quarta-feira, julho 8, 2020

    Resultados da pesquisa por 'casamento'

    Estudante pede companheira em casamento no restaurante da Ufba; Assista o vídeo e espalhe este amor!

    Sabe aquela frase clichê que o amor é lindo?! Foi esse o sentimento que fiquei quando vi o vídeo onde a vendedora Mikaele Lima pede sua companheira, a operadora de turismo Súsame de Santana Souza em casamento. Poderia ser um vídeo comum de pedido de casamento – daqueles que estão cheios na internet – mas esse tem um toque especial: aconteceu na noite desta quarta-feira (21) dentro do restaurante universitário da Universidade Federal da Bahia, em Salvador. por Jorge Gauthier no Correio 24h Reprodução Correio 24h Mikaele, de 23 anos, foi a autora do pedido e da surpresa que deixou Súsame, 27, emocionada. As duas, que estudam no Bacharelado Interdiciplinar da Ufba, estão juntas há 2 anos e meio. Na hora do pedido, Mikaele subiu na cadeira do restaurante, declarou seu amor e fez o pedido que foi prontamente aceito pela amada. Em entrevista ao Me Salte na manhã desta quinta-feira (22), Mikaele ...

    Leia mais

    Um raio-x dos casamentos LGBT no Brasil

    Desde 2013, Brasil registrou mais de 14 mil casamentos entre pessoas do mesmo sexo - veja outros números por Valéria Bretas no Exame @CREATEDBYJARROD Desde 2013, quando o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou a resolução que obrigou os cartórios a realizarem casamentos entre pessoas do mesmo sexo, mais de 14 mil uniões homoafetivas foram realizadas no Brasil. De lá para cá, segundo dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) – os mais recentes, as uniões entre cônjuges do mesmo sexo aumentaram 51,7%. As informações de 2016 ainda estão sendo compiladas do IBGE e devem ser divulgadas no segundo semestre. Entre os 14.169 casamentos homoafetivos registrados desde 2013, 51,9% foram entre mulheres e 48,1% entre homens. Ainda de acordo com o Instituto, a idade média ao firmar um matrimônio varia entre 31 e 36 anos entre os homens e 32 e 34 entre as mulheres. No próximo ...

    Leia mais

    “Casamento infantil não é cultura, é violência”, afirma ativista cigana

    Por defender os direitos das mulheres em sua comunidade, Rebecca Taina perdeu sua identidade perante tradicionalistas Por Nana Queiroz Do Azmina Esta é uma das investigações patrocinadas pelo Programa de Bolsas de Reportagem da Revista AzMina que você ajudou a tornar realidade. Leia a série completa aqui. E nos ajude a continuar fazendo investigações assim aqui. Imagem retirada do site AzMina Para muitos ciganos tradicionalistas, Rebecca Taina perdeu o direito de ser cigana porque resolveu falar contra o machismo. “Tive minha identidade sequestrada de mim”, protesta ela. Mas ela insiste em ocupar um lugar de vanguarda dentro de uma comunidade que, por enfrentar tantos preconceitos, resiste em deixar-se mudar. Uma de suas bandeiras pessoais é o combate ao casamento infantil Ilustração: AzMina As mulheres ciganas calon, de Boa Vista do Tupim, sertão baiano, nos relataram que casam-se entre 12 e 14 anos, em geral. Você considera isso um problema? Ou esta prática faz sentido ...

    Leia mais

    STF iguala herança de união estável à de casamento

    O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira, 10, que as uniões estáveis – de casais heterossexuais e homossexuais – têm o mesmo regime de herança dos casamentos; ao julgar dois casos de repercussão geral, os ministros firmaram o entendimento de que é inconstitucional a distinção de regimes sucessórios prevista no Código de Processo Civil; para preservar a segurança jurídica, o julgamento não desconstituirá partilhas julgadas ou acordadas por escritura pública Foto: Nelson Jr./SCO/STF Do Brasil247 Uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) igualou a herança atribuída por união estável àquela dos casamentos. Por maioria, o Supremo decidiu nesta quarta-feira, 10, que as uniões estáveis – de casais heterossexuais e homossexuais – têm o mesmo regime de herança dos casamentos. Ao julgar dois casos de repercussão geral, os ministros firmaram o entendimento de que é inconstitucional a distinção de regimes sucessórios prevista no Código de Processo Civil. Para preservar a segurança ...

    Leia mais

    Brasil é quarto país no ranking global de casamento infantil

    O casamento infantil responde por 30% da evasão escolar feminina no ensino secundário a nível mundial e faz com que as meninas estejam sujeitas a ter menor renda quando adultas no Agência Brasil Levantamento recente do Banco Mundial revela que o Brasil tem o maior número de casos de casamento infantil da América Latina e o quarto no mundo. No país, 36% da população feminina se casa antes dos 18 anos. As informações são da ONU News. O estudo "Fechando a Brecha: Melhorando as Leis de Proteção à Mulher contra a Violência" lembra que a lei do Brasil estipula 18 anos como a idade legal para a união matrimonial e permite a anulação do casamento infantil. O problema é que há muitas brechas na legislação. Se houver consentimento dos pais, por exemplo, as meninas podem se casar a partir dos 16 anos. A autora do estudo, Paula Tavares, fala sobre ...

    Leia mais

    Nesta rara entrevista, Simone de Beauvoir fala sobre existencialismo, religião, casamento, amor livre

    “Penso que amar, de fato, não é querer possuir, mas que amar seja querer criar elos com o outro ser que não são de possessão, no mesmo sentido de possuir uma roupa ou o que comemos.” – Simone Beauvoir Do Revista Prosa Verso e Arte (Foto: AFP) A escritora e feminista francesa Simone de Beauvoir (1908-1986), consagrada por um livro fundamental para o movimento feminista, “O segundo sexo”, um marco teórico do feminismo no século XX, publicado em 1949. Formada em filosofia pela Universidade de Sorbonne, onde conheceu outros jovens intelectuais, como Maurice Merleau-Ponty, René Maheu e Jean-Paul Sartre – com quem manteve um relacionamento por toda a vida -, De Beauvoir escreveu romances, ensaios, biografias, (e até uma autobiografia!) sobre filosofia, política e questões sociais. Uma mulher atual, pensadora essencial de nosso tempo em suas mais diversas facetas: o existencialismo, a relação com Jean-Paul Sartre, o ativismo político, o feminismo, ...

    Leia mais

    Trump e o fim do casamento entre democracia e capitalismo neoliberal

    Ao criar medidas protecionistas e impedir os fluxos da globalização do capital, ele se coloca em dissensão com o sistema estabelecido Por Pedro Estevam Serrano, da Carta Capital  Foto: Reuters/Kevin Lamarque Em artigo anterior, defendi que o potencial nocivo do governo de Donald Trump não deveria ser subestimado. Mal esquentou a cadeira da Presidência e, com uma canetada, proibiu a entrada de viajantes de oito nacionalidades – países com predomínio de população muçulmana – em território americano. Sem qualquer pudor, baniu também a recepção de refugiados sírios, que estão no centro de uma tragédia humanitária. Ao assumir um discurso anti-humanista que abdica de qualquer resquício da moralidade própria da vida democrática concebida desde o século XVIII, o novo presidente americano representa, talvez, a maior ameaça concreta à civilização advinda do poder estatal, hoje, no mundo. Trump, de fato, não se peja em criticar valores próprios de uma vida humanística – solidariedade, ...

    Leia mais
    Aaron Favila / AP

    Serena Williams aceita pedido de casamento de fundador de rede social

    A tenista Serena Williams está noiva. A americana anunciou a mudança de estado civil nesta quinta-feira (29), em uma publicação na rede social Reddit. Seu noivo, não por acaso, é Alexis Ohanian, co-fundador da empresa. O casal namorava desde 2015, mas era discreto sobre o relacionamento. Fonte: UOL "Eu cheguei em casa. Um pouco tarde. Alguém tinha uma mala pronta para mim. E uma carruagem esperava. Destino: Roma. Para me levar ao meu próprio 'príncipe encantado'. De volta onde nossas estrelas se encontraram. Foi um círculo completo. Na mesma mesa onde nos encontramos por acaso. Essa vez o que ele fez não foi por acaso, mas por escolha. Ajoelhado, ele disse quatro palavras e eu disse sim",  escreveu a atleta, que recebeu a resposta do noivo. I said yes from isaidyes "E você me fez o homem mais feliz do planeta", escreveu Ohanian em seu perfil, com o nome kn0thing. ...

    Leia mais

    Casamentos homoafetivos sobem 6 vezes mais do que de héteros

    As uniões legais entre pessoas do mesmo sexo aumentaram 15,7% de 2014 para 2015, no mesmo período o aumento entre os casais heterossexuais representou apenas 2,7%. Um crescimento praticamente seis vezes maior em relação à união tradicional. Isso é que aponta a pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2015, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada na quinta-feira, 24 de novembro. por Jefferson Gonçalves no Ondda Foto: JASMINE WALLACE Os números absolutos registrados foram de 5.614 de casamentos entre pessoas do mesmo sexo, enquanto as de sexo oposto marcaram 1.131.707 de uniões no ano passado. No resultado do levantamento, o estudo que a aprovação da Resolução 175 teve total relevância para o crescimento. “Importante ressaltar que, em 2013, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou a Resolução 175, que determina a todos os cartórios de títulos e documentos no território brasileiro a habilitar ou celebrar casamento civil ou, até mesmo, ...

    Leia mais

    Noiva dispensa maquiagem no dia do seu casamento

    Quem sabe o que faz um casamento perfeito são os próprios noivos. A blogueira Bisola Umoren sabe bem disso: tanto que a noiva dispensou a maquiagem no dia de trocar alianças. "Não sou de usar maquiagem", ela disse ao site Vanguard Allure. no Catraca Livre A foto de Bisola foi compartilhada no Twitter e no Facebook, e viralizou. "Eu não gosto de nenhuma forma de inconveniência ou desconforto no meu rosto, pescoço ou corpo. Não é uma questão religiosa, é apenas eu e a minha decisão pessoal", explicou ela. Para as fotos de noivado, a convenceram a usar maquiagem - e a nigeriana diz que não curtiu muito o resultado. "Eu me odiei porque não parecia comigo mesma. Eu estava mais sombria e velha", conta. She refused to wear make ups on her wedding day...Adwoa Mansa, can you do this? I dare you.??? pic.twitter.com/d5HWXJTkE6 — Bra Kofi (@Kofi_Batsa) 20 de agosto de 2016 Antes ...

    Leia mais

    Menina trocada por cabra: a tragédia do casamento infantil no Afeganistão

    O caso provocou indignação no Afeganistão. E é indício de um problema ainda muito maior, que persiste apesar de inúmeras campanhas. Do Uol Bas Gul é outra menor que fugiu de um casamento forçado; a Save the Children pediu que o governo acabe com o casamento infantil (GETTY IMAGES) Trata-se de uma família rural - e extremamente pobre - afegã que vendeu sua filha de 6 anos a um homem mais velho, de cerca de 40 anos, em troca de uma cabra. A informação foi confirmada à BBC por funcionários do governo. A princípio, os pais disseram à BBC que a filha havia sido sequestrada, mas depois se confirmou que, em troca dela, haviam recebido uma cabra, arroz e azeite. É difícil determinar o quão extenso é o drama das meninas vendidas no Afeganistão. Um dos grandes problemas é que não há estatísticas oficiais sobre o casamento infantil, segundo informou ...

    Leia mais

    “Ela vai no meu barco”: Casamento na Infância e Adolescência no Brasil

    O Brasil – como a América Latina em geral – tem estado ausente de muitas discussões e ações globais em torno do casamento na infância e na adolescência, que em grande parte se concentram em zonas críticas como a África Sub-saariana e o Sul da Ásia. Os dados disponíveis na América Latina e no Caribe, no entanto, mostram que os níveis de prevalência de casamento na infância e na adolescência são mais elevados na República Dominicana, Nicarágua e Brasil e que os números absolutos são mais elevados no Brasil. Por Alice Taylor, Giovanna Lauro, Marcio Segundo, Margaret Greene, do Promundo  Getty Images Este estudo, o primeiro de seu tipo no Brasil, explora as atitudes e práticas em torno do casamento na infância e na adolescência no Pará e no Maranhão, os dois estados brasileiros com maior prevalência da prática. Os resultados confirmam a natureza principalmente informal e consensual das uniões envolvendo ...

    Leia mais
    marcos-sacramento-200x300

    O casamento do nazismo com a escravidão no Brasil. Por Marcos Sacramento

    A história do país é cheia de episódios indigestos, que não viram enredo de escolas de samba ou pretexto para as aventuras da Glória Maria no Globo repórter. Por Marcos Sacramento, do DCM  Mas uma vez ou outra surge um documentário para invocar fantasmas do passado, como “Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil”, de Belisario Franca, lançado no mês passado e em exibição em Florianópolis, Niterói, Rio de Janeiro, Santos e Vitória. Baseado na tese de doutorado do historiador Sidney Aguilar Filho pela Unicamp, o trabalho conta a história de 50 crianças órfãs levadas do Educandário Romão de Mattos Duarte, no Rio de Janeiro, para uma propriedade rural no interior de São Paulo, onde foram submetidas a trabalho escravo. O traslado sinistro ocorreu nos primeiros anos da década de 1930. Iludidos com a promessa de que iriam viver em um lugar onde poderiam brincar e estudar livremente, os meninos, a ...

    Leia mais

    Após levar prata no triplo, americano pede namorada em casamento

    Will Claye corre para a arquibancada com anel de noivado e surpreende companheira Do Globo  O amor está no ar e invadiu os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Na manhã desta terça-feira, mais um casal olímpico se encaminhou para o altar. Depois de conquistar a prata no salto triplo, o americano Will Claye correu em direção a arquibancada e pediu sua namorada em casamento. A escolhida parecia não acreditar. Além da emoção de acompanhar o companheiro ganhando uma medalha olímpica, também viu todas as lentes se virarem para ela depois do pedido. - Quando eu acordei, eu pensei: "hoje será o melhor dia da minha vida"- disse o americano depois de fazer o pedido. Claye não foi o único que aproveitou o momento para surpreender a amada. No fim da cerimônia de premiação do rugby feminino, na semana passada, Izzy Cerullo, da seleção brasileira,recebeu o pedido em pleno gramado do ...

    Leia mais

    Vai ter amor sim! Atleta britânico faz pedido de casamento a seu namorado durante Olimpíada… E a resposta é SIM!

    Sem dúvidas o amor está no ar nessa Olimpíada. E vai ter casamento, sim! por Ana Beatriz Rosa no HuffPost Brasil O atleta britânico Tom Bosworth não ganhou medalhas durante os Jogos, mas vai guardar com carinho especial os momentos vividos na Rio 2016: ele escolheu as areias cariocas para pedir o seu namorado, Harry Dineley, em casamento. Bosworth publicou em seu Twitter: "Ele disse sim!" O atleta britânico foi o 29º colocado na marcha atlética e é considerado o melhor do país nesta modalidade. Em 2015, quando assumiu publicamente a sua homossexualidade, Bosworth se tornou um símbolo do ativismo LGBT. Ele foi o primeiro atleta do seu time a falar abertamente sobre o tema em entrevista a BBC. E ele também está na nossa lista de 13 atletas fora do armário. "Eu acho que é uma grande decisão falar sobre isso, mas eu não vou mudar a minha vida e já me sinto confortável ...

    Leia mais

    Pedido de casamento de atleta chinesa: romantismo ou pressão masculina?

    A torcida adorou - mas e He Zi? Por Tom Spender, do BBC A saltadora chinesa tinha lágrimas nos olhos quando o também atleta Qin Kai a pediu em casamento durante a cerimônia em que ela recebeu a medalha de prata pela disputa no trampolim de 3 metros. Um sorriso, porém, levou mais tempo para aparecer. Ela então finalmente disse sim para o namorado de seis anos, mas desde então o pedido público divide opiniões no mundo todo. Na China, onde propostas de casamento incomuns são muito compartilhadas e comentadas, alguns elogiaram o "gesto romântico de uma vida", mas outros se mantiveram céticos. "Que maneira de colocar pressão sobre ela: ter o mundo inteiro vendo enquanto ela toma uma decisão tão íntima e importante", escreveu a usuária Gu Jueyang no Weibo, o equivalente ao Twitter no país asiático. "Se ela rejeita a oferta de casamento, vai ser rotulada como uma pessoa ...

    Leia mais

    Bela, recatada e do lar: Casamento e virgindade no Brasil Colônia

    A Igreja precisava regulamentar, controlar desde o namoro às relações conjugais. Gestos miúdos de afeto, como o beijo, eram controlados por sua “deleitação natural e sensitiva”, sendo considerado “pecado grave porque é tão indecente e perigoso”. Além de evitar beijos, – os temidos “ósculos” -, devia-se estar em guarda contra as sutilezas das menores expressões de interesse sexual que não conduzissem ao que era chamado de “coito ordenado para a geração”. Dentro destas relações, quase não havia espaço para o amor erotizado e as mulheres se entregavam aos maridos por amor a Deus. Por MARY DEL PRIORE, do História de Hoje  Tudo indica que ao final do século XVIII, alguns casais já tivessem incorporado as ideias da Igreja. E sobre o assunto, não foram poucos os depoimentos. Em 1731, por exemplo, certa Inácia Maria Botelho, paulista, parecia sensível ao discurso da Igreja sobre a importância da castidade, pois se negava a ...

    Leia mais

    Aos 65 anos, Luiz Fernando Guimarães assume casamento com Adriano

    Neste final de semana, o ator Luiz Fernando Guimarães foi entrevistado pelo jornal Extra e falou pela primeira vez sobre o casamento Adriano. De acordo com o global, a intenção não é a de levantar bandeira e nem de se tornar um defensor da causa LGBT. Por Nelson Sheep Do Superpride “A gente é casado e não mora junto. Nunca falei sobre isso porque não vou levantar bandeirinha”, declarou. Segundo o ator de 65 anos, que vai estrear o humorístico Acredita na Peruca, do Multishow, é um “saco ter que falar da vida particular”. “Acho que todo mundo sabe da minha preferência sexual, nunca ninguém me perguntou sobre isso, não tenho a menor vontade de conversar sobre porque o nome disso é intimidade”, afirmou. Bem humorado, ele brincou dizendo que, se o assunto virar o foco de uma conversa daqui pra frente, ele dirá que não revelou nada para a publicação. Além da revelação sobre ...

    Leia mais
    Pete Souza / The White House

    Presidente dos EUA, Barack Obama conta como suas filhas adolescentes mudaram sua opinião sobre o casamento gay

    O presidente dos EUA, Barack Obama, contou neste final de semana que suas filhas, Sasha e Malia, tiveram um papel fundamental na sua mudança de visão - e de opinião - sobre o casamento gay. "Eu tenho que confessar que minhas filhas geralmente exercem impacto em mim", contou ele a 500 líderes que se reuniram em Londres, durante a visita do mandatário ao Reino Unido. Inicialmente, o presidente dos EUA pensou que apenas as uniões civis entre casais do mesmo sexo seriam suficientes. De acordo com ele, não era necessário "rotular" a união entre pessoas do mesmo sexo como casamento, afinal de contas, os direitos conquistados por casais homossexuais e heterossexuais seriam os mesmos. Foi com a ajuda das duas filhas adolescentes e de ativistas LGBT que Obama conseguiu entender porque o casamento gay era tão importante, segundo o site Pink News. "Pessoas que eu amo e que estavam em relações homossexuais e monogâmicas me ...

    Leia mais
    Participants of the lesbian, gay, bisexual and transgender (LGBT) "Euro Pride" parade march through the city with rainbow flags in Oslo, Norway on June 28, 2014.  AFP PHOTO / NTB SCANPIX / BENDIKSBY TERJE    +++NORWAY OUT+++        (Photo credit should read Bendiksby, Terje,Bendiksby, Terje/AFP/Getty Images)

    Igreja Luterana da Noruega aprova casamento gay

    A Igreja Luterana da Noruega aprovou, nesta segunda-feira (11), o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Do Brasil Post Participants of the lesbian, gay, bisexual and transgender (LGBT) "Euro Pride" parade march through the city with rainbow flags in Oslo, Norway on June 28, 2014. AFP PHOTO / NTB SCANPIX / BENDIKSBY TERJE +++NORWAY OUT+++ (Photo credit should read Bendiksby, Terje,Bendiksby, Terje/AFP/Getty Images)   No ano passado, segundo a Reuters, a Igreja Protestante da França passou a permitir que casais gays recebessem a benção, assim como a Igreja Presbiteriana dos EUA. A votação foi feita na conferência anual da instituição, e entre 115 representantes, 88 delegados votaram em favor da causa. "Finalmente nós podemos celebrar o amor independente de quem se apaixonar por quem", disse Gard Sandaker-Nilsen, líder de uma campanha a favor da mudança nas regras. De acordo com as novas regras, que valem formalmente ...

    Leia mais
    Página 2 de 90 1 2 3 90

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist