Guest Post »
Censo de 1872: o retrato do Brasil da escravidão

Censo de 1872: o retrato do Brasil da escravidão

O Brasil contava meio século desde a sua independência de Portugal, mas continuava sem poder dizer, em números, quem era. A prática de se recensear de tempos em tempos a população era comum entre países tidos como modernos e consolidados, como Estados Unidos, que contava seus habitantes desde 1790. Durante muito tempo, o conhecimento sobre o total de brasileiros dependeu de estimativas grosseiras. Na década de 1870, o governo imperial de D. Pedro 2º vê o momento adequado e planeja a realização de tal empreitada  para finalmente conhecer e poder mostrar ao mundo um quadro idealmente próximo da composição populacional do país.

Por  Daniel Mariani, Murilo Roncolato, Rodolfo Almeida e Ariel Tonglet, do Nexo 

O retrato em dados do país se dá em 1872 no que se chamou de “Recenseamento da População do Imperio do Brazil” (seguindo a grafia original, tal qual será utilizada em todas as citações abaixo). Trata-se do primeiro censo (ou recenseamento) geral brasileiro, o único produzido no Império cobrindo todo o território nacional.

A pesquisa trazia um outro componente inédito e extremamente relevante em se tratando da identidade nacional que se construía pouco a pouco: seria a única a contemplar também a população escravizada, relacionando sua idade, estado civil, origem, “raça”, profissão e nível de instrução.

Realizado 16 anos antes da abolição definitiva da escravidão, sistema que serviu de combustível para a formação do país por mais de três séculos, o censo apresenta um Brasil de um ponto de vista temporal importante. Sob pressão externa e interna, o Império dava sinais de um processo gradual de desmonte do chamado “elemento servil”. O recenseamento cumpriu, assim, também, o importante papel de determinar o tamanho da população escravizada e o tempo para tirá-la dessa condição. Segundo relatório da Diretoria Geral de Estatística, espécie de IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) dos tempos do Império, era importante se saber a “diminuição anual” do número de escravos para “conseguir-se aproximadamente calcular o número de anos precisos para a completa extinção dos escravos no Império”.

Continue lendo aqui 

Escreva um comentário e participe!

Related posts