terça-feira, janeiro 26, 2021

Resultados da pesquisa por 'homicídio'

justiça federal

Obstáculos à defesa da vida

Fonte: Observatório da Favela -   O Centro Cultural Justiça Federal, no Rio de Janeiro, sediou na última segunda-feira, dia 28, a conferência "Obstáculos à implantação de políticas públicas de segurança voltadas à redução da violência letal". A mesa de debate contou com a participação do comandante de Unidades Especiais da Polícia Militar, tenente-coronel Antonio Carballo Blanco, e da pesquisadora da Universidade Cândido Mendes e fundadora da Rede Latino-Americana de Policiais e Sociedade Civil, Jacqueline Muniz. O presidente do Rio de Paz, Antônio Carlos Costa, mediou as apresentações que trataram de tópicos ligados às atuais dificuldades para o desenvolvimento e a continuidade de ações públicas articuladas à sociedade civil e a instâncias policiais e jurídicas, no combate, redução e prevenção de violência letal por homicídios no Brasil.   A conferência foi realizada por ocasião do 3° Fórum Violência, Participação Popular e Direitos Humanos, promovido pelo Centro de Informação das Nações ...

Leia mais
maria-da-penha

Com Lei Maria da Penha, cresce divulgação dos direitos da mulher no País

BRASÍLIA - O terceiro aniversário da implementação da lei 11.340/06, conhecida como Maria da Penha, apresenta um aumento no conhecimento das mulheres em relação aos seus direitos de defesa contra a violência doméstica. A avaliação é do Coordenador Central de Atendimento à Mulher Ligue 180, Pedro Ferreira. A entidade fez um levantamento, avaliando o primeiro semestre dos anos de 2007, 2008 e 2009. Neste período, os atendimentos só aumentaram: 58.412; 122.222 e 161.774, respectivamente. "É importante frisar que o aumento nos atendimentos não significa um aumento da violência e, sim do registro, da busca por ajuda", analisa Ferreira. O coordenador do central afirma que o "Ligue 180" não é um disque-denúncia, "mas um serviço gratuito que funciona 24h, por telefone, em todo País, orientando as vítimas de violência sobre onde procurar ajuda e o que fazer". O balanço do serviço identificou que a maioria dos atendimentos foi feita na região ...

Leia mais
elida

1ª CONSEG: A Política de Segurança na Pauta Pública

por: Élida Miranda dos Santos     A política de segurança pública é uma questão social complexa, a sociedade está se apropriando desta discussão, embora a Constituição Federal de 1988 prevê a participação democrática na construção das políticas publicas, esta foi a primeira vez na história do país que o Governo Brasileiro colocou a segurança na pauta pública. Neste sentido as conferências livres, Municipais eletivas e Estadual foram espaços importantes de participação democrática, partilhando a construção do novo paradigma da política nacional de segurança pública com a sociedade. Desta forma ampliou e descentralizou o processo de participação dos distintos segmentos e atores. Cabe ainda ressaltar que no Estado de São Paulo tivemos um processo intenso de mobilização, organização e realização de conferências em suas distintas etapas, possibilitando que o Poder Público, Sociedade Civil e Trabalhadores pudessem se apropriar e definir princípios e diretrizes norteadores da política de nacional de segurança, ...

Leia mais
gay

Gays enchem orla de cores e exigem fim de preconceito

Fonte: JC Online - Gays, lésbicas e simpatizantes do movimento homossexual estarão na beira-mar do Recife, das 9h às 17h deste domingo, para denunciar o preconceito e a homofobia no Estado de Pernambuco. A oitava edição da Parada da Diversidade ocupará dois quilômetros da orla de Boa Viagem, na Zona Sul, com palco, dez trios elétricos, artistas locais e um público estimado em 200 mil pessoas pelos organizadores. Expectativa superior aos 80 mil que acompanharam o desfile no ano passado.O evento, organizado pelo Fórum de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros (LGBT) de Pernambuco, não é só uma festa. “É uma oportunidade de chamar a atenção da sociedade para nossa luta”, diz Rildo Veras, representante do Movimento Gay Leões do Norte no Fórum LGBT. Eles também aproveitarão a oportunidade para divulgar e defender a aprovação do Projeto de Lei nº 122, de 2006, que torna crime a discriminação e o preconceito ...

Leia mais
carlos-eduardo

Juventude negra e segurança pública

por Carlos Eduardo Dias Machado A carne (Seu Jorge, Marcelo Yuca e Wilson Capellette) A carne mais barata do mercado é a carne negra Que vai de graça pro presídio E para debaixo do plástico Que vai de graça pro subemprego E pros hospitais psiquiátricos A carne mais barata do mercado é a carne negra Que fez e faz história Segurando esse país no braço, meu irmão. O gado aqui não se sente revoltado Porque o revólver já está engatilhado E o vingador é lento, mas muito bem intencionado Esse país vai deixando todo mundo preto E o cabelo esticado E mesmo assim, ainda guardo o direito De algum antepassado da cor Brigar por justiça e por respeito De algum antepassado da cor Brigar bravamente justiça e por respeito   Não é coisa da sua cabeça?   É conhecido de todas as pessoas que moram nas periferias dos grandes centros ...

Leia mais
foto 4921 600400index

Matança em Minas Gerais

Fonte:Jornal Recomeço Quem dá ordem para matar? O major? O coronel? O Comandante-Geral? O governador do Estado? Ou não precisa nem de ordem? Certa vez, um preso oriundo do Rio de Janeiro disse aos companheiros de cela aqui em Minas Gerais que eles ainda deviam se consolar porque em Minas Gerais a polícia aleija, mas no Rio, mata. Isso faz alguns anos. De lá pra cá, ele não poderia nem fazer essa ressalva, porque a polícia de Minas Gerais mata tanto ou mais que no Rio. A que ponto de barbárie chegamos: em se disputar polícia que mata ou aleija. Enquanto isso, o governador Aécio Neves prepara-se para viajar pelo Brasil em campanha eleitoral. As PMs juntamente com as polícias civis, subordinam-se diretamente ao Poder Executivo (Governador e Secretário de Segurança Pública de cada estado) (art. 144, §6o.). Portanto, caberia ao governador prestar conta à população da mortandade da sua ...

Leia mais
logo-plataforma1

Plataforma Centros Urbanos

    A Plataforma dos Centros Urbanos contribui para que todas as crianças e todos os adolescentes das cidades possam crescer e se desenvolver com saúde, aprender mais, ter acesso à cultura, se divertir, praticar esportes e estar sempre protegidos contra qualquer tipo de violência. Dessa maneira, a Plataforma espera reduzir as desigualdades entre quem mora nessas comunidades e quem vive em outras regiões da cidade.A Plataforma dos Centros Urbanos, lançada neste ano pelo Unicef nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Itaquaquecetuba (SP), definiu 20 metas municipais e 30 metas comunitárias nas áreas de educação, saúde, assistência social e proteção. O intuito é mobilizar governo, sociedade civil, empresas e cidadãos para que trabalhem em conjunto na promoção da melhoria na qualidade de vida de crianças, jovens e adolescentes moradores em comunidades populares, por meio do desenvolvimento e da gestão de políticas públicas, programas e ações voltadas a ...

Leia mais
maria-da-penha

Com Lei Maria da Penha, cresce divulgação dos direitos da mulher no País

BRASÍLIA - O terceiro aniversário da implementação da lei 11.340/06, conhecida como Maria da Penha, apresenta um aumento no conhecimento das mulheres em relação aos seus direitos de defesa contra a violência doméstica.   A avaliação é do Coordenador Central de Atendimento à Mulher Ligue 180, Pedro Ferreira. A entidade fez um levantamento, avaliando o primeiro semestre dos anos de 2007, 2008 e 2009. Neste período, os atendimentos só aumentaram: 58.412; 122.222 e 161.774, respectivamente.   "É importante frisar que o aumento nos atendimentos não significa um aumento da violência e, sim do registro, da busca por ajuda", analisa Ferreira.   O coordenador do central afirma que o "Ligue 180" não é um disque-denúncia, "mas um serviço gratuito que funciona 24h, por telefone, em todo País, orientando as vítimas de violência sobre onde procurar ajuda e o que fazer".   O balanço do serviço identificou que a maioria dos atendimentos ...

Leia mais
escravidao_news

Jovens passaram quatro anos como escravos do gado

Fonte: Blog do Sakamoto - Muitos acham difícil a vida entre os 12 e os 16 anos - escola, relacionamentos amorosos, os pais que não os entendem, uma bomba hormonal que cai de repente, dinheiro curto... Mas difícil mesmo era a vida de dois adolescentes de 16 anos que passaram os últimos quatro anos como escravos na fazenda Barbosa, no município de Minaçu (GO). Faziam parte de um grupo de 32 libertados da escravidão, alguns dos quais pastavam na área há 12 anos. A ação de libertação, realizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, Ministério Público do Trabalho e Polícia Rodoviária Federal, ocorreu em terras de Agenor Ferreira Nick Barbosa, grande pecuarista da região. Se alguém quisesse equipamento de proteção para o trabalho tinha que comprar. Se alguém precisasse de foices também. Ou seja, pagavam para trabalhar. Alguns dormiam em pedaços de espumas velhas. Outros passavam a noite debaixo de ...

Leia mais
assassinatos

Número de negros assassinados no Brasil é duas vezes maior do que o de brancos

Fonte: Correio da Bahia   O número de negros assassinados no Brasil é duas vezes maior do que o de brancos, apesar de cada grupo representar cerca de metade da população do país. A constatação é de um levantamento feito pelo Laboratório de Análises Econômicas, Históricas, Sociais e Estatísticas das Relações Raciais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com base em dados do Sistema Único de Saúde (SUS) referentes a 2006 e 2007. Nesses dois anos, 59.896 negros foram assassinados. Entre os brancos, o número foi de 29.892. A diferença entre o número de homicídios de negros e brancos é maior entre as crianças e jovens de 10 a 24 anos. Entre os maiores de 40 anos, o número de homicídios é quase o mesmo nos dois grupos. Segundo o coordenador do laboratório, Marcelo Paixão, os números mostram que os negros estão sujeitos a uma exposição maior de ...

Leia mais
assassinatos

Número de negros assassinados no Brasil é duas vezes maior do que o de brancos

Fonte: Correio da Bahia   O número de negros assassinados no Brasil é duas vezes maior do que o de brancos, apesar de cada grupo representar cerca de metade da população do país. A constatação é de um levantamento feito pelo Laboratório de Análises Econômicas, Históricas, Sociais e Estatísticas das Relações Raciais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com base em dados do Sistema Único de Saúde (SUS) referentes a 2006 e 2007. Nesses dois anos, 59.896 negros foram assassinados. Entre os brancos, o número foi de 29.892. A diferença entre o número de homicídios de negros e brancos é maior entre as crianças e jovens de 10 a 24 anos. Entre os maiores de 40 anos, o número de homicídios é quase o mesmo nos dois grupos. Segundo o coordenador do laboratório, Marcelo Paixão, os números mostram que os negros estão sujeitos a uma exposição maior de ...

Leia mais
assassinatos

Mortes sobem em Estados onde verba de segurança caiu

Taxa de homicídios dolosos (com intenção) subiu em GO, ES, RS, PI e SC, que cortaram gastos no setor em 2008 Em SC, corte chegou a 83,43%; cientista social diz que, pela primeira vez, é possível constatar a relação entre os dois fenômenos   Os cinco Estados brasileiros que cortaram gastos na área de segurança pública registraram um aumento na taxa de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) no ano passado em comparação com 2007. Os que reduziram suas despesas nessa área no período foram: Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Goiás, Piauí e Santa Catarina. Os cortes chegaram a 83,43%, no caso de Santa Catarina, que explica essa redução por ter excluído de suas estatísticas o pagamento de salários de funcionários e encargos. O aumento na taxa de homicídio variou de 2,7% a 22,5% nesses cinco Estados. Os dados são do terceiro Anuário do Fórum Brasileiro da ...

Leia mais
@BRIT/Nappy

Das ações sobre aborto no Brasil, 31% julgam violência contra gestantes

Estudo analisou quase 800 decisões de tribunais estaduais, STJ e STF. 67% dos casos ocorrem no Sudeste; 63% são de homicídio. Por Ricardo Muniz, do G1 Foto: @BRIT/Nappy Pesquisa inédita constatou que 31% das ações judiciais que tratam de aborto no Brasil referem-se a interrupções de gravidez causadas por violência contra gestantes. As autoras, a advogada Tamara Amoroso Gonçalves e a socióloga Thais de Souza Lapa, analisaram durante cerca de um ano 781 processos julgados pelos Tribunais de Justiça de todos os estados, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF) entre 2001 e 2006.   Apoiadas pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), as pesquisadoras iniciaram a leitura dos acórdãos interessadas em avaliar a influência de conceitos religiosos nas decisões do Poder Judiciário. Em 2004, a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde (CNTS) entrou com ação no STF pedindo que a ...

Leia mais
Forca

A pena de morte em vigor

Fonte: Rede Pró Brasil -   Sabia-se que o sistema carcerário brasileiro é péssimo. Mas não que fosse tão ultrajante à vida e à dignidade humana, como testemunharam os que trabalharam nos mutirões carcerários promovidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que no período de um ano libertou 4.781 pessoas indevidamente presas - conforme reportagem publicada sábado pelo Estado. Os exemplos são escabrosos, mas não há como fugir deles, pois só assim se tem a noção real de a que ponto chegou a falência de um sistema, envolvendo muitas instituições públicas. Em um ano o CNJ examinou 28.052 processos em 13 Estados e terminou por libertar 17,36% do total de presos cuja situação jurídica foi analisada, inclusive 310 menores. Uma parte dos presos já havia cumprido a pena, mas permanecia encarcerada; outra parte tinha direito à progressão da pena e outra parte estava presa sem processo algum, sem acusação, ou ...

Leia mais
edital

Edital seleciona projetos de promoção de direitos de adolescentes negros

Fonte: Blog do Andrey Sgorla Propostas de projetos que visem à promoção e garantia de direitos de adolescentes e jovens afro-brasileiros, com idade entre 15 e 24 anos e em situação de vulnerabilidade social, podem ser enviadas até o próximo dia 15 para participar do Projeto Farol - Oportunidade em Ação. O edital é promovido pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR/PR) em parceria com o Ministério da Justiça, no âmbito do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (PRONASCI). O valor total do repasse dos recursos é de três milhões e trezentos mil reais e o valor de repasse por projeto aprovado será de no mínimo R$ 100.000,00 (cem mil reais) e no máximo R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), para Estados e Distrito Federal e, no mínimo R$ 100.000,00 (cem mil reais) e no máximo R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) para municípios. Poderão concorrer prefeituras e ...

Leia mais
feminismo

Defensoria é acionada por Fórum de Mulheres em Lauro de Freitas

  No final do mês de junho, a sociedade ficou chocada com o caso da assistente social Luciana Lopo, torturada com requintes de crueldade por mais de quatro horas pelo próprio marido, o professor de educação física Adalberto França Araújo Filho. A indignação levou o Fórum de Mulheres de Lauro de Freitas a procurar a Defensoria Pública nesta terça-feira, dia 21 de julho, quando a coordenadora das Defensorias Especializadas Regionais, Firmiane Venâncio esteve reunida com o pai da vítima, membros do Fórum e com a promotora de Justiça Márcia Teixeira, coordenadora do Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher (GEDEM) do Ministério Público,além de outras representações da sociedade civil. Fonte: Expressão Feminista Por Jamile Menezes/Ascom DPE "O Fórum nos procurou entendendo que a Defensoria Pública é uma instituição de grande importância política no combate à violência contra as mulheres", afirmou a coordenadora das Regionais, Firmiane Venâncio. No encontro, membros ...

Leia mais
JUIZA

É Sempre o Negro o Delinquente

Fonte: Gerivaldo Neiva.blogspot   Entrevista com a juíza Luislinda Valois Santos O professor pediu o material de desenho, a custo o pai de Luislinda conseguiu com­prar um, meio remendado. Pois bastou o professor ver o material para magoá-la para sempre. "Menina, deixe de estudar e vá aprender a fazer feijoada na casa dos brancos". Ela chorou, ainda se emociona quando relembra, 58 anos depois. Mas tomou coragem e retrucou: "Vou é ser juíza e lhe prender". A primeira parte, ela cumpriu. Em 1984, a baiana Luislinda Valois Santos tornou-se a primeira juíza ne­gra do País. Não à toa, também foi quem proferiu a primeira sentença contra racis­mo no Brasil. Em 28 de setembro de 1993, condenou o supermercado Olhe Preço a indenizar a empregada domésti­ca Aíla de Jesus, acusada injustamente de furto. Aos 67 anos, lança em agosto seu primeiro livro, O negro no século XXI.   Como foi sua ...

Leia mais
Ministro_e_Suelaine1

Relatório Violência Racial é entregue ao ministro da Justiça Tarso Genro

  Suelaine Carneiro co-autora do Relatório Violência Racial - Uma leitura dos dados de Homicídio no Brasil, produzido pelo Programa de Direitos Humanos/SOS Racismo do Geledés entregou a publicação ao ministro na abertura da Etapa Estadual - São Paulo da 1ª. Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg) realizada em 17 de julho último. Clique para saber mais sobre esse Relatório.    

Leia mais
Marcelo Itagiba (Reprodução YouTube)

Investigação de neonazistas

Fonte: Consultor Jurídico - Comissão da Câmara se reúne nesta segunda-feira Marcelo Itagiba (Reprodução YouTube)   A comissão externa criada pela Câmara para acompanhar as investigações de quadrilhas neonazistas que atuam no país decidiu começar o trabalho por Porto Alegre (RS). Coordenada pelo deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), a comissão se reunirá nesta segunda-feira (13/7), às 13h, na Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, com autoridades, policiais, jornalistas e representantes de entidades que combatem o racismo. Marcelo Itagiba informou que a decisão de começar o acompanhamento por Porto Alegre se deveu à prisão, no dia 26 de maio, de uma quadrilha desarticulada por policiais gaúchos. "As primeiras informações davam conta de que o grupo teria células em São Paulo, Paraná e Santa Catarina", afirmou o presidente da comissão, referindo-se aos estados que também serão visitados pelos parlamentares. Os deputados gaúchos Pompeu de Mattos (PDT-RS) ...

Leia mais
giroflex policia

Polícia matou 134 na Grande Salvador em 2009

fonte: A Tarde- 10/07   Levantamento de A TARDE revela que 134 pessoas foram mortas pelas polícias civil e militar durante ações policiais, de janeiro até a sexta-feira, 10, em Salvador e região metropolitana. O Centro de Documentação e Estatística Policial (Cedep) da Secretaria de Segurança Pública (SSP) não divulgou os dados oficiais, apesar de a solicitação ter sido feita desde a última terça-feira. Os números de A TARDE ainda indicam que nos primeiros dez dias deste mês, pelo menos 14 suspeitos já foram mortos. Neste ritmo, ao final de julho, teríamos 42 óbitos, mais de um por dia, média maior que a mensal dos seis primeiros meses deste ano, de 20 a cada 30 dias.   Sessenta e nove dos 134 mortos em ações policiais foram durante operações comandadas pelas polícias especializadas da PM e PC, as Rondas Especiais da PM (Rondesp), Tático Móvel da PM (Rotamo), Batalhão de ...

Leia mais
Página 125 de 126 1 124 125 126

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist