O que fazemos?

Ilustração: Bruna Bandeira

Geledés, SaferNet e Instagram lançam animação para ajudar meninas negras a se protegerem de discriminação online e offline

Hoje, Dia Nacional de Combate ao Bullying, o Geledés, Instituto da Mulher Negra, anuncia, com apoio da SaferNet, ONG referência na defesa e na promoção dos direitos humanos na internet, e do Instagram, o lançamento de ‘Racismo e Bullying: Como proteger jovens negras?’,  uma nova série de animação sobre as formas de discriminação que jovens negras sofrem e o impacto em suas vidas. A série ficará disponível no canal do IGTV do @portalgeledes a partir do dia 23 de abril. Com o objetivo de educar e fomentar a discussão sobre o tema, a série, ilustrada por Bruna Bandeira, dirigida por Day Rodrigues e produzida pela agência Mutato, será protagonizada por Guta, uma menina negra de 13 anos que sonha em ser cineasta e guiará conversas com diferentes especialistas sobre como combater bullying e racismo, além de oferecer dicas de como meninas negras podem se proteger no Instagram e ter uma...

Leia mais
Divulgação

Geledés e Instituto RME firmam parceria para oferecer capacitações gratuitas a mulheres negras

Live de lançamento acontece no dia 7 de abril a partir das 19h no YouTube o Geledés O Instituto RME e o Geledés - Instituto da Mulher Negra fecharam uma parceria para impulsionar as mulheres negras, em especial as de comunidades periféricas, em seu desenvolvimento profissional e pessoal, por meio do projeto Potência Feminina, do Instituto RME em parceria com o Google.org, que oferece capacitações gratuitas em empreendedorismo, empregabilidade e tecnologia de forma totalmente online. No cenário pandêmico, a situação para as mulheres negras em relação à falta de emprego se agravou ainda mais, como aponta relatório especial do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos (Dieese), com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (Pnad), realizado pelo IBGE. De acordo com o estudo, o índice de desemprego das mulheres negras e não negras cresceu entre 3,2% e 2,9%, sendo que, se for estratificado, o índice...

Leia mais

“Raça, Gênero, Democracia e Participação Política no Brasil” é tema do próximo curso gratuito da Escola do Parlamento

Já estão abertas as inscrições para o curso de extensão universitária “Raça, Gênero, Democracia e Participação Política”, que será realizado pela Escola do Parlamento em parceria com o Geledés Instituto da Mulher Negra. Com duração de 30 horas, o curso é voltado ao público em geral, estudantes, ativistas, militantes, pesquisadores e profissionais que atuam com políticas públicas. As aulas serão às terças-feiras, entre 19h e 21h. O conteúdo será transmitido, ao vivo, pelo canal do Instituto do Legislativo Paulista no YouTube. A aula inaugural, dia 22/9, será ministrada pela filósofa Sueli Carneiro. Entre os objetivos da proposta está a construção de alternativas para ampliar a participação de pessoas negras e de mulheres na democracia e nos espaços de decisão política. Serão debatidos temas, como: *Patriarcalismo e as mulheres na arena democrática brasileira; *Qualidade da democracia, racismo estrutural e estrutura patriarcal; *Partidos políticos e (sub) representação racial e de gênero; *Instituições e (sub) representação racial e...

Leia mais

Geledés-Instituto da Mulher Negra lança campanha contra genocídio

Em 21 de março de 1960, mais de 20 mil sul-africanos protestavam pacificamente contra a Lei de Passe, instaurada pelo regime segregacionista apartheid e que determinava a obrigatoriedade de negros portarem uma caderneta (um instrumento de controle estatal) na qual constava onde eles poderiam ir, a cor, a etnia e a profissão. Nesta data, a manifestação pacífica em Shaperville, província de Gautung, terminou em uma violenta repressão pelo Estado sul-africano que matou 69 pessoas e feriu 189. Em 1966, em memória às vítimas do massacre, a ONU determinou o 21 de março como o Dia Internacional contra a Discriminação Racial.  Geledés - Instituto da Mulher Negra em memória ao Dia Internacional de Discriminação Racial lança sua campanha de combate ao genocídio da juventude negra #Memóriatemcor, para sensibilizar o País contra a “naturalização” da matança de jovens negros. É um alerta máximo, um chamado para que brasileiras e brasileiros, independente de...

Leia mais
Imagem retirada do site

Sesc Belenzinho recebe lançamento da pesquisa “Viver em São Paulo: Relações Raciais”

Essas e outras questões são abordadas na pesquisa “Viver em São Paulo: Relações Raciais”. Os resultados do levantamento serão apresentados em evento gratuito, no Sesc Belenzinho, no dia 13 de novembro, às 11h. O encontro contará com debate entre especialistas e intervenção cultural. Faça a sua inscrição: http://bit.ly/34gB39b Participações confirmadas: Elisa Lucas Rodrigues – secretária executiva adjunta de Direitos Humanos e Cidadania Gisele Brito – jornalista, mestranda em Planejamento Urbano, pesquisadora do LabCidade da FAUUSP e membro da Rede Jornalistas das Periferias Maria Sylvia Aparecida de Oliveira – advogada e presidenta do Geledés – Instituto da Mulher Negra Intervenção cultural: Thata Alves   Sobre a pesquisa: A pesquisa “Viver em São Paulo: Relações Raciais” faz parte da série “Viver em São Paulo”, iniciada em 2018, realizada pela Rede Nossa São Paulo em parceria com o Ibope Inteligência. Os levantamentos são apresentados mensalmente com recorte temáticos.

Leia mais

Direito das Meninas e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

O Seminário, organizado pela Rede Meninas e Igualdade de Gênero, tem como objetivo mobilizar a discussão em torno dos direitos das meninas e da Agenda de Desenvolvimento Sustentável. A meta é promover o reconhecimento desta agenda como importante plataforma dos direitos para a redução de desigualdades de gênero e geracional, a partir do diálogo entre governos, setor corporativo e terceiro setor. Do Facebook Data: 03/10/2019 horário: 09h às 13h Local: Auditório da OAB, Rua Dona Maria Paula, 35 - Centro Histórico de São Paulo, São Paulo - SPRealização: RMIG, Geledés Instituto da Mulher Negra, OAB SP, Luderê Afro Lúdico

Leia mais

Roda de conversa com Geledés

Roda de conversa com Geledés Do Sesc Com integrantes do Geledés - Instituto da Mulher Negra. Duas rodas de conversa propostas e mediadas por Suelaine Carneiro e Maria Sylvia Oliveira. Dia 07/09 - Mulheres que Cuidam e Protegem Mulheres: a atividade trará as ações desenvolvidas no projeto Promotoras Legais Populares-PLPs, que capacita mulheres em direitos humanos das mulheres e em sobre as diversas violências que acometem as mulheres. Destacará o aplicativo Juntas - um app que auxilia mulheres em situação de violência e conecta mulheres à uma rede de confiança e de proteção. A atividade contará com a participação de uma PLP, que trará sua experiência no atendimento à mulheres vítimas de violências, além de orientação para utilização do app. Dia 21/09 - Feminismo Negro: a partir da atuação feminista e antirracista de Geledés Instituto da Mulher Negra, a atividade apresentará as ações realizadas em defesa dos direitos das mulheres e mulheres negras em...

Leia mais
Arte: KKSantos

Curso: Violência, Gênero e Raça: Resistência e caminho de superação – Inscreva-se

Nas sociedades brasileira, latino-americana e caribenha as assimetrias de raça e de gênero integram o cotidiano das relações sociais, que resultam em violências perceptíveis nas estatísticas e nos depoimentos de mulheres, em especial as negras e indígenas, em espaços onde podem ser ouvidas. Arte: KKSantos Os dados estatísticos revelam a presença das mulheres nos diferentes indicadores de vulnerabilidade social. Elas vivenciam exclusões socioeconômicas, políticas e culturais e sofrem as consequências do racismo, do sexismo e da intolerância em experiências de violência verbal, física e psicológica. A violência social, de gênero e de raça tem suas causas na estrutura social excludente, que naturaliza a sua invisibilidade e justifica a discriminação e preconceitos contra estes grupos. O Curso Latino Americano de Pastoral e Relações de Gênero trará este tema para o debate de forma a contribuir com a compreensão das origens e consequências da violência contra as mulheres....

Leia mais

#GeledesEsportes: O futebol como meio de resgate

Geledés inicia hoje no YouTube um espaço direcionado ao esporte. O objetivo é abordar os temas de raça e gênero dentro da esfera esportiva evidenciado boas práticas, políticas e programas para o esporte em geral. O nosso primeiro convidado é coordenador da Escola Coxa Butantã, Mario Augusto, que fala sobre o futebol como meio de resgate de vidas e o trabalho de cidadania que ele desenvolve junto com outros atores nos campos de várzea ainda existentes em algumas regiões de SP. 

Leia mais

Mulheres Negras do Cone Sul apresentam estudos na CEPAL

Nos marcos do Fórum dos Países da América Latina e Caribe sobre Desenvolvimento Sustentável, realizado pela CEPAL de 18 a 20 de abril em Santiago, Chile, integrantes do Projeto Mulheres Negras do Cone Sul, seu retrato em preto e branco formado por Coletiva de Mujeres do Uruguai, Criola e Geledés do Brasil e Luana, do Chile apresentaram, na abertura das das atividades paralelas do Fórum, um painel sobre os estudos que realiza sobre os ODS – Objetivos de Desenvolvimento e os principais resultados dos Censos 2010 e os desafios para os Censos de 2020 para os países do Cone Sul. enviado por Nilza Iraci A mesa foi composta pelas coordenadoras do projeto, por Laís Abramo, Diretora da Divisão de Desenvolvimento Social da CEPAL , Fabiana Del Popolo, Oficial de Assuntos de População da CELADE-Divisão de População da CEPAL, e por Marta Rangel, consultora. Lais Abramo destacou a importância de as...

Leia mais

“Eu falo sem medo, e você?”

“Eu falo sem medo, e você?”. Essa é a pergunta que mulheres de todo o país vão fazer em agosto, por causa dos 10 anos da Lei Maria da Penha. Vamos mostrar que estamos mobilizadas em todo o Brasil pelo fim da violência contra a mulher e convocar todas a também falarem sem medo! A campanha é uma iniciativa dos 33 grupos apoiados pelo Fundo Fale Sem Medo em 2016. O Fundo Fale Sem Medo é uma parceria entre o Instituto Avon e o Fundo ELAS que apoia projetos que atuam pelo fim da violência contra as mulheres. Compartilhe os vídeos e ações da campanha usando as hashtags #EuFaloSemMedo e #10anosLeiMariadaPenha e fortaleça essa ideia!   leia também: Juntas – O aplicativo do PLP 2.0 no enfrentamento à violência contra as mulheres

Leia mais

25 de julho: Mulheres Negras arrastam mais de 2 mil pelas ruas de São Paulo

Entre as palavras de ordem estava “Fora Temer” e “queremos” o fim do racismo, sexismo, da violência doméstica e da cultura do estupro Agência Áfricas de Notícias – por Claudia Alexandre Em caminhada pelas ruas do centro de São Paulo, cerca de 2 mil mulheres participaram, nesta segunda-feira, da Marcha de Mulheres Negras. O evento marcou o 25 de Julho, Dia internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, que também motivou manifestações em todo o país. A concentração teve início às 17 horas, na Praça Roosevelt e por volta das 20 horas, seguiu pelas ruas da Consolação e Xavier de Toledo até o Largo do Paissandu, onde fica a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, um dos patrimônios da cultura afro-brasileira na cidade. A data marca a luta de resistência da mulher negra contra a opressão de gênero, raça e exploração de classe e foi firmado em...

Leia mais
Inaugurado o Centro de Referência – Vice-prefeita Nadia Campeão, Secretário Maurício Pestana , Maria Sylvia Oliveira presidente do Geledes e Leci Brandão Deputada Estadual

São Paulo abre centro de promoção da identidade negra

A prefeitura da capital paulista inaugurou ontem (8) o Centro de Referência da Igualdade Racial, na Vila Maria, zona norte da cidade. A iniciativa tem como objetivo denunciar casos de racismo e trabalhar na promoção da identidade negra. Do RBA O centro é uma parceria entre a prefeitura e o Geledés Instituto da Mulher Negra. Em entrevista à repórter Michelle Gomes da TVT, a presidenta do Geledés, Maria Sylvia Oliveira, afirma que o espaço ampliará a capacidade de prover apoio e suporte à população negra. “Vamos trazer quatro tipos de profissionais: assistente social, pedagoga, psicóloga e advogados, para que possamos fazer um atendimento multidisciplinar.” O conselheiro participativo da região, Roberto Barbosa, diz que aguardava há anos um serviço voltado à comunidade negra do bairro. “Esse espaço é uma das afirmativas que os negros do bairro precisam.” Além de atendimento a vítimas de racismo, o local será um espaço de debate sobre...

Leia mais

São Paulo ganha novo Centro de Referência de Promoção da Igualdade Racial

O serviço, localizado no bairro de Vila Maria, oferecerá apoio à população em casos de discriminação racial Enviado pela  SMPIR para o Portal Geledés  No próximo dia 08 de março, terça-feira, a Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial (SMPIR) inaugura, com o apoio do Geledés – Instituto da Mulher Negra - um Centro de Referência de Promoção da Igualdade Racial, no bairro de Vila Maria. Para celebrar o início de suas atividades e também o Dia Internacional da Mulher, o local oferecerá uma programação especial com atrações artísticas e culturais, entre 08h e 17h. O Centro de Referência é um serviço público e gratuito municipal que prevê a prestação de atendimento e orientação multiprofissional em casos de discriminação racial. O espaço contará ainda com oficinas, debates, palestras, ações pedagógicas e outras atividades relacionadas à inclusão e igualdade, tornando-se um equipamento permanente de vigilância, valorização e respeito à identidade. “Por...

Leia mais

O quadro FLASH BLACK trás essa semana o especial das revistas “Pode crê “

O blog Olha Onde a Favela Chegou volta a lançar o especial “FLASH BLACK”,  só que dessa vez iremos publicar uma série especial com capas de revistas, fanzines e jornais importantes que mesmo com muita dificuldade de distribuição, contribuíram (e muito!) com a difusão da Cultura Hip Hop brasileira. Levando na medida do possível informações aos adeptos do Hip Hop a cerca do que rolava em cada época. Viagem nessa epopéia e vem com “nóis”!!! Na primeira postagem traremos pra vocês as capas das primeiras edições da revista PODE CRÊ! (que foi publicada entre 1993 e 1994), lendária revista idealizada pelo Geledés (Instituto da Mulher Negra), a revista PODE CRÊ!  É oficialmente a primeira revista brasileira especializada em Hip Hop de que se tem notícia. Em sua primeira edição (fevereiro/março 1993), a revista PODE CRÊ! Trás em sua capa na menos que Mano Brown dos Racionais, no auge dos seus 23 anos (hoje...

Leia mais

Declaracion de Asuncion Paraguay Foro Interamericano Afrodescendiente

Participación e Incidencia De Los Y Las Afrodescendientes En La 44 Asamblea General De La Oea “Desarrollo con Inclusión Social”   Enviado por Rodnei Jericó advogado do Geledés Las organizaciones de hombres, mujeres y jóvenes Afrodescendientes y organizaciones LGBTI Afrodescendientes que luchamos por los derechos humanos reunidas en la Ciudad de Asunción, Paraguay el 1 de junio del 2014, en el marco de la 44 Asamblea General de los Estados Americanos (OEA) “Desarrollo con Inclusión Social”. PREOCUPADOS por el racismo que se manifiesta en la realidad social, económica, jurídica, política y cultural de las poblaciones afrodescendientes en la región, caracterizada por la pobreza generalizada, la desigualdad, el hambre la exclusión social política y económica y la expropiación de territorios ancestrales que reducen las posibilidades de tener una mejor calidad de vida. OBSERVAMOS con preocupación que el racismo, la discriminación racial, y la violencia prejuiciosa hacia la población LGBTI Afrodescendiente, entre...

Leia mais
O Geledés é uma organização da sociedade civil que se posiciona em defesa de mulheres e negros por entender que esses dois segmentos sociais padecem de desvantagens e discriminações no acesso às oportunidades sociais em função do racismo e do sexismo vigentes na sociedade brasileira.

Geledés – O que fazemos

Geledés - Instituto da Mulher Negra foi criado em 30 de abril de 1988. O Geledés é uma organização da sociedade civil que se posiciona em defesa de mulheres e negros por entender que esses dois segmentos sociais padecem de desvantagens e discriminações no acesso às oportunidades sociais em função do racismo e do sexismo vigentes na sociedade brasileira. Posiciona-se também contra todas as demais formas de discriminação que limitam a realização da plena cidadania, tais como: a homofobia, a lesbofobia, os preconceitos regionais, de credo, opinião e de classe social. Dessa perspectiva, as áreas de atuação prioritárias da ação política e social de Geledés são a questão racial, as questões de gênero, as implicações desses temas com os direitos humanos, a educação, a saúde, a comunicação, o mercado de trabalho, a pesquisa e as políticas públicas. Em todos esses temas Geledés desenvolve projetos próprios ou em parceria com outras...

Leia mais
CONVITE-PLP-2012-2

Geledés realiza a cerimônia de encerramento do curso de Capacitação de Promotoras Legais Populares

No próximo dia 01 de dezembro, o Geledés - Instituto da Mulher Negra, realizará a cerimônia de conclusão do Curso de Capacitação de Promotoras Legais Populares – IX TURMA. Esta edição do projeto PLPs teve inicio em novembro de 2011 e durante um ano capacitou mulheres lideranças comunitárias oferecendo instrumentos de conhecimento na área do Direito e de Cidadania, que lhes possibilitem transformar a sua realidade e consequentemente de sua comunidade. O projeto PLPs do Geledés foi iniciado em 1999 e desde então vem ampliando o leque de temas abordados em seus cursos, numa perspectiva multidisciplinar e lançando um olhar mais aprofundado sobre a questão étnico-racial. O projeto já formou mais de 300 mulheres, entre elas um grupo de advogadas da Região Metropolitana de São Paulo, outro formado por funcionárias e voluntárias do Hospital de São Matheus, onde foi criado um Núcleo de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência....

Leia mais
Rodnei Jericó

Informações da Pré-Cumbre de Afrodescendentes Panamá – 24 a 28 de outubro 2012

Reunidos entre 24 e 28 de outubro na cidade do Panamá, representantes de organizações não governamentais de 39 países da América Latina, Caribe e América Central com a finalidade e com os auspícios do governo panamenho para o fim de estabelecer o programa para a Cumbre de Madri, que se dará provavelmente em 2014. Esta pré cumbre é seguimento da I Cumbre Mundial sediada em Honduras, na cidade de La Ceiba em agosto de 2011, que estabeleceu um marco jurídico e politico na região ao tratar de diversos temas e problemas que afetam esta parcela da população do continente americano. Com base na declaração de La Ceiba 2011 foram discutidos temas que afetam diretamente homens e mulheres afrodescendentes que vivem em circunstâncias que atentam contra o disfrute de direitos elementares e que a discriminação e racismo aprofundam brechas entre as condições de vida desta parcela da população e demais grupos da sociedade, situação que infelizmente persiste ante a falta de politicas públicas mais...

Leia mais
princesageral

Princesa Mary e as PLPs – aqui como lá – por Nilza Iraci

Dia 17 de setembro vai ficar marcado para as PLPs – Promotoras Legais Populares do Geledés – Instituto da Mulher Negra, como um momento histórico, quando puderam estar frente a frente, em São Matheus, periferia de São Paulo, com a Sua Alteza Real, a Princesa Mary da Dinamarca, num diálogo aberto e franco sobre os problemas enfrentados pelas mulheres em situação de violência, e por aquelas que lutam no seu cotidiano contra essa prática, oferecendo a essas mulheres uma nova perspectiva de vida Nilza Iraci Geledés – Instituto da Mulher Negra Ela foi recebida com entusiasmo pelas diretoras do Hospital de São Matheus, onde foi criado um Núcleo de atendimento às mulheres em situação de violência, pelas coordenadoras da Casa Cidinha Kopcak, pela diretoria do Geledés e pelas Promotoras Legais Populares do Geledés. A visita contou ainda com a presença do Sr. Maru Sareen, Ministro de Gênero e Assuntos Eclesiásticos...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist