Guest Post »
O estuprador da Paulista e o Judiciário que vê mulheres como estatística. Por Nathalí Macedo

O estuprador da Paulista e o Judiciário que vê mulheres como estatística. Por Nathalí Macedo

Uma mulher se distrai por alguns minutos no ônibus, em plena Avenida Paulista e, quando se dá conta, está suja de sêmen.

Por Nathalí Macedo, do DCM

 

PMs no ônibus onde estava o estuprador: para nada

Percebe, em desespero, que um homem desconhecido havia ejaculado nela, porque, é claro, se uma mulher fica por aí distraída no transporte público, só pode estar pedindo gozadas grátis.

Related posts