quinta-feira, julho 2, 2020

    Áreas de Atuação

    tortura 010810

    Sindicância vai investigar tortura a presos em Santa Catarina

    Fonte: Uol-   A secretaria de Justiça e Cidadania de Santa Catarina anunciou que vai abrir nesta terça-feira uma sindicância para apurar as denúncias de tortura contra presos na maior penitenciária do Estado.   O governador Luiz Henrique da Silveira afirmou que vai demitir integrantes da secretaria, se for confirmada conivência dos agentes carcerários no caso.   Em uma das imagens, depois de ser espancado, um detento é forçado a colocar a cabeça dentro de um vaso sanitário, mesmo algemado. As cenas foram ao ar domingo, no programa "Fantástico", da Rede Globo. "Se havia conhecimento, quem dirige o Deap (Departamento de Administração Prisional) tem que ser afastado. Haverá punição severa", afirma. A sindicância deve apresentar resultado em 30 dias.   As agressões foram gravadas em fevereiro de 2008, na unidade de segurança máxima de São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis, onde 1,1 mil homens cumprem pena. O diretor do...

    Leia mais
    enem-2011-site-oficial

    Conteúdo do enem de história

    Diversidade cultural, conflitos e vida em sociedade   Fonte: História profª Claudia Aveiro - Cultura material e imaterial; patrimônio e diversidade cultural no Brasil. - A Conquista da América. Conflitos entre europeus e indígenas na América colonial. A escravidão e formas de resistência indígena e africana na América. - História cultural dos povos africanos. A luta dos negros no Brasil e o negro na formação da sociedade brasileira. - História dos povos indígenas e a formação sócio-cultural brasileira. - Movimentos culturais no mundo ocidental e seus impactos na vida política e social.Formas de organização social, movimentos sociais, pensamento político e ação do Estado- Cidadania e democracia na Antiguidade; Estado e direitos do cidadão a partir da Idade Moderna; democracia direta, indireta e representativa. - Revoluções sociais e políticas na Europa Moderna. - Formação territorial brasileira; as regiões brasileiras; políticas de reordenamento territorial.- As lutas pela conquista da independência política das...

    Leia mais
    091029060601pm

    Mais de 2 mil pessoas são presas em operação da Polícia Civil

    Balanço da Operação Gênese foi feito nesta quinta (29).Participaram da ação 9.299 policiais, 1/3 da Polícia Civil.           A Polícia Civil de São Paulo diz ter prendido 2.191 pessoas nesta quinta-feira (29) na chamada Operação Gênese. Segundo a polícia, além das 1.601 pessoas que eram procuradas e foram localizadas, outras 509 acabaram presas em flagrante. Além disso, 81 foragidos da Justiça foram recapturados. O total de adolescentes infratores localizados chega a 170 - como eles não podem ficar presos, não estão incluídos nos 2.191 presos. A polícia diz que a operação aconteceu em todas as 645 cidades do estado. Além das prisões, houve apreensão de 494 veículos irregulares e de 57 roubados. Com os detidos, os homens envolvidos na operação encontraram 57 kg de maconha, 23 kg de cocaína, 18 kg de crack e 3,2 kg de outros entorpecentes, além de 112 armas. Participaram da ação...

    Leia mais
    feminismo

    Conferência Livre Feminista de Comunicação

      Da comunicação que temos, à comunicação que queremos - uma perspectiva feminista -   Dia 2 de novembro de 2009, à R. São Bento, 413, no Edifício Martinelli, São Paulo Auditório azul do sindicato dos Bancários       Não é de hoje que as feministas têm discutido a realimentação dos estereótipos na comunicação e tem apontado para a necessidade urgente de controle público/social dos meios de comunicação, tanto no que diz respeito à sua programação, quanto à comunicação comercial/publicidade, à nossa exigência de diversidade, pluralidade, direito de antena etc.   Com a convocação da conferência de comunicação, muitos segmentos diferenciados, com interesse ou discussão acumulada se juntam num mesmo e caudaloso rio, tomando conta da pauta do movimento social, bem como dos segmentos direta ou indiretamente ligados ao tema.   O movimento feminista não poderia  deixar de se organizar para trazer a sua visão e propostas, contribuindo na...

    Leia mais
    arma-de-fogo-1

    Armas de fogo e homicídios

    Um levantamento inédito no Brasil, divulgado no dia 15 de outubro, revelou o ranking dos estados brasileiros no controle de armas, partindo do universo de 238 mil armamentos apreendidos no país nos últimos dez anos. A análise faz parte da pesquisa Mapeamento do Comércio e Tráfico Ilegal de Armas no Brasil, que também traz o ranking das localidades onde mais ocorreram homicídios por arma de fogo entre 1996 e 2006. No topo da lista com os maiores indicadores de mortes aferidos para esse período aparecem o Rio de Janeiro, com a taxa média de 46 homicídios por 100 mil habitantes, Pernambuco, com a média de 44,2, e o Espírito Santo, com 35,8. A pesquisa foi desenvolvida pela Subcomissão de Armas e Munições da Câmara dos Deputados em conjunto com o Viva Rio e a Secretaria Nacional de Segurança Pública. Com início em outubro de 2008, o trabalho continua até fevereiro...

    Leia mais
    balanca1

    Em São Paulo, como pobres e ricos são tratados

    Em entrevista, defensor público do núcleo de cidadania e DH analisa a diferença de tratamento dada pelo poder público do estado. A sequencia de confrontos entre moradores e forças de segurança que ocorreram ao longo deste ano em São Paulo evidencia a divisão existente entre pobres e ricos dentro da cidade. A análise é do defensor público e coordenador auxiliar do Núcleo Especial de Cidadania e Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado de São Paulo Antonio Maffezoli Leite. Para ele, a agitação das favelas é uma resposta às constantes violências da polícia, que oferece às periferias o pior tratamento possível."Pegando o último de Heliópolis, em que há perseguição de um suposto bandido que viria de São Caetano, com tiroteio. Isso jamais aconteceria em um bairro rico. O Rio de Janeiro tem vários casos sobre isso também, recentemente. A forma da polícia atuar nos bairros pobres e nas favelas...

    Leia mais
    ministeriopublico1

    MP abre concurso para 184 cargos de servidor

    Fonte:Bem Paraná -   Estão sendo oferecidas vagas do ensino fundamental ao superior, com remuneração que varia de R$ 914,04 a R$ 5.258,73 Estarão abertas, de 3 a 29 de novembro, as inscrições para o concurso público para preenchimento de 184 vagas no quadro de servidores do Ministério Público do Paraná. Estão sendo oferecidas vagas do ensino fundamental ao superior, com remuneração que varia de R$ 914,04 a R$ 5.258,73. Os cargos disponíveis são de analista de sistemas, assistente social, auditor, administrador, assessor jurídico, engenheiro florestal, químico, arquivista, programador analista, programador, auxiliar técnico, técnico em informática, técnico de suporte, auxiliar administrativo, agente de serviços gerais, recepcionista, telefonista, motorista e oficial de promotoria. A aplicação das provas está prevista para 10 de janeiro de 2010. O concurso terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. Cerca de 6% das vagas serão destinadas a portadores de deficiência e 10%...

    Leia mais
    110906-Drogas

    A proibição das drogas fomenta o crime organizado

        Assisti entusiasmado o depoimento do policial norte-americano Jack Cole na Escola da Magistratura do Rio de Janeiro defendendo, com argumentos pautados na realidade sua vivência de 40 anos de guerra contra as drogas, a liberação do comércio de todas as drogas tidas como ilícitas pela legislação. Os dados estatísticos de mortos, presos, e dispêndio financeiro com essa guerra inútil aponta na direção de que a sociedade precisa sair desse entorpecimento patrocinado por uma política que só olha para a preservação dos lucros financeiros que a economia das drogas proporciona e despreza os valores humanos apostando na segregação de negros e pobres que são os clientes referenciais das prisões em todos os países proibicionistas. Segundo Jack, somente no México morreram 6.290 pessoas no ano de 2008 na batalha contra os cartéis de drogas, enquanto nos Estados Unidos, 2 milhões e 200 mil pessoas superlotam as prisões. O Brasil já...

    Leia mais
    280605

    População Negra pede Socorro

    Fonte: Direitos Humanos Por Jaqueline Barreto Na sociedade contemporânea, percebe-se de forma inquestionável uma retomada de valores e premissas eugenistas que ratificam a situação de assepsia social e limpeza étnica.   Na sociedade contemporânea, percebe-se de forma inquestionável uma retomada de valores e premissas eugenistas que ratificam a situação de assepsia social e limpeza étnica. Os jovens negros devido ao seu fenótipo e condição social, representam para o Estado e o aparato policial, elementos indesejáveis que devem ser eliminados do convívio social. Jovem, negro, morador da periferia de Salvador, com idade entre 15 e 29 anos é considerado de antemão como um perigoso em potencial. Através da atuação de grupos de extermínio aliada a um sistema policial intrinsecamente racista está ocorrendo um verdadeiro genocídio da juventude negra na capital baiana. Salvador, com essas execuções sumárias, está imersa em um processo de constitucionalização da pena de morte. A concepção de Estado...

    Leia mais
    onu

    Projeto de mediação de conflitos da ONU será implantado em três cidades brasileiras

    Fonte:Direitos Humanos     Rio de Janeiro - A Organização das Nações Unidas (ONU) vai implantar projetos de mediação local de conflitos em comunidades carentes brasileiras. O trabalho será feito em três cidades brasileiras, sendo uma comunidade de cada cidade, pelo Programa Cidades Mais Seguras da ONU em parceria com o Ministério da Justiça. A informação foi divulgada pela própria ONU. Segundo o coordenador do Programa, Elkin Velásquez, o projeto será implantado no Rio de Janeiro, em São Paulo e em uma cidade da Região Nordeste ainda a ser escolhida. As comunidades de cada cidade ainda não foram definidas. O projeto ainda está em fase inicial de planejamento. A ideia da proposta é que conflitos sejam resolvidos pela própria comunidade, de forma pacífica, antes que alguns casos sejam levados à Justiça. "As instituições de Justiça, em diferentes países, promovem a mediação comunitária, a mediação por parte de terceiros atores, como...

    Leia mais
    midiaa

    O contraditório discurso da TV sobre a periferia

    Fonte: PANORAMA arte na periferia -       A periferia está na moda? A julgar pela produção audiovisual, mais do que nunca. Somente a maior emissora do país, a TV Globo, dedicou quatro produções ao cotidiano dos moradores dos grotões das metrópoles nos últimos dois anos: a programa Cidade dos Homens, a série de Regina Cazé para o Fantástico, Central da Periferia e, para o mesmo programa, a exibição do documentário Falcão, Os Meninos do Tráfico. Mais recentemente, houve a exibição do filme Antônia, em forma de minissérie.   Em entrevista ao Brasil de Fato, Ivana Bentes, professora de Comunicação da UFRJ, analisa o discurso "esquizofrênico" das emissoras de TV: se nos programas jornalísticos o jovem negro continua marginalizado, como o criminoso representado por uma sombra na parede e uma voz metálica, esse mesmo jovem é visto como "o favelado legal" na dramartugia.   O cinema também não fica...

    Leia mais
    filmeclipe

    Histórias infantis de princesas africanas ganham vida em trailer gratuito na internet

    LivroClip "Omo-Oba"é baseado na obra homônima da escritora Kiusam de Oliveira, que traz as curiosidades de Oiá, Oxum, Iemanjá, Olocum, Oduduá e Ajê Xalugá Fonte: Livroclipe.com Histórias de princesas costumam fascinar as crianças. Imagine, agora, ter a chance de conhecer um pouco mais sobre a cultura africana por meio de princesas que se tornaram, mais tarde, rainhas. O LivroClip "Omo-Oba", baseado na obra homônima da escritora Kiusam de Oliveira, com ilustrações de Josias Marinho, dá vida às aventuras da menina Oiá, e promete encantar jovens e adultos. Veja:   Além da princesa Oiá, que tinha o poder de se transformar em animais, o livro revela as histórias, particularidades e aventuras de outras cinco princesas africanas: Oxum, Iemanjá, Olocum, Ajê Xalugá e Oduduá. De forma divertida, os leitores vão desvendar os costumes e valores. O trailer é fruto de uma parceria entre o LivroClip e a Mazza Edições, com objetivo de...

    Leia mais
    GOMES CANOTILHO - 2

    “Problemas estão nas ruas, não na Constituição”

    Fonte: Conjur - por: Alessandro Cristo e Márcio Chaer Sempre que um problema social, como a falta de segurança pública, é destaque na mídia, a primeira vilã para boa parte dos críticos é a falta de leis adequadas. Não demora muito para que esse raciocínio ameace alterar até mesmo regras consagradas na Constituição. No entanto, para um dos maiores estudiosos das Constituições no mundo, o professor português José Joaquim Gomes Canotilho, esse é um círculo vicioso que pode causar mais estrago do que resolver. Após conhecer a fundo as "Leis Maiores" de diversos países, o constitucionalista garante que regras não são suficientes para impedir os desequilíbrios da sociedade. "Os problemas estão nas ruas, não nos artigos da Constituição", diz.   Canotilho esteve no Brasil a convite da Embaixada Portuguesa e do Instituto Camões, para participar de seminário sobre políticas públicas de saúde, promovido nesta sexta-feira (23/10) pelo Instituto Brasiliense de...

    Leia mais
    Detalhamento dos óbitos

    Edson Cardoso fala da imprensa negra e da luta pela consciência negra

    Dentro da ideologia vigente, que oculta as desigualdades raciais, não há negros, não há racismo. É necessário furar o bloqueio imposto pelos grandes jornais e revistas, redes de rádio e TV.   Causa Operária entrevista  o professor de Comunicação Social na Universidade de Brasília (UnB)*, militante do movimento negro e editor do jornal Ìrohìn, Edson Lopes Cardoso. Ele nasceu em 1949, em Salvador, cidade que é referência na cultura negra. É uma importante personalidade do movimento negro no Brasil. Neste momento em que a direita ataca o direito democrático às cotas para negros nas universidades, acaba com o Estatuto da Igualdade Racial, fala de uma igualdade racial inexistente não para rejeitar o racismo, mas nega a causa e a opressão do negro, Edson Cardoso denuncia esta política criminosa.   Causa Operária – Você poderia falar um pouco de sua história, quando começou a militar no movimento negro?   Edson Cardoso...

    Leia mais
    a

    CNE revisa Diretrizes Curriculares para Educação Infantil

    Qual é a especificidade do trabalho educativo na primeira etapa da educação básica? Como a ampliação do Ensino Fundamental para nove anos interfere no papel da Educação Infantil? Qual é a relação da Educação Infantil com as diversidades? São algumas questões presentes no debate sobre a elaboração das novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para Educação Infantil. Por Talita Mochiute, do Aprendiz Devido às mudanças pelas quais passou a educação brasileira nos últimos dez anos, a Câmara de Educação Básica (CEB) - integrante do Conselho Nacional de Educação (CNE), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC) - está revisando, desde o início deste ano, as normas que norteiam as propostas pedagógicas e os planejamentos curriculares das instituições de Educação Infantil.   "A última resolução é de 1999. Frente às generalidades operacionais e curriculares é fundamental que o MEC oriente as propostas pedagógicas", comentou a coordenadora-geral de Educação Infantil da Secretaria de...

    Leia mais
    gremio

    Grêmio Pra Quê?: Estudantes do ensino médio focam atividades culturais e campeonatos, mas partcipam pouco das decisões da escola

    Em escola pública, alunos lutam por melhor estrutura física   Fonte: Folha de São Paulo Na Escola Estadual Professor Sérgio da Costa, a batalha mais recente do grêmio estudantil tem sido angariar fundos para colocar bebedouros nos corredores. O colégio fica no extremo norte de São Paulo, no bairro de Sobradinho, e abriga 1.200 alunos. Entre esses, 25 fazem parte da agremiação. Os estudantes foram eleitos em março, concorrendo com outras três chapas. Propuseram, na época da votação, espelho no banheiro, som no intervalo e ventiladores nas salas de aula, entre outras coisas. A promessa de som e de ventiladores eles conseguiram cumprir fazendo festinhas, gincanas e rifas para arrecadar dinheiro. Contaram, também, com o patrocínio de mercados próximos. E os espelhos? "Não conseguimos o dinheiro", explica Jayce Elle, 15, presidente do grêmio. Mas a direção acabou dando o dinheiro, para alívio do grupo. "Eles nos ajudaram em segredo e...

    Leia mais
    images 2

    ‘Escravo, nem pensar!’ forma rede social para evitar escravidão

    Fonte: Jornal Pequeno -   Açailândia – Os participantes do I Encontro Nacional do “Escravo, nem pensar!” fazem agora parte de uma rede de prevenção ao trabalho escravo. Ao todo, 150 professores da rede pública e lideranças comunitárias, de seis Estados diferentes do país (Pará, Mato Grosso, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), se tornaram agentes especiais do programa mantido pela organização-não governamental (ONG) Repórter Brasil.   Os agentes se comprometeram a formar grupos de estudos sobre o tema do trabalho escravo em seus municípios, repassar os materiais recebidos para os demais professores e atores sociais, além de articular redes estaduais de prevenção. “Os agentes especiais serão nosso contato direto com o município para facilitar a troca de informações”, explicou Mariana Sucupira, que faz parte da equipe de educadoras do “Escravo, nem pensar!”.   Alguns professores viajaram mais de 58 horas de ônibus, do Mato Grosso até Açailândia (MA), para participar do encontro e assumiram...

    Leia mais
    encontro-prosti0807

    Ribeirão Preto: Casa de prostituição que tinha adolescente é fechada

    Fonte: Folha de São Paulo - Local funcionava às margens de rodovia em Pirangi; proprietária do local é presa Em operação, policiais civis flagram 15 mulheres que estariam se prostituindo no local; advogado de defesa da proprietária não comenta     Uma casa de prostituição que mantinha uma adolescente de 17 anos trabalhando foi fechada anteontem à noite em operação da Polícia Civil de Pirangi. A proprietária do local foi presa em flagrante por prostituição e favorecimento à prostituição infantil. Adeílda Rocha, 53, dona da casa, que funcionava às margens da rodovia Comendador Pedro Monteleone, disse à polícia que não sabia que a adolescente estava lá. Também negou que o local funcionasse como casa de prostituição. Já a adolescente disse em depoimento ao Conselho Tutelar e à polícia que tinha ido ao local só para assistir a um show sertanejo e negou ser prostituta -não havia, porém, nenhuma apresentação programada...

    Leia mais
    20091027PFreire

    Lançamento analisa herança do educador Paulo Freire

    Conceitos do pernambucano são tema de obra, que apresenta novas abordagens Fonte: Folha de São Paulo  Muitos têm sido os autores que, sob diferentes ângulos, analisaram Paulo Freire. Fernando José de Almeida, professor da PUC-SP e vice-presidente da TV Cultura, faz isso com linguagem simples, entrelaçando os principais conceitos e temas de sua filosofia educacional, em "Folha Explica Paulo Freire". O livro não se destina apenas a quem não conhece Freire, mas também aos que têm alguma intimidade com sua obra, pois traz novas abordagens, contextualizando-as. Com rigor e precisão, o autor desfila cada conceito "freiriano". O pano de fundo é a atualidade de Freire. Como ler o mundo de hoje com Freire. Isso é ainda mais adequado numa época em que alguns gostariam de deixar Freire no passado, na história das ideias pedagógicas, seja por não concordarem com ele por suas opções políticas, seja por não quererem mexer na...

    Leia mais
    violencia-urbana-copy

    Tráfico, favelas e violência (2)

        A política de segurança adotada por sucessivos governos da cidade e do Estado comete equívocos e dialoga com público, através das mídias, de modo ainda mais equivocado. Ao não aceitar ajuda federal, o atual governador situou o problema na esfera local, dizendo que, por ora, tinha como resolvê-lo. As questões de fundo que são as verdadeiras causas de tudo isto foram, mais uma vez, para debaixo do tapete da política e da história. O artigo é de Luis Carlos Lopes. Os últimos incidentes referentes à luta entre policiais-militares e o tráfico, ocorridos na cidade do Rio de Janeiro ganharam espaço nas grandes mídias do Brasil e de inúmeros países do chamado Primeiro Mundo. Como se sabe, o Brasil não está em guerra interna ou externa. Por aqui, não há motivo aparente, no atual contexto, para espetáculos de ações diretas, registrados e reproduzidos fartamente pelas mídias. É estranho que...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist