segunda-feira, setembro 21, 2020

    Resultados da pesquisa por 'MEC'

    MEC mira universidades por ‘balbúrdia’ e corta 30% de verba da UnB

    Sem detalhar critérios, o ministro Weintraub disse que a medida considera o desempenho acadêmico aquém do esperado ou promoção de 'bagunça, evento ridículo' Do Correio Brasiliense  (Foto: Imagem retirada do site Pexels.com) O Ministério da Educação (MEC) vai cortar recursos de universidades que não apresentarem desempenho acadêmico esperado e, ao mesmo tempo, estiverem promovendo "balbúrdia" em seus câmpus, afirmou o ministro Abraham Weintraub ao jornal O Estado de S. Paulo. Três universidades já foram enquadradas nesses critérios e tiveram repasses reduzidos: a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA), disse. Segundo ele, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em Minas Gerais, está sob avaliação. "Universidades que, em vez de procurar melhorar o desempenho acadêmico, estiverem fazendo balbúrdia, terão verbas reduzidas", disse o ministro. Weintraub não detalhou quais manifestações ocorreram nas universidades citadas, mas disse que esse ...

    Leia mais
    EBC

    “A EJA não tem lugar no MEC atualmente”, afirma Sonia Couto

    Com a extinção da secretaria responsável pela EJA, o fim do organismo participativo da agenda e a interrupção da distribuição de materiais didáticos, modalidade é abandonada pelo Governo Federal Da Carta Educação  Foto: EBC/ Carta Educação  Os primeiros meses de governo Bolsonaro registraram várias incertezas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Já no dia 2 de janeiro, ao nomear a equipe do Ministério da Educação, o presidente dissolveu a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI). O órgão era responsável não apenas pela modalidade de EJA em específico, como também por outras modalidades cujos sujeitos, frequentemente, são também estudantes da EJA, como a Educação do Campo e a Educação nas Prisões. Em seu lugar, foram criadas duas novas secretarias: a Secretaria de Alfabetização e a Secretaria de Modalidades Especializadas da Educação. No decreto que as instituiu, entretanto, não há nenhuma diretoria específica dedicada à modalidade. ...

    Leia mais
    (Instagram/Reprodução)

    Michelle Obama agradece Beyoncé pelo documentário ‘Homecoming’ da Netflix

    A própria ex-primeira dama dos Estados Unidos chamou Beyoncé de "Queen" e a agradeceu pela importância do documentário para as pessoas negras. Por Alice Arnoldi, do MdeMulher  Michelle Obama e Beyoncé(Instagram/Reprodução) Com o sucesso do documentário “Homecoming” na Netflix e também do álbum com o mesmo nome, Beyoncé ganhou uma homenagem especial na última quinta-feira (18). A ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, postou um vídeo no Instagram agradecendo a Queen B pela produção da plataforma de streaming. Sempre com muita classe, Michelle apareceu sentada em uma poltrona azul falando diretamente para a câmera, como se estivesse em uma conversa particular com Beyoncé. “Olá, rainha! Você conseguiu de novo. Sempre nos estimulando a ir além de um jeito impecável. Eu queria dizer que eu estou surpresa, mas sei quem você é. Eu tenho testemunhado de perto. Você me deixa tão orgulhosa. Te amo!”, declarou a ex-primeira dama logo de cara. Depois desse ...

    Leia mais

    Lançamento: Exuzilhar, Pra começar e Kuami, de Cidinha da Silva, dia 19/04 no Aparelha Luzia

    Passados 13 anos ininterruptos de publicações e 8 livros de crônicas espalhados pelo mundo, um olhar retrospectivo permite mapear temas e contextos muito presentes na obra da autora. Por Cidinha da Silva enviado para o Portal Geledés Capa do livro "Exuzilhar: melhores cronicas de Cidinha da Silva. Vol. 1" Exuzilhar é o livro de abertura da Série. Africanidades, orixalidade, tensões e diálogos entre tradição e contemporaneidade são os motores deste Exuzilhar, verbo-neologismo que Cidinha da Silva criou em 2010, depois de compreender que o verbo “encruzilhar” poderia ser ainda mais complexo. Pra começar é o segundo livro da Série. Este volume destaca crônicas próximas ao universo de crianças e adolescentes e outros em que pessoas dessas faixas etárias são protagonistas ou narradoras. São textos que pretendem despertar o gosto pela leitura. Capa do livro "Pra começar: Melhores Crônicas de Cidinha da Silva. ...

    Leia mais
    Homecoming/Divulgação

    Beyoncé lança ‘Homecoming’, documentário e disco do histórico Coachella 2018

    "Obrigada por me deixarem ser a primeira mulher negra como atração principal do Coachella." por Amauri Terto, do HuffPost Brasil Homecoming/Divulgação Os fãs de Beyoncé acordaram com novidades da diva nas plataformas de streaming. Nesta quarta-feira (17), ela lançou na Netflix o documentário Homecoming : A Film By Beyoncé, que mostra a execução e bastidores de seu show histórico no Coachella 2018; e Homecoming: The Live Album, disco que chega sem aviso prévio com 40 faixas apresentadas no espetáculo.   Queen B foi a primeira mulher negra a ser headliner do festival, que ocorre anualmente na Califórnia, Estados Unidos. No palco, a diva fez uma ode à cultura afro-americana e contou com a participação de Jay-Z, da irmã Solange, e das ex-integrantes do Destiny’s Child, Michelle Williams e Kelly Rowland. O espetáculo ocorreu 10 meses após Beyoncé dar á luz aos filhos gêmeos, Sir e Rumi. No documentário, ela revela as ...

    Leia mais

    Maioria diz que gênero e sexualidade devem entrar no currículo escolar, diz pesquisa encomendada pelo MEC

    Realizado em janeiro de 2018 nos moldes das pesquisas eleitorais, levantamento do Instituto GPP contratado pelo MEC por R$ 216 mil mostra ainda que 62,6% da população não sabe explicar o que é 'ideologia de gênero'. Por Luiz Fernando Toledo Do G1 Uma pesquisa interna encomendada pelo Ministério da Educação (MEC) no ano passado apontou que a maioria dos brasileiros é favorável à inclusão de questões sobre gênero e sexualidade no currículo escolar. Nunca divulgado publicamente, o levantamento foi obtido com exclusividade pela TV Globo por meio da Lei de Acesso à Informação. Segundo a pesquisa, 55,8% responderam "sim" se a "abordagem sobre as questões de gênero e sexualidade deve fazer parte do currículo escolar". Outros 38,2% foram contra a medida, e 6% dos entrevistados não souberam responder. Os entrevistados também foram questionados sobre quais são os principais problemas nas escolas públicas (assista mais no vídeo acima). A pesquisa foi feita pelo ...

    Leia mais
    imagem-shutterstock

    MEC anulará mudanças polêmicas em edital de livros e culpa gestão Temer

    O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, anunciou na tarde desta quarta-feira (9) que irá anular as mudanças em um edital para compra de livros didáticos. As regras foram alvo de críticas porque deixavam de exigir, por exemplo, que as obras trouxessem referências bibliográficas. no Educação UOL imagem-shutterstock As alterações haviam sido realizadas no edital do PNLD (Programa Nacional do Livro Didático) 2020, que orienta a produção de livros para alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, e foram publicadas em 2 de janeiro, segundo dia do governo de Jair Bolsonaro (PSL). Em nota, Vélez afirmou que anulará as alterações em vista de "erros detectados" e afirmou que o documento foi produzido na gestão anterior do MEC (Ministério da Educação) -isto é, durante a gestão de Michel Temer (MDB). As alterações publicadas no dia 2 de janeiro suscitaram polêmica por: Não exigir referências bibliográficas na estrutura editorial dos livros; ...

    Leia mais
    Imagem retirada do site Clique Diário

    Em Macaé, começam nesta terça-feira (06) inscrições para curso de cultura afro-brasileira

    Inscrições seguem até o dia 23 de novembro para o curso “Ubuntu-história e cultura afro-brasileira. Do Clique Diário Imagem retirada do site Clique Diário Serão abertas nesta terça-feira (06), em Macaé, as inscrições para o curso de cultura afro-brasileira. As inscrições seguem até o dia 23 de novembro para o curso “Ubuntu-história e cultura afro-brasileira”. A programação terá início dia 26, no mês da Consciência Negra, e é direcionada aos profissionais da educação da rede pública e privada. Ao todo estão sendo oferecidas 100 vagas. Os interessados devem se inscrever no endereço eletrônicowww.ntmmacae.com. O curso é gratuito e totalmente on line. As aulas seguirão até o dia 1º de abril, data em que haverá entrega de certificados. A programação acontecerá em quatro módulos e tem como objetivo de  oferecer conhecimentos quanto a abordagem da africanidade nas salas de aula, contribuindo com os educadores para trabalhar dentro do ...

    Leia mais

    Negras na política: trajetória que levou Erica Malunguinho começou nos anos 1930

    Em sua estreia como colunista de Marie Claire, a produtora cultural Isis Vergílio relembra a trajetória das mulheres negras na política, começando por Antonieta de Barros, deputada eleita nos anos 1930, passando por Lélia Gonzales, Benedita da Silva e Marielle Franco Por Isis Vergíli Do Marie Clarie Erica Malunguinho: primeira mulher negra trans a ocupar um cargo eletivo, ela foi eleita deputada estadual em São Paulo pelo PSOL (foto: Reprodução/Marie Clarie) As mulheres brasileiras conquistaram o direito ao voto a partir do código eleitoral de 1932. Mulheres casadas precisavam da autorização dos maridos e, as solteiras ou viúvas, comprovar renda própria. Nesse contexto, e com as dificuldades da herança pós-abolição, é importante lembrar que o número de mulheres negras beneficiadas por essa lei era muito baixo. Contrariando todas as probabilidades, foi nesse cenário que Antonieta de Barros conseguiu ser eleita deputada estadual, a primeira mulher negra a alcançar esse ...

    Leia mais
    aplicativo Juntas. imagem Geledés

    O uso do celular e da internet como mecanismos de defesa contra a violência de gênero

    Informação é poder, por isso gostaria de compartilhar algumas reflexões que tenho feito a partir da minha prática profissional e que podem ser úteis. por Maira Pinheiro no Justificando aplicativo Juntas. imagem Geledés As vezes as mulheres não buscam ajuda institucional imediatamente após sofrerem violência. As vezes as marcas físicas aparecem só na hora ou somem em poucos dias. As vezes depois de certas situações, a única coisa que ela quer é tomar um banho e arrancar aquilo do corpo delas. As vezes a coragem pra encarar uma delegacia vem só dias, meses depois. O acolhimento a mulheres vítimas de violência no âmbito do sistema de justiça criminal frequentemente deixa a desejar. É comum as mulheres não serem adequadamente orientadas sobre como fazer exame de corpo de delito, sobre como fazer a representação para que o agressor seja investigado e processado, sobre como requerer as medidas ...

    Leia mais
    Congoleses enfrentam violência, pobreza e desemprego para recomeçar no Brasil (FABIO TEIXEIRA/ BBC NEWS BRASIL)

    Fugindo da guerra, congoleses enfrentam violência, racismo e desemprego para recomeçar no Brasil

    Congoleses enfrentam violência, pobreza e desemprego para recomeçar no Brasil (FABIO TEIXEIRA/ BBC NEWS BRASIL) Se não tivessem desembarcado no Brasil cinco anos atrás, os irmãos congoleses Ali e Chadrac acreditam que já estariam mortos. Por Júlia Carneiro, Felipe Souza e Fabio Teixeira*, da BBC   Salão frequentado pela comunidade de congoleses na favela Cinco Bocas, onde moram dezenas de famílias de refugiados, em Brás de Pina, na zona norte do Rio (FABIO TEIXEIRA/ BBC NEWS BRASIL) "Poderíamos ter tido o mesmo destino que meu tio e meu primo", diz Ali, referindo-se aos parentes, pai e filho, que foram decapitados na guerra civil da República Democrática do Congo (RDC) no ano passado - vítimas de um conflito que já tirou cinco milhões de vidas ao longo de duas décadas. Em julho de 2013, enquanto multidões de católicos do mundo todo louvavam o papa Francisco na ...

    Leia mais

    ODU – Festival de Arte Negra começa hoje em Ceilândia

    O evento reúne diversas formas de expressão artística, incluindo teatro, dança cinema, poesia, artes plásticas e música Por Robson G. Rodrigues*, do Correio Braziliense  Cristiane Sobral: "O campo das artes é historicamente preenchido por pessoas brancas"(foto: Coletivo ODU/Divulgação) “A coisa vai ficar preta!”, avisam os organizadores de ODU — Festival de Arte Negra. A frase ganha novo significado nas mãos de membros do Coletivo ODU, que abrem espaço dedicado a enaltecer, divulgar e expandir o trabalho de artistas negros. O evento ocorre em dois locais de Brasília: primeiro, em Ceilândia; depois, na Asa Sul, e reúne diversas formas de expressão artística, incluindo teatro, dança cinema, poesia, artes plásticas e música. Convidados ilustres passam pelos quatro dias de evento, entre eles, a atriz e escritora, dona da cadeira 34 da Academia de Letras do Brasil (ALB), Cristiane Sobral; Leno Sacramento, ator baiano membro do Bando de Teatro Olodum que já contracenou nos ...

    Leia mais

    Sisu: matrícula e lista de espera começam hoje

    O resultado está disponível na página do programa. O Sisu oferece vagas no ensino superior, em instituições públicas Do EM Reprodução/ Sisu Começa nesta sexta-feira o prazo de matrícula para os estudantes selecionados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O resultado está disponível na página do programa. Aqueles que foram aprovados devem ficar atentos aos dias, horários e locais definidos por cada instituição de ensino. Nesta edição, o Sisu oferece 57.271 vagas em 68 instituições públicas de ensino superior em todo o país. O prazo para os selecionados se matricularem vai até o dia 28. Lista de espera Aqueles que não foram selecionados poderão participar da lista de espera. O prazo para que isso seja feito começa também hoje e vai até o dia 27. A convocação dos candidatos em lista de espera será de 3 de julho a 21 de agosto. Para participar, basta acessar o sistema na internet e confirmar ...

    Leia mais

    Testemunhas começam a ser ouvidas em inquérito que investiga denúncia de racismo em jogos jurídicos no RJ

    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Petrópolis emitiu nota oficial repudiando ato e pedindo a punição dos responsáveis. Por Aline Rickly, G1 Vítima de injúria racial em jogos jurídicos em Petrópolis, RJ, prestou depoimento sobre o caso na terça-feira (5) na 105ª DP (Foto: Maicon Nascimento/Arquivo Pessoal) As testemunhas começaram a ser ouvidas na tarde desta quarta-feira (6) em inquérito que investiga denúncia de racismo no Jogos Jurídicos Estaduais em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Ainda nesta quarta, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Petrópolis emitiu nota oficial repudiando o ato e pedindo a punição dos responsáveis. A reitoria da PUC-Rio também expressou, em nota, seu desconforto com a situação. De acordo com o delegado, Claudio Batista Teixeira, as primeiras testemunhas foram ouvidas nesta quarta-feira na 105ª delegacia. O inquérito foi aberto nesta terça (5) , quando a vítima também registrou a ocorrência. O delegado ...

    Leia mais
    Integrantes da SAS — a Sociedade Estudantil Afro-americana — protestam em maio de 1968, na Universidade Columbia. Segundo Wallerstein, eram claramente melhor organizados, disciplinados e ativos /Foto: Outras Palavras

    Wallerstein: assim 1968 começou

    Uma semana antes de Paris, revolta global eclodiu em Columbia. Participante ativo, o grande sociólogo faz seu relato pessoal — e frisa a decisiva participação dos negros Por Immanuel Wallerstein | Tradução: Inês Castilho no Outras Palavras Integrantes da SAS — a Sociedade Estudantil Afro-americana — protestam em maio de 1968, na Universidade Columbia. Segundo Wallerstein, eram claramente melhor organizados, disciplinados e ativos /Foto: Reprodução/ Outras Palavras O dia 23 de abril de 2018 marca o 50º aniversário do levante estudantil na Universidade Columbia, em 1968. Visto que me envolvi de várias maneiras nos acontecimentos, quero oferecer um testemunho sobre o que aconteceu e quais me parecem hoje as mais importantes lições a extrair. Primeiro de maio é uma data famosa. Celebra a revolta de Haymarket em 1886 e abre o mês em que se comemoram os acontecimentos mundiais de 1968, que a maioria dos comentaristas argumenta terem começado na França. ...

    Leia mais

    Violência doméstica pode começar a pesar no bolso dos agressores

    A violência doméstica pode começar a pesar também nos bolsos dos agressores condenados. Nessa semana, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o projeto PLS  282/2016 que permite à previdência entrar na justiça contra condenados pela Lei Maria da Penha para pedir o ressarcimento das despesas com a vítima, como auxílios-doença, pensões e aposentadoria. Do Universa Imagem: Gabriela Dibella/ UOL De autoria da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), a proposta visa facilitar que o Estado recupere os gastos gerados pela violência doméstica contra a mulher. Segundo o PLS, a ação para o ressarcimento só poderá ser feita quando não existir mais possibilidade de recurso por parte do agressor. Para a relatora, senadora Lúcia Vânia (PSB-GO), a proposta pode ajudar a inibir a violência ao acrescentar às punições já previstas em lei, um caráter financeiro. "Estudos demonstram que as vítimas de violência doméstica têm mais problemas de saúde e vão com ...

    Leia mais

    Professora cobra do MEC cumprimento da lei de ensino de cultura afro-brasileira

    O caso chamou a atenção semanas atrás e ganhou repercussão nas redes sociais e na imprensa. Um livro infantil da escritora e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Kiusam Oliveira, com temática relacionada à cultura e história da África, foi substituído no colégio Sesi em Volta Redonda (RJ). "Os danos a mim, ao meu livro e às africanidades brasileiras como possibilidades de serem pautadas como conteúdo programático foram brutalmente atingidos a partir de toda a polêmica gerada por um ato desordenado de uma instituição. Tais danos são irreversíveis para mim", enfatizou. Por Vitor Taveira, do Século Diário  Divulgação/Oma-Obra Oma-Oba: Histórias de Princesas apresenta seis mitos africanos originários das comunidades Ketu e foi substituído após pressão de evangélicos fundamentalistas no Sesi em Volta Redonda, município do Rio de Janeiro. Provocada pela situação, ela resolveu iniciar uma campanha nacional, interpelando o Ministério da Educação (MEC) sobre o não cumprimento das leis existentes ...

    Leia mais

    “Quando a vida das mulheres negras começar a ganhar importância, o mundo será transformado”

    Duas semanas passaram-se da morte da deputada Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes no Rio de Janeiro. A rotina do dia a dia e o silêncio da polícia em relação ao caso vão empurrando a notícia da primeira página para pequenas notas no interior dos jornais. Outros crimes covardes contra jovens pretos da periferia são notícia passageira e pouco a pouco naturalizamos a barbárie. Como sempre. Por Érico Bras enviado para o Portal Geledés  Divulgação/Erico Brás A investigação e a penalização dos culpados pela morte de Marielle é muito importante para a democracia no Brasil – uma democracia questionável frente ao tratamento dispensado aos homens e mulheres negros do país. Quase 80% dos jovens mortos nas periferias brasileiras são de cor negra, em idade produtiva, de 14 a 29 anos. E, na maioria das vezes, os crimes são arquivados, sem responsabilizar os culpados por esse verdadeiro ...

    Leia mais

    Por trás do verdadeiro mecanismo de corrupção do Brasil

    Pesquisadores mapeiam as redes de relacionamento entre os escândalos de desvio de dinheiro público que assolaram o Brasil após a redemocratização Por REGIANE OLIVEIRA, do El Pais  Cartografia das redes de corrupção estabelecidas no Brasil de 1987 a 2014 a partir dos escândalos divulgados na imprensa LUIZ ALVES, PÓS-DOUTORANDO DA USP   Anões do Orçamento, Dossiê Cayman, Pasta Rosa, Máfia dos fiscais, compra de votos para a reeleição. À parte a CPI do Banestado, que voltou a ganhar destaque ao ser mencionada de forma caricata na série O Mecanismo, da Netflix, os muitos escândalos de corrupção que assolaram o Brasil após a redemocratização parecem estar fadados ao esquecimento. A sucessão de eventos, crimes, personagens, investigações, bem como as parcas condenações fazem com que a realidade brasileira de combate à corrupção seja difícil, para não dizer quase impossível, de acompanhar. Um projeto de pesquisa da USP, no entanto, aposta na ciência da computação para tirar esses casos ...

    Leia mais

    Mulheres travestis e transexuais começam a impor presença no mercado de trabalho

    Advogadas, médicas, delegadas e professoras são algumas das posições que ocupam, antes inimagináveis para elas por Cássia Almeida no O Globo Elas ainda são exceção, mas começam a impor sua presença em profissões que fecham as portas para mulheres travestis e transexuais. Advogadas, médicas, secretárias municipais, diretoras em ministérios, professoras universitárias, delegadas, comissárias de bordo, diretoras de escolas, executivas de partido político são algumas posições antes inimagináveis para elas. É o começo para naturalizar situações que já deveriam ser comuns na sociedade. — Há uma paralisia facial de cinco segundos quando se deparam comigo — diz Bárbara Pastana, secretária na Câmara Municipal de Belém, ao descrever a reação das pessoas ao vê-la no gabinete onde trabalha como assessora parlamentar. Segundo estimativas da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), 90% delas ainda estão empregadas na prostituição. Mas já são vistas no mercado de trabalho formal. — São exceção. Estamos muito distantes ...

    Leia mais
    Página 2 de 784 1 2 3 784

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist