Resultados da pesquisa por 'mulheres negras'

Foto: Divulgação/ Coletiva Negras que Movem

Os legados para as meninas negras só podem ser construídos por mulheres negras que movem as estruturas

As mulheres negras são 28% da população brasileira¹. Em números reais, estamos falando de aproximadamente 59 milhões de histórias e vidas diferentes entre si, mas submetidas a questões sociais comuns: todas são atravessadas, desde a infância, ainda que indiretamente, pelo racismo e machismo que operam as relações sociais no Brasil. Frequentemente vemos a existência de mulheres negras relacionadas às mazelas da sociedade brasileira, e embora sejamos as vítimas mais recorrentes de homicídios², existe uma força ancestral que ainda nos mantém como o maior grupo demográfico do país. As mulheres negras são a minoria no mercado de trabalho, no quadro político, nas direções de empresas, na televisão e nas instâncias dos poderes legislativo, executivo e judiciário. Somamos a este cenário os dados do Insper³ que apontam que na mesma profissão, os homens brancos chegam a ganhar mais que o dobro que as mulheres negras. Destacamos ainda, que a pandemia aprofundou este ...

Leia mais
Clara Marinho Pereira (Foto: Arquivo Pessoal)

Sete lições de liderança que aprendi com mulheres negras

Que lições as mulheres negras que ocupam a cena pública em presença e espírito têm deixado para nós? Apresentando-nos a negritude como lugar de força, criatividade e conquistas, pretas de diferentes segmentos têm nos deixado ensinamentos preciosos, partilhados conosco a partir da certeza da influência positiva na nossa autonomia. Neste texto, listo 7 lições aprendidas que busco recordar continuamente, por entender que elas nos dão régua e compasso para seguir em frente. 1. “Nossos passos vêm de longe²”. Se hoje temos a possibilidade de contar com referências políticas e teóricas que municiam nosso ser no mundo e nossas lutas específicas, é porque mulheres de gerações que nos precederam lutaram por estabelecer um campo de práticas e reflexões centrados na mulher negra. À minha possibilidade de usar meu cabelo natural, me aceitar como sou e me perceber bonita, há a articulação entre negritude e psicanálise e estética negra e a política⁴ ...

Leia mais
Divulgação

Geledés e Instituto RME firmam parceria para oferecer capacitações gratuitas a mulheres negras

Live de lançamento acontece no dia 7 de abril a partir das 19h no YouTube o Geledés O Instituto RME e o Geledés - Instituto da Mulher Negra fecharam uma parceria para impulsionar as mulheres negras, em especial as de comunidades periféricas, em seu desenvolvimento profissional e pessoal, por meio do projeto Potência Feminina, do Instituto RME em parceria com o Google.org, que oferece capacitações gratuitas em empreendedorismo, empregabilidade e tecnologia de forma totalmente online. No cenário pandêmico, a situação para as mulheres negras em relação à falta de emprego se agravou ainda mais, como aponta relatório especial do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos (Dieese), com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (Pnad), realizado pelo IBGE. De acordo com o estudo, o índice de desemprego das mulheres negras e não negras cresceu entre 3,2% e 2,9%, sendo que, se for estratificado, o índice ...

Leia mais
Abena Appiah, vencedora do Miss Grand International 2020 (Foto: Reprodução/ Instagram @abenaakuaba)

Mulheres negras detêm coroas dos principais concursos de miss pela 1ª vez

Com a vitória de Abena Appiah, 27, no Miss Grand International 2020 realizado no sábado passado (27), é a primeira vez na história em que três mulheres negras reinam, ao mesmo tempo, os principais concursos mundiais. As outras duas são Zozibini Tunzi, 27, vencedora do Miss Universo 2019, e Toni-Ann Singh, 25, dona da coroa de Miss Mundo 2019. Tunzi, da África do Sul, foi a primeira eleita das três, em dezembro do ano passado em Atlanta, nos EUA. Sua vitória gerou forte repercussão na mídia e nas redes sociais, não só pelo seu visual moderno, mas pelo seu posicionamento politizado. De cabelos curtíssimos e com um guarda-roupa bastante elegante, a atual Miss Universo fez um discurso de coração no qual exalta a importância da beleza da mulher negra. "A sociedade foi programada durante muito tempo para não ver a beleza negra. Mas agora estamos entrando em um tempo em ...

Leia mais
Foto: Divulgação

SescTV exibe e disponibiliza sob demanda curtas que destacam produções de mulheres negras

O SescTV disponibiliza sob demanda e exibe no canal curtas-metragens que vão ar a partir do dia 1º de abril, todas as quintas feiras, às 22h. As produções complementam o ciclo de curtas metragens "Mulheres Negras no Audiovisual", que começaram a ser exibidos durante o mês de março no canal. Os curtas-metragens "Barco de Papel", de Thais Scabio; "Corações Encouraçados", dirigido por Jamile Coelho e Cintia Maria; e "Cinzas", de Larissa Fulana de Tal serão exibidos na faixa +Curtas, composta por filmes de curta duração, documentais e ficcionais, produzidos no Brasil e no exterior. Sob a curadoria da cineasta Renata Martins, o ciclo Mulheres Negras no Audiovisual apresenta um recorte da produção recente em curtas-metragens feitos por mulheres negras, que dão visibilidade ao protagonismo negro e ao combate ao racismo. Todas as histórias podem ser assistidas em casa, na plataforma do SescTV, gratuitamente e sem necessidade de cadastro. Na animação ...

Leia mais
TRIBUTO À MARIELLE FRANCO, FEITO POR DANIEL ARRHAKIS (FOTO: DANIEL ARRHAKIS/ FLICKR)

Mulheres negras na política: Marielle e suas sementes

Neste mês de março em que nós mulheres celebramos tantas conquistas e choramos tantas perdas, lembramos que luto é luta! Por várias razões. Destacamos aqui mais uma: no Brasil as datas de 8 e 14 de março representam juntas, a luta pelo fim da violência política contra as mulheres. Há três anos, 14 de março foi marcado pelo brutal assassinato da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes. Como o Instituto Marielle Franco a apresenta “Marielle Franco é mulher, negra, mãe, filha, irmã, esposa e cria da favela da Maré; Socióloga com mestrado em Administração Pública. (Em 2016) Foi eleita Vereadora da Câmara do Rio de Janeiro, um impressionante número de 46.502 votos. Foi também Presidente da Comissão da Mulher da Câmara dos Vereadores do Rio. O CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria tem 30 anos de experiência de luta pelos direitos políticos das mulheres. Participamos ...

Leia mais
Edital Elas Periféricas / Imagem: Reprodução - Fundação Tide Setubal

Edital investe até R$ 1,3 milhão em ONGs e coletivos liderados por mulheres negras

Organizações sem fins lucrativos e coletivos liderados por mulheres negras de todo o Brasil podem se inscrever no edital Elas Periféricas, lançado nesta semana pela Fundação Tide Setubal em parceria com Tik Tok. Com aporte de até R$ 1,3 milhão, é o maior do país em investimento direto em mulheres negras da periferia. O projeto proporcionará investimento financeiro, apoio técnico e mentoria para cerca de 60 organizações e coletivos por 12 meses. As inscrições para o edital podem ser feitas até 7 de abril em fundacaotidesetubal.org.br/elasperifericas. As mulheres selecionadas poderão aprimorar suas ferramentas de estruturação e gestão de projetos. Sustentabilidade financeira e mobilização de recursos, monitoramento e avaliação, comunicação estratégica e uso da plataforma TikTok são alguns dos assuntos abordados nas mentorias. A intenção é que essas líderes fortaleçam a atuação que desenvolvem nos territórios periféricos e utilizem o TikTok para contar suas histórias e ampliar o alcance de suas causas. “Os ...

Leia mais
Lúcia Xavier (Reprodução/Facebook)

Um compromisso contra o racismo nas Américas, um impulso pelos direitos das mulheres negras no Brasil

A recente notícia da ratificação da Convenção Interamericana contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Formas Correlatas de Intolerância pelo Senado Federal representa uma luz no fim do túnel para os movimentos sociais negros e de mulheres negras no Brasil e nas Américas. Apesar da longa espera por essa ratificação, que agora alcança status de emenda à Constituição do país, ela acontece em hora bastante oportuna. Todos sabemos que a crise econômica, sanitária e política decorrente da pandemia do novo coronavírus agudizou desigualdades e escancarou um projeto de morte contra grupos racializados em todo o mundo. Em 2020, mortes, discriminação e violência foram respondidas com uma forte onda de protestos e indignação contra o racismo e a violência racial. Os Estados foram os principais alvos desses protestos, e no Brasil não foi diferente. A maior nação negra fora do continente africano se revelou mais uma vez inóspita e ...

Leia mais
DANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

Mulheres negras estão entre as homenageadas com narrativas orais em websérie: Dona Vilma e Joana Oscar

"Narrando Mulheres” é um dos presentes mais comoventes da Lei Aldir Blanc! Apresenta histórias de cinco personalidades femininas que lutam por direitos e vêm ocupando espaços ao longo do tempo. Sempre se destacando a cada dia e mais empoderadas em várias áreas da sociedade brasileira: Vilma da Candê (carnaval), Luciana Novaes (política), Joana Oscar (educação), Maria Izabel (empreendedorismo) e Mariana Brochado (esporte). Realização da Estufa de Ideias em parceria com a Magalona Produções. São relatos emocionantes reunidos no projeto multimídia formado por websérie tendo exibição no YouTube e exposição de fotos no Instagram em lançamento do projeto on-line. Cada um dos cinco episódios inspiradores com 15 minutos de duração traz uma narradora. Logo após, num sexto vídeo os internautas poderão assistir um minidocumentário com os bastidores das gravações e entrevistas com a equipe. O roteiro, direção e apresentação são de Luciana Zule, alinhavados com narrativas de contos de diferentes culturas ...

Leia mais
Gleide Firmino (Foto: Enviado ao Portal Geledés)

II Festival Frente Feminina Celebra as Mulheres Negras com o tema Afrofuturismo

Com patrocínio do Programa Pontes e prêmio Aldir Blanc, a segunda edição virtual e gratuita contempla quatro mostras que celebram artistas negras do Brasil e do mundo. Até o dia 28 de março o II FFF – Festival Frente Feminina celebra as mulheres negras e apresenta uma programação gratuita e totalmente virtual, através de seu canal no YouTube (https://www.youtube.com/festivalfrentefeminina), sempre aos sábados e domingos do mês de celebração da luta pelos direitos das mulheres. A segunda edição assume o Afrofuturismo como conceito temático e celebra a produção artística de mulheres negras do Brasil e do mundo. O II FFF recebeu patrocínio do Programa Pontes, uma iniciativa do Oi Futuro e o British Council, e foi selecionado pelo Prêmio Gran Circular Aldir Blanc 2020 do GDF. Mostras A programação se divide em quatro mostras concebidas para valorizar a potência criativa e a pluralidade da mulher negra nas artes, suas linguagens, visões ...

Leia mais
Karen Luise (Foto: Arquivo Pessoal)

Mulheres negras: Um duplo desafio para o sistema de Justiça

Mary Aguiar foi a primeira juíza negra do nossos país! Nasceu na Bahia, no ano de 1925, filha de um taxista e de uma dona de casa. Em 1962 tomou posse no cargo de Juíza de Direito naquele Estado, na Comarca Remanso. Jurisdicionou até 1995, ano em que se aposentou aos 70 anos de idade. Semana passada acordamos com a notícia de que ela se foi, aos 95 anos. Eu somente soube de sua história faz muito pouco tempo. Queria ter falado a respeito de sua vida antes. Não foram poucas as vezes que abri meu computador e digitei algumas frases tentando dimensionar a proeza por ela operada. Ficava imaginando como teria sido o caminho percorrido para o ingresso na carreira, as situações pelas quais passou. Onde estudou? Quem eram seus familiares? Por que não se tornou desembargadora? Enfim, pensava sobre a invisibilização de sua história e sobre o tamanho ...

Leia mais
Clara Marinho Pereira/ Arquivo Pessoal

Desafios das mulheres negras no mercado de trabalho

As mulheres negras enfrentam desafios históricos na sua inserção no mercado de trabalho. A escravização deixou marcas duradouras na trajetória laboral desse grupo populacional, as quais perpassam início precoce e saída tardia do mercado de trabalho; desemprego elevado; concentração em ocupações subordinadas; bloqueios à competição por posições com maiores remunerações e prestígio e então, baixo retorno em relação ao avanço da escolaridade; ameaças constantes de rebaixamento e expulsão, provocadas por mudanças sócio-econômicas, mudanças no ciclo de vida ou pelo racismo direto. No contexto da pandemia provocada pelo novo coronavírus, o conjunto desses desafios tem se agravado, renovando em bases ainda mais complexas o desafio de lutar por um padrão civilizatório em que a interseccionalidade seja vista como ponto de partida incontornável da ação estatal e social, e não como mero recorte. “Pra começo de conversa” Como já nos ponderou Beatriz Nascimento², a escravização estabeleceu o lugar da mulher negra na ...

Leia mais
Carteira de trabalho Foto: Agência O Globo/Jornal Extra

Mulheres negras trabalham mais que os homens em funções não remuneradas em AL, diz IBGE

Um estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), nesta quinta-feira (4), mostra que as mulheres negras alagoanas dedicam uma média de 21,7 horas semanais ao trabalho não remunerado, enquanto que os homens brancos e os negros dedicam quase metade desse tempo: 11,6 horas. O IBGE entende como trabalho não remunerado aquele representado no estudo pelos cuidados de pessoas e/ou afazeres domésticos. O levantamento feito em 2019 faz parte da pesquisa “Estatísticas de Gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil”, com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) e outros levantamentos. O resultado revela ainda que Alagoas segue a tendência observada para a média Brasil, segundo a qual as mulheres pretas ou pardas dedicavam 22 horas semanais contra as 10,9 horas semanais dos homens brancos. Na análise com os demais estados do país, os homens brancos alagoanos, ao lado dos fluminenses, eram os que mais ...

Leia mais
Reprodução/Facebook

Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras lança agenda #MarçoDeLutas contra o racismo e o patriarcado

A AMNB – Articulação de Mulheres Negras Brasileiras amplia a mobilização do dia 08 de março, um marco internacional de luta contra o patriarcado e o racismo, para o mês inteiro. A agenda de #MarçoDeLutas em 2021 é um conjunto de ações coletivas para reafirmar a resistência negra no Brasil. O objetivo é que as mulheres negras brasileiras protagonizem uma chamada para compartilhar práticas, experiências, viabilizar denúncias para potencializar o enfrentamento ao racismo, o sexismo e a lesbitransfobia que impactam a vida das pessoas negras, especialmente as mulheres. Ao vivo, acontecem dois encontros on-line. O primeiro é a Live “Mulheres Negras Contra a Violência Política”, com a participação de parlamentares brasileiras que sofreram ataques recentes, no dia 05 de março, às 19h. O segundo é o “Diálogo Internacional - 20 anos da Conferência de Durban e a luta global contra o Racismo”, com a presença de mulheres negras das Américas, em ...

Leia mais
Anielle Franco (Foto: Bléia Campos)

Em defesa da vida e dos direitos políticos de mulheres negras LGBTQIA+

O ano legislativo mal teve início e alguns dias atrás novos episódios de violência política contra mulheres negras eleitas tomaram conta dos noticiários e das redes. Por isso, inicio este texto dizendo que minha ideia era escrever sobre outro tema na coluna de hoje, mas infelizmente, a inércia do estado brasileiro em proteger e dar respostas para nossas mulheres negras eleitas que estão vivendo sob ameaça constante,, me faz retornar ao mesmo tema com o qual nós, do Instituto Marielle Franco trabalhamos durante toda a eleição: a grave situação da violência política contra mulheres negras no Brasil. Na madrugada do dia 26 de janeiro, Ana Carolina Iara, mulher negra intersexo, covereadora da Bancada Feminista do PSOL em São Paulo, sofreu um revoltante atentado em sua casa. Um carro branco disparou contra a casa da co-vereadora algumas vezes durante a madrugada. Carol Iara, como é conhecida, estava em casa junto à ...

Leia mais
Lívia Casseres (Arquivo Pessoal)

Lívia Casseres: A esperança corre nas veias das mulheres negras

Nos primeiros dias de 2021, um sopro de esperança chega às portas dos brasileiros e brasileiras com o início da primeira etapa da vacinação contra a Covid-19 no país – ainda que de forma incipiente e em meio ao caos instalado na gestão da pandemia. Mônica Calazans, mulher negra de 54 anos, enfermeira atuante na linha de frente do combate ao coronavírus no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, foi a primeira pessoa a ser vacinada no Brasil. Alguns dias antes, tínhamos sido tomados pela desesperação diante de mais vidas perdidas em Manaus para a negligência e incompetência dos gestores públicos, que conduziam agora – incompreensivelmente – ao esgotamento do estoque de oxigênio nos hospitais. No entanto, a imagem da enfermeira durante a aplicação da primeira dose da vacina, punhos cerrados e erguidos diante das câmeras, despertou em muitos de nós uma fagulha de fé, uma centelha de confiança na possibilidade ...

Leia mais
Arquivo Pessoal

Mulheres negras, política e cultura do cancelamento no Brasil republicano

Em 23 de agosto de 1946, o jornal baiano O Momento, vinculado ao então Partido Comunista do Brasil (PCB), estampava em sua segunda página uma matéria sobre o protagonismo da líder sindical Luiza Matos na região do Recôncavo Baiano. De acordo com a reportagem, ela liderou a criação do sindicado dos trabalhadores na Indústria do Fumo em São Félix, fundado em 19 de novembro de 1935. Entre 1937 e 1942, a sindicalista assumiu a presidência do sindicado e enfrentou muitas perseguições da classe patronal. Na época, ela trabalhava na fábrica Dannemann. Em decorrência de suas atividades políticas, foi demitida. Forjaram uma arapuca e acusaram-na de roubo para justificar a demissão. Ela buscou a justiça, provou sua inocência e foi reintegrada, mas não voltou à mesma indústria. Foi trabalhar na fábrica Suerdiek, de onde também foi demitida e readmitida após contendas envolvendo perseguições dos patrões e inquéritos policiais.  [caption id="attachment_158721" align="aligncenter" ...

Leia mais
Imagem retirada do site  Mijente.net

Mulheres negras e o direito ao amor: entre escolher e ser escolhida

Conversava com um amigo italiano esses dias e ele disse o seguinte: “Anos atrás eu estava perdido no trabalho. A empresa começou a demitir muita gente e ofereceu uma boa proposta para aqueles que pediam demissão de forma voluntária. Então pensei em ir para o sul da Itália, aonde chegam os barcos com os refugiados e pegar uma somaliana e me casar com ela”.  Essa sua fala me incomodou profundamente. Pensei: ele estava no pior momento da sua vida, perdido e desempregado e não pensou sequer na possibilidade de “pegar” uma italiana, uma sua igual, ou mesmo de ir para a Alemanha, pegar uma mulher por lá, mas a da Somália, essa sim, na sua cabeça, o aceitaria sem pestanejar e em quaisquer condições.  Porque uma somaliana? Para o meu amigo italiano, a mulher africana estaria ganhando ao ser “pega” por ele, logo, não ofereceria oposição.  A construção da mulher ...

Leia mais
Winnie Bueno  (Foto: Marilia Dias / Divulgação)

Winnie Bueno assina com editora para lançar livro sobre a trajetória de mulheres negras

A escritora e pesquisadora Winnie Bueno é a nova autora da editora HarperCollins e vai lançar um livro inédito em 2021. A obra contará tanto suas vivências e trajetória quanto histórias de outras mulheres negras. Será sua primeira obra não acadêmica e terá como base sua pesquisa sobre imagens de controle, conceito articulado por Patricia Hill Collins para descrever como mulheres negras são atravessadas por ideias construídas sobre seus corpos e comportamentos. Winnie Bueno é idealizadora do projeto WinnieTeca, que tem como objetivo conectar pessoas negras que precisam de um livro a pessoas que estão dispostas a fazer doações.   Fonte: Por Ana Cláudia Guimarães, do ANCELMO.COM

Leia mais
Página 1 de 327 1 2 327

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist