quarta-feira, julho 8, 2020

    Áreas de Atuação

    enem-2011-site-oficial

    ENEM: site para mudança do local da prova do Enem já está ativo

    Um problema no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) atrasou o início dos pedidos de candidatos inscritos para a prova do Enem que querem alterar o local de realização das provas na manhã desta quarta-feira. Segundo informações da assessoria do instituto, o problema - que impossibilitava a inclusão do link onde os candidatos deveriam fazer a solicitação - já foi totalmente solucionado. Os alunos interessados em mudar os locais de prova devem fazer a solicitação até a meia-noite da próxima quarta-feira. Fonte: Terra Educação Os pedidos de alteração devem ser feitos na página eletrônica do sistema. O inscrito deve selecionar o banner para acompanhamento de inscrições e informar o CPF e a senha para ter acesso aos dados. Será possível conferir os dados cadastrais, alterar endereço, informar eventuais condições especiais necessárias para a realização da prova e também redefinir o município - o sistema, aprimorado para...

    Leia mais
    images 6

    Mulheres ainda se dividem entre a casa e o trabalho, aponta o IBGE

    Mesmo cada vez mais inseridas no mercado de trabalho, as mulheres ainda realizam afazeres domésticos. Do total de mulheres ocupadas, 87,9% cuidam deste tipo de tarefa. Já entre os homens, 46,1% realizam atividades domésticas. Fonte: Folha Online Ao longo da semana, as mulheres dedicam, em média, 20,9 horas para cuidar da casa. Os homens gastam menos da metade disso: 9,2 horas semanais. Os dados fazem parte da Síntese dos Indicadores Sociais 2009, feita com base em dados da Pnad 2008 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).   "Além das pressões exercidas pelo trabalho e da constante necessidade de qualificação profissional, a maioria das mulheres ocupadas ainda tem que se comprometer com a realização das atividades domésticas, principalmente, quando não contam com a ajuda dos homens", assinala o relatório divulgado nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).   Entre 1998 e 2008, aumentou a proporção de mulheres com...

    Leia mais
    entrada clip image002

    Metade dos brasileiros não completou o ensino fundamental, revela IBGE

    Apesar do aumento de 15,1% do número de pessoas de 25 anos ou mais de idade que completaram oito anos de estudo de 1998 a 2008, metade dos brasileiros (50,2%) não concluíram o ensino fundamental. É o que mostra a Síntese de Indicadores Sociais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgada nesta sexta-feira. Fonte: Folha de São Paulo  Em 1998, 65,3% das pessoas de 25 anos ou mais idade tinham o ensino fundamental incompleto. Em 2003, essa taxa caiu para 58,6% e, ano passado, atingiu 50,2%.   Especialistas disseram que ao reduzir a proporção daqueles que tinham o ensino fundamental incompleto, nota-se uma melhora dos níveis subsequentes. Porém, a pesquisa do IBGE registra que apenas 21,5% dos entrevistados tinham o ensino médio completo e 9,5% o superior concluido.   A média de estudos no país de pessoas de 25 anos ou mais de idade era de 7 anos...

    Leia mais
    prova

    Dobra percentual de pretos e pardos com ensino superior concluído, mostra IBGE

    A população preta ou parda com ensino superior concluído mais que dobrou entre 1998 e 2008, mas ainda continua muito abaixo da média verificada entre a população de cor branca, informou nesta sexta-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na Folha  Apenas 4,7% das pessoas de cor preta ou parda tinham diploma de nível superior em 2008, ante proporção de 2,2% dez anos antes.   Já na população branca, 14,3% tinham terminado a universidade em 2008. Dez anos antes, 9,7% dessa parcela de pessoas tinham nível superior. Já em relação à frequência escolar entre jovens de 18 a 24 anos, 60,3% da população de cor branca estava cursando o ensino superior em 2008, ante proporção de 31,8% observada em 1998.   Entre a população preta ou parda, apenas 28,7% estavam matriculados na universidade no ano passado. Na comparação com 1998, houve avanço significativo, já que naquela época, 7,1%...

    Leia mais
    mulheres2

    Mulheres têm mais estudo, mas ainda ganham menos do que os homens, diz IBGE

    As mulheres têm, em média, um ano a mais de estudos que os homens, informou nesta sexta-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A escolaridade média das pessoas do sexo feminino em áreas urbanas é de 9,2 anos. Já a dos homens não passa de 8,2 anos de estudos. Fonte: Folha Online Nas áreas rurais, as mulheres têm 5,2 anos de estudos, em média. Os homens continuam atrás nessa comparação, com apenas 4,4 anos médios de estudos.   Já entre as pessoas com 12 anos ou mais de estudos, ou seja, inseridas no nível superior, a diferença é ainda maior. De cada cem pessoas com esse tempo de estudos, 56,7 são mulheres e 43,3 são homens.   Mesmo com maior escolaridade, a proporção de mulheres dirigentes é menor. Do total de pessoas do sexo feminino inseridas no mercado de trabalho, 4,4% são dirigentes. Entre os homens, essa proporção...

    Leia mais
    ensino-superior-no-brasil

    IBGE: Percentual de jovens na universidade dobra em dez anos

    Nos últimos dez anos, dobrou a proporção dos jovens matriculados no ensino superior, de 6,9% para 13,9%, revela a Síntese dos Indicadores Sociais, divulgada hoje (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O estudo destaca que, na faixa de 18 a 24 anos, houve aumento da frequência de jovens ao ensino superior em todas as regiões do país entre 1998 e 2008. Fonte: UOL Mesmo assim, segundo o IBGE, o percentual brasileiro é baixo quando comparado ao de países como a França, Espanha e o Reino Unido, onde o índice é superior a 50%, ou ainda em relação ao de algumas nações da América Latina, como o Chile (52%).   O estudo também indica que entre os jovens de 18 a 24 anos caiu de 8,6%, em 1998, para 2,9%, em 2008, a taxa de pessoas matriculadas no ensino fundamental, que deve ser concluído em torno dos 14...

    Leia mais
    diga-nao-bullying

    Representações sociais de bullying por professores

    por: Cristina Helena Bernadini  Fonte: Dominio Público -   Esta pesquisa investiga as representações sociais de bullying elaboradas por professores do segundo segmento do ensino fundamental. O estudo foi realizado em uma escola pública municipal situada na Ilha do Governador, baía de Guanabara, no estado do Rio de Janeiro, escolhida por localizar-se em zona com altos índices de violência. Utilizou-se as seguintes técnicas de coletas de dados: (a) observação do cotidiano escolar, devidamente anotada em diário de campo; (b) grupo focal com 12 professores que atuam em turmas de 6º a 9º anos, uma vez que, de acordo com a literatura, a maior incidência de bullying ocorre em adolescentes com idades entre os 11 aos 16 anos; e (c) entrevistas conversacionais com os mesmos professores, após capacitação sobre o tema patrocinada pela Prefeitura Municipal.Para iniciar a conversa no grupo focal, foram apresentadas três seqüências de imagens que retratavam situações de bullying e solicitado que os professores falassem sobre...

    Leia mais
    Cursos-EAD-Para-Professores-Gestores-e-Alunos-da-Rede-Estadual-de-Paraíba-3

    Raça e gênero no sistema de ensino: Os limites das políticas universalistas na Educação

    As análises dos indicadores sociais desagregados por raça vêm evidenciando as desigualdades raciais presentes no Brasil e se constituindo num dos instrumentos mais contundentes de questionamento da decantada democracia racial brasileira, conferindo autoridade às denúncias dos movimentos negros contemporâneos sobre as diferenças de direitos e oportunidades existentes em nossa sociedade em prejuízo da população negra. Autor: Ricardo Henriques Fonte: Dominio Público A síntese dos estudos sobre as desigualdades raciais pode ser resumida na frase que já se tornou um lugar-comum: "pobreza tem cor no Brasil, é negra." Como agravante, há uma excepcional concentração da pobreza entre as crianças e jovens negros na faixa etária de 0 a 14 anos, como mostra esse estudo de Ricardo Henriques. Dentre os fatores de reprodução das desigualdades raciais, a educação ocupa lugar privilegiado pelo peso decisivo que ela tem, como diz o autor, sobre "as chances de integração do indivíduo na sociedade e de...

    Leia mais
    coleção educação para todos

    História da Educação do Negro e outras histórias

    História da Educação do Negro e outras histórias/Organização: Jeruse Romão. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. 2005. 278p.( Coleção Educação para Todos)   Fonte: Domínio Público - Autores: Alexandre do Nascimento Claúdia Regina de Paula Geraldo da Silva Henrique Cunha Júnior Jeruse Romão Lauro Cornélio da Rocha Lídia Nunes Cunha Lucimar Rosa Dias Márcia Araújo Marcus Vinicius Fonseca Mariléia dos Santos Cruz Surya Aaronovich Pombo de Barros   Apresentação O Brasil, país com a segunda maior população negra do mundo – atrás apenas da Nigéria –, conseguiu ao longo de sua história produzir um quadro de extrema desigualdade entre os grupos étnico-raciais negro e branco. Até bem pouco tempo, o Estado brasileiro não incorporava as categorias racismo e discriminação racial para explicar o fato de os negros responderem pelos mais baixos índices de desenvolvimento humano, e os...

    Leia mais
    coleção educação para todos

    Educação anti-racista : caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03

    Coleção Educação para Todos - Brasília : Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. 236 p. (Coleção Educação para Todos) Fonte: Domínio Publico   Autores Andréia Lisboa de Sousa Carlos Moore Wedderburn Eliane dos Santos Cavalleiro Francisca Maria do Nascimento Sousa Marcos Ferreira dos Santos Nelson Fernando Inocêncio da Silva Nilma Lino Gomes Rafael Sanzio Araújo dos Anjos Sales Augusto dos Santos   Introdução A Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), do Ministério da Educação (MEC), entre seus objetivos, busca oferecer às professoras e aos professores informações e conhecimentos estratégicos para a compreensão e o combate do preconceito e da discriminação raciais nas relações pedagógicas e educacionais das escolas brasileiras. À luz do alcance da dinâmica das relações raciais no âmbito da educação, esse reconhecimento figura como um passo importante, uma condição necessária para enfrentarmos o racismo brasileiro. Da mesma sorte, o melhor entendimento...

    Leia mais
    shopping

    Shoppings e rede varejista abrem mais de 1.100 vagas temporárias em SP

    Fonte: G1 -   A rede varejista Magazine Luiza e os shoppings Pátio Paulista e Center 3 - todos no estado de São Paulo - estão com as inscrições abertas para pelo menos 1.164 vagas de trabalho temporário por conta da demanda de final de ano. Essas oportunidades estão entre os pelo menos 123 mil postos temporários previstos para o Natal de 2009. Confira lista de concursos e oportunidades   Shopping Pátio Paulista O Shopping Pátio Paulista, localizado na região central de São Paulo, oferece mil vagas para cargos de vendedor, estoquista, operador de caixa e gerente. Os postos atenderão à demanda das 222 lojas do estabelecimento.   Os candidatos devem ter ensino médio completo e disponibilidade de horário. Não é exigida experiência anterior.   Os interessados devem cadastrar o currículo no site www.shoppingpaulista.com.br, na seção "Oportunidades". No site é possível ver as vagas que estão abertas em cada loja e os responsáveis pela oportunidade.   Os currículos também...

    Leia mais
    O bullying como violência velada: a percepção e ação dos professores

    O bullying como violência velada: a percepção e ação dos professores

    O bullying é um tipo de violência escolar; praticada entre estudantes; em que um aluno; ou mais; persegue e intimida um colega sem que exista um motivo que justifique o ato. por: Samara Pereira Oliboni Com as recentes pesquisas nacionais apontando a sala de aula como o local de maior incidência do bullying; esta dissertação teve o objetivo de conhecer a percepção e atuação dos professores frente aos casos de bullying em suas atividades de aula. Caracterizada pelo método qualitativo; a pesquisa seguiu o modelo de inserção ecológica por permitir a imersão do pesquisador no ambiente natural do objeto de estudo. O contexto onde se desenvolveu a pesquisa; foi em uma turma de alunos de 6ª série do Ensino Fundamental de uma Escola Pública; no Estado de Santa Catarina; em 2007; tendo como participantes; os oito professores ministrantes das disciplinas. A de coleta de dados compreendeu o uso dos instrumentos...

    Leia mais
    130742

    Ministério da Justiça propõe discussão sobre condenação por tráfico de drogas no Brasil

    Fonte: Elaboração Legislativa     Brasília, 05/08/09 (MJ) - A maioria dos condenados por tráfico de drogas no Brasil são réus primários, foram presos sozinhos, com pouca quantidade de drogas e não tem associação com o crime organizado. Os dados fazem parte da pesquisa "Tráfico e Constituição, um estudo sobre a atuação da Justiça Criminal do Rio de Janeiro e do Distrito Federal no crime de drogas", lançada nesta quarta-feira (5) na sede do Viva Rio, no Rio de Janeiro, pelo secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Pedro Abramovay. O estudo, inédito no Brasil, foi encomendado pelo ministério à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e à Universidade de Brasília (UnB) e realizado entre março de 2008 e julho de 2009. O levantamento permite o mapeamento das condenações judiciais por tráfico de drogas e dos efeitos da Lei 11343/06 que trata do tráfico e porte de entorpecentes....

    Leia mais
    (Foto: João Godinho)

    A anemia falciforme revela os legados de nossos ancestrais

    Fonte: O Tempo - por Fátima Oliveira - Em curso em Belo Horizonte (de 3 a 7 de outubro) dois eventos sobre saúde da população negra: o 5º Simpósio Brasileiro de Doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias e o Encontro Pan-Americano para Doença Falciforme (Opas/OMS). O enfoque de ambos é a discussão e socialização de práticas inovadoras em relação aos aspectos científicos, clínicos e assistenciais do tratamento e acompanhamento das pessoas com doença falciforme e talassemia. Conforme as unidades de doenças não infecciosas, gênero e etnicidade da Organização Pan-Americana de Saúde, "a doença falciforme é um problema de saúde de origem genética que afeta a população afrodescendente em todo o mundo. Tanto o seu tratamento quanto a sua prevenção têm recebido pouca atenção das autoridades de saúde na região, o que gera morte prematura e deficiência aos acometidos, devido à falta de informação e controle apropriado. Para mudar esse cenário, é...

    Leia mais
    4c2aa-mostra-cinema-e-direitos-humanos-na-america-do-sul2

    Direitos humanos na tela

    Fonte: Brasil de Fato- Por Michelle Amaral da Silva Abertura da 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul acontece na segunda-feira (05), em São Paulo. Além da capital paulista, outras 15 cidades recebem o evento     Dezesseis capitais brasileiras receberão, entre os dias 5 e 11 de novembro, a 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. A abertura da mostra acontecerá na segunda-feira, no CineSesc em São Paulo, às 20h, com a exibição de "Unidade 25", de Alejo Hojiman e "Corais, a Cidade Reiventada", de Inês Cardoso. Com 39 títulos na programação, a mostra itinerante apresenta produções recentes de países sulamericanos, que abordam questões referentes aos direitos humanos como preconceito racial, diversidade sexual, proteção da criança e do adolescente, saúde mental, tortura e trabalho escravo, entre outros. Entre os destaques está o documentário "O Cavaleiro Negro", que resgata o heroísmo de Harald Edelstam,...

    Leia mais
    i292058

    Desafios e propostas para repensar a comunicação e a cultura

    Fonte: Brasil de Fato-Por Cristiano Primeira Conferência Livre de Comunicação para Cultura reafirma novas iniciativas com cyberespaço como lugar de resistência "Peço apenas que permaneçamos abertos, benevolentes, receptivos em relação às novidades", declarava o filósofo Pierre Lévy, que assumia, nas entrelinhas, o seu otimismo com o espaço virtual desenvolvido. Lévy acreditava no potencial do cyberespaço como uma forma de aprimoramento da democracia e de interatividade jamais vista na sociedade. Jogaram-lhe as pedras ao duvidarem de tantas flores que ele imprimia ao mundo virtual e pelo distanciamento que seu pensamento tinha, por vezes, das dimensões que fundamentam a sociedade, desconsiderando o acesso às tecnologias e sua incorporação em uma sociedade que vive entalhada em classes. As pedras podem ainda ser arremessadas - mas as flores também se mostram presentes em formas de desafios. As maravilhas podem não vir a ser supremas no campo da comunicação e da cultura, mas podem se...

    Leia mais
    Livro Africa e Brasil Africano

    Resenha do livro: África e Brasil Africano para a sala de aula

    Confira a resenha da autoria de José Alexandre da Silva sobre o livro África e Brasil africano, da historiadora Marina de Mello e Souza. Por José Alexandre da Silva Fonte: Africa em Nós   "África e Brasil Africano" é uma introdução à História da África, que tem a ver com o Brasil, escrita por Marina de Melo e Souza, professora de História da África da Universidade de São Paulo e estudiosa da cultura afro-brasileira. Num contexto em que a Lei 10.639 torna obrigatório o Ensino de História Africana e Afro-brasileira a obra ganha grande importância e vem ajudar a preencher uma lacuna no mercado editorial sobre o assunto. A presença, no processo editorial, do nome de Alberto da Costa e Silva, nosso mais respeitado estudioso de História da África, só vem trazer mais credibilidade à obra em discussão. Um livro que pode servir não apenas para professores e alunos...

    Leia mais
    enem-2010

    MEC divulga na internet provas do Enem 2009 que vazaram; confira as questões

    Após o cancelamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2009 devido a vazamento de informações, o MEC (Ministério da Educação) divulgou nesta quinta-feira (1º) o modelo da prova que seria aplicado neste fim de semana. Confira os exames nos anexos No Passeiweb Em pronunciamento, o ministro da Educação Fernando Haddad convidou os estudantes a "aproveitar o tempo e aprimorar seus estudos" e anunciou que os inscritos no exame serão comunicados "pelos meios habituais da nova data e do local das provas".  Prova de ciências da natureza e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias (1º dia)   Prova de linguagens, códigos e suas tecnologias e redação e matemática e suas tecnologias (2º dia) Gabarito dos dois dias de Enem Vazamento da prova O Ministério da Educação cancelou o Enem 2009 na madrugada de hoje. A decisão foi tomada MEC após alerta dado por repórteres do jornal 'O Estado de S....

    Leia mais
    MIDIANINJA/FLICKR

    A questão do aborto, vista sem hipocrisia

    Fim do Silêncio é um documentário muito simples e por isso abre o jogo: o aborto ilegal é um dos principais problemas de saúde pública do País. O filme, de Thereza Jessouroun, passa hoje às 23h10 na TV Cultura e seu grande mérito é tratar o tema sem o moralismo habitual. Ouve as pessoas diretamente envolvidas no problema - as mulheres que tiveram, ou optaram por praticá-lo. E, sabiamente, ignora especialistas, políticos e religiosos. Fonte: CCR.org Foto: MIDIANINJA/FLICKR Thereza visita mulheres no Rio, em Pernambuco e São Paulo. Há entrevistadas de várias classes sociais, mas predominam as pobres, o que não é difícil de entender. São elas que, com maior frequência, veem-se obrigadas a apelar para o aborto clandestino como forma de contracepção. Muitas falam de danos à saúde, danos psicológicos, ou situações grotescas, como a que encontrou dois fetos embrulhados num pacote.   No total,...

    Leia mais
    4056085994 e871400fe9

    Um massacre cotidiano (2)

        No dia 20 de agosto de 2004, os maiores jornais do Brasil noticiaram o começo daquele que seria conhecido como um dos massacres mais cruéis contra moradores de rua da história do país. Na noite anterior, sete pessoas que dormiam na região central da capital paulista foram golpeadas na cabeça com "objetos contundentes", segundo os termos do inquérito policial. Três morreram na hora e outras quatro vieram a falecer depois. O ato de violência comoveu a sociedade à época e levou cerca de 5 mil manifestantes à Praça da Sé no dia 21, em solidariedade às vítimas. Na época, as estatísticas apontavam que havia aproximadamente 2.500 moradores de rua só na zona central de São Paulo. No dia do ato na Sé, um dos feridos no dia 19 faleceu e surgiu mais outro ferido. No dia 22, mais vítimas: dois moradores de rua aparecem mortos na mesma região...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist