Após suspeita de racismo na Marvel, a novidade é o que o Homem-Aranha oficial será negro!

No fim da sexta-feira passada vazou uma troca de e-mails entre Sony e Marvel. Noticiamos, e as informações eram que nas obrigações de como retratar o personagem Peter Parker e o personagem Homem-Aranha no cinema ele deveria ser sempre:

– caucasiano (branco)

– hétero (não gay)

– não podia beber ou usar drogas

– não podia ter relações sexuais com menores de idade

A internet respondeu com uma certa repugnância, afinal todas estas restrições faziam a Marvel soar extremamente rígida na melhor das hipóteses, e talvez um pouco preconceituosa na pior delas.

MilesMoralesWho
(Foto: Divulgação/ Marvel)
mm6_hero
(Foto: Divulgação/ Marvel)

Mas agora a Marvel deixou escapar a informação de que, após os eventos do mega cross-over Secret Wars, o Homem-Aranha será Miles Morales.

Miles Morales já é o Homem-Aranha no Universo Ultimate desde 2011, assumindo a identidade do aracnídeo após a morte de Peter Parker naquele universo. Os rumores, pistas e confirmações da Marvel até o momento davam a entender que a Marvel pós-Secret Wars seria radicalmente mudada, e que uma All-New Marvel ressurgiria com novos títulos e publicações. E aparentemente novos heróis.

E Miles Morales é negro. (Na verdade ele tem etnia mista, já que é negro E latino, o que só torna a notícia ainda mais interessante).

Em depoimento jornal ao New York Daily News Brian Michael Bendis (não só o criador de Miles Morales e atual escritor de Ultimate Spider-Man mas também um dos “cabeças” de criação da Marvel em geral) declarou:

“Our message has to be it’s not Spider-Man with an asterisk, it’s the real Spider-Man for kids of color, for adults of color and everybody else,” says Bendis of the series which is drawn by artist Sarah Pichelli. 

Ou seja, “não é Homem-Aranha com um asterisco, é o Homem-Aranha real, para crianças de cor, para adultos de cor, e para todo mundo”. O novo título previsto do Homem-Aranha se chamará apenas “Spiderman”. Sem Ultimate. Sem Amazing. Sem Spetacular. Sem nenhum adjetivo.

spidermen Miles Morales
(Foto: Divulgação/ Marvel)
article-marvel-0621
(Foto: Divulgação/ Marvel)

Não se sabe como isso afetará o personagem Peter Parker, que no Universo “Normal” da Marvel não só não morreu como ainda é (era) o Homem-Aranha titular. O pôster propaganda da “Nova Marvel” traz os 2 Homem-Aranha na imagem, o que é um indicativo que devem coexistir de alguma fora.

De qualquer modo, parece que aquela troca de e-mails entre Marvel e Sony ficou incrivelmente ultrapassada. Será que veremos Miles Morales nos filmes do Universo Marvel? Há rumores de que a primeira aparição do Homem-Aranha no Universo Cinemático Marvel será no longa do Homem-Formiga, que estreia dia 17/7. Teremos que aguardar até lá

mais sobre o assunto: 

Marvel anuncia que novo Homem-Aranha é negro e tem origem hispânica

HQ – O novo Homem Aranha chama-se Miles Morales e sim, é negro

+ sobre o tema

Exposição em homenagem a Beatriz Nascimento é aberta em SP

Grande parte dos estudos de Beatriz Nascimento foram dedicados...

V Congresso de Advogadas e Advogados Afro-brasileiros – 20/06

A Comissão de Igualdade Racial da OAB de São...

Livro sobre Ogum orixá guerreiro e lançado por sociólogo

Autor de obras de referência sobre sociologia das religiões,...

para lembrar

Prefeitura de Santo André comemora mês da Consciência Negra

Para homenagear o Dia da Consciência Negra, celebrado em...

“Nenhum africano é estrangeiro em África!”

Achille Mbembe escreveu sobre a violência contra os estrangeiros...

Acusado de genocídio, líder sudanês assina acordos com China

    O presidente do Sudão, Omar al-Bashir,...
spot_imgspot_img

Iza faz primeiro show grávida e se emociona: “Eu estou muito feliz”

Iza se apresentou pela primeira vez grávida na noite do sábado (27), em um show realizado no Sesc + Pop, em Brasília, no Distrito Federal. Destacando...

Juçara Marçal e Rei Lacoste lançam o Amapiano “Sem contrato”

A dupla Juçara Marçal (Rio de Janeiro) e Rei Lacoste (Bahia) lançam nesta sexta-feira (26) o single “Sem Contrato” nas principais plataformas digitais e...

Podcast brasileiro apresenta rap da capital da Guiné Equatorial, local que enfrenta 45 anos de ditadura

Imagina fazer rap de crítica social em uma ditadura, em que o mesmo presidente governa há 45 anos? Esse mesmo presidente censura e repreende...
-+=