terça-feira, agosto 3, 2021

Resultados da pesquisa por 'xenofobia'

Frame do vídeo (Reprodução/TV Centro América/G1)

Racismo e xenofobia contra haitianos em ônibus em Cuiabá são apurados pela polícia; veja vídeo

A polícia investiga crimes de racismo e xenofobia contra dois haitianos em um ônibus, em Cuiabá. Um passageiro filmou a cena. A partir desse vídeo, o delegado da Polícia Civil Wagner Bassi Júnior disse que vai abrir uma investigação e tentar localizar o passageiro autor do crime. Frame do vídeo (Reprodução/TV Centro América/G1) Quando um dos haitianos entrava no ônibus, o homem começou a xingar. "Desgraçado, haitiano filho da p***. Olha outro aí também haitiano irmão. Por isso, Hitler está certo”, disse numa alusão ao ditador alemão Adolf Hitler. Ele citou que a pena para o crime de injúria racial é de reclusão de 1 a 3 anos e de racismo, de 2 a 5 anos, que é quando atinge toda a coletividade. “Vai ser instaurado inquérito policial pode gerar inclusive prisão em flagrante desse indivíduo”, disse. Segundo Bassi, o racismo pode ser configurado, por exemplo, ...

Leia mais
(Foto: @ Artsy Solomon/ Nappy)

Eu e a Outra: experiências de racismo, sexismo e xenofobia

apesar do sol das palmeiras do sabiá, tudo aqui é um exílio. (Lubi Prates, 2018) A publicação deste texto foi motivada a partir da leitura de um outro, da autoria de uma conterrânea, a intelectual baiana Carla Akotirene. Li o texto dela dias atrás, disponível no seu instagram. Ela discutia sobre as “clivagens regionais nas experiências de raça”, a partir da vivência de Juliette Freire, participante branca e nordestina, da Paraíba, no Big Brother Brasil 2021. Carla Akotirene destacava o fato de que “as existências são avenidas identitárias”. Ela explicava que se entre os negros, Juliette Freire goza os privilégios de ser uma branca, entre os brancos, ela é lida como uma nordestina “apenas”. E eu, mulher, negra, nordestina, vivendo em terras sudestinas? Nas Minas, mais especificamente. Como as “clivagens regionais” atuam nas minhas experiências de ser negra? A fim de responder essas perguntas, resolvi publicizar algumas experiências que venho ...

Leia mais
João Manuel, de 47 anos, morreu esfaqueado em Itaquera (Arquivo Pessoal)

Xenofobia – a morte de um angolano no Brasil sem auxílio emergencial

A xenofobia é o medo ou ódio por estrangeiros. O medo de perder seu status social e que sua identidade nacional pode ser contaminada por sangues e raças ruins, consideradas inferiores. O xenófobo (aquele que sente aversão pelo estrangeiro) vive numa paranoia horrorosa de que o imigrante é uma ameaça ao seu sucesso econômico. Ao se deparar com o estrangeiro, ele treme, se apavora, acreditando que este invasor penetraria nas suas deliciosas terras e tomaria a sua vaga de trabalho que antes estava por aí abundante para os seus patrícios. O xenófobo é excessivamente nacionalista, ostenta uma superioridade descomunal, ondula bandeira, excitasse ao entoar o hino e possui um encantamento religioso pelos símbolos nacionais – se pudesse, por força, violência ou guerra, espalharia seu poderio às nações. O xenófobo é amante do império e da colonia. Dizem que o Brasil é uma mistura de raças e que existe uma suposta ...

Leia mais
Frentista angolano João Manuel, de 47 anos, morreu esfaqueado em Itaquera na madrugada deste domingo (17) em ataque com motivação xenofóbica, segundo testemunhas — Foto: Arquivo pessoal

Angolano morre esfaqueado na Zona Leste de SP e 2 ficam feridos; imigrantes deixam suas casas em Itaquera por medo de xenofobia

Um homem angolano de 47 anos morreu esfaqueado no último domingo (17) em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo. Dois outros imigrantes ficaram feridos ao tentar impedir a agressão. O suspeito, um auxiliar de mecânico brasileiro, fugiu. Segundo testemunhas, o ataque teve motivação xenofóbica e ocorreu após uma discussão sobre o pagamento do auxílio-emergencial federal para imigrantes. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o caso foi registrado no 24º Distrito Policial (Ponte Rasa) e encaminhado ao DHPP, que prossegue com as investigações. Exames periciais foram solicitados ao Instituto de Criminalística (IC) e ao Instituto Médico Legal (IML). A congolesa Hortense conta que as agressões e ameaças a imigrantes africanos tornaram-se comuns na área conhecida como Cidade Antônio Estêvão de Carvalho nos últimos meses. Membro do Conselho Municipal de Imigrantes de São Paulo, Hortense morou por cinco anos no bairro. Após ameaças, ela abandonou sua casa há ...

Leia mais
Venezuelanos embarcam para São Paulo

Xenofobia: os homo sem sapiens

Os lamentáveis ataques aos venezuelanos em Roraima ignoram a própria formação étnica do Brasil e a história da humanidade Por Gisele Pereira, da Carta Capital   Venezuelanos embarcam para São Paulo (Marcelo Camargo/Agência Brasil) Ao longo dos milhões de anos desde seu surgimento, os agrupamentos humanos se deslocaram por todo o território planetário. É certo que os primeiros homo sapiens se desenvolveram e se deslocaram desde a África pelas diversas frações de terra que conhecemos hoje por continentes. Condições geográficas e climáticas foram responsáveis por estes primeiros deslocamentos que possibilitaram o surgimento de comunidades humanas em toda a parte habitável do globo terrestre. Uma característica fundamental para entendermos a formação de agrupamentos humanos diz respeito à capacidade e necessidade de mover-se por longas distâncias à procura de alimentação e abrigo. Ou seja, sobreviver. A mesma necessidade motiva ainda hoje deslocamentos devido a situações políticas e econômicas hostis. Guerras, regimes autoritários, ...

Leia mais
JOSÉ COELHO/LUSA

Queixas de racismo e xenofobia batem recordes em Portugal

Desde que a nova lei entrou em vigor em Setembro foram feitas 207 queixas. É mais do que no ano todo de 2017. Capacitação de organizações e denúncias públicas de racismo ajudam a explicar aumento. Percentagem de condenações é, porém, diminuta. Por JOANA GORJÃO HENRIQUES , do Público JOSÉ COELHO/LUSA Ainda nem um ano passou sobre a entrada em vigor da nova lei de combate à discriminação e já as queixas de racismo e xenofobia atingiram o maior número de sempre em Portugal, superando, em apenas dez meses, as registadas em todo o ano de 2017. Desde 1 de Setembro, e até fim de Junho, a Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial (CICDR) recebeu 207 denúncias. Apesar desta subida, não tem ainda registos sobre a aplicação de multas que, de acordo com a lei, podem ser superiores a oito mil euros. Não há, até agora, ...

Leia mais
Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images

Xenofobia e migração: os africanos são europeus só para o futebol

Inglaterra, França e Bélgica, três das quatro nações semifinalistas da Copa do Mundo da Rússia, têm em seus elencos uma grande quantidade jogadores de ascendência africana, mais um aspecto do legado do colonialismo e da imigração, que revela uma história que continua vigente, no ritmo da xenofobia e da discriminação. Por Aram Aharonian, da Carta Maior   Foto: Mike Hewitt - FIFA/FIFA via Getty Images São 14, dos 23 integrantes da seleção campeã (França?), os atletas de origem africana: Kanté é de Mali; Mendy, Dembelé e Sidibé têm suas raízes no Senegal, Pogba de Guiné, Umtiti e Mbappé de Camarões (embora o segundo também tenha parentesco argelino), Ramis é do Marrocos, Fekir é filho de argelinos, Kimpembé é do Congo, Tolisso do Togo, e ainda há três com origens na República Democrática do Congo: N´Zonzi, Mandanda e Matuidi. Há 20 anos, na Copa que sediou, a seleção ...

Leia mais

Racismo e xenofobia: precisamos falar sobre ser uma mulher negra que viaja sozinha

Cara leitora, Nunca se falou tanto sobre mulheres que viajam sozinhas. Há reportagens sobre isso na grande mídia e debates sendo realizados. Contudo, é possível observar que o tema não está sendo discutido como deveria. por *Nathalia Marques no Finanças Femininas O debate deveria ser aprofundado, com temas sobre gênero e raça, mas não é isso que está acontecendo. Diante disso, neste mês decidi ceder meu espaço aqui no Finanças Femininas para aprofundar mais a discussão sobre viajar sozinha. Para isso, convidei a viajante Paula Augot para falar sobre como é ser uma mulher negra viajante. Boa leitura! Eu, mulher e negra, viajo sozinha Por Paula Augot* Ultimamente temos falado muito sobre mulheres viajantes. Para minha felicidade, mulheres que viajam sozinhas têm sido pauta na mídia. Contudo, pouco se fala sobre mulheres negras que viajam ou mulheres negras viajando sozinhas. Junte a dificuldade de estar em um país estrangeiro com o ...

Leia mais

A Itália e a campanha da xenofobia

A ultradireita italiana, as vésperas das eleições políticas, enxerga na imigração o mal do país Por Angela Giuffrida, Da Carta Capital    O atentado de Macerata contra os imigrantes provoca o repúdio de uma manifestação de 30 mil pessoas (Fabio Falcioni/Ropi/ZUMA Press/fotoarena) Pape Diaw, nascido no Senegal, chegou em Florença (centro da Itália) para estudar engenharia no fim dos anos 1970. Parte de um grupo de 15 estudantes africanos, ele causou curiosidade entre seus colegas italianos e na comunidade em geral, mas nunca enfrentou racismo. “Lembro que andava pela rua e as pessoas pediam para tirar fotos”, observou ele. “Éramos vistos como uma novidade, mas nunca fomos insultados. Quando íamos processar nossas licenças de residência, os policiais nos ofereciam café. Sim, a Itália pode estar atrás (de outros países) no que se refere à mentalidade, mas fomos bem recebidos.” Outros tempos. Diante das eleições nacionais em 4 de ...

Leia mais

Xenofobia: definição, fatores de risco e prevenção

A xenofobia é uma palavra que soa forte. É um tipo de preconceito caracterizado pela aversão, hostilidade, repúdio ou ódio aos estrangeiros, que pode estar fundamentado em fatores históricos, culturais, religiosos, dentre outros. Quando é falado na mídia, faz referência a casos “extremos” de grupos mais ou menos organizados que cometeram um crime contra uma pessoa de outro grupo étnico ou país. Mas o racismo não é apenas isso, não é mesmo? Do A Mente é Maravilhosa Nós raramente falamos sobre as situações que acontecem todos os dias na maioria das cidades onde vivemos. Também não se comenta sobre as pequenas frases ou ideias que estão nas cabeças de algumas pessoas. Por exemplo, é considerado xenófobo ou não rotular uma pessoa como preguiçosa com base apenas no seu local de origem? Vamos refletir um pouco! “A nossa verdadeira nacionalidade é a humanidade”. – H.G. Wells – O que é xenofobia? Como dissemos anteriormente, xenofobia não é apenas ...

Leia mais

Medidas de combate ao terrorismo alimentam racismo e xenofobia, alerta especialista da ONU

Os governos devem fazer mais para combater o racismo, a islamofobia e a discriminação que se agravam em meio à ameaça de terrorismo em curso e são, em alguns casos, alimentados por políticas antiterroristas, de acordo com um relator especial das Nações Unidas. Da Onu Foto: Shutterstock Mutuma Ruteere disse à Assembleia Geral em Nova Iorque que o discurso de ódio e as medidas de segurança estavam alimentando o racismo, a xenofobia e a discriminação com base na origem étnica das pessoas, bem como no status de migração ou religião – no contexto atual de medidas e legislação antiterroristas. “O aumento dos ataques terroristas nos últimos tempos levou os Estados em várias regiões do mundo a adotar uma variedade de medidas antiterroristas”, disse Ruteere, relator especial das Nações Unidas sobre formas contemporâneas de racismo em seu relatório. “No entanto, em muitos países, essas medidas provocaram preocupação com a proteção dos direitos humanos. Também ...

Leia mais

Repórter da Globo relata ataque de xenofobia contra o filho

Correspondente da Globo e da GloboNews em Nova York, a jornalista Sandra Coutinho contou ao vivo que o filho, Gabriel, sofreu ataque de xenofobia na semana passada em uma rua de Nova York. O comentário foi feito ao vivo durante o programa Em Pauta, da Globonews, na sexta-feira 13. A discussão no estúdio abordava as reações intempestivas e furiosas de Donald Trump e o exemplo que essas atitudes poderiam dar ao cidadão comum. “Discurso controverso do presidente eleito influencia comportamento do americano comum?” era o que aparecia no vídeo. Coutinho, então, falou: “Eu tenho de contar uma história pessoal, apesar de meu filho não querer que eu conte de jeito nenhum, que é a seguinte: anteontem, meu filho estava andando ouvindo música brasileira no fone de ouvido – está com mania de Seu Jorge, como eu – e uma pessoa parou ao lado dele e o olhou, incomodada. O sujeito simplesmente puxou ...

Leia mais

Campanha #MaisQueImigrante visa desconstruir xenofobia dos brasileiros

Até o fim do mês, projeto reunirá relatos, fotos e vídeos sobre a ascendência enviados pelas redes sociais Por Júlia Dolce Do Brasil de Fato A pergunta "Qual é a sua mistura?" vem sendo respondida por dezenas de brasileiros que estão aderindo a campanha #MaisQueImigrantes no Facebook. Ela foi idealizada pelas estudantes do primeiro ano de publicidade da Faculdade Cásper Líbero Brenda Louise Monaro e Mariana de Almeida Francisco, em parceria com o coletivo por empoderamento de mulheres imigrantes "Equipe de Base Warmis - Convergência de Culturas", com o objetivo de desconstruir a xenofobia dos brasileiros. A pergunta inicial leva as pessoas a questionarem suas próprias origens e ascendência, uma forma de conscientização sobre a identidade brasileira, resultado de múltiplos processos migratórios. Com o crescente fluxo de imigrantes e refugiados para o Brasil (que, segundo o último relatório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), aumentou 127% desde 2010), os casos de ataques xenofóbicos e ...

Leia mais

‘Voltem para casa’: relatos de xenofobia inundam redes sociais após votação da Brexit

Mal tinha sido digerido o resultado do plebiscito que decidiu pela saída da Grã-Bretanha da União Europeia (UE) e começaram a pipocar nas redes sociais relatos sobre episódios racismo e xenofobia em várias cidades do país. Do BBC Internautas compartilharam e comentaram incidentes nos quais pessoas foram hostilizadas por causa da cor de sua pele ou de sua etnia. Ainda não está claro se o resultado do plebiscito provocou a onda de hostilidade ou se apenas evidenciou algo que já vinha acontecendo. No Twitter, a hashtag #postrefracism, que significa 'denuncie racismo relacionado ao plebiscito', tinha sido usada 21 mil vezes desde a manhã de segunda-feira. 'Faça as suas malas' A ex-candidata a parlamentar pelo Partido Conservador Shazia Awan, que participou da campanha no País de Gales pela permanência da Grã-Bretanha na União Europeia, diz ter sentido "a diferença em como as pessoas passaram a agir" desde o momento em que ...

Leia mais

Nós repudiamos: Haitiana é vítima de xenofobia de EX-leitor do HuffPost Brasil

Na última segunda-feira, o HuffPost Brasil divulgou uma série de reportagens sobre a xenofobia, um crime totalmente silenciado no Brasil. Descobrimos que enquanto os crimes cresceram mais de 600%, menos de 1% por cento dos casos terminou na Justiça. Eles se perdem pelo meio do caminho por causa do medo e do desconhecimento da vítima. E sabem quem é a maioria delas? Os refugiados. no Edgar Maciel no HuffPost Brasil Durante a divulgação da série centenas de nossos leitores se mostraram indignados com o crescimento do preconceito no Brasil contra pessoas que só estão tentando recomeçar suas vidas. Mas o nosso ex-leitor Rafael Santos parece não ter entendido a mensagem do nosso conteúdo e compartilhou uma imagem comparando a foto de uma refugiada com um macaco. Decidimos não mostrar a imagem pois não compactuamos com o preconceito e, tal ação, só reproduziria, mais uma vez, a xenofobia de Rafael. Rafael demonstra ser o pior tipo do xenófobo. Aquele que se esconde atrás de uma tela e ...

Leia mais

A xenofobia e sua ligação com o etnocentrismo.

Ao decorrer das gerações, alguns grupos étnicos se elevaram em relação a outros menos favorecidos economicamente e tecnologicamente. Com a ascensão e o poder destes grupos, demais etnias e culturas começaram a ser menosprezadas, tornadas como ridículo ou motivo de ódio. Tomando como base a realidade atual mundial, podemos fazer uma analogia e dizer que o povo europeu é um destes membros opressores que se mantém nessa posição etnocentrista. Com vários países europeus possuindo partidos políticos que visam o favorecimento da “população nacional”, começa a ocorrer o surgimento  agrupado de xenófobos organizados, na qual por muitas vezes se manifestam contrários, publicamente, acerca de imigrantes ou descendentes desses. (No caso europeu, principalmente muçulmanos) Em um mundo tão moderno como o atual, é incrível ainda ouvir pessoas discutindo sobre superioridade de tal nação tendo como critérios sua cultura, características físicas e afins, já que além de ser uma ação puramente etnocentrista e ...

Leia mais

O racismo e a xenofobia não incomodam a Prefeitura de Joinville

O Haiti não é aqui! Por FELIPE CARDOSO, do Chuva Ácida Essa foi a frase escrita na parede de uma empresa na Zona Sul de Joinville que pôde ser vista por muitas pessoas que fazem o trajeto em direção aos bairros da região. Um grupo antifascista tratou logo de tentar apagar o ataque e tentar minar, da maneira que eles tinham nomomento, a propagação da ideologia do ódio contra estrangeiro, mais especificamente contra estrangeiros negros. Mas o papel principal que pertence ao poder público não foi feito até o momento. Após um ano de luta e reivindicações de diversas entidades da cidade para a criação e efetivação de políticas públicas que garantissem a segurança e a integração dos imigrantes haitianos em Joinville, nada foi feito. O atual prefeito Udo Döhler prometeu cumprir todos os pedidos que foram apresentados: criaçãode uma casa de acolhimento para os imigrantes; aulas de português; reunião com ...

Leia mais

Facebook, Google e Twitter aceitam aplicar lei alemã contra racismo e xenofobia

Empresas devem apagar comentários que atentem contra refugiados e migrantes que procuram apoio na Alemanha. no Publico.PT O Facebook, Google e Twitter concordaram em apagar todas as referências a discursos de ódio das suas páginas dentro de 24 horas a pedido da Alemanha, numa medida de combate ao racismo online que aumentou no país com a crise de refugiados na Europa. O governo alemão tem pedido às plataformas sociais que estejam atentas a comentários contra cidadãos estrangeiros feitos online num momento em que a Alemanha tenta dar resposta aos pedidos de ajuda de mais de um milhão de refugiados e migrantes. O ministro alemão da Justiça, citado pela Reuters, considera que o acordo entre as três empresas e o governo facilita a denúncia de casos de discurso de ódio por utilizadores e grupos anti-racismo. "Quando os limites da liberdade de expressão são transgredidos, quando se trata de expressões criminais, sedição, ...

Leia mais

Campanha do governo contra xenofobia gera revolta nas redes

Ministério da Justiça é acusado de confundir escravidão com migração Por MARIANA SANCHES, do O Globo Uma campanha contra a xenofobia e o preconceito a migrantes, que começou a ser veiculada pelo Ministério da Justiça nesta terça-feira nas páginas de Facebook e Twitter, gerou uma enorme polêmica. Na peça publicitária, o jovem negro Matheus Gomes, de 18 anos, aparece sorridente com os seguintes dizeres ao lado de sua foto: “Meu avô é angolano, meu bisavô é ganês. Brasil. A imigração está no nosso sangue”. Junto ao cartaz, o Ministério postou a seguinte mensagem: “há cinco séculos, imigrantes de todas as partes ajudam a construir nosso país”. Na tarde de terça, tão logo a postagem entrou no ar, as páginas do Ministério foram inundadas por manifestações negativas. Segundo internautas, o Ministério da Justiça confundiu imigração com escravidão. Juliana Borges, uma das que comentou a página, indignou-se: “Imigrante? Pessoas traficadas e escravizadas foram ...

Leia mais
Página 1 de 38 1 2 38

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

No Content Available

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist