Fundação Tide Setubal e TikTok lançam a quarta edição do edital Elas Periféricas

FONTEPor Daniel Cerqueira e Iran Santos Silva, da Fundação Tide Setubal
Divulgação

A caminho de sua quarta edição, o Edital Elas Periféricas, que visa potencializar iniciativas criadas e/ou lideradas por mulheres negras atuantes nas áreas periféricas do Brasil e que promovem a transformação nestes territórios, foi lançado no em 30 de março.

Este ano serão 75 organizações contempladas com apoio institucional por meio de repasse financeiro de até R$ 20 mil a cada uma das iniciativas. Além disso, cada uma delas passará por um ciclo de formação em temáticas fundamentais para os seus desenvolvimentos – esse número representa aumento de 19% em relação à edição anterior.

Além disso, a ação realizada em conjunto com o TikTok está sendo consolidada como importante instrumento de mobilização para as causas. “A parceria possibilitou uma abrangência do Elas Periféricas. Conseguimos ir para outros estados e ampliar o número de apoiadas, chegando em organizações para as quais dificilmente esse tipo de recurso chega”, pontua Viviane Soranso, coordenadora do Programa de Raça e Gênero da Fundação Tide Setubal.

Outro ponto importante desse trabalho em conjunto diz respeito à possibilidade de desenvolver a área de comunicação dessas organizações e coletivas, aumentando sua visibilidade e possibilitando que as ações alcançassem mais pessoas. Neste processo, as coletivas e organizações puderam aprimorar ou desenvolver habilidades relacionadas à captação de recursos, desenvolvimento de projetos, gestão administrativa, gestão financeira, formalização jurídica, além de conseguirem instrumentos de trabalho para a organização.

Outro ponto a ser abordado compreende transformações no modo de atuação das iniciativas potencializadas: a participação no Elas Periféricas trouxe ganhos também para a trajetória pessoal das lideranças da organização/coletiva. As integrantes do Coletivo Mulheres Periféricas, por exemplo, relataram à organização do Elas Periféricas que após um processo leve e robusto de troca de conhecimentos, a formação tem dado a possibilidade de desenvolver nas mulheres o protagonismo em seus territórios.

Graças ao desenvolvimento e apoio aos projetos, somente na terceira edição, 101.165 pessoas foram beneficiadas pelas ações das organizações e coletivas. Ainda, 91% das que foram contempladas informaram ter novos objetivos traçados para os próximos 12 meses.

O funcionamento do edital

Para as organizações poderem ser contempladas com o repasse financeiro e o ciclo de formação, o valor não poderá ser usado para ações finalísticas. Ou seja, o montante deverá ser destinado a ações de desenvolvimento institucional, podendo ser investido para estruturar a organização ou coletivo e no aprimoramento de suas estratégias de planejamento, gestão e marketing digital.

As ações podem contemplar, por exemplo:

  1. Reorganização do modelo de planejamento e gestão;
  2. Implementação de ferramenta para gerenciamento de projetos;
  3. Aprimoramento das estruturas administrativas;
  4. Capacitação e desenvolvimento de competências e habilidades da equipe;
  5. Implementação de estratégia de comunicação por meio de plataforma digital de vídeos;
  6. Criação ou estruturação de um plano de mobilização de recursos;
  7. Implementação ou aprimoramento de sistemas de monitoramento e avaliação.

Critérios para selecionar as iniciativas

Para a iniciativa ser selecionada, ela deve estar em acordo com quatro critérios:

  1. Estruturação e potencial de gestão. Este critério analisará o alinhamento entre o propósito da organização ou coletivo com as suas estratégias de atuação e público atendido;
  2. Articulação e potencial de impacto de transformação da realidade;
  3. Abordagem criativa: o objetivo é avaliar a capacidade que as iniciativas têm de propor soluções diferentes, criativas e inspiradoras que contribuam para que as periferias possam mostrar sua potência e apresentar novas narrativas sobre a cidade;
  4. Adequação da proposta, ou seja, avaliar se o plano apresentado para o fortalecimento das capacidades da organização ou coletivo é consistente em relação aos objetivos almejados e aos desafios identificados.

Vale ressaltar que o cadastro e a construção da proposta levam tempo e recomenda-se que as iniciativas não deixem para fazê-lo na última hora.

Na agenda

As inscrições para a quarta edição do Elas Periféricas estarão abertas até 27 de abril, na página do edital na Plataforma Alas. Confira por lá o regulamento para participar da iniciativa.

Acompanhe também o Enfrente, canal da Fundação Tide Setubal no YouTube, para assistir à live que será realizada em 6 de abril, às 18h (horário de Brasília), para tirar dúvidas sobre o 4° Elas Periféricas.

-+=