Resultados da pesquisa por 'racismo'

Foto: Reprodução/ Coalizão Negra por Direitos

Posicionamento da Coalizão Negra por Direitos sobre a Comissão de Juristas da Câmara Federal destinada ao aperfeiçoamento da legislação de combate ao racismo

Brasília, 20 de janeiro de 2021 Ao Presidente da Câmara dos Deputados Sr. Rodrigo Maia Ref. Ato do Presidente de 17/12/2020 que cria a Comissão de Juristas destinada a avaliar e propor estratégias normativas com vistas ao aperfeiçoamento da legislação de combate ao racismo estrutural e institucional no país. A COALIZÃO NEGRA POR DIREITOS, articulação nacional que reúne mais de 170 organizações, coletivos e entidades históricas do movimento negro para promoção de ações conjuntas de incidência política nacional e internacional em defesa do nosso legado de resistência, luta, produção de saberes e de vida. Regida pelos princípios de lutar pela construção de um país mais justo e combater o racismo, discriminação racial e a política de genocídio da população negra no Brasil e no mundo, tem atuado de forma incisiva neste Congresso Nacional na defesa da vida e direitos das pessoas negras, bem como pela representação equânime na política institucional. ...

Leia mais
Aliyyah e Yasmeen Koloc/
Imagem retirada do site UOL

Irmãs de 16 anos são alvos de racismo e sexismo no Rally Dakar; FIA repudia

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) se manifestou sobre o caso de racismo e sexismo no Rally Dakar envolvendo as irmãs Aliyyah e Yasmeen Koloc, de 16 anos. Elas foram alvos de comentários ofensivos dos pilotos Ales Loprais e Petr Pokora. Em vídeo, os tchecos foram flagrados se referindo às filhas do também piloto Martin Koloc de maneira pejorativa. "Estou ficando 'duro' pela terceira vez. Olha, a preta de Roudnice está indo para a direita", disse Loprais. Bem, essa não é má, é aceitável. A outra não", acrescentou Pokora. Em comunicado, a FIA condenou o comportamento da dupla. A nota foi divulgada em conjunto com a ASO, promotora do Dakar. "A FIA, junto com a ASO e a FIA ETCR, condena energicamente os comentários desagradáveis e degradantes dirigidos às pilotos de corrida de caminhão FIA ETRC Aliyyah Koloc e sua irmã Yasmeen por dois competidores no Dakar. E continuará investindo ...

Leia mais
Maíra Vida: Advogada, Professora, Conselheira Estadual da OAB BA e Presidenta da Comissão Especial de Combate à Intolerância Religiosa (Foto: Angelino de Jesus)

Do crente ao ateu, não faltam explicações para o racismo religioso no Brasil

Uma das medidas da qualidade da democracia, num estado que adere a esse regime político, é a efetividade dos direitos e garantias fundamentais, que pode ser observada pela capacidade (ou não) de fruição dos direitos e das liberdades individuais e coletivos, pelo povo, que é o componente central de uma organização deste molde, sobretudo, quando não se recusa a realística possibilidade de existência próspera de sociedades sem estado, mas não do estado sem sociedade, o que a experiência de nossos povos originários demonstra irrefutavelmente. A intolerância religiosa e o racismo religioso não integram a pretensão de um estado democrático e laico, não fazem parte, na concepção e no programa, de uma comunidade constitucional inclusiva, ou seja, uma comunidade em que todas as pessoas sejam sujeitas de direito. Aqui no Brasil, entretanto, a intolerância religiosa no Brasil se confunde com a própria colonização e com a escravidão nas américas e aprendeu ...

Leia mais
Enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, é a primeira brasileira a receber dose da vacina Coronavac (Foto: Governo do Estado de São Paulo / Divulgação)

“Precisa dizer que Mônica é negra?”: o racismo à brasileira e a CoronaVac 

A enfermeira Mônica Calazans foi a primeira brasileira vacinada contra a covid-19, em um evento transmitido direto do Hospital das Clínicas, em São Paulo, no último domingo, 17, após a Anvisa ter liberado o uso emergencial da CoronaVac. O momento histórico - e de alívio - foi protagonizado por duas mulheres. Mônica, que trabalha no hospital Emílio Ribas, negra, moradora de Itaquera, extremo leste da periferia paulistana, e a enfermeira Jéssica Pires de Camargo, branca, que a vacinou. Em um país onde o vice-presidente Hamilton Mourão acha que não existe racismo, que "é uma coisa que querem importar", o fato de enfatizarmos que Mônica é uma mulher negra e evidenciarmos isso jornalisticamente incomodou muita gente. Nas redes sociais - incluindo a postagem que Universa fez sobre o fato no Instagram, seguidores indignados questionavam: Por que dizer que ela é negra?", "Será que os brancos também não vão se vacinar?", "Se ...

Leia mais
Gilmar Bittencourt Santos Silva - Arquivo Pessoal

Quilombos podem ajudar a mudar o racismo estrutural?

No final deste ano após tantas perdas, inclusive entre as populações negras no Brasil (por Racismo, Bala ou Covid -19), a Câmara dos Deputados numa articulação, raspada a facão (Emicida), das esquerdas com o movimento negro, colocou em votação e fez aprovar naquela casa o projeto de decreto legislativo 817/2015 a Convenção Interamericana contra o Racismo, a Discriminação Racial e Formas Correlatas de Intolerância pretende ser instrumento de combate ao racismo estrutural. Ante as falas contra o texto e por conta do meu engajamento e pesquisa, logo imaginei que o texto poderia trazer algo que pudesse mudar as condições de vida no campo, em particular ao falar sobre reparações. Não é o caso. Bastam dois cliques no site da Câmara Federal. O citado projeto aprovado na casa baixa e seguindo ao Senado Federal nada trata de temas mais tensos, quero vê-lo aprovado, mas ele em nada agrega as disputas para a melhorar ...

Leia mais
Arte por Raquel Batista

O Movimento Negro Organizado Hoje: Vozes da Coalizão Negra Por Direitos #DesenraizandoRacismo

Esta é a segunda matéria de uma série de três sobre a Coalizão Negra por Direitos e dá início a uma série de matérias do projeto antirracista do RioOnWatch. Conheça o nosso projeto que trará conteúdos midiáticos semanais ao longo de 2021—Enraizando o Antirracismo nas Favelas: Desconstruindo Narrativas Sociais sobre Racismo no Rio de Janeiro. Para contribuir com essa pauta, clique aqui. 31 de dezembro de 2020, no último dia do ano, com quase 200.000 vidas perdidas para a Covid-19 no país, em uma pandemia que no Brasil mata mais negros, 81 lideranças de movimentos negros de todo o país gravaram um manifesto, em vídeo, para enviar sua mensagem ao povo brasileiro. Trata-se de mais uma ação de enfrentamento ao racismo da Coalizão Negra Por Direitos, uma articulação com incidência política no Congresso Nacional e fóruns internacionais. A Coalização reúne mais de 150 coletivos, instituições e entidades do movimento negro brasileiro de hoje. No vídeo Manifesto da Coalizão Negra Por Direitos | Por um 2021 Verdadeiramente ...

Leia mais
A imagem de perfil do Facebook de Chloé Lopes Gomes.
(Foto: Reprodução/Facebook/Chloé Lopes Gomes)

Primeira bailarina negra na Staatsballet Berlim luta contra o racismo no ballet

Chloé Lopes Gomes tornou-se o rosto contra o racismo no ballet, após denunciar a discriminação que diz ter sofrido na companhia Staatsballet Berlim, e afirma que tem recebido queixas semelhantes de dançarinos em todo o mundo, pelos quais promete lutar. Filha de pai cabo-verdiano e mãe franco-argelina, Chloé Lopes Gomes, 29 anos, concretizou um sonho ao fazer parte do corpo de ballet do Staatsballet Berlim, em 2018. Sem o saber, tornou-se a primeira bailarina negra desta companhia. "Não sabia que tinha sido a primeira mulher de cor a aderir ao Staatsballett de Berlim. No espetáculo do Lago dos Cisnes, uma jornalista veio falar comigo, agradavelmente surpreendida por ver uma mulher de cor no corpo de ballet", contou, em entrevista à agência Lusa, por escrito. Apesar de "orgulhosa" por este pioneirismo, Chloé preferia que fosse assunto pelo seu talento e não pela cor da pele. Mas o facto de ser negra ...

Leia mais
RAFAEL MARTINS/DIVULGAÇÃO/ METROPOLES

“Achava que era blindada contra o racismo”, diz primeira cirurgiã plástica negra do Brasil

Aos 6 anos, Tatiana Novais sonhava em ser médica. As pessoas que via de jaleco em consultórios, porém, não se pareciam com ela, nem com seus pais. Quando havia um doutor na televisão, também não se enxergava nele. Com 16 anos, Tatiana passou no vestibular para medicina na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e tornou-se a primeira pessoa da família a ingressar no ensino superior. Encontrou um ambiente machista, racista e elitizado. “Em muitos momentos da minha formação eu era a única mulher da turma. Sofria um preconceito tão grande por ser mulher que eu não enxergava a discussão por ser negra”, lembra. Ela escolheu a cirurgia plástica como área de atuação, e, em 2021, completou três décadas dedicadas a esse ofício. Em seus canais oficiais de comunicação, apresenta-se como “a primeira cirurgiã plástica negra do Brasil”. A médica, que hoje tem 47 anos, realizou uma busca pelos conselhos de medicina de ...

Leia mais
Samuel Vida. FOTO: DIVULGAÇÃO

Democracia não combina com racismo

A frase que dá título a este texto é uma espécie de síntese do difícil ano de 2020. A  pandemia do covid-19 exigiu redefinição dos parâmetros de sociabilidade, dos arranjos econômicos hegemônicos, seja na esfera da produção e do capital, seja na esfera das relações de consumo e do funcionamento das instituições privadas e públicas em todo o mundo. Entretanto, as mudanças e ajustes realizados não deram conta de redefinir os padrões de violência racial, exclusão e genocídio de indígenas e negros no Brasil. Aqui, o racismo se mostrou imune à pandemia e a todos os deslocamentos realizados em seu combate. Das políticas de enfrentamento ao covid-19, baseadas nas condições do homem médio branco, urbano, letrado, vinculado a tarefas laborais que comportam a manutenção de atividades em home office e com acesso garantido aos produtos sanitizantes necessários à higienização recomendada como medida primária para a prevenção. Em todos os estudos ...

Leia mais
Andre Degenszajn Iara Rolnik

Diante do espelho: brancos e o antirracismo

Embora a indignação diante da brutal violência contra pessoas negras nunca tenha sido silenciosa, sobretudo graças ao movimento negro, é notório o aumento das demonstrações antirracistas no mundo. Catalisada principalmente pelo assassinato de George Floyd nos EUA, essas manifestações posicionaram o racismo no centro do debate público. Constituiu-se uma espécie de consenso coletivo tácito —por vezes declarado— de que não é mais possível ignorar a centralidade do racismo na constituição e no funcionamento das sociedades, especialmente no Brasil. Esse pretenso consenso não vem se constituindo sem resistências. As reações transitam desde afirmações de supremacistas brancos, mais ou menos declarados, aos arautos da democracia racial —nostálgicos de um passado que nunca existiu. Sua face mais evidente são os discursos da extrema-direita, mas sua dinâmica igualmente perversa, no entanto, é a negação do racismo em amplos setores da sociedade, inclusive progressistas, confortáveis em identificar o racismo apenas na sua dimensão estrutural. Nós, ...

Leia mais
A escritora Alice Walker (Foto: Imagem rei=tirada do site Folha de S. Paulo)

Alice Walker explora as tensões entre o racismo e a violência de gênero

“Mas onde estava o homem em mim que me deixou ir embora escondido?”, pergunta Grange Copeland, protagonista do romance de estreia de Alice Walker, publicado 12 anos antes do seu mais aclamado livro, “A Cor Púrpura”. Reconhecida por retratar com sensibilidade e coragem a vida das mulheres negras no sul dos Estados Unidos, sua primeira obra se destaca por oferecer o mesmo tratamento sensível a dois trabalhadores negros rurais, Grange e Brownfield, pai e filho. Explorando as tensões entre uma realidade atravessada pela segregação racial e pela pobreza e a responsabilidade dos homens negros quanto às próprias ações e erros, acompanhamos as diferentes fases da vida de Grange. Ele é um trabalhador rural casado, que passa a beber, a humilhar a mulher e a negligenciar o filho conforme encolhe cada vez mais os ombros —sua forma mais expressiva de linguagem— diante da precariedade da vida. Numa família em que “a ...

Leia mais
Entregador Joaquim Azevedo foi alvo de ofensas racistas por empresária em Campo Grande (MS) — Foto: TV Morena/Reprodução

Empresária presa por racismo contra entregador em MS paga fiança de R$ 10.450 e é solta

A empresária de Campo Grande presa em flagrante terça-feira (15), por racismo contra um entregador, foi solta nesta terça-feira (15) após pagamento de fiança de R$ 10.450. O valor foi determinado por uma juíza plantonista do Fórum da capital que, inclusive, mudou a tipificação do crime de racismo para injúria racional. A decisão foi referendada depois, na manhã desta quarta-feira (16) na audiência de custódia. Os xingamentos contra Joaquim Azevedo foram na loja da empresária, quando ele descarregava encomendas dela. A mulher disse que "não queria esse preto" no local e as ofensas foram ouvidas por testemunhas. "Ela saiu alterada me xingando fora da loja, sendo que eu estava apenas separando os materiais dela. Alguns policiais vieram, falando que ela estava muito nervosa, quando ela disse que estava só mandando esse preto guardar as mercadorias dela'", afirmou Joaquim. O chapeiro registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Pronto Atendimento (Depac) ...

Leia mais
José Antonio Correa Francisco (Arquivo Pessoal)

Ruptura: antirracismo x banalização

“Não chego armado de verdades categóricas. Minha consciência não está permeada de fulgurações precípuas. No entanto, com toda a serenidade, acho que seria bom que certas coisas fossem ditas. Essas coisas, eu as direi, não as gritarei. Pois há muito o grito saiu da minha vida. E fez tão distante…” (Frantz Fanon) À Emily Victória Silva dos Santos (In memoriam) À Rebeca Beatriz Rodrigues dos Santos (In memoriam) Em 25.5.2020, em Minneapolis, Minnesota, EUA, George Perry Floyd Jr, negro, foi fria e covardemente assassinado por um policial branco, por suspeita de ter utilizado nota falsificada na aquisição de um produto. Por 11 vezes George disse “Eu não consigo respirar”, apelo dolosamente ignorado pelo policial branco. No dia seguinte ao assassinato de George, os jogadores da equipe do Milwaukee Bucks da NBA (liga profissional do basquetebol, nos EUA) se recusaram a entrar em quadra, boicote que foi seguido por outras equipes, jogadores, técnicos ...

Leia mais
Blue Ivy brilha em clipe da mãe, Beyoncé
Imagem: Reprodução/Youtube

Ataques à Blue Ivy, filha de Beyoncé, desenham como racismo afeta crianças

Blue Ivy tem apenas nove anos e já é um fenômeno. Na última sexta-feira (11), a Academia do Grammy adicionou oficialmente o nome da filha de Beyoncé e Jay Z aos créditos do clipe "Brown Skin Girl". A decisão aumenta as chances dela ganhar o prêmio pela primeira vez no ano que vem. Por que isso importa A notícia é importante porque quando Beyoncé foi indicada à categoria de melhor videoclipe no principal prêmio da indústria musical, Blue Ivy ficou de fora. E no lançamento do clipe, foi Blue Ivy que roubou a cena. A garota está na produção e também canta um trecho da música. Nos últimos anos, o Grammy tem recebido inúmeras críticas por premiar, na maioria das vezes, artistas brancos. Ter mais uma garota negra concorrendo a um dos prêmios já é um avanço por si só. Ataques racistas Porém, a boa notícia veio com um gosto ...

Leia mais
Viver o racismo, direta ou indiretamente, tem efeitos de longo prazo sobre desenvolvimento, comportamento, saúde física e mental (Foto: GETTY IMAGES)

4 efeitos do racismo no cérebro e no corpo de crianças, segundo Harvard

A conclusão é do Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard, que compilou estudos documentando como a vivência cotidiana do racismo estrutural, de suas formas mais escancaradas às mais sutis ou ao acesso pior a serviços públicos, impacta "o aprendizado, o comportamento, a saúde física e mental" infantil. No longo prazo, isso resulta em custos bilionários adicionais em saúde, na perpetuação das disparidades raciais e em mais dificuldades para grande parcela da população em atingir seu pleno potencial humano e capacidade produtiva. Embora os estudos sejam dos EUA, dados estatísticos — além do fato de o Brasil também ter histórico de escravidão e desigualdade — permitem traçar paralelos entre os dois cenários. Aqui, casos recentes de violência contra pessoas negras incluem o de Beto Freitas, espancado até a morte dentro de um supermercado Carrefour em Porto Alegre em 20 de novembro, e o das primas Emilly, 4, e Rebeca, ...

Leia mais
Coletivo de artistas pintam frase #Busque Racismo Estrutural, para estimular as pessoas a entender como o racismo está presente na sociedade e as formas de combatê-lo — Foto: Reprodução/TV Globo

Frase ‘#Busque Racismo Estrutural’ é pintada na Avenida Faria Lima no Dia Internacional dos Direitos Humanos

O movimento antirracista pintou a frase “#Busque Racismo Estrutural“ na Avenida Faria Lima, na Zona Sul de São Paulo, no Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado neste 10 de dezembro. A inscrição foi feita pelo mesmo grupo que escreveu “Vidas Pretas Importam” na Avenida Paulista, no mês passado. Cerca de 60 artistas e produtores culturais se reuniram entre a noite de quinta-feira (9) e madrugada desta sexta (10) para pintar a rua. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) sinalizou o local, mas o motorista de ônibus avançou sobre parte da pintura e borrou o asfalto. A ideia do coletivo é ajudar a entender o que é racismo estrutural e fazer com que as pessoas busquem o tema na internet. A Avenida Faria Lima foi escolhida por ser sede de importantes empresas. Essa foi a quarta frase que o coletivo cultural independente pintou na cidade para dar visibilidade e combater ...

Leia mais

Câmara aprova proposta que ratifica a Convenção Interamericana contra o Racismo

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (9) a adesão do Brasil à Convenção Interamericana contra o Racismo, a Discriminação Racial e Formas Correlatas de Intolerância. O texto consta do Projeto de Decreto Legislativo 861/17, que seguirá para o Senado. De acordo com a convenção, a discriminação racial pode basear-se em raça, cor, ascendência ou origem nacional ou étnica e é definida como “qualquer distinção, exclusão, restrição ou preferência, em qualquer área da vida pública ou privada, com o propósito ou efeito de anular ou restringir o reconhecimento, gozo ou exercício, em condições de igualdade, de um ou mais direitos humanos e liberdades fundamentais consagrados nos instrumentos internacionais aplicáveis aos Estados partes”. A convenção trata ainda da intolerância, conceituada como “um ato ou conjunto de atos ou manifestações que denotam desrespeito, rejeição ou desprezo à dignidade, características, convicções ou opiniões de pessoas por serem diferentes ou contrárias”. O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), ...

Leia mais

Regulamentação do novo Fundeb e superação das desigualdades: equidade e combate ao racismo na educação

O novo Fundeb A Emenda Constitucional 108/2020 (EC 108), aprovada pelo Congresso Nacional em agosto de 2020, transformou em permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Fruto de intensas disputas entre a área econômica do governo Bolsonaro, setores empresariais e a sociedade civil organizada, a nova disposição do Fundo, pode ser entendida como um avanço significativo em relação ao atual Fundeb (Lei 11.494/2007), em vigência até 31 de dezembro deste ano. A complementação da União ao novo Fundo que passa dos atuais 10% para 23% constitui, obviamente, um dos aspectos centrais, por ter implicações no desigual sistema federativo brasileiro, no qual as responsabilidades pelas políticas públicas recaem aos estados e, principalmente, sobre os municípios, ente federado com menor capacidade arrecadatória. Dessa forma, a implementação do novo Fundeb a partir de 2021 dá passos ao instar a União a assumir ...

Leia mais
Procedimento quer reforçar ações de combate ao racismo e evitar casos como o de João Alberto, negro morto por dois seguranças branco em Porto Alegre — Foto: LEO ORESTES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Procedimento vai investigar ações de combate ao racismo por empresas privadas de vigilância do Acre

O Ministério Público Federal (MPF-AC) instaurou um procedimento administrativo para investigar que ações de combate ao racismo estão sendo desempenhadas pelas empresas de segurança privada para evitar crimes no Acre. Para isso, o órgão federal solicitou à Polícia Federal a quantidade de processos administrativos instaurados para apurar irregularidades já identificadas. O MPF-AC destacou que quer coibir e evitar atos discriminatórios e de racismo dos servidores privados que fazem a segurança em estabelecimentos no estado. No dia 10 de novembro, véspera do Dia da Consciência Negra, João Alberto Freitas, de 40 anos, um homem negro, foi espancado até a morte por dois seguranças brancos dentro de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre. A morte de João Beto, como era conhecido, causou uma onda de revolta e protestos pelo país. A 17ª Marcha da Consciência Negra em São Paulo, no dia 20, pediu justiça pela morte de João Alberto em Porto ...

Leia mais
Coalizão Negra por Direitos

Coalizão Negra por Direitos denuncia racismo e a violência policial nas Américas

HOJE, dia 09/12, às 16h, a @coalizaonegrapordireitos estará ao lado de movimentos negros de diversos países, denunciando o racismo e a violência policial nas Américas. Com as vidas perdidas de Breonna Taylor, George Floyd, João Pedro, Anderson Arboleda, Julian Mauricio Gonzalez, Alexander Martínez, Emily e Rebeca Rodrigues dos Santos, o ano de 2020 foi marcado por inúmeros casos de violência policial contra pessoas negras por toda a América. Tais ataques não são uma novidade para a diaspora africana, que vivencia diariamente uma violação perpetuada pelo Estado desde a escravidão do do processo de colonização. Esse cenário de violência sistêmica fundada no racismo estrutural será denunciado por movimentos negros e organizações de direitos humanos na Comissão Interamericana de Direitos Humanos. A audiência será realizada em formato virtual no dia 09 de dezembro de 2020, as 4 p.m (EST), quem quiser acompanhar pode se inscrever em: https://bit.ly/racismcidh. A audiência também será transmitida ...

Leia mais
Página 1 de 742 1 2 742

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist