Com resistência negra, Aparelha Luzia é o melhor espaço cultural de 2016

Aparelha Luzia reúne gente inteligente no centro paulistano

Fonte: Blog do Arcanjo

por Miguel Arcanjo Prado

São Paulo tem um lugar onde é possível escutar em sequência as músicas “Canto para o Senegal”, “Povo Comum Pensar”, “Alfabeto do Negão” e “Haja Amor”, enquanto se toma uma cerveja Guerrilheira e se joga uma conversa fora sobre empoderamento da mulher negra ou outro tema igualmente inteligente.

Trata-se do Aparelha Luzia, centro cultural-bar-lugar-de-resistência ou “associação-preta-política-artística-gentista-destruidora-das-razões-dominantes”, como prefere a aguerrida artista Erica Malunguinho, à frente do espaço localizado no mais charmoso galpão do centro paulistano, ali na rua Apa, número 78, nos arredores do metrô Marechal Deodoro.

O nome emblemático é uma homenagem aos aparelhos dos anos 1960 e 1970, que abrigavam aqueles que lutavam contra a ditadura, apelido agora vertido para o feminino combinado com Luzia, nome da primeira brasileira, de traços negros e cujo fóssil data de 12 mil anos atrás.

Se a pista ferve nas altas horas com muita percussão, durante tardes e noitinhas é possível acompanhar o ensaio do bloco afirmativo Ilu Inã, conferir o lançamento do mais novo clipe da Luedji Luna, comer os deliciosos sanduíches de queijo coalho ou calabresa ou mesmo o “almojanta” preparado com todo axé por Ciça Alves para os mais famintos.

Também é possível, entre milhões de possibilidades, conversar sobre teatro negro com os integrantes de grupos como Os Crespos, Trança Teatro ou Coletivo Negro — que sempre dão pinta por lá —, bater um papo com a cantora Leci Brandão ou o professor da USP Dennis de Oliveira, ouvir Elisa Lucinda recitar suas poesias ou o astro dos musicais Reynaldo Machado cantar uma canção com sua voz potente, parabenizar Áurea Carolina por ter sido a vereadora mais votada de BH ou simplesmente tombar ao lado de Liniker e Preta Rara enquanto a DJ Evelyn Cristina aquece a pista.

O Aparelha Luzia é o melhor espaço cultural de 2016. E tem tudo para se tornar o point do verão 2017. É lugar para se estar junto dos seus, daqueles que entendem o diálogo e a luta da negritude. Deu curiosidade? Então, corra pra lá. A promessa é que, após merecidas férias neste período de festas, o espaço volte fervilhante a partir de 12 de janeiro de 2017.

Aparelha Luzia * * * * *
Avaliação: Ótimo
Onde: Rua Apa, 78, Campos Elíseos, metrô Marechal Deodoro, São Paulo
Informações: Aparelha Luzia no Instagram e Aparelha Luzia no Facebook

+ sobre o tema

Coletivo Luiza Bairros: conheça grupo que atua no combate ao racismo institucional na UFBA

A principal estratégia utilizada é na exigência do cumprimento...

Após reivindicação do movimento negro, sítio arqueológico no centro do Rio será preservado

Diferente das ossadas humanas descobertas durante escavações próximas à...

Agenda única de eventos em novembro celebra a consciência negra na UFMG

Iniciativa, que une comunidade e gestão, integra formação, informação...

para lembrar

Projetos de promoção da igualdade racial nos estados terão apoio da SEPPIR

Nessa etapa, serão priorizados os estados que ainda não...

Das 3.782 terras quilombolas do país, só 193 foram tituladas

Das 3.782 terras quilombolas do país, só 193...

Dia 20 de novembro é o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra

Algumas cidades brasileiras decretaram feriado nesta data O...
spot_imgspot_img

A impactante apresentação do 1º episódio da série “Resistência Negra” em Festival do RJ

Com Cine Odeon lotado, no Centro do Rio de Janeiro, a avant première do primeiro episódio da série “Resistência Negra”, do Globoplay, causou impacto...

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus efeitos ainda podem ser notados em um simples passeio pela cidade. Ajudam a explicar, por...
-+=