Namíbia, não! Peça de Lazaro Ramos até 10/07 no Teatro Vila Velha

Sinopse

Em 2016, o Governo brasileiro decretou uma Medida Provisória obrigando que todos os de ‘melanina acentuada’ sejam capturados e enviados imediatamente à África, provocando, em pleno século XXI, o revés da diáspora vivida pelo povo africano do Brasil escravocrata. A medida é uma ação de reparação social aos danos causados pela União. Mas, para não incorrer no crime de “Invasão a Domicílo”, eles só podem ser capturados na rua. Assim, André e Antônio passam o dia trancados no apartamento, debatendo as questões sociais e econômicas da vida atual, seus anseios pessoais e as consequências de um iminente retorno à África-mãe.


Teatro é o mesmo que revelou o diretor da peça, o também ator Lázaro Ramos; reestreia terá pocket show do grupo BaianaSystem após a sessão e temporada faz preço especial para estudantes da rede pública de ensino.

Sucesso de público nas 2 primeiras temporadas realizadas na capital baiana, a peça Namíbia, não! agora tem como novo lar: o palco do histórico Teatro Vila Velha, local que revelou o diretor do espetáculo, Lázaro Ramos, formado no Bando de Teatro Olodum. O espetáculo fica em cartaz a partir desta sexta-feira, dia 3, até 10 de julho. As sessões acontecem de sexta a domingo, sempre às 20h.

Para celebrar o início da nova temporada, a primeira sessão terá a participação do grupo BaianaSystem, que fará um pocket show ao fim da apresentação dos atores. Esta escolha deu-se por causa da utilização de uma das músicas do grupo na trilha do espetáculo, Jah Jah Revolta, que será tocada ao vivo no encerramento da sessão.

Projeto idealizado pelo guitarrista Robertinho Barreto, o BaianaSystem vem ganhando destaque local e nacional pela sua inovadora mistura de sons urbanos com a guitarra baiana, atualizando as possibilidades deste instrumento para além da música voltada apenas ao carnaval.

Diretor Lázaro Ramos, atores Aldri Anunciação e Flávio Bauraqui, e músicos do BaianaSystem

SERVIÇO

3a temporada do espetáculo Namíbia, não!

de 3 de junho a 10 de julho/2011

Teatro Vila Velha [Av. Sete de Setembro, s/n – Passeio Público, Campo Grande, Salvador (71) 3083-4600]

às sextas, sábados e domingos, sempre às 20h

ingressos: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia entrada), à venda no local [bilheteria abre às 18h. O público pode comprar entradas antecipadas para sessões dos outros dias]

PROMOÇÃO: Os 30 primeiros estudantes de escolas e universidades públicas pagarão R$10,00.

 

+ sobre o tema

Em Moçambique, etanol de mandioca substitui carvão na cozinha

MAPUTO, 8 Jun 2012 (AFP) -A mandioca costuma...

Site oferece sambas antigos para download de graça

Olá amantes do Samba! Do Canal do Ensino  “Quem não gosta...

“Deusa da melanina”: senegalesa conquista a internet

Dona de uma cor impressionante, a modelo Khoudia Diop...

para lembrar

Plantio tradicional de quilombolas se torna patrimônio cultural do país

Saber valorizar nossa própria cultura e reconhecer o que...

Número de escolas quilombolas cresce no Brasil

Instituições de ensino que atendem remanescentes de quilombos no...

Congolesas estupradas por rebeldes são repudiadas pelos maridos

Por: France Presse Nakiele - A maioria das...

Nana Vasconcelos:Projeto Música Para Crianças

  Projeto Música Para Crianças - Ações de Formação para...
spot_imgspot_img

‘Está começando a segunda parte do inferno’, diz líder quilombola do RS

"Está começando a segunda parte do inferno", com esta frase, Jamaica Machado, líder do Quilombo dos Machado, de Porto Alegre, resumiu, com certo desânimo, a nova...

Álbum de Lauryn Hill é considerado melhor da história em lista da Apple Music; veja ranking

Uma lista publicada pela Apple Music elegeu os 100 melhores álbuns de todos os tempos. Em primeiro lugar, a escolha foi para 'The Miseducation...

Brasileiro dirige único teatro negro da Alemanha

"Ainda tenho um milhão de coisas para fazer", diz Wagner Carvalho, diretor artístico do teatro Ballhaus Naunynstrasse em Berlim, poucas horas antes da estreia da noite. Wagner não...
-+=