Início Questões de Gênero LGBTQIA+ Ellen Page entrevista homem que afirma ser um policial carioca assassino de...

Ellen Page entrevista homem que afirma ser um policial carioca assassino de gays

Ellen-Page

Atriz canadense de Juno e A Origem definiu experiência em visita ao Rio como ‘assustadora’

no O Dia

Nos últimos anos, os responsáveis pela divulgação do Rio no exterior fizeram enorme esforço para vender a cidade como um destino amigável aos homossexuais. Mas o contato de uma grande atriz internacional com a realidade carioca pode fazer grande estrago a esse investimento do poder público. A canadense Ellen Page, famosa pelos filmes Juno e A Origem, lança este ano em um novo canal internacional de televisão, um programa-documentário sobre a vida de homossexuais em alguns países do mundo, entre eles o Brasil. Ela definiu como “assustadora” as gravações de Gaycation no Rio ao ficar de frente para um homem que afirma ser um policial assassino de homossexuais.

No vídeo, ao apresentar o Rio de Janeiro, Ellen descreve como uma cidade que “apesar de parecer progressista e sexualmente aberta, a população LGBT enfrenta terríveis dificuldades”. O trecho do documentário disponibilizado no Youtube mostra Ellen em uma comunidade carioca (a produção ainda não divulgou qual), diante de um homem que se apresenta como um policial orgulhoso por matar homossexuais. Coberto por um lenço e um chapéu, ele vai ao encontro da atriz em uma casa e dispara seu ódio aos gays.

Atriz Ellen Page esteve no Brasil em 2015 para gravações do programa que aborda a vida de LGBTs no mundo. Foto: Efe

“Para mim são piores que animais. Eu acho que cada lugar imundo deve ser limpo. Se eles atravessarem o meu caminho, eu vou cuidar deles”, disse o homem diante da cara de espanto da atriz e do apresentador Ian Daniel. Com a voz embargada, ela pergunta a Daniel se seria seguro revelar ao homem mascarado que eles são homossexuais. A apresentação de Gaycation termina com Ellen perguntando a ele: “Nós somos gays. Você acha que seria melhor para o mundo se estivéssemos mortos?”

Em entrevista coletiva para o lançamento do programa Gaycation, Ellen definiu o encontro no Rio como “uma das experiências mais assustadoras”. “Na situação em que me encontrava, eu só podia torcer para que tudo acabasse bem”, disse ela. Já Daniel definiu a entrevista na comunidade carioca como “aterrorizante”.

“Uma pessoa que está de pé na sua frente de você dizendo que matou pessoas como você e que vai fazer novamente é assustador. É apenas aterrorizante de se ouvir”

Você confere o trecho da visita da atriz ao Rio a partir de 6min21seg

-+=