quinta-feira, agosto 6, 2020

    Resultados da pesquisa por 'Dilma'

    19marinave

    Marina Silva anuncia saída do PT sem confirmar ida ao PV

    Fonte: UOL Notícias - Ex-ministra do Meio Ambiente e referência mundial em militância por causas ecológicas, a senadora Marina Silva, 51 anos, anunciou nesta quarta-feira (19) a saída do PT, partido no qual militou por 30 anos. Ela deve seguir para o PV, em uma negociação que envolve a candidatura dela à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010. "Cheguei à conclusão de algo muito semelhante ao que fiz há 35 anos, quando decidi, aos 16 anos, sair do seringal bagaço. Naquele momento tinha sonho de cuidar da saúde, que era frágil, de estudar. Não foi fácil, mas eu tive a coragem de fazer o pedido ao meu pai que deu sua anuência e eu fui para Rio Branco. Uma decisão difícil. Recorro a essa história para dizer como cheguei à decisão de me desligar do Partido dos Trabalhadores", disse Marina em entrevista coletiva. A senadora afirmou ...

    Leia mais
    n2407200902

    Lula manda Vale-Cultura à Câmara

    Fonte: Rede Pró-Brasil -   Em cerimônia na qual se definiu como pouco letrado e foi chamado de antropófago, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou ontem à noite, em São Paulo, o projeto de lei a ser enviado ao Congresso instituindo o Vale-Cultura. De quebra, conclamou a classe artística a pressionar deputados e senadores pela aprovação do texto ainda neste ano. O vale será na forma de um cartão magnético que dará aos trabalhadores o benefício de adquirir bens culturais. De acordo com a proposta, as empresas que aderirem ao programa poderão obter isenção no Imposto de Renda. Em cerimônia no teatro Fecomercio, em São Paulo, o presidente assistiu a apresentações de cultura popular, dança e de nomes da MPB -Chico César e Tetê Espíndola, entre outros. Ele estava acompanhado da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata ao Planalto e que foi muito aplaudida pelos presentes -na ...

    Leia mais
    (Foto: João Godinho)

    Sobre talentos e celebridades que apenas a morte santifica

    Fonte: O Tempo por: Fátima de Oliveira Pense numa pessoa de sorte! É o patriarca José Sarney. Ô, bicho que tem poder! Tem Lula aos seus pés. Não é sorte, é po-der! Mas vai ficar devendo mesmo é a Michael Jackson... São tantos os assuntos instigantes na última semana que não consigo escolher sobre qual palpitar... Se o mais sensato é "passar", ou seguir o provérbio: "Ao falar, procura que tuas palavras sejam melhores que o silêncio". Prometi ao meu eu profundo não falar sobre Michael Jackson, de quem a rigor nunca fui fã. Talvez por ignorância musical pop; por não entender sua arte, o talento e o encanto que fluíam de suas performances. Não resisti. A overdose midiática da morte do pop star empanou a gripe suína, a doença da presidenciável Dilma e o mangue do Senado, onde Sarney está pulando mais do que cancão de fogo. Bendita morte ...

    Leia mais
    Image4

    Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial – PLANAPIR

    Presidência da República - Casa Civil - Subchefia para Assuntos Jurídicos - DECRETO Nº 6.872, DE 4 DE JUNHO DE 2009. - Aprova o Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial - PLANAPIR, e institui o seu Comitê de Articulação e Monitoramento. - O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea "a", da Constituição, -     DECRETA: Art. 1o Fica aprovado o Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial - PLANAPIR, em consonância com os objetivos indicados no Anexo deste Decreto. Art. 2o A Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República aprovará e publicará a programação das ações, metas e prioridades do PLANAPIR propostas pelo Comitê de Articulação e Monitoramento de que trata o art. 3o, observados os objetivos contidos no Anexo. Parágrafo único. Os prazos para execução das ações, metas e prioridades do ...

    Leia mais
    Adriano Machado/LatinContent/Getty Images

    Hipótese de 3º mandato de Lula divide o eleitorado, aponta Datafolha

    Fonte: Folha Online Foto: Adriano Machado/LatinContent/Getty Images Pesquisa Datafolha feita entre a terça-feira (26) e a quinta-feira (28) passadas revela que uma emenda constitucional para permitir que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) concorresse a um terceiro mandato receberia hoje o apoio de 47% dos brasileiros e seria reprovada por 49% (disponível para assinantes do jornal e do UOL). Em novembro de 2007, a mesma proposta era rejeitada por 63% dos entrevistados e tinha o aval de 34%. A pesquisa mostra ainda que a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), possível candidata do PT à Presidência, reduziu em oito pontos a distância de José Serra (PSDB). No principal cenário, ela subiu cinco pontos e foi a 16%; o governador de SP perdeu três pontos e ficou com 38%. O deputado Jackson Barreto (PMDB-SE) protocolou na última quinta-feira, na Mesa Diretora da Câmara, a PEC (proposta ...

    Leia mais
    sakamoto

    Tortura ainda é instrumento policial corriqueiro, diz Anistia

     Sakamoto     O relatório da Anistia Internacional publicado hoje destaca a discussão sobre a Lei da Anistia e a punição aos torturadores no Brasil, que colocou em lados opostos setores do governo federal no ano passado. Uma das figuras centrais nesse debate foi o coronel reformado do Exército Carlos Alberto Brilhante Ustra - açougueiro da ditadura - que foi defendido pela Advocacia Geral da União, deixando pasma parte do governo (pelo menos a que foi presa e torturada) e da sociedade civil. Enquanto o Brasil não quitar uma dívida com o seu passado, trazendo à tona os nomes e punindo os torturadores que agiram em nome do Estado durante a ditadura militar, não conseguiremos dar um passo em direção a um futuro de respeito aos direitos políticos, civis e sociais. Já abordei o assunto aqui várias vezes, apoiando a sociedade civil e os setores do governo federal que encampam ...

    Leia mais

    Joaquim Barbosa: Ministro do STF decidirá em 2010 se Lula vai depor no mensalão

    Fonte: O Estado de São Paulo - Foto: Gervásio Baptista/SCO/STF BRASÍLIA - Relator do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Joaquim Barbosa deixou para o próximo ano a decisão sobre o que fazer com o pedido do deputado cassado Roberto Jefferson para ouvir o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do mensalão. Roberto Jefferson, até hoje presidente do PTB, partido da base aliada do governo, indicou Lula como uma de suas testemunhas de defesa. Com o adiamento da decisão, Joaquim chama para si um fato político que em 2010, ano de eleições presidenciais, tende a ganhar ainda mais dimensão: em plena campanha eleitoral, ele decidirá se o presidente da República terá de prestar depoimento na ação que investiga o maior escândalo de seu governo. Procurado, Joaquim Barbosa informou por meio de assessores que prefere decidir sobre o depoimento do presidente quando chegar a vez ...

    Leia mais
    igualdade

    Política de Extermínio

    A política de confronto posta em prática pelo governo Sérgio Cabral ganhou destaque no Relatório Preliminar do Relator da ONU para Execuções Sumárias, Arbitrárias e Extrajudiciais, Phillip Alston, sobre sua visita ao Brasil em novembro do ano passado. Apresentado em Genebra no último dia 2 de junho, na abertura do 8º. Período de Sessões do Conselho de Direitos Humanos, o relatório é contundente em afirmar que o modelo de Segurança Pública adotado no Rio de Janeiro é extremamente violento e pouco eficaz na redução da criminalidade.   O relatório de Alston reforça o que as organizações de direitos humanos e movimentos sociais do Rio de Janeiro vêm apontando: não há no Rio de Janeiro uma política de confronto, há uma política de extermínio. O governo Sérgio Cabral vem registrando uma elevação sistemática do número de "autos de resistência". Em 2007 foram 1330. Nos primeiros três meses de 2008, 358, o ...

    Leia mais
    (Foto: Marcus Steinmayer)

    Servidor número 1

    Inesquecível! Um fato histórico é tudo o que se ouvia por toda a parte. De fato. Na alegria intensa da posse, vibrava o reconhecimento de que, além do mérito da biografia do presidente, a singularidade de sua trajetória comunicava para a maioria um impulso que mobiliza e estimula um redimensionamento de perspectiva: eu também posso! Nós podemos! A vitória de Lula impulsiona a superação de limites impostos aos que historicamente estão destinados à subalternidade. Quem imaginaria que houvesse essa latência de possibilidades? Por Sueli Carneiro Destaque-se o que a posse representou como fortalecimento da democracia brasileira. A naturalidade com que a transferência de poder foi conduzida, refletindo um desejo de parte a parte de investir aquele momento da mais alta dignidade. E FHC e Lula assim o fizeram. O discurso do novo presidente reiterou as prioridades e compromissos de campanha e da transição. O pacto social aparece como decisivo para ...

    Leia mais
    Página 161 de 161 1 160 161

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist