As novas caras da moda Brasileira

Enviado por / FontePor SARA LEE, da Raça

Jordana Rosa e a nossa capa, a modelo Gabriela Gomes, que posa com vestido simples estampado que valoriza a silhueta da mulher sem marcá-la demais. As cores dão um toque especial na peça com um efeito aquarelado

Ela tem 20 anos mas trabalha como consultora de moda na cidade onde nasceu – Lorena, no interior de São Paulo –, desde os 15. Quando se mudou para a capital, seu primeiro trabalho foi para a grife Cresposim, no evento Fashion Black. Desde então, ela não parou mais, passando pela Casa dos Criadores, como estagiária, e pela São Paulo Fashion Week (SPFW). Jordana também esteve como assistente de modelista da marca Carlos Miele, em que desenvolveu bastante o seu potencial em modelagem. Atualmente, trabalha como designer para a marca JustKidding, e como consultora de moda no salão Rosas Shekinah, em parceria com a maquiadora Janayra Martins. Ela ainda encontra tempo para realizar produções de moda para books e ensaios fotográficos, enquanto cursa o último semestre em Design de Moda na Faculdade Anhembi Morumbi.

INTERESSE POR MODA

Comecei a me interessar por moda quando não achei um vestido de 15 anos para a minha festa e desenhei para a minha avó confeccionar. Desde então, me interessei em ler revistas e pesquisar na internet até fazer o meu primeiro curso na área de moda, quando estava no terceiro ano do ensino médio.

INSPIRAÇÃO

Minhas referências vão além da moda, vem de casa. Minha avó Abigail, costureira, é a maior delas. Minhas inspirações aparecem, principalmente, da música, do soul, do hip hop e do rock and roll. Não tenho inspiração específica da área de moda, geralmente os conceitos me movem e me levam a pesquisar e a estudar diversas áreas que possam servir de objeto para que eu possa desenvolver o meu trabalho.

DIFICULDADES PROFISSIONAIS

As dificuldades sempre existem, o mais difícil realmente é ter que ficar longe da minha família. Mas o importante é não desanimar e utilizar os obstáculos como apoio e oportunidade de crescimento próprio.

REALITY SHOW DE MODA

Acho que são excelentes quanto a visibilidade que é dada aos participantes, agora, vai muito de cada um mostrar o tipo de profissional que é o seu talento, e aproveitar tudo de maneira positiva.

PANORAMA DO MERCADO ATUAL

O mercado nacional é restrito, assim como todo o mercado de moda. É importante se relacionar bem com o pessoal da área, se destacar pelo seu talento e explorar todas as oportunidades. Quanto às oportunidades para os negros, tudo é uma questão de buscar uma boa formação e ser competente. O mercado é para todos, mas sem estudo não se chega a lugar algum.

COTAS NAS PASSARELAS

Não sou a favor das cotas nos desfiles. O conceito de criação de um estilista, assim como o casting escolhido, deve ser respeitado. Porém, aprendi que a moda é o reflexo da sociedade e os negros fazem parte do rosto do Brasil. Gosto de assistir um desfile e ver modelos negros e me identificar com as roupas, me sentir parte da obra do estilista. Isso é importante!

O QUE PODE MELHORAR NO MERCADO DA MODA

O mercado da moda é bem concorrido. As oportunidades de estágio e primeiro emprego na área são sempre difíceis, como em qualquer outra. Mas elas sempre podem melhorar, né? Mas não é fácil conseguir um bom estágio na área

PRETENSÃO PARA O FUTURO

Crescer junto com a marca que estou trabalhando, a JustKiddig Wear, crescer como produtora de moda e consultora. Enfim, dominar as áreas nas quais eu descobri o meu amor pela moda e estar entre os profissionais tops do mercado.

 

 

 

+ sobre o tema

“Terças Crespas Presenciais”

Na segunda edição presencial de novembro, que acontecerá na...

Laerte, Luis Gama e Sueli Carneiro são os homenageados do Prêmio Vladimir Herzog

A comissão organizadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de...

Estudantes promovem reflexão sobre cabelos afro em mostra na UnB

Evento conta com oficina de turbantes, mesa redonda e...

para lembrar

Ryca: Mãe da Beyoncé se casa com o ator Richard Lawson em um iate!

Tina Knowles, mais conhecida como a mãe de ninguém...

Questlove (The Roots) estreia como diretor em longa sobre “Woodstock Negro”

Questlove é muito conhecido por seu trabalho na música com...

Morre o professor Jorge Conceição, Militante histórico do Movimento Negro

Morre o professor Jorge Conceição, militante, histórico, do Movimento...
spot_imgspot_img

Aos 105, Ogã mais velho do Brasil, que ajudou a fundar 50 terreiros só no Rio, ganha filme e exposição sobre sua vida

Luiz Angelo da Silva é vascaíno e salgueirense. No mês passado, ele esteve pela primeira vez no estádio de São Januário, em São Cristóvão,...

Gilberto Gil afirma que não se aposentará totalmente dos palcos: “continuo querendo eventualmente cantar”

No fim de junho, saiu a notícia de que Gilberto Gil estava planejando sua aposentadoria dos palcos. Segundo o Estadão, como confirmado pela assessoria do...

Mostra sobre Lélia Gonzalez vê negros e indígenas como centro da cultura nacional

As escolas de samba do Rio, os blocos afro da Bahia, as congadas de Minas Gerais, as comemorações da Semana Santa e do Natal. O que todas essas celebrações têm...
-+=