quinta-feira, março 4, 2021

Resultados da pesquisa por 'mulher negra'

Caderno de provas do Enem 2019 - 1º dia — Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Inep muda gabarito do Enem 2020; alternativa dada como certa dizia que mulher negra que não quer alisar o cabelo tem argumentos ‘imaturos’

O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, divulgado na quarta-feira (27), foi alterado após dois erros: apontava como correta uma alternativa que dizia que a mulher negra que não quer alisar seu cabelo tem argumentos "imaturos"; afirmava que o Google associava nomes de pessoas negras a fichas criminais por causa da "linguagem", não do "preconceito". Após ser acusado de racismo nas redes sociais, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza a prova, corrigiu o gabarito e disse ao G1 que foi encontrada "uma inconsistência no material". "A autarquia verificou que uma modificação feita no gabarito após o retorno das provas para o Inep não foi salva no banco de dados. Em função disso, a área técnica providenciou uma revisão no material e o instituto já disponibilizou as versões corrigidas no seu portal", afirma a nota. Questão sobre alisamento de cabelo ...

Leia mais
Arquivo Pessoal

25 de julho comemoração do Mês da Mulher Negra Latino -Americana e Caribenha e de Tereza de Benguela : a clínica do testemunho

Como você se percebeu Negra? Você falou que era Negra ou te gritaram Negra? Na construção da sua identidade racial você se sente escutada? Você se sente invisível nas suas relações afetivas, se sente acolhida? Sente-se com espaço para expressar seus sentimentos, suas afetações? As pessoas com quem se relaciona lhe reconhecem no que tange espaço para você ser? Ou somente percebem como objeto de subalternização ou sexual? Você se sente representada nos movimentos sociais? E como percebe seu laço com o Social? Esta e muitas perguntas a partir do vídeo impactante da poeta Victoria Santa Cruz sobre a descoberta de Ser através do outro/ Outros me convocam uma para uma escuta como “Testemunho, Instrumento” da dor e reverberações do racismo estrutural, fenômeno social com característica de negação no nosso país, que apesar do inconsciente não ser racista, machista e misógino, mas é atravessado pela reprodução destas construções da estrutura ...

Leia mais
Adobe

“O coco branco mesmo que esse cheire mal”. Uma reflexão experiencial de uma mulher negra sobre as relações inter-raciais em Cuba

Para aqueles de nós que gostam de música de dança cubana, estamos familiarizados com a palavra “negra’ na letra, refrão e frases individuais entre os guias das canções mais populares. Esta voz alude àquela mulher que é a figura central, em torno da qual o roteiro  que inspira nos concertos ao vivo, o público cantará em voz alta porque se reconhecem nas canções. Muitas destas composições, umas mais elaboradas do que outras, são dedicadas a que “negra” os seus os melhores elogios. Ela é a musa que inspira o cantor, o mestre da sua insônia e das suas paixões, a epítome do desejável e do odiado, tudo ao mesmo tempo, uma espécie de drama ao estilo cubano que se perde quando não se tem e se sofre quando se vive. Esta tendência não é exclusiva da música de dança contemporânea. No mais “piegas” do patrimônio cultural cubano aparece esta menção: ...

Leia mais
Suéllen Rosim (Foto: Reprodução/ Instagram)

Mulher negra eleita prefeita de Bauru sofre ataques racistas às vésperas da eleição: ‘cara de favelada’

A prefeita eleita de Bauru (SP), Suéllen Rosim (Patriota), sofreu ataques racistas nas redes sociais nas vésperas das eleições. As mensagens foram divulgadas em um grupo de WhatsApp e chegaram ao conhecimento dela, que registrou um boletim de ocorrência após o segundo turno neste domingo (29). Em um dos trechos da mensagem postada no grupo, o agressor diz “não podemos eleger aquela mulher com cara de favelada para ser nossa prefeita. Essa gentinha irá afundar Bauru”. Em outra mensagem, ele diz: “não tenho nada contra, mas essa gente de pele escura, com cara de marginal administrado essa cidade, será o fim". O conteúdo com cunho racista também aparece em outra mensagem: “Essa gente de cor, representada por essa tal de Suéllen, não vai saber administrar a cidade, não tem competência.” Mensagens com conteúdo racistas contra a prefeita eleita de Bauru foram divulgadas no Whats App (Foto: ...

Leia mais
Foto: Scott Olson/Getty Images

Pandemia afeta a volta ao trabalho para a mulher negra

Análise do PNAD/IBGE de momentos distintos do cenário nacional aponta que o trabalhador negro sempre é o primeiro a perder a carteira assinada e o posto de trabalho em momentos de crise econômica no país. Em estudo elaborado por professoras de Economia da FACAMP (Faculdades de Campinas), os dados colocam em último lugar a mulher negra, como a que sofre as piores consequências. No caso da grave crise enfrentada pelo Brasil entre 2014 e 2019 (taxa de desocupação era de 11% no quarto trimestre de 2019 e a taxa de subutilização, 23%), com grandes percentuais de desemprego e perda de postos de trabalho, a mulher negra, mesmo neste contexto desfavorável, foi a que mais se movimentou em busca de oportunidades. No total do Brasil, nesse período, o número de mulheres ocupadas aumentou 5% (principalmente em conta-própria e em empregadoras), mas quando se analisa o recorte de cor da população (divisão ...

Leia mais
Bia Caminha foi eleita vereadora com quase 5 mil votos (Foto: Imagem retirada do site UOL)

Belém elege vereadora mais nova da história: “Mulher negra chegou à Câmara” 

Aos 21 anos, a candidata Bia Caminha (PT) foi eleita hoje a vereadora mais nova da história de Belém. Ela recebeu 4.874 votos, e comemorou a vitória dizendo ser um sinal de "muita esperança". "A sensação é de muita alegria, de muita esperança. De que há espaço para a gente construir outra Belém. Uma Belém que caiba no tamanho dos nossos sonhos, no tamanho dos sonhos da juventude negra, das mulheres, da comunidade LGBTQI+", disse Bia ao UOL. A vereadora do PT ainda disse que sua eleição vem para "romper silêncios". "O que eu tenho a dizer para as mulheres eleitoras e políticas é que a nossa campanha trouxe o slogan para romper silêncios. Esse silêncio que é instituído no falar, mas também na nossa ausência nos espaços de decisão, nossa ausência na institucionalidade e nossa ausência na vida pública da cidade, que era pensada e feita somente por um ...

Leia mais
Kelly Cristina Dias Psicóloga (Arquivo Pessoal)

Do “Cárcere” ao cárcere os condicionadores do estado e as “prisões” da mulher negra

Conceber os dados e os fatos sobre a realidade da mulher negra em nosso país é de impactar a qualquer um, mas a fragmentação e até mesmo a ocultação desta realidade parecem permitir que tal indignação aconteça apenas a partir de muita procura, estudo e persistência individual ou por fontes engajadas. Pois bem! A mulher preta é maioria em casos de violência doméstica, feminicídio, cárcere, também se apresenta como maioria em casos de destituição de guarda dos filhos, a maioria com baixa escolaridade, como também baixos salários. Quando se pergunta onde entra estado nisso, se descobre que olhando bem a fundo, que está sempre ali em uma vigília “cega”. Se apoiando cegamente em uma reprodução sistêmica e multifacetada, que permite e até mesmo expõe a mulher negra a vivenciar ambientalmente a vários extremos de vulnerabilidade, desespero e desamparo podendo contar apenas com o auxílio do mesmo que a culpabiliza. Segundo ...

Leia mais
Arquivo Pessoal

Um livro independente, escrito por uma mulher negra, sobre o sucesso de mulheres negras, entre os finalistas do principal prêmio literário do país

O título que abre este artigo já deixa evidente o que vamos falar aqui. Este texto é sobre nós, mulheres negras, sobre nossos sucessos e conquistas. Mas, antes de dar sequência, permitam que eu me apresente. Eu sou Jaqueline Fraga, pernambucana, jornalista, administradora e escritora. No ano passado, durante a Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, o principal evento literário do estado, lancei meu primeiro livro. O nome da obra, aliás, já diz sobre o que gosto de falar. E escrever. “Negra Sou: a ascensão da mulher negra no mercado de trabalho”. Este é o título do meu livro-reportagem. É nele que conto as histórias e sonhos e carreiras de mulheres negras que estão movendo o país. Como bem nos ensinou Angela Davis: “Quando a mulher negra se movimenta, toda a estrutura da sociedade se movimenta com ela”. É uma frase que, sem dúvidas, virou símbolo. Mas, mais ainda, virou ...

Leia mais
Juanita Holmes
Imagem: Reprodução/The New York Post

Mulher negra é nomeada para principal cargo da polícia de Nova York

Uma mulher negra, Juanita Holmes, foi promovida hoje a um cargo-chave na NYPD, o que pode ajudar a restaurar a confiança em uma instituição alvo de críticas por parte do movimento Black Lives Matter. O prefeito democrata de Nova York, Bill de Blasio, nomeou Holmes como chefe da patrulha, colocando-a no comando de todas as 77 delegacias de polícia e da maioria da NYPD, a principal força policial municipal americana, que conta com quase 35 mil agentes. "É extremamente importante que os líderes da polícia se pareçam com a cidade (...), que realmente entendam os bairros e as pessoas", anunciou o prefeito democrata. Após 30 anos de carreira na polícia e uma breve experiência no setor privado, Holmes já era, desde dezembro, a responsável pela "colaboração" da instituição com a população, a mulher mais velha da polícia de Nova York. Holmes reconheceu que sua nomeação ocorreu em "um momento difícil" ...

Leia mais
Elaine Mineiro, candidata a vereadora pelo Quilombo Periférico, pelo PSOL (Foto: Imagem retirada do site Universa)

Por que eu, mulher negra da quebrada, quero ser vereadora

Colaborou Juliana Martins, especial para o blog MULHERIAS. Dados da plataforma do movimento Mulheres Negras Decidem apontam: apesar de mulheres negras serem 27,8% da população brasileira, elas atualmente representam apenas 5% das vereadoras no país. Nessas eleições, porém, algo pode mudar. Pela primeira vez na história, uma onda negra feminina chegou às eleições para disputar vagas em câmaras de vereadores de milhares de cidades. Em São Paulo, em campanhas coletivas ou individuais, elas se organizam para enfrentar a falta de representatividade e levar pautas específicas das periferias, como a necessidade de enfrentamento do racismo policial, a criação de uma lei de fomento aos cursinhos populares ou a efetivação das leis que garantem direitos às mulheres vítimas de violência. Na disputa entre as 55 vagas, pretendem mudar o cenário atual, que conta com apenas oito cadeiras ocupadas por mulheres, sendo que NENHUMA é negra. A boa notícia é que este ano ...

Leia mais
Nadia Snopek/Adobe

A Saúde Mental e a Mulher Negra

Compreender essa questão como uma aproximação e não algo intrínseco em si nos leva a enxergar esta relação como um processo. Logo contribuir para a evolução e reflexão deste, nos remete e nos coloca em contato com algumas indagações e percepções a cerca dessa relação, sim relação, entre a mulher negra e a saúde mental. Além de historicamente a psicologia ter se posicionado de uma forma extremamente elitista e se tornando inacessível a camada mais pobre da sociedade, lugar este onde a mulher preta se encontrava e ainda se encontra majoritariamente diga-se de passagem, compreendemos que na atualidade, o movimento de compreensão, estudos e pesquisas assim como a superação desse distanciamento da psicologia em relação às questões raciais nos abre uma porta de interação segurada as várias mãos para que não se feche. Compreender as demandas da população negra, e seguindo um recorte para a mulher preta, vai para além ...

Leia mais
Vitorí Barreiros da Silva (Arquivo Pessoal)

Eu, uma mulher negra da Geração Z, inventei a minha profissão

Deixa eu me apresentar: sou Vitorí, mulher, negra, cis, do Sul do Brasil, que trabalha com inovação e tecnologia. Tenho 21 anos e sou uma das lideranças aceleradas pelo fundo Baobá através do Programa de Aceleração de Mulheres Negras Marielle Franco e trabalho com pesquisa de tendências futuristas. Muito prazer! Eu penso o futuro. Eu ativo futuros. Eu sinto uma facilidade maior em me relacionar online do que pessoalmente. E sim, é “culpa” da tecnologia (e também do racismo que colocou pedras no desenvolvimento das minhas relações presenciais).  Quando fui começar a escrever esse artigo, encontrei vários desafios e conflitos internos, até enfim, externalizar um tema que fosse de minha escolha. Enquanto dormia e acordava com a ansiedade de encontrar algum tema para escrever e aprender a estruturar um artigo, visitei blogs, parei para consumir textos longos (coisas que não tenho praticado muito) e aqui, enquanto escrevo, quero de peito ...

Leia mais
Breonna Taylor aparece em cartazes e fotos em várias cidades americanas (REUTERS)

EUA: policiais que mataram mulher negra Breonna Taylor são absolvidos e gera protestos em Louisville (vídeo)

Nas redes sociais, imagens circulam de grupos de extrema-direita armados intimidando os manifestantes contra a violência policial. O grupo Boogaloo Boys é formado por supremacistas brancos neonazistas e apoiadores de Donald Trump O departamento da polícia metropolitana de Louisville, no estado norte-americano do Kentucky, absolveu nesta quarta-feira, 23, os seis agentes envolvidos na morte de Breonna Taylor, segundo a Reuters. A absolvição dos policiais de Louisville gerou protestos na cidade. Grupos do movimento negro, que estimulam atos contra o racismo policial desde o início do ano, tiveram que enfrentar a violência dos policiais que protegeram o departamento. Louisville is going hard for Breonna right now. Every other city is joining them at 7 p.m. pic.twitter.com/qDx9D1s8UY — Joshua Potash (@JoshuaPotash) September 23, 2020 Confrontations between protesters and police downtown #Louisville #LouisvilleProtest #BreonnaTaylor pic.twitter.com/2873g9DuEq — Brendan Gutenschwager (@BGOnTheScene) September 23, 2020 Nas redes sociais, imagens circulam de grupos de extrema-direita armados intimidando os ...

Leia mais
A cantora de R&B H.E.R, e sua Stratocaster "Chrome Glow" da Fender (Reprodução/YouTube)

H.E.R. é a primeira mulher negra a lançar guitarra assinada em toda história da Fender

Com certeza absoluta você conhece o nome “Fender”, já que a fabricante de guitarras é uma das mais importantes de todos os tempos. Em sua história de 74 anos, a empresa já lançou diversos instrumentos musicais com assinaturas de músicos importantes, mas nesse tempo todo nunca havia tomado essa iniciativa com uma mulher negra. Isso acabou de mudar porque a talentosíssima H.E.R. disponibilizou um modelo dela que, inclusive, teve sua estreia em grande estilo. Guitarra Fender da H.E.R. A primeira vez do modelo Stratocaster da H.E.R. aconteceu no último final de semana, durante o EMMY, quando ela tomou o palco de assalto para mandar ver em uma belíssima versão de “Nothing Compares 2 U”, do Prince. Você pode ver essa apresentação por aqui e dar uma olhada na guitarra, que está custando cerca de 6 mil reais, por aqui.

Leia mais
Mulher e espancada por PMS (Foto: Reprodução)

PM espanca com chutes e socos mulher negra durante abordagem (VÍDEO)

Um policial militar foi flagrado em vídeo agredindo uma mulher negra durante uma abordagem, em Macapá. Nas imagens, que viralizou nas redes sociais  enquanto policiais revistam dois homens, a mulher reclama com os agentes. O PM então começou lançou uma série de golpes contra a mulher, concluindo rasteiras e socos, como mostra o vídeo abaixo. Segundo informações do portal UOL, os policiais envolvidos na abordagem serão afastados enquanto o caso é investigado. Mais insuportável do que ver isso é não ver reação social a isso. A eleição de Bolsonaro transformou a barbárie em projeto nacional.pic.twitter.com/oY08ZEanDX — Fernando Haddad (@Haddad_Fernando) September 20, 2020

Leia mais
Jeanette Epps  (Foto: Wikimedia Commons / NASA )

Astronauta será a primeira mulher negra dos EUA, à integrar uma missão longa da Nasa

Jeanett Epps é Doutora em Engenharia Aeroespacial, formada pela faculdade de Maryland, ela é a primeira mulher negra selecionada para embarcar em uma missão à Estação Espacial da Nasa (ISS). A missão espacial trata-se da Boing Starliner-1 e seu lançamento está previsto para o 2021. Jeanett é astronauta desde 2009, antes de assumir esse porto, ela era uma oficial da inteligência técnica da CIA, agência de inteligência americana. A missão espacial contará ainda com mais dois tripulantes, Sunita Willians, astronauta experiente que já participou de outras duas missões de longa duração e Josh Cassada, que está na Nasa desde 2013, que assim como Jeanett estreará em missões de longa duração. Em sua conta no Twitter Jeanett compartilhou a notícia e agradeceu Jim Bridenstine, administrador da Nasa. Thank you @JimBridenstine! I’m looking forward to the mission.🚀💫 https://t.co/h2xIJMK1Ef pic.twitter.com/cSRf1SE4cr — Jeanette J. Epps (@Astro_Jeanette) August 25, 2020 Com informações: Razões Para Acreditar

Leia mais
Foto: Reprodução/Instagram

Ludmilla se torna 1ª mulher negra latina com 1 bilhão de streams no Spotify

Ludmilla quebrou um novo recorde ao se tornar a primeira cantora negra latina com 1 bilhão de streams em suas músicas no Spotify. Ao anunciar a nova marca, na manhã de hoje, a artista relembrou o início da carreira e destacou a representatividade por trás do feito. "Quando comecei a cantar, aos 15 anos, fazendo shows em cima de cadeiras — porque não tinha palco para me apresentar — jamais poderia imaginar que eu teria milhões de visualizações, muito menos que chegaria a um BILHÃO", escreveu Ludmilla no post comemorativo, com um vídeo compilando alguns de seus maiores sucessos. "Pra uma mulher preta, que veio da Baixada, isso é muito. E saber que sou a primeira negra latina a fazer isso só me impulsiona e me lembra que, sim, somos possíveis e cada vez mais estamos sendo mais e mais possíveis", continuou a cantora carioca, de apenas 25 anos. Ela ...

Leia mais
Coletivo Nacional de Cientistas e Intelectuais Negros exibe Live no final de semana. — Foto: Foto: Divulgação/G1

Coletivo de cientistas negros faz live sobre representatividade midiática da mulher negra; confira

O Coletivo Nacional de Cientistas e Intelectuais Negros vai exibir uma live no próximo sábado (29), às 19h, com o tema: Representatividade e Representação Midiática da Mulher Negra. A live será transmitida simultaneamente nos canais do Youtube do Quilombo da Ciência e nas plataformas digitais do Colegiado de Psicologia da UNEB. Para iniciar as atividades, o Quilombo promoverá uma live em parceria com o Colegiado de Psicologia da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), com a participação das potiguares e ativistas do Movimento Negro, Ana Paula Campos e Idyane França. Que também são integrantes do Coletivo. Algumas ações pontuadas: Quilombo Bilíngue – De forma voluntária pessoas dentro do quilombo que apresentam fluência nas línguas inglesa e espanhola promoverão aulas remotas, uma vez por semana para os integrantes do Quilombo da Ciência. Uma vez que, a ciência mundial é baseada e produzida na língua inglesa Tutoria Profissional – A cada quinze dias, ...

Leia mais
PM filmado pisando no pescoço de uma mulher negra em SP é indiciado
Foto: Reprodução/TV Globo

PM que pisou no pescoço de mulher negra em SP é indiciado por abuso de autoridade e caso vai para Justiça Militar

O policial militar João Paulo Servato, que aparece em um vídeo gravado com um celular pisando no pescoço de uma mulher negra de 51 anos para imobilizá-la, foi indiciado pela Polícia Civil de São Paulo por abuso de autoridade. O caso ocorreu no dia 30 de maio e foi revelado pelo “Fantástico”, da TV Globo, do dia 12 de julho. O indiciamento foi feito pelo delegado Julio Jesus Encarnação, do 25º DP (Parelheiros). Ele encaminhou o relatório ao Departamento de Inquéritos Policiais e Polícia Judiciária (Dipo) 3, no Fórum da Barra Funda, na Zona Oeste da capital paulista, no dia 23 de julho. No Dipo 3, houve um primeiro embate de entendimentos sobre o caso entre acusação e defesa. O advogado da vítima, Felipe Morandini, solicitou que o caso fosse encaminhado a uma das varas do Tribunal de Júri por entender o caso como tentativa de homicídio. Já a promotora ...

Leia mais
Reprodução/Facebook

Assista: Geledés Instituto da Mulher Negra conversa com Nátaly Neri e Amarílis Costa em Live no Facebook

Nesta sexta-feira, dia 21 de agosto, Geledés - Instituto da Mulher Negra, convida a criadora de conteúdo Nátaly Neri  e a advogada e criadora de Preta e Acadêmica, Amarílis Costa, para falarem sobre a importância de ampliar as pautas e conversas em torno do Feminismo Negro. O bate-papo será comandado pela presidenta de Geledés, Maria Sylvia de Oliveira.  A Live acontecerá na Página de Geledés no Facebook, a partir das 19h. A conversa terá em torno de uma hora e as convidadas contarão sobre suas experiências no movimento, a importância das redes sociais no papel de ampliar as vozes de mulheres negras e o que estão fazendo para potencializar as questões relacionadas ao feminismo negro.  A iniciativa e parceria realizada entre Geledés Instituto e o Facebook fazem parte dos esforços para ampliar vozes negras na plataforma, contribuir para a representatividade e o debate das lutas da comunidade negra em todo ...

Leia mais
Página 1 de 539 1 2 539

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist