segunda-feira, maio 25, 2020

    Resultados da pesquisa por 'memória negra'

    Visual do Morro do Piolho com casas na Rua Lavapés e o conjunto da Light ao Fundo antes de ser demolido. Ilustração feita pelas autoras com base em foto do Acervo Casa da Imagem DPH/SMC

    Bairro da Liberdade: o apagamento histórico da memória negra em São Paulo

    O “Caminho Histórico Glória-Lavapés” é composto pelas ruas da Glória e do Lavapés, que interligam os bairros da Liberdade, Glicério e Cambuci situados na região central do município de São Paulo. Apesar de ter sido tombado em março de 2018 e homologado em julho de 2019 pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (CONPRESP), esse lugar ainda enfrenta problemáticas que reiteram e reforçam o apagamento histórico de memórias importantes compreendidas ao longo dessa extensão como a memória de ocupação negra, a memória morfológica do traçado da cidade colonial e a memória visual e topográfica da condição acidentada do terreno. Por Beatriz Hubner, Fernanda Galloni, Paloma Neves, Stela Mori, do Arch Daily Visual do Morro do Piolho com casas na Rua Lavapés e o conjunto da Light ao Fundo antes de ser demolido. Foto do Acervo Casa da Imagem ...

    Leia mais
    iStockphoto

    Plano de Aula – Passados Presentes – memória negra no sul fluminense

    Passados Presentes coloca em destaque a vigorosa tradição oral de descendentes de escravizados nos antigos domínios da família Souza Breves na região sul do estado do Rio de Janeiro (Bracuí e Pinheiral), que protege do esquecimento informações sobre o tráfico ilegal de africanos e sobre experiências de antepassados cativos e libertos. Ao lado do jongo, a tradição oral constitui patrimônio familiar e cultural e se transforma hoje em traço identitário que apóia lutas políticas mais amplas contra o racismo e pela garantia da posse de terras coletivas. O documentário destina-se também a finalidades didáticas, no âmbito das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. iStockphoto O filme foi produzido a partir de pesquisa iniciada em 2007, sob a coordenação das historiadoras Hebe Mattos e Martha Abreu através do Laboratório de História Oral e Imagem ...

    Leia mais
    As escavações do terreno: planos de memorial (Arquivo A Lasca Arqueologia/Divulgação)

    Sítio arqueológico na Liberdade pode virar memorial da cultura negra

    Após demolição de prédio, foram encontradas nove ossadas com mais de 200 anos no terreno Por Rafaela Bonilla, da Veja  As escavações do terreno: planos de memorial (Arquivo A Lasca Arqueologia/Divulgação) Em julho de 2018, um prediozinho na rua Galvão Bueno acabou demolido indevidamente para a construção de mais um centro comercial na Liberdade, bairro que, desde as primeiras décadas do século XX, recebe imigrantes orientais. Após uma denúncia do Departamento do Patrimônio Histórico (DPH), foram encontradas nove ossadas com mais de 200 anos enterradas a cerca de 1 metro da superfície. As escavações do terreno: planos de memorial (Arquivo A Lasca Arqueologia/Divulgação) O terreno particular de 400 metros quadrados, com sua obra atualmente embargada, fica ao lado da pequena e deteriorada Capela de Nossa senhora dos Aflitos, bem tombado em 1991 por causa do seu valor histórico. O entorno, protegido pelo ...

    Leia mais
    CAROLINE LIMA/ESPECIAL PARA O HUFFPOST BRASIL
Ana Caroline, Odara e Amanda contam a 147ª história do projeto "Todo Dia Delas", que celebra 365 Mulheres no HuffPost Brasil.

    Coletivo Dúdú Badé: O grupo que ensina memória e cultura negra para crianças

    Elas promovem atividades lúdicas e lançaram catálogo com reflexões sobre infância com enfoque racial: "Nunca existiu esse lugar de valorização de cultura negra dessa maneira". Por Ana Ignacio, do HUFFPOST BRASIL Foto: CAROLINE LIMA/ESPECIAL PARA O HUFFPOST BRASILAna Caroline, Odara e Amanda contam a 147ª história do projeto "Todo Dia Delas", que celebra 365 Mulheres no HuffPost Brasil. Tudo tem um significado e uma origem. As palavras. As brincadeiras. Os costumes. A cultura. Com isso em mente, elas iniciaram um trabalho que junta – e fortalece – todas essas questões. Já começa com o nome do projeto. Dúdú Badé. "Significa caçar em bando preto. E a ideia foi essa", explica Ana Caroline da Silva, 26 anos, produtora cultural e arte educadora. Ela, sua irmã Amanda Cristina da Silva, 26 anos, nutricionista, e Odara Dèlé, 29 anos, socióloga, fazem parte desse bando. Um trio que usa todos os seus aprendizados e vivências para ...

    Leia mais

    Angélica Moreira: A memória da diáspora negra resgatada por meio da comida

    A cozinheira de 59 anos resgata a culinária de seus antepassados no Ajeum da Diáspora: "Onde quer que nós negros somos levados, trazemos conosco o nosso jeito de comer”. Por Clara Rellstab Do Huff post Brasil JUH ALMEIDA/ESPECIAL PARA O HUFFPOST BRASIL Angélica Moreira é a 138ª entrevistada do projeto "Todo Dia Delas", que celebra 365 Mulheres no HuffPost Brasil. "O filho perguntou pro pai: 'Onde é que tá o meu avô? '. O pai perguntou pro avô: 'Onde é que tá meu bisavô? '. O avô perguntou pro bisavô: 'Onde é que tá meu tataravô? '", canta Gilberto Gil na faixa Babá Alapalá, do álbum Refavela. E é mais ou menos essa ausência que a cozinheira Angélica Moreira, de 59 anos, tenta acalentar no seu restaurante Ajeum da Diáspora, dedicado a servir e reinventar pratos africanos. Em yorubá, a palavra ajeum é formada pela contração dos termos awa e jeun – ...

    Leia mais

    Pessoas negras queimadas vivas, enforcadas, espancada até a morte: memorial resgata história de terror no sul dos EUA

    A notícia sobre a inauguração do Memorial Nacional para Justiça e Paz na cidade de Montgomery, no estado do Alabama, EUA, não ocupou muito espaço na imprensa brasileira. Por Douglas Belchior Do Negro Belchior Monumento do Memorial Nacional para Justiça e Paz na cidade de Montgomery, no estado do Alabama, EUA (Foto: Reproduzida/negro belchior) Inspirada no memorial do Holocausto em Berlin, na Alemanha e no memorial do Apartheid, em Johanesburgo, África do Sul, este monumento em memória às vítimas do terror racial promovida por supremacistas brancos que enforcaram, queimaram vivos, afogaram e espancaram até a morte mais de 4400 pessoas negras no sul dos Estados Unidos, é uma demonstração da força política da comunidade afro-americana. É também, para este Blog, a oportunidade de inaugurar a parceria com o Blog O lado B em NYC do nosso irmão Edson Cadette, negro brasileiro, jornalista e radicado em Nova York há mais de ...

    Leia mais

    Mostra Motumbá: memórias e existências negras, que acontece até março no Sesc Belenzinho

    enviado por Baobá Comunicação, para o Portal Geledés Para o início do ano, a mostra apresenta show de Martinho da Vila e a peça teatral “Namíbia, Não!”, dirigida por Lázaro Ramos Iniciada em novembro e com programação até março de 2017, a mostra ‘Motumbá: Memórias e Existências Negras’, evento que toma espaços do Sesc Belenzinho com ações que exaltam a riqueza e a variedade da produção cultural de matrizes africanas e periféricas, chega a 2017 com apresentações de diversas linguagens que contemplam a diversidade das expressões artísticas negras. De show do cantor Martinho da Vila (5 a 8/1), passando por oficinas, debates, performances, além de apresentações teatrais e de dança, foram selecionadas atividades que trazem ao público um intercâmbio de idéias e percepções, sempre a preços populares ou com entrada gratuita. Sambista de grande prestígio, Martinho da Vila sobe ao palco do Sesc Belenzinho com show inédito, concebido especialmente para o projeto ...

    Leia mais

    Mostra “Motumbá: Memórias e Existências Negras” no Sesc Belenzinho

    Show de Preta Rara, apresentação da banda Bongar ao lado de Leci Brandão, dramaturgia e oficina de dança gratuita são alguns dos destaques que a mostra do Sesc Belenzinho preparou para o último mês do ano Enviado para o Portal Geledés  Desde novembro, quando amostra Motumbá: Memórias e Existências Negras começou, sua curadoria reúne no Sesc Belenzinho nomes que refletem parte da riqueza e da variedade da produção artística e cultural de matrizes africanas e periféricas. Em dezembro não será diferente. O mês começa com peças de teatro, continua com música de qualidade e termina com atrações de literatura infanto-juvenil. Dentro da programação teatral, O Coletivo Negro traz IDA (3 e 4/12), um experimento cênico que coloca em cena as inquietações, conquistas e perdas da mulher negra. No elenco, nomes femininos em destaque na cena paulistana, como o da cineasta Renata Matins e o da atriz-MC e diretora musical Dani ...

    Leia mais

    M O T U M B Á – Memórias e Existências Negras

    Do Sesc SP Todo Corpo Importa – Poéticas para imaginar, viver e dançar com Cia Étnica Construída sobre os temas do encontro, da memória e da igualdade, a oficina propõe estimular e preparar o corpo, a imaginação e o pensamento dos participantes, para a experimentação e a criação dos processos denominados, AREC - Atos de Resistência, Existência e Convivência. Concebido pela coreógrafa Carmen Luz. Sesc Belenzinho Local: Sala de Espetáculos II Inscrições: até dia 21 de novembro, por meio de envio de currículo resumido para [email protected]   Os candidatos selecionados serão avisados por e-mail até 23/11.   Não recomendado para menores de 16 anos.   Grátis   Datas: 25/11 a  26/11 Horários: 15h ás 19h Horário 13h ás 17h

    Leia mais

    Hoje começa o Seminário Mulheres Negras No Foco: Mídia, representação e Memória

    Seminário Mulheres Negras No Foco: Mídia, representação e Memória Para debater temas como representação, memória coletiva e espaço político das mulheres negras, o Instituto Odara reunirá ativistas de diversas parte do Brasil, nos dias 7 e 8 de julho, em Salvador. Entre as convidadas a secretária municipal de Direitos Humanos de São Paulo, Djamila Ribeiro, as jornalistas Rosane Borges, Juliana Cezar Nunes, Alane Reis, Juliana Brito, Vânia Dias e Maíra Azevedo (Tia Má), e as cineastas Yasmin Thayná (Kabela); Viviane Ferreira (O Dia de Jerusa) e Larissa Fulana de Tal (Cinza e Lápis de Cor), entre outras especialistas na temática da mídia. Confira a programação: http://correionago.com.br/portal/31288/  

    Leia mais

    Seminário, em salvador, trata das mulheres negras nos campos da mídia, representação e memória

    A atividade, organizada pelo Odara Instituto da Mulher negra, faz parte da programação da 4ª edição do Julho das Pretas No Instituto Odara Com o intuito de debater temas como representação, memória coletiva, e espaço político das mulheres negras, o Odara – Instituto da Mulher Negra realizará o “Seminário Mulheres Negras No Foco: Mídia, representação e Memória”, no Auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris), em Salvador, nos dias 7 e 8 de julho. As inscrições para o seminário podem ser realizadas através do email: [email protected]  até o dia 28 de junho. O evento faz parte da programação da 4ª edição do Julho das Pretas, na Bahia, e vai debater sobre as mulheres negras e o acesso ao direito à comunicação, representação política, construção dos discursos e narrativas de luta negra e feminista, estratégias e desafios para assegurar o registro e memória da história desta população. O objetivo do ...

    Leia mais

    Breve memorial de uma professora negra

    Eu devia ter uns 12 anos de idade, quando minha mãe, desabafando, me fez um pedido, olhando para o chão: que eu nunca fosse professora Por  JAQUELINE DE JESUS, do Az Minas Eu devia ter uns 12 anos de idade. Era, portanto, 1990, quando minha mãe, desabafando, me fez um pedido, olhando para o chão: que eu nunca fosse professora. A profissão do ensinar era muito desvalorizada. Ela, pedagoga formada pela Universidade de Brasília (UnB) e professora em uma escola de Ensino Fundamental e Médio no bairro onde morávamos, na periferia da capital federal, não queria que eu tivesse o sonho de formar pessoas e fosse desprezada. Isso ecoou fortemente na minha cabeça. Eu não gostaria, de forma alguma, de importuná-la. Mas ela também queria que, caso a docência fosse minha opção profissional futura, que ela fosse, antes de tudo, uma decisão consciente. Apesar do alerta, da experiência de longa data de ...

    Leia mais

    Mostra explora memória e identidade da cultura negra com telas de Zé Darci

    Está em cartaz em Porto Alegre a exposição “Memória e Identidade: Uma Visão Africanista”, com telas de Zé Darci. A mostra pode ser conferida até o dia 29 de fevereiro no Memorial do RS (Sete de Setembro, 1020). A visitação ocorre de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e sábado e domingo, das 10h às 14h. A entrada é gratuita. A exposição, que está integrada à programação do 15º Fórum Social Mundial, apresenta 17 obras do artista plástico gaúcho Zé Darci, que trabalha há muitos anos com a temática da presença negra no Rio Grande do Sul e com questões de busca por igualdade social no Brasil. A curadoria é de Gilberto Elias.

    Leia mais

    Casa das Rosas recebe 1ª edição do ‘Xirê – Cultura, memória e identidade negra’

    Neste sábado, dia 5, a Casa das Rosas recebe a 1ª edição do Xirê – Cultura, memória e identidade negra, evento que reúne encontros que abordam a produção cultural das mulheres negras, a partir de suas ações, intervenções e performances. O evento tem entradaCatraca Livre e acontece a partir das 14h. Do Catraca Livre A partir da produção cultural, a mulher negra constrói pontes entre experiências de autoras de diferentes idiomas e nacionalidades, como a crença na compreensão por meio da palavra e em sua capacidade de intervenção. Também serão criadas para estabelecer o elo entre cultura, memória e identidade negra. Casa das Rosas recebe meditação com poema e música Confira a programação: 14h às 14h30: Abertura do Xirê 14h45 às 15h15 Mesa temática: Mulher negra, mantenedora da mémoria, identidade e tradição cultural africana no Brasil Palestrante: Raquel Trindade Mediadora: Doné Kika de Gbessen - Oriashé 15h45 Sarafro Abertura: MC ...

    Leia mais

    Memórias de uma negra e uma peça em busca de apoio

    Bora mudar um pouquinho o rumo da prosa e de estética: por Sulamita Esteliam Do A Tal Mineira Pense em uma mulher preta e favelada ser escritora em 1960. Pense nessa mulher sendo mãe solteira de três filhos, um de cada pai. Pense na revolução que foi essa vida. Quarto de Despejo é o título do livro escrito por Carolina Maria de Jesus. Um livro de memórias de uma favelada, negra, mineira, e sua perspectiva a partir da vida em seu quartinho de madeira, lata e papelão. Um livro sobre as pessoas, os princípios e/ou sua traição, sobre a luta pela sobrevivência. Toda a vida de Carolina é um questionamento. Uma plataforma de resistência. Espelho de outras vidas de centenas de milhares de mulheres negras dos sete cantos deste nosso Brasil. Mulheres que desafiam a ordem vigente. Sobreviventes. É uma história que precisa ser contada, e recontada – centenas, dezenas, milhares de ...

    Leia mais
    Foto: Acervo JG/Foto Januário Garcia

    Hoje 24/02 – Ativista feminista Negra Lélia Gonzalez é a homenageada do Projeto Memória

    “Lélia Gonzalez: O feminismo negro no palco da história”, a nova edição do Projeto Memória da Fundação Banco do Brasil, será lançada no CCBB do RJ No Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), hoje, 24/02, acontecerá o lançamento da nova edição do Projeto Memória da Fundação Banco do Brasil que, em parceria com a Rede de Desenvolvimento Humano (Redeh) e Brasilcap, homenageará à feminista negra Lélia Gonzalez, que viveu no período de 1935 a 1994. Historiadora, antropóloga e filósofa, autora de livros e diversos artigos, Lélia Gonzalez foi uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado (MNU). Educadora, ativista e intelectual de destaque seu pensamento contribuiu para a formação de uma consciência crítica em relação aos preconceitos que mantêm mulheres negras em desvantagem na sociedade. Para José Caetano de Andrade Minchillo, presidente da Fundação BB, a iniciativa contribui para a preservação da memória cultural brasileira. “Com esta edição do Projeto ...

    Leia mais
    latinidades 2013 marca1

    Festival Latinidades 2013: Arte e Cultura Negra – memória afrodescendente e políticas públicas

    Em em sua 6ª edição, o Festival da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha será realizado em Brasília, de 19 a 28 de julho, sob o tema Arte e Cultura Negra – Memória Afrodescendente e Políticas Públicas. O festival desenvolve ações de formação, capacitação, empreendedorismo, economia criativa, cultura e comunicação e traz ampla programação artística com shows, exposições, lançamentos literários, entre outros. O Latinidades envolve anualmente diversos estados brasileiros, com crescente participação internacional. Desenvolve diálogos com o poder público, organizações não-governamentais, movimentos sociais e culturais, universidades, redes, coletivos e outros grupos. Constitui, também, um espaço para convergir iniciativas do estado e da sociedade civil relacionadas ao enfrentamento do racismo, sexismo e promoção da igualdade racial. Atualmente, o Latinidades é considerado o maior festival de mulheres negras do país. Em 2013 vai falar de memória afro-descendente no fazer contemporâneo e a necessidade efetivar políticas públicas para a cultura negra. Pretende discutir temas atuais ...

    Leia mais
    luciana barreto

    Profissionais negras descrevem memórias de preconceito no cotidiano

    Em 1994, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) inaugurou um convênio com uma rede de cursos pré-vestibulares voltados para alunos negros e carentes que se tornaria um dos primeiros programas de ação afirmativa do país. Por meio do convênio, alunos negros aprovados no vestibular recebiam bolsas para cursar a universidade, o que acabaria representando uma revolução na história de centenas de jovens que puderam assim se formar e entrar no mercado de trabalho. A história do programa é tema do livro Afrocidadanização – Ações Afirmativas e Trajetórias de Vida no Rio de Janeiro (Editora PUC-Rio), escrito pelo pesquisador Reinaldo da Silva Guimarães e lançado no mês passado. Duas alunas egressas do programa de ação afirmativa conversaram com a BBC Brasil sobre suas experiências. Uma delas, a historiadora e advogada Miracema Alves, resumiu assim a situação enfrentada por ela e outros negros no país: "A exclusão no Brasil ...

    Leia mais
    Iphan

    Iphan – Cultura negra recebe incentivos para preservar memória até 26 de maio

      Projetos que expressem a cultura da população negra podem receber recursos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico NacionaI - Iphan para salvaguardar a memória. As propostas devem ter o tema Música, canto e dança de comunidades afrodescendentes e podem ser apresentadas até 26 de maio. O objetivo é preservar a memória da cultura negra. O apoio pode chegar a R$ 300 mil. Sobre o edital da seleção, a equipe da NBR conversou com a coordenadora Patrimônio Imaterial do Iphan, Mônia Luciana Silvestrin. Mais informações estão disponíveis em www.iphan.gov.br.

    Leia mais
    selo1

    Consciência Negra: Parque memorial Quilombo dos Palmares recebe homenagem em selo

    Os Correios lançam, na próxima segunda-feira (19), edição especial de selos homenageando o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, primeiro e único parque temático sobre a cultura negra do país. O lançamento acontece na União dos Palmares, em Alagoas. No dia 20 de novembro é comemorado o Dia da Consciência Negra em todo o país. Neste dia, no ano de 1695, morreu Zumbi, líder do quilombo e maior representante da luta contra a escravidão no período do Brasil colonial. A imagem é uma panorâmica do parque, localizado na Serra da Barriga (AL). Foram ilustradas a Muxima de Palmares (Coração de Palmares), em homenagem aos comandantes-em-chefe que formavam o conselho deliberativo da comunidade; a Onjo Cruzambê (Casa do Campo Santo), espaço de apoio às práticas das religiões de matriz africana; uma oca indígena, representando a cultura dos primeiros habitantes da serra, e duas figuras femininas simulando as práticas religiosas desse espaço sagrado. ...

    Leia mais
    Página 1 de 101 1 2 101

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist