísa, por exemplo, se ela já havia perdido a virgindade. Também disse para Eliana que a roupa dela estava indecente; além de comentar o peso de Preta Gil. por Lucas Vasconcelos do Universa imagem reprodução Teleton : SBT A questão a ser respondida é: como uma mulher pode se livrar desse tipo de situação? "Todas essas situações são de assédio. Silvio Santos faz isso de forma que pareça uma "brincadeira", reforçando a naturalização desse tipo de comportamento violento", diz a militante da Marcha Mundial das Mulheres, Maria Júlia Montero. Infelizmente, quando uma situação de assédio acontece, muitas vezes a mulher está sozinha ou isolada no ambiente e não consegue responder de forma efetiva, ressalta Maria Júlia. "E ninguém é ...

    Leia mais

    Machistas não passarão, nem aqui, nem na Rússia

    A convite do Geledés, as membras Adriana Cecílio, Amanda Vitorino, Daiany Campos, Isabela G. Del Monde, Louise Oliveira, Priscila Pamela e Thayná Yaredy da Rede Feminista de Juristas- deFEMde, escrevem sobre o repúdio das mulheres aos atos machistas de brasileiros na Rússia. Enviado para o Portal Geledés  Reprodução/deFEMde A Copa do Mundo Masculina da FIFA 2018, sediada na Rússia, começou no dia 14 de junho. Já no fim de semana que seguiu à abertura dos jogos, viralizou no Brasil, especialmente na plataforma WhatsApp, vídeos de homens brasileiros assediando cidadãs russas. Nos vídeos, os brasileiros pediram para mulheres russas dizerem frases como “eu quero dar minha boceta para vocês” e gritavam frases como “boceta rosa” ao lado de uma das vítimas. Inicialmente, o vídeo foi recebido como uma grande brincadeira. Frases como “Os brasileiros são muito bons kkkkk” acompanhavam a divulgação do conteúdo. Entretanto, não demorou mais ...

    Leia mais
    Flávio Florido

    “Péssimo exemplo para as crianças” é um técnico de futebol machista por Sakamoto

    ''Futebol é um esporte forte, esporte de homens.'' por Leonardo Sakamoto no Blog Enrique Marcarian/Reuters Juan Carlos Osorio, técnico da seleção masculina de futebol do México, matou dois coelhos como uma cajadada só na entrevista que concedeu após seu time perder do Brasil por 2 a 0, nesta segunda (2), nas oitavas de final da Copa do Mundo. Demostrou que não consegue aceitar derrotas (o que é uma pena, pois tanto ganhar quanto perder faz parte do esporte) e demonstrou que tem dificuldades de viver em sociedade (o que é uma pena, pois visões tacanhas e misóginas do mundo deveriam estar se tornando peça de museu). ''É um péssimo exemplo para o mundo do futebol e para todas as crianças que estão acompanhando.'' Osorio achava que estava criticando a arbitragem que, em sua opinião, teria dado atenção demais a Neymar e favorecido o Brasil. Mas, inconscientemente, criticava a si mesmo. ...

    Leia mais

    Latam demite funcionário que aparece em vídeo machista na Copa 2018

    A partir deste pressuposto, a companhia informa que tomou as medidas cabíveis, conforme seu código de ética e conduta", escreveu a Latam Por Karin Salomão, do Exame Reprodução do site Exame A Latam demitiu um funcionário brasileiro que aparece em um vídeo machista na internet, constrangendo mulheres na Rússia durante a Copa do Mundo 2018. Na gravação, dois homens aparecem pedindo que mulheres russas repitam frases obscenas em português. Um deles, Felipe Wilson, era funcionário da Latam Airlines e trabalhava no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Depois de uma apuração, a companhia confirmou que demitiu o colaborador. A aérea divulgou um comunicado em que “repudia veementemente qualquer tipo de ofensa ou prática discriminatória e reforça que qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa”. “A partir deste pressuposto, a companhia informa que tomou as medidas cabíveis, conforme seu código ...

    Leia mais
    Uma mulher cobre seu rosto/Foto: GETTY

    “Como esse cara me convenceu de que eu era tonta?”: o abuso machista que ninguém parece ver

    Os especialistas atendem cada dia mais casos do abuso psicológico de gênero chamado gaslighting: muito sutil e difícil de compreender para amigos e familiares e para as autoridades por Nacho Carretero no El País Marina é o nome fictício —a seu pedido expresso— de uma mulher de 37 anos que durante dois anos sofreu maus-tratos psicológicos por parte de seu namorado. Concretamente, uma forma de abuso conhecida como gaslighting. Trata-se de um abuso sutil, manipulador, mediante o qual se desgasta a autoestima e a confiança da mulher em si mesma a ponto de anulá-la, de transformá-la em um punhado de dúvidas e medos. A vítima quase nunca tem consciência de estar sendo abusada. Ou, pelo menos, não como se entende geralmente o termo, já que não há uma agressão clara. Simplesmente, quanto tudo é colocado em dúvida, tudo se discute e seus pontos de vista são sempre menosprezados, a mulher vai se fechando em si mesma. Trata-se ...

    Leia mais

    Justiça machista: brasileiras são condenadas pelo crime e pelo gênero

    Na Justiça brasileira, não é incomum que mulheres sofram descaso ou, pior, uma dupla condenação Por Silvia Lisboa e Letícia González Do Revista Galileu Tatiane foi condenada a 24 anos de prisão por omissão porque estava trabalhando quando seu marido matou o filho caçula. Ana Raquel pediu proteção à polícia e à Justiça contra o chefe violento oito vezes — e não foi atendida. Maria* ficou com as marcas de um estupro no corpo, mas seu algoz foi absolvido porque desembargadores disseram que ela não gritou.Três histórias de mulheres marcadas pelo machismo da justiça brasileira. TATIANE DA SILVA SANTOS NO PRESÍDIO MADRE PELLETIER, EM PORTO ALEGRE (FOTO: FOTO: ANDRÉ FELTES) Tatiane da Silva Santos chegou em casa por volta das 16h naquele domingo, 29 de setembro de 2013. Ela havia deixado os três filhos aos cuidados do pai, Amilton Martins, para trabalhar na padaria próxima a sua casa ...

    Leia mais

    Jornalista faz post machista sobre volta de Bruna Marquezine e Neymar: “Seja carinhosa, é ano de Copa”

    Desde o dia 31 de dezembro, um dos assuntos mais comentados da internet é o namoro da atriz Bruna Marquezine e o jogador Neymar. Em todas as ferramentas de monitoramento de redes e tendências, o casal, que ganhou o apelido de “Brumar”, ficou no topo. Ainda mais porque estavam em Fernando de Noronha, onde passaram o réveillon e anunciaram a volta. Do blog Segunda Tela  Entre os inúmeros comentários, o do jornalista esportivo Rica Perrone causou polêmica e está repercutindo nas redes. “Oi Bruna. Vi que você retomou o namoro com o Neymar. Só queria te lembrar que é ano de Copa, logo, você tem mais responsabilidades que o Temer esse ano para com sua pátria. Seja carinhosa, evite brigas bobas e não olhe pro lado. Paz”, escreveu em sua conta no Twitter. A publicação viralizou. Até o fechamento desta nota já tinha 15 mil retuítes e 36 mil curtidas. E ...

    Leia mais
    Aaron Favila / AP

    Afastada após gravidez, Serena diz que mundo do tênis é machista e desigual

    Considerada por muitos especialistas a melhor jogadora da história do tênis, a americana Serena Williams atacou o machismo do circuito profissional. Em entrevista à revista "Time", a atleta de 35 anos comentou sobre as diferenças de tratamento em relação a mulheres e homens em torneios pelo mundo. A estrela do esporte foi mãe pela primeira vez há poucos dias e está afastada das quadras provisoriamente.   Do Uol "Não é fácil ir jogar um torneio e ter sempre alguém fazendo comentários a respeito do seu corpo", afirmou Serena em entrevista à revista "Time". "Acho que a crítica não é somente a mim, mas a minhas colegas, quando dizem coisas como nós não merecemos prêmios em dinheiro no mesmo patamar que os nossos colegas homens recebem. Quando você trabalha tanto, se dedica, não deveria existir um padrão duplo", comentou a tenista. Neste ano, Serena se envolveu em uma polêmica com outra estrela do tênis ...

    Leia mais

    A história das mães que perdem a guarda dos filhos com base em decisões machistas

    Justiça separa mães de filhos com base em machismo institucional e poder econômico. Sem terem cometido crimes ou posto a segurança dos filhos em risco, elas são vítimas de decisões consideradas raras e muitas vezes injustas por especialistas no tema Por Sarah Fernandes Do Pragmatismo Politico O machismo institucional impetrado nas famílias e no sistema judiciário, somado à morosidade dos processos e ao poder econômico de algumas famílias levaram pelo menos 300 mães, que se reúnem em grupos de ajuda, a perderem a guarda de seus filhos e a ficarem proibidas de verem as crianças por meses e até anos. Sem terem cometido crimes ou posto a segurança dos filhos em risco, elas são vítimas de decisões consideradas raras e muitas vezes injustas por especialistas no tema. “Quem nunca viu mãe perder a guarda de filho é porque viu poucos pais entrarem na Justiça para pedi-la”, defende a jornalista Adriana Mendes, ...

    Leia mais

    Brigada Militar de Porto Alegre: uso combinado de repressão e opressão machista, racista e LBTfóbica!

    — “Vadiazinha”… “Vagabunda”… “Machorra! Pensa que não te conheço? ” por Aline Costa no Sul 21 Desarmadas e permanecendo cerca de quarenta minutos com as mãos para cima, sete mulheres abordadas pela Brigada Militar de Porto Alegre, sofreram – sem filtro – a violência da opressão machista, racista e LGBTfóbica, combinada com a repressão brutal da polícia. Elas estavam junto com mais de 120 pessoas que saíram da manifestação em frente à empresa de transporte Carris, no dia 30 de junho, data que marcou a segunda Greve Geral no país. O dia, que deveria ser uma ação de paralisação dos rodoviários e rodoviárias, como forma de exigir dos governos que retirem seus ataques aos direitos da classe trabalhadora, se transformou em verdadeira praça de guerra. A BM atacou violentamente os manifestantes com bombas e muita truculência, prendeu arbitrariamente um professor da rede estadual de ensino e o mandou para o Presídio Central ...

    Leia mais
    NEW YORK, NY - APRIL 05:  Author Chimamanda Ngozi Adichie attends the 8th Annual Women In The World Summit at Lincoln Center for the Performing Arts on April 5, 2017 in New York City.  (Photo by Monica Schipper/WireImage)

    Esta é a ‘ferramenta feminista’ de Chimamanda Ngozi Adichie para identificar situações machistas

    A gente pode inverter 'X' e ter os mesmos resultados? Para Educar Crianças Feministas (Cia das Letras, 2017), um dos livros da autora nigeriana Chimamanda Ngozie Adichie, nada mais é do que uma extensa carta para uma amiga que acabou de ser tornar mãe de uma menina. Em uma conversa no passado, esta amiga perguntou à Chimamanda: "O que devo fazer para criar a minha filha como feminista?", mesmo antes de ser mãe. "Minha primeira reação foi pensar que eu não sabia. Parecia uma tarefa imensa", escreve a autora. Em cerca de 90 páginas, com um texto simples e fluído, a escritora faz um manifesto sobre como criar uma criança feminista, relata situações vividas por ela como mãe e retoma questões ligadas à igualdade de gênero para responder à pergunta da amiga. Mas, logo no início do livro, Chimamanda dá uma dica preciosa para identificar situações machistas -- que pode ...

    Leia mais
    OLYMPUS DIGITAL CAMERA

    Eu, feminista, (con)vivo com um homem machista

    Segunda para terça-feira. São 00h14 da noite e eu acabei de lavar a louça. E não é uma louça de um copo de leite e um prato de quem, no auge de sua imaturidade de 30 anos, moraria sozinho. Lavei pratos, garfos, copos, que alimentaram, no mínimo, 4 pessoas. Esfreguei a frigideira que estava encardida – sabe arear panelas? Uma tarefa bem cansativa e desgastante – além de lavar uma panela de pressão. Esse é o preço para que alguém cozinhe para mim quando eu chego tarde. Por Lívia Lima Do Nos Mulheres da Periferia Voltei do último dia de um curso de jornalismo cultural, com diversas ideias e orientações para escrita criativa, e sobre como o tédio é importante para a produção de textos mais inteligentes e inovadores. Mas eu não tenho tempo para ficar entediada. Estou lavando louças à meia noite. Toda essa introdução caótica – e um ...

    Leia mais

    Luana Tolentino: “Maria é vítima da nossa justiça, que também é machista, sexista e misógina; Apoiem Maria”

    Provavelmente vários leitores do Viomundo estão acompanhando a campanha Apoie Maria, criada por Gerson Carneiro para ajudar uma pessoa muito querida. por Conceição Lemesm do Viomundo  Como ela não pode aparecer por questões judiciais, pessoas públicas que a conhecem estão se juntando à campanha, para darem a sua voz a ela e ajudá-la a vencer esta dura batalha. A primeira a falar foi a jornalista Lúcia Rodrigues. Depois, a também jornalista Heloisa Villela, correspondente em Nova York (EUA). Agora, é Luana Tolentino, professora e historiadora, ativista dos movimentos negro e feminista, que denuncia: A Maria está sendo vítima da nossa justiça, que infelizmente também é uma justiça machista, sexista e misógina. Luana faz um apelo: Ainda falta um valor considerável da quantia que precisa ser arrecadada para Maria saia vitoriosa dessa batalha tão dura, injusta, cruel.                         Mas, juntos nós podemos colaborar para que a Maria coloque fim nessa travessia. Assista ao vídeo. De ...

    Leia mais

    Mulheres e poder contra o culto da ignorância machista

    O poder é reservado aos homens em todos os níveis enquanto as mulheres sofrem sob estereótipos e idealizações também naturalizados. Até quando? Por Marcia Tiburi, da Revista Cult  'Susana e os anciãos', de Artemisia Gentileschi, 1652 (Coleção da Galeria Nacional de Arte, Museu em Emília-Romanha, Itália) A representação das mulheres no parlamento brasileiro é uma questão fundamental em nossa cultura política. A desproporção é espantosa tendo cerca de 90% dos cargos ocupados por homens e apenas cerca de 10% por mulheres. Muitas pessoas se perguntam por que há tão poucas mulheres ocupando cargos nos espaços de poder em geral. No mundo da iniciativa privada os números não são diferentes. Mulheres trabalham demais, são maioria em algumas profissões, mas ocupam pouquíssimos cargos de poder. Como se fosse um direito natural, o poder é reservado aos homens em todos os níveis enquanto as mulheres sofrem sob estereótipos e idealizações também naturalizados. O ato de ...

    Leia mais

    Vídeo mostra ataque machista de vereador contra Isa Penna na Câmara de SP

    O ataque machista, inesperado, foi desferido pelo Vereador Camilo Cristófaro (PSB) nessa quinta-feira (16) dentro do elevador e seguiu do lado de fora. As imagens da câmera de segurança liberadas na sexta-feira (17) mostram a agressividade da ofensa verbal. Da Midia Ninja  Imagens da câmera de segurança mostram agressividade do Vereador do PSB contra Isa Penna. Imagens: Divulgação Câmara dos Vereadores de São Paulo "Vagabunda! (..) não se surpreenda se tomar uns tapas na rua". A frase, comum à muitas ruelas da cidade de São Paulo, se passou no local em que as leis são ditadas e a população é representada: a Câmara Legislativa do Município de São Paulo. "Ele me agrediu verbalmente e fisicamente", acusa Penna, em vídeo veiculado nas suas redes sociais, e que deve render um processo sobre o vereador, que pode lhe custar até mesmo o cargo. O acusado se sente confortável, e não procurou se ...

    Leia mais
    Página 1 de 90 1 2 90

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist