quarta-feira, outubro 28, 2020

    Resultados da pesquisa por 'Dilma'

    dilma

    Em ascensão, ministra ultrapassa Marina Silva em buscas no Google

    Num período de apenas 20 dias (a partir do momento do lançamento de sua candidatura no congresso do PT, no mês passado), a ministra da Casa Civil e candidata do partido à Presidência, Dilma Rousseff, ultrapassou Marina Silva (postulante ao cargo pelo PV) em volume de buscas no Google, ferramenta que faz 2 de cada 3 operações do gênero na internet. Marina mantinha, entre os quatro principais candidatos à Presidência, o topo nas pesquisas no site desde 2008, com alguns momentos de alternância com os adversários. Os dados estão disponíveis no Trends, produto do Google que exibe a proporção das buscas por determinado termo, período e região sem informar a quantidade das ocorrências para cada caso. O critério usado neste levantamento foi a combinação de nome e sobrenome de cada um dos candidatos mais bem posicionados na última pesquisa Datafolha, divulgada em 28 de fevereiro. Nela, a liderança era de ...

    Leia mais

    Serra elogia Lula e admite candidatura à Presidência

     Em entrevista na TV, tucano diz que aposta no confronto entre sua biografia e a de Dilma  Numa prévia do que deve ser sua tática na eleição, governador evita criticar presidente e afirma que objetivo é melhorar o país  O governador de São Paulo, José Serra, assumiu ontem, publicamente, a candidatura à Presidência da República. O tucano chamou a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), para o embate ao afirmar que o eleitor fará "um juízo mais pessoal a respeito dos candidatos". Em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, da TV Bandeirantes, elogiou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas, dizendo que aposta no confronto de biografias, tentou minimizar sua influência no processo eleitoral. "Tem que ver quem é que vai ser presidente O presidente é insubstituível", justificou. Minutos depois, insistiu: "Não há ninguém que governe com alguém paralelamente mandando. Nem acho que o Lula pretenda fazer ...

    Leia mais
    netinho-martinho-netinho

    Musical

    O PC do B prepara um evento, no dia 8 de abril em Brasília, para oficializar apoio a Dilma. Além do vereador-cantor Netinho de Paula (SP), que pleiteia vaga para disputar o Senado por São Paulo, foram chamados Martinho da Vila e Leci Brandão.     Fonte: Folha de S.Paulo

    Leia mais

    Diferença entre tucano e petista cai 16 pontos, aponta CNI/Ibope

    Pesquisa CNI/Ibope registra queda de 16 pontos da vantagem do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), sobre a ministra Dilma Rousseff (PT). Segundo a pesquisa, divulgada ontem, Serra tem hoje 35% das intenções contra 30% de Dilma. De dezembro a março, a vantagem de Serra caiu de 21 para 5 pontos. Em dezembro do ano passado, Serra contava com 38% das intenções de votos contra 17% de Dilma. Ainda na liderança, Serra passou para 35%. Dilma, por sua vez, foi de 17% para 30%. Nesse cenário, que o inclui, o deputado Ciro Gomes (PSB) passou de 13% para 11% da preferência. A pré-candidata do PV, senadora Marina Silva (AC), manteve-se em 6%. Pela pesquisa, Serra venceria no segundo turno. O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, fica em terceiro lugar quando substitui o nome de Serra. Ainda segundo o Ibope, Dilma (14%) está à frente de Serra (10%) na ...

    Leia mais

    Serra é hostilizado por manifestantes em inauguração de escola

    Grupo interrompeu discurso do governador aos gritos de "Dilma presidente"; na saída, carro oficial foi atingido por ovo Levantamento em 108 escolas mostra que 42 (38,5%) foram afetadas pela greve; em 66 (61,5%) todos os docentes trabalharam normalmente O governador José Serra (PSDB) foi hostilizado ontem por manifestantes durante a inauguração de uma escola em Francisco Morato, na Grande SP. Na saída, o grupo lançou um ovo contra o carro de Serra.   Os cerca de 50 manifestantes chegaram à Etec (escola técnica) aproximadamente uma hora e meia antes de Serra -na maioria, eram professores temporários ligados à Apeoesp, o sindicato dos docentes da rede estadual; a categoria faz greve desde a semana passada.   Impedidos de entrar, eles gritaram palavras de ordem quando o carro do governador chegou e parou dentro da escola.   Enquanto Serra fazia um discurso em que pregava a "libertação pela sala de aula", cinco ...

    Leia mais

    Serra cai, mas fica em 1º lugar, diz Ibope

    O pré-candidato a presidente pelo PSDB, José Serra, registrou queda nas intenções de voto, mas continua em primeiro lugar na corrida pelo Palácio do Planalto, segundo pesquisa Ibope que foi divulgada hoje (17.março.2010). Serra aparece com 35% (tinha 38% em novembro), à frente de Dilma Roussef (PT), que tem 30% (contra 17% em novembro).   Eis os principais dados da pesquisa:         Fatos a serem observados:   1) resiliência de Serra: o tucano cai em todos os levantamentos (aliás, todos registrados aqui nesta página), mas se mantém sempre na faixa de 30% ou um pouco acima. Para quem não está falando em público sequer que é pré-candidato, não deixa de ser uma demonstração de força. Mas vai resistir ao rolo compressor governista até outubro? Essa é outra história e ninguém tem a resposta;   2) Dilma se consolida: a pré-candidata petista declarada, em campanha quase aberta, realmente está consolidada. Chegou ...

    Leia mais

    Serra prepara saída e blindagem do governo

    Por: FÁBIO ZAMBELI Tucano, que deixa o comando de SP até abril, trabalha para evitar que transição atrapalhe sua campanha à Presidência Estratégia traçada com o vice prevê divisão da gestão em núcleos; 9 dos 26 secretários deixam as pastas ao mesmo tempo que o governador   O  Jgovernador de São Paulo, José Serra (PSDB), traçou com o vice, Alberto Goldman (PSDB), seu sucessor a partir de abril, o desenho da administração no Estado nos próximos nove meses. O objetivo é promover uma transição imune a turbulências e que garanta a continuidade das obras alçadas à vitrine do presidenciável durante sua campanha. Serra se empenha nos bastidores para evitar a reedição do "efeito Lembo", episódio que melindrou a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência em 2006: o então vice-governador Cláudio Lembo (DEM) assumiu o governo estadual com discurso hostil aos tucanos, congelou repasses para obras e chegou a dizer ...

    Leia mais

    Embate entre tucanos por Aécio está longe de terminar

    Apesar do esforço do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), em dar como encerrada a possibilidade de sair como vice em uma chapa puro-sangue com o paulista José Serra, a queda-de-braço entre tucanos está longe de acabar. O desfecho tem data limite para acontecer e não deve se dar antes dela. Será em junho. Neste mês, os partidos referendam seus candidatos em convenção e registram a chapa na Justiça Federal. Até lá, Aécio insistirá em sair ao Senado, decisão que será oficializada nesta segunda-feira, 15, à noite em reunião do PSDB-MG.   A partir do anúncio da candidatura de Serra à Presidência, previsto para a primeira semana de abril, políticos ligados ao paulista entrarão em campo para tentar convencer Aécio. Por enquanto, tucanos de Minas têm afastado a possibilidade de Aécio na vice dizendo que ele não pode participar de uma chapa que "nem candidato a presidente tem".   ...

    Leia mais

    O QUE A OPOSIÇÃO QUER

    por Emir Sader,   A definição do candidato e do seu vice não é o maior dos problemas que enfrenta a oposição no Brasil. Este problema aumenta de dimensão porque a oposição não definiu que plataforma pretende propor. Este elemento de fraqueza responde, em parte, pela queda reiterada do apoio a Serra nas pesquisas e pela subida de Dilma.   A oposição frenética que a caracterizou na crise que logrou gerar no governo de 2005 terminou retornando como um bumerangue contra ela, porque acreditou que aquela era a via para derrotar o governo. A linha era “fazer sangrar o governo, até derrubá-lo”. A discussão então era se tentá-lo via impeachment ou pelas eleições presidenciais de 2006.   A realidade concreta recolocou o problema em outros termos: as políticas sociais do governo garantiram sua legitimidade e deslocaram a oposição que, desnorteada, se dividiu entre seguir adiante com a linha de denuncismo e ...

    Leia mais
    Foto: Alesp

    Leci Brandão rebate declaração do senador do DEM

      “NÃO EXISTE ESTUPRO CONSENTIDO”, AFIRMOU A CANTORA E COMPOSITORA LECI BRANDÃO, NA SESSÃO SOLENE DE HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER, NESTA TERÇA-FEIRA (9), NO CONGRESSO NACIONAL. A FALA DA CANTORA NEGRA, HOMENAGEADA COM O PRÊMIO BERTHA LUTZ, RESPONDE AO SENADOR DEMÓSTENES TORRES (DEM-GO), QUE DECLAROU QUE A MISCIGENAÇÃO BRASILEIRA NÃO OCORREU PELO ESTUPRO DAS NEGRAS, “SE DEU DE FORMA MUITO MAIS CONSENSUAL”. Agência Senado Dilma entregou o título a Leci Brandão A declaração do senador foi feita durante as audiências públicas promovida pelo Supremo tribunal Federal (STF) que vai julgar ação do DEM contra a política afirmativa de cotas para o ensino superior. “Nós temos uma história tão bonita de miscigenação... as negras foram estupradas no Brasil. a miscigenação deu-se no Brasil pelo estupro. foi algo forçado. Gilberto Freyre, que é hoje renegado, mostra que isso se deu de forma muito mais ...

    Leia mais
    serra

    PSDB tenta impedir queda de Serra em SP

    Partido convoca força-tarefa para deter desgaste do governador paulista em sua base eleitoral e impedir avanço petista Tucano participou ontem da Festa da Uva, em Caxias do Sul; ele falou com eleitores e teve de desfilar ao lado da governadora Yeda Crusius   O PSDB de São Paulo convocou uma força-tarefa com a missão de estancar a queda do potencial candidato do partido à Presidência, José Serra, e ampliar sua vantagem sobre a petista Dilma Rousseff no Estado. O grupo -composto por 47 coordenadores regionais- terá sua primeira reunião amanhã. Segundo o presidente do diretório paulista, Mendes Thame, a intenção é "definir uma estratégia de ação para o buraco negro que vai de 2 de abril até junho". Mas não é só: o partido quer unificar o discurso de combate à candidatura Dilma. De acordo com textos que já estão sendo discutidos pelo partido, o PSDB deverá explorar medidas propostas ...

    Leia mais
    CNT EXT 273631

    Brasil terá a eleição mais feminina da história em 2010

    Brasília – As eleições gerais deste ano deverão ser marcadas pela maior participação das mulheres nos resultados. Isso porque o Brasil tem mais eleitoras do que eleitores, é provável que haja maior número de candidatas do que nas últimas eleições e a disputa ao cargo de presidente da República tende a ter entre os principais candidatos duas mulheres com grande visibilidade nacional. Gilberto Costa Repórter da Agência Brasil Desde o início deste século, as mulheres se tornaram maioria no eleitorado. No pleito municipal de 2008 havia quase 5 milhões de eleitoras a mais do que eleitores, um percentual de quase 4% em favor das mulheres, proporção que pode ser decisiva em disputas acirradas. A maior participação das mulheres tem sido observada desde as eleições parlamentares de 1974, ainda à época do regime militar, quando também se verificou o aumento da participação feminina no mercado de trabalho.   Essas dinâmicas, no ...

    Leia mais
    CNT EXT 273631

    Mulheres ainda ocupam menos de 10% dos cargos políticos do país, diz deputada

    Brasília - A candidatura de duas mulheres à Presidência da República, fato inédito no Brasil, vem tomando corpo na cena política. No entanto, encobre ainda uma realidade de crescente, mas ainda baixa, incidência de mulheres nas instância do poder. As pré-candidaturas da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pelo PT, e da senadora Marina Silva, pelo PV, são consideradas um avanço na luta pela maior participação das mulheres na política brasileira. Entretanto, para as próprias mulheres que fazem parte desse cenário, ainda há um longo caminho a ser percorrido em busca da igualdade com os homens. Luciana Lima Repórter da Agência Brasil A proporção de mulheres na Câmara dos Deputados em relação ao número de homens reflete a maciça predominância masculina. De 513 parlamentares que compõem a Casa, apenas 45 são mulheres. Nenhuma delas ocupa cargo na Mesa Diretora. No Senado, a situação não é diferente. Das 81 vagas, apenas ...

    Leia mais

    Serra diz que é candidato e convida Aécio para ser vice

    Governador avisa ao partido que disputará Presidência e tenta convencer mineiro Em jantar, Aécio repete que tentará Senado; em discurso em Brasília, paulista sai em defesa de legado de FHC e afirma ser preciso fazer mais Em conversas desde a noite de terça-feira, o governador de São Paulo, José Serra, admitiu à cúpula do PSDB que é candidato à Presidência da República. Serra -que até já discute a data para o anúncio oficial da candidatura- deixou clara sua disposição de concorrer num jantar na noite de anteontem com o governador de Minas e vice de seus sonhos, Aécio Neves. No encontro, Serra agiu como candidato ao convidar pela primeira vez de forma direta Aécio para ser companheiro de chapa. Mais uma vez, o mineiro disse não, mas o paulista não desistiu de convencê-lo. Aécio afirmou ontem a interlocutores que não tem mais dúvida da candidatura Serra. "Pode esquecer. O Serra ...

    Leia mais

    Eleições 2010: Marina mira mulheres, cristãos e classes C e D

    PV traça estratégia para dar visibilidade à senadora em segmentos populares do eleitorado, lembrando infância pobre e católica Após gravar participações em programas populares na TV, pré-candidata viajará para Nordeste, onde visitará a Feira de Caruaru, em PE As classes populares (C e D) e sobretudo o eleitorado feminino cristão são hoje alvos prioritários do PV na pré-campanha da senadora Marina Silva (AC) à Presidência da República. Coordenadores da pré-campanha constataram que devido ao altíssimo grau de desconhecimento do eleitorado sobre a candidatura é necessário aumentar o grau de exposição de Marina neste segmento, no qual historicamente a penetração do PV é baixa. Conforme dados da última pesquisa Datafolha, de fevereiro, 44% dos entrevistados não conhecem Marina. Entre os 56% que sabem quem ela é, 30% a conhecem "só de ouvir falar" e 19% "só conhecem um pouco". O melhor desempenho de Marina é entre o eleitorado com curso superior ...

    Leia mais

    Eleição 2010: Políticos especulam no Twitter sobre destino de Serra

    Deputados que apoiam Lula apostam na desistência do governador de São Paulo A queda na distância que separa o governador José Serra (PSDB) da ministra Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas de intenção de voto para a sucessão no Palácio do Planalto, como a divulgada no sábado pelo Datafolha, desencadeou uma série de especulações na rede de microblogs Twitter sobre o destino político do provável candidato tucano à Presidência da República. Parlamentares que integram a base de apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva apostam na desistência do governador de São Paulo na corrida presidencial, enquanto integrantes de partidos da oposição dão como certa a continuidade de Serra na disputa. De acordo com o Datafolha mais recente, as intenções de voto em Serra recuaram de 37% para 32%. Já Dilma subiu de 23% para 28%. No front oposicionista, os tucanos que integram a rede de microblogs preferiram não comentar sobre ...

    Leia mais

    Eleições 2010: Convite a adversários causa mal-estar entre Serra e Aécio

    Reportagem de Catia Seabra e Valdo Cruz, publicada na edição de hoje da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL), informa que o convite feito pelo governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), para que a ministra petista Dilma Rousseff (Casa Civil) e o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) compareçam à comemoração do centenário de Tancredo Neves, na quinta-feira, provocou mais um mal-estar na já conturbada relação com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB).   De acordo com a reportagem, Serra ficou contrariado pela possibilidade de ter de dividir o palanque com Ciro Gomes e Dilma Rousseff, principais opositores do tucano à Presidência.   A reportagem informa ainda que Serra não poderá faltar ao evento, pois costura a participação de Aécio em sua chapa, como vice.       Fonte: Folha Online

    Leia mais

    Eleições 2010: Tasso surge como plano B tucano para vice de Serra

    Por: CATIA SEABRA   Resultado do Datafolha aumenta pressão para governador anunciar candidatura A um mês do prazo fatal, Serra expõe a seus aliados angústia acerca da decisão, e partido tenta opção para tornar chapa competitiva A redução da vantagem de 14 para 4 pontos sobre a ministra Dilma Rousseff (PT), registrada pelo último Datafolha, reforça a pressão do PSDB sobre o governador José Serra para que manifeste o quanto antes sua candidatura à Presidência. Os números amplificam o assédio ao governador de Minas, Aécio Neves, para que aceite ocupar a vice de Serra, mas estimulam um plano B saído do Nordeste -o senador Tasso Jereissati (CE)- para a chapa. Para os tucanos, Tasso é alternativa adequada a Aécio. Vendo em Serra sua única chance de vitória, o comando do PSDB espera que o governador avise logo que é candidato. No sábado, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que a ...

    Leia mais
    UNEGRO320

    Ministro evita entrar em polêmica e ganha apoio da UNEGRO

    S. Paulo - Indiferente à polêmica em torno do nome do seu substituto a partir de abril, quando deixa o cargo para ser candidato, o ministro chefe da Seppir, deputado Edson Santos (PT-RJ), cumpriu nesta quinta-feira (25/02), uma extensa agenda que começou pela manhã participando da Oficina de Planejamento da Secretaria Nacional de Combate ao Racismo da CUT, no Hotel Braxton, prosseguiu à tarde numa reunião com a Comunidade de Terreiros, e terminou à noite com uma visita à Universidade Zumbi dos Palmares. O ministro não quis comentar a decisão de lideranças negras do PT que, reunidas no 4º Congresso do Partido, no último fim de semana, em Brasília, decidiram encaminhar documento propondo que o Presidente Luis Inácio Lula da Silva, escolha o seu substituto numa lista tríplice composta pelo atual secretário adjunto, Elói Ferreira de Araújo, pelo Subsecretário de Ações Afirmativas, Matvs Chagas, e pelo ex-dirigente da Seppir, na ...

    Leia mais
    marina-silva

    Eleições 2010: Marina diz que governaria com “melhores” de PT e PSDB

    Por: ANA FLOR Pré-candidata critica alianças que tucanos e petistas fizeram com partidos mais à direita Senadora defendeu ainda Estado forte, mas não o modelo estatizante; ela contestou também ações de Dilma, de Lula e o PAC A pré-candidata do PV à Presidência, senadora Marina Silva (AC), afirmou ontem que pretende fazer um "realinhamento histórico", no qual quer governar "com os melhores do PSDB e os melhores do PT". Marina participou da gravação do programa da Rede TV! "É Notícia", do repórter da Folha Kennedy Alencar. A entrevista vai ao ar à 0h15 da próxima segunda-feira. "Enquanto o PT e o PSDB não conversarem, vai ficar muito difícil uma governabilidade Devíamos ser capazes de estabelecer uma governabilidade básica, onde o PT e o PSDB digam: "Naquilo que é essencial para o Brasil, nós não vamos colocar em risco a governabilidade'", disse. A senadora criticou as alianças dos dois partidos ...

    Leia mais
    Página 159 de 162 1 158 159 160 162

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist