Naomi Campbell defende modelos negras

DAR ES SALAAM (Reuters) – Com uma adaga dourada na cintura em seu primeiro desfile africano, a top model Naomi Campbell saiu de trás de um brilhante véu para protestar contra a discriminação das modelos negras no mundo desenvolvido.

“Onde se vê uma mulher negra em um anúncio publicitário? É bastante evidente”, disse a modelo à Reuters em uma entrevista nos bastidores do desfile “Fashion for Relief”, um evento beneficente realizado pela primeira vez na África.

“Definitivamente há espaço (para mais modelos negras), mas estão se esforçando o bastante? Estava melhorando, mas retrocedeu este ano”, acrescentou.

A modelo britânica desfilou conjuntos extravagantes com contas, plumas de pavão real e colares enormes de estilistas locais, ao lado de aspirantes a modelo de todo o continente, que competem para ser o novo rosto da África.

“As mulheres negras que tiveram grande experiência de vida precisam compartilhar suas vivências com outras. No mundo não existe só cabelos loiros e olhos azuis. Precisamos compartilhar”, disse.

Para Campbell, que visita o Quênia regularmente mas que nunca havia pisado numa passarela na África, o continente tem muito potencial.

“A África é um lugar de tragédia, mas vejo beleza em todos os lados, há tantas mulheres africanas bonitas”, disse.

As verbas do evento de moda em Dar es Salaam, onde o vestido usado por Naomi foi arrematado por 10.000 dólares, destinam-se a apoiar a saúde das mães africanas.

Naomi é embaixadora da White Ribbon Alliance, uma coalizão internacional para a saúde materna que este ano está fazendo sua reunião anual na Tanzânia, onde uma mulher no parto a cada quatro horas.

 

+ sobre o tema

Morre herói da independência da Namíbia e companheiro de prisão de Mandela

Companheiros de resistência e organizações da sociedade civil rendem...

Entrevista: Cida Abreu fala sobre o que significa presidir a Fundação Palmares

Recém-empossada, a presidenta da Fundação Cultural Palmares (FCP/MinC), Cida...

Spike Lee prepara filme sobre Michael Jackson

Los Angeles (EUA.), 22 abr (EFE).- O ator Samuel...

para lembrar

Após sentir desigualdade na pele, jovem lança marca para unir negros e brancos

Tauan Kaique trocou de família várias vezes na infância...

Após vitória, Ronaldinho Gaúcho ensaia adeus: ‘Quero sair do Flamengo pela porta da frente’

Personagem principal de uma turbulenta semana rubro-negra, o craque...

Um relato sobre cabelos crespos quimicamente tratados

Certamente o cabelo é algo importante para toda mulher. Crescemos...

Migrações negras no pós-abolição do sudeste cafeeiro (1888-1940)

O presente artigo tem por objetivo analisar o processo...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=