terça-feira, outubro 4, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimento'Abolição da escravatura', diz Emicida após ser liberado da prisão

‘Abolição da escravatura’, diz Emicida após ser liberado da prisão

Fonte: Do Emais

Os assessores do rapper Emicida deram uma versão oficial do caso que gerou a prisão do artista na noite de domingo (13) após o encerramento do show no Palco Hip Hop, em Belo Horizonte. O artista foi acusado de desacato à autoridade.

Motivo: antes de cantar a música Dedo na Ferida, que abriu o show, Emicida chamou a atenção do público: “Antes de mais nada, somos todos Eliana Silva, certo? Levanta o seu dedo do meio para a polícia que desocupa as famílias mais humildes, levanta o seu dedo do meio para os políticos que não respeitam a população e vem com ‘noiz’ nessa aqui, ó. Mandando todos eles se fu…, certo, BH? A rua é ‘noiz'”.

Os policiais militares que prestavam serviço no local consideraram o gesto ofensivo e encaminharam o cantor para o 39º DP por volta das 19h30. Ele foi liberado três horas depois sem assinar o Boletim de Ocorrência, acusando erro nas informações prestadas pelos policiais, que registraram a seguinte frase: “eu apóio a invasão do terreno Eliana Silva, região do Barreiro, tem que invadir mesmo, levantem o dedo do meio para cima, direcione aos policiais, pois todos esses tem que se fu…”.

Ao sair da delegacia, Emicida foi abordado pela reportagem da TV Record e se mostrou abalado com a situação. “Dia 13 de maio de 2012, dia da Abolição da Escravatura. Dia em que um negro foi preso por cantar uma música”, disse.

Eliana Silva é o nome dado à invasão de um grupo de famílias sem-teto a um terreno em Belo Horizonte. As pessoas que estão nessa área estariam sendo impedidas de manter contato com quem se encontra fora dela. O espaço começou a ser descocupado na manhã de sexta-feira (11).

Assista abaixo ao vídeo com as declarações de Emicida, responsáveis por sua prisão na noite de domingo:

 

 

 

 

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench