Nota Pública | Ação violenta e desproporcional

Conectas cobra investigação em ação do Exército que matou músico e feriu outros dois, no Rio de Janeiro

Do Conectas 

Carro fuzilado pelo Exército em Guadalupe, Rio — Foto: Fábio Teixeira/AP

A Conectas Direitos Humanos lamenta profundamente a morte do músico Evaldo dos Santos Rosa, ocorrida na tarde do último domingo (7), em Guadalupe, zona norte do Rio de Janeiro. O carro em que Evaldo e sua família estavam foi alvejado por mais de 80 tiros disparados durante uma ação do Exército.

De acordo com o CML (Comando Militar do Leste), os militares envolvidos estariam reagindo à atuação de assaltantes, o que posteriormente se provou incorreto. “A atuação das forças de segurança não pode se pautar em achismos ou presunções, nem naturalizar a letalidade policial. As declarações das autoridades envolvidas na apuração legitimam a violência de Estado e a atuação imprudente, senão negligente, das forças de segurança, como se houvesse uma licença para matar no país”, explica Marcos Fuchs, diretor jurídico da Conectas.

Essas e tantas outras mortes recaem desproporcionalmente sobre os corpos negros e periféricos, como a do jovem Christian Felipe Santana, ocorrida no último dia 06 durante uma blitz do Exército, e acontecem em meio a declarações de incentivo ao uso indiscriminado de força letal e de natureza militarizada, defendidas por governantes. Tais propostas não solucionam os problemas de segurança pública e ainda perpetuam as falhas causadas pela ausência de mecanismos efetivos de controle das atividades de polícia no país.

+ sobre o tema

Iza faz show em live para anunciar gravidez: ‘Parece que o mundo já mudou de cor’

A cantora Iza está grávida de seu primeiro filho....

Foi a mobilização intensa da sociedade que manteve Brazão na prisão

Poucos episódios escancararam tanto a política fluminense quanto a...

Selo Sesc lança Relicário: Dona Ivone Lara (ao vivo no Sesc 1999)

No quinto lançamento de Relicário, projeto que resgata áudios...

para lembrar

Der Spiegel: PM carioca é pior que as gangues

  “Pior do que gangues”. Esta é a...

Secretário de Haddad diz que disparo contra jovem no Jaçanã foi intencional

Rogério Sottili conversou com parentes e amigos do rapaz...

Em Alagoas todo dia se mata um jovem Zumbi!

por Arísia Barros   Em Alagoas o genocídio de jovens negros...

O racismo e o novo Capitão do Mato

Acompanhado de meu cunhado e sua namorada,...
spot_imgspot_img

Movimentos sociais e familiares de mortos em operações policiais realizam ato em SP

Um ato para protestar contra a matança promovida pela Polícia Militar na Baixada Santista está agendado para esta segunda-feira, 18, às 18h,  em frente...

Negros são maioria entre presos por tráfico de drogas em rondas policiais, diz Ipea

Nota do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que negros são mais alvos de prisões por tráfico de drogas em caso flagrantes feitos...

Um guia para entender o Holocausto e por que ele é lembrado em 27 de janeiro

O Holocausto foi um período da história na época da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), quando milhões de judeus foram assassinados por serem quem eram. Os assassinatos foram...
-+=