Compositor de musicas de sucesso Mombaça apresenta seus projetos

Nascido em um ambiente musical, Mombaça ganhou espaço no cenário do samba ao compor músicas com Mart’nália que viraram sucesso: Pretinhosidade, Chega, Obnubilado entre outras. Cresceu no meio musical. O pai tocava clarinete e regia o coro da Igreja Batista e a mãe cantava no coro da mesma igreja,onde Mombaça iniciou a carreira. O nome artístico – Mombaça- escolhido por ele mesmo, faz referência à cidade no Quênia.

por Marta Caminha via Guest Post para o Portal Geledés

mombaça e martinalia

Além de compositor e cantor, Mombaça tem alguns projetos que ja desenvolve ha algum tempo, como:

Vem Vencer
Musica composta em parceria com Mu Chebabi, que contou com o apadrinhamento do cantor Gilberto Gil e teve a participação de Chico Buarque, Isabel Filardis, Ivan Lins, Angelique Kdjo, Zeze Motta, Maria Ceiça, cerca de 30 personalidades deram voz à esta música que tornou-se um movimento. O Movimento Vem Vencer.

Como desdobramento natural, este ano, esta sendo planejada a Primeira Jornada Mundial contra o Racismo Vem vencer, que será lançada em novembro, mês da consciência negra, com foco nas olimpíadas.

Sarau Preto
Criado em 2013, é um projeto de música e poesia cuja finalidade é a valorização de toda produção cultural afro brasileira com alguma transversalidade: dança, teatro e artes plásticas, por exemplo.
O evento pretende ser o primeiro de vários encontros de compositores e poetas afro-brasileiros, surgiu da necessidade de dar maior visibilidade a produção intelectual e artística dos afro-brasileiros de maneira simples, elegante, orgânica.

A cada edição do evento são especialmente convidados compositores e poetas que apresentam suas próprias obras e/ou interpretam a de qualquer outro artista negro. Também são homenageados um compositor e um poeta negros consagrados. O evento ja contou com a participação de Maria Ceiça, Sérgio Loroza …

Samba Trançado

Criado em 2011, em que a ONU denominou como Ano dos afro descendentes, para ajudar a repercutir a importância da data, o Samba trançado nasceu como um grupo musical simples, cuja célula ritmica é o jongo influenciado pela ritmica afro-carioca. Em 2015 o grupo assumiu o caráter de bloco carnavalesco e deslilou, pela primeira vez, no bairro boêmio de Vila Isabel, zona norte da Cidade Maravilhosa.
Com o repertório predominantemente autoral, o bloco , que se identifica como de Jongo Contemporâneo, busca trazer para o contexto atual a produção de textos que revelem a situação dos afro-brasileiros na atualidade: cabeça erguida, tanto do ponto de vista literário quanto postural / físico. Nesse sentido a dança assume um papel fundamental. Através de coreografias bem elaboradas, o Samba Trançado busca demonstrar a pujança, força, alegria e orgulho da nova geração de afro brasileiros.

Além da parceria com Mart’nália, Mombaça conta com outras composições de sucesso: Ta rindo é?, com Ana Carolina e parcerias com Sandra de Sá, Bebeto, Zélia Duncan, Luiza Possi e outros.

-+=
Sair da versão mobile