terça-feira, janeiro 26, 2021

Resultados da pesquisa por 'ofensas racistas'

racismo de funcionario da oi

Justiça Federal condena Oi a pagar R$ 10 milhões por funcionário divulgar mensagens fascistas, incitando ódio e discriminação racial no Orkut

A Justiça Federal condenou a Oi a pagar R$ 10 milhões por danos morais. Segundo a ação, um funcionário utilizou computador da empresa em Varginha-MG para cometer racismo pela internet. Apesar de intimada, a Oi prestou informações erradas ao Judiciário. Já a Anatel, também oficiada pelo tribunal, preferiu arquivar o caso. Segundo a Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Federal, "a Telemar/Oi recusou-se, sistematicamente, a cumprir ordens judiciais para identificação de funcionário da empresa que, durante o horário de serviço, utilizara equipamento do local de trabalho para cometer racismo pela internet". O crime foi praticado por meio de mensagens de apologia ao nazismo publicadas em uma comunidade virtual sediada no site de relacionamentos Orkut. Além de divulgar mensagens de apologia ao regime fascista, a página propagava xingamentos e ofensas a pessoas negras, incitando ódio e discriminação racial. Na decisão, o juiz federal da Subseção de Varginha sustentou que "empresa ...

Leia mais
Abraao Macedo

Abraão Macedo – O “Problema” do Afrodescendente, no Brasil?

Por: Abraão Macedo   "... O que eu acho notável é que, nas atitudes individuais dos Negros com outras raças, há uma diferença de abordagem. Negros não são racistas. Negros não têm medo de contatos étnicos. Brancos Sim! Eu acho que em grande medida, o racismo se origina deste medo. Seria uma característica herdada da vida nômade dos arianos primitivos? Eu não sei. È um instinto Biológico ou de outra natureza? Eu também não sei!" Cheik Anta Diop - Cientista e Historiador Africano   As questões Raciais no Brasil, sempre foram tratadas, como um problema do negro, ou mais especificadamente, dos afrodescendente. Desde o dia 14 de maio de 1888, com a tão contestada abolição da escravatura, o país mergulhou num poço de desigualdade racial e, por conseguinte, social, pois como escravos os negros tinham terra, trabalho, e chibata, mais com o advento da malfadada liberdade, passamos a ter só a ...

Leia mais
stj

Racismo: decisões judiciais estabelecem parâmetros para repressão à intolerância

Racismo é o conjunto de teorias e crenças que estabelecem uma hierarquia entre as raças e etnias. É uma doutrina ou sistema político fundado sobre o direito de uma raça (considerada pura ou superior) de dominar as outras. Por fim, é um preconceito extremado contra indivíduos pertencentes a uma raça ou etnia diferente, considerada inferior. Seguindo esse entendimento do dicionário Houaiss, percebe-se que, apesar de toda a modernidade, ainda é comum encontrarmos casos de discriminação e preconceito por causa de diferenças étnicas. As leis e a sociedade mostram que o racismo é uma atitude que deve ser abolida por completo, mas, ainda hoje, muita gente não se deu conta disso. Os preconceitos e as discriminações continuam. E vale lembrar que, pela Constituição Brasileira, racismo é crime imprescritível e inafiançável. Chamado constantemente a proteger valores como a igualdade, a dignidade e a honra dos cidadãos brasileiros, o Superior Tribunal de Justiça ...

Leia mais
Diego-Mauricio-Flamengo-Paulo-Sergio LANIMA20110331 0015 25

Santistas gritam ‘macaco e crioulo’ para Diego Maurício

Na vitória do Flamengo por 5 a 4 diante do Santos, na última quarta-feira, teve de tudo. Gols lindos, jogadas geniais e lances polêmicos. Mas, é necessário lembrar o único acontecimento desagradável que ocorreu na Vila Belmiro. O atacante Diego Maurício, ao se aquecer junto com os outros reservas, foi vítima de racismo de torcedores santistas, que desferiram ofensas ao atleta rubro-negro. - Eu estava me aquecendo, quando ouvi gritos de macaco e crioulo. Fiquei espantado, pois o Pelé é o maior ídolo do Santos e é negro. Independente da raça, fiquei muito chateado - disse Diego Maurício ao LNET!. Agora, o Flamengo estuda a possibilidade de entrar com uma denúncia no STJD. - Vamos ver se o promotor do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) pune. Basta ver as imagens e indiciar o Santos por constragimento. Na televisão fica claro. Aguardemos a postura deles - disse o gerente de ...

Leia mais
racismo o ovo da serpente

Racismo uma chaga que se perpetua

A perversidade do racismo No momento em que o IBGE divulgou sua pesquisa sobre a identidade dos brasileiros, duas outras notícias colocaram em evidência a perversidade com que na sociedade capitalista é encarada a distinção étnica e cultural entre os povos. Na Itália, a eleição da brasileira Silvia Novais como Miss Itália Nel Mondo provocou uma enxurrada de manifestações racistas na internet, postadas por direitistas partidários da supremacia branca e europeia adeptos de Adolf Hitler, que não suportam negros, árabes, judeus, imigrantes e outros seres humanos que não têm as suas origens étnicas, seus preconceitos e seus interesses. Esta intolerância encharcou de sangue o solo de Oslo, capital da Noruega, onde um criminoso assassinou com atentados a bomba e a tiros 76 pessoas, na maioria jovens, que estavam em um evento do Partido Trabalhista, de esquerda, que comanda o governo do país. As referências ao Brasil, nestes dois episódios, são ...

Leia mais
mayara_petrusco

Estudante de direito acusada de racismo no Twitter é demitida

Estudante de direito acusada de ter iniciado a série de comentários preconceituosos contra os nordestinos no Twitter foi demitida do escritório de advocacia onde estagiava, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. Além de perder o emprego, Mayara Petruso pode também responder criminalmente pela mensagem racista. Mais cedo, a Ordem dos Advogados do Brasil de Pernambuco afirmou que pedirá ao Ministério Público Federal em SP, a abertura de uma ação penal contra Mayara. No domingo a noite, após o resultado da eleição de Dilma Rousseff para presidência, Mayara Petruso postou no microblog: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!”, frase que provocou dezenas de comentários a favor e contra a postura da estudante de direito. Logo depois, a estudante retirou o perfil de várias redes sociais como Twitter, orkut e faceboook, mas os internutas já haviam propagado a mensagem e perfil dela ...

Leia mais
RACISMO

Um ano sem solução

Por: Cristina Camargo Empresário ainda não consegue punição para ataques racistas feitos pelo Orkut O empresário João Francisco Xavier, 57, escolheu a última terça-feira (27 de abril) para descobrir o que aconteceu com uma denúncia grave sobre a pratica de racismo virtual. A escolha da data teve uma razão: na terça-feira fez um ano que o dono de empresa de formação de vigilantes descobriu as ofensas feitas por meio do Orkut e tomou as providências que achava adequadas. No meio do ano passado, Xavier relatou o caso ao BOM DIA. Estava indignado com a falta de providências quatro meses após ter procurado a polícia com as cópias das ofensas, o ataque virtual gravado e uma suspeita de autoria.   Na terça-feira, foi diferente. Ele foi ao 2º DP (Distrito Policial) acompanhado do advogado José Hermann Schroeder e saiu satisfeito. Orkut, para descobrir o IP (Internet Protocol) do responsável pelas ofensas. ...

Leia mais
RacismoCrime1

Comerciante cospe no rosto de copeira, xinga-a de “negra safada” e acaba preso

Por: Mara Puljiz Família diz que ele tem problemas psiquiátricos Uma cuspida na cara seguida de xingamento de "negra safada". Assim foi agredida a copeira Hilda (nome fictício), 41 anos. A senhora de cabelos crespos e pele negra estava sentada em um dos bancos do ônibus da empresa Viva Brasília, que fazia a linha L2 Norte/Rodoviária do Plano Piloto, quando ouviu a humilhação do homem de pele branca. O episódio ocorreu por volta das 11h de ontem. O comerciante André Luiz Soares Nasser, 35 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar, após um passageiro indignado ter segurado o agressor, impedindo-o de descer do coletivo. O caso foi parar na 5ª Delegacia de Polícia (Setor Bancário Norte) e na ouvidoria da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir). André Nasser foi indiciado pelo crime de injúria racial qualificada (veja o que diz a ...

Leia mais
tribunalregional

Sentença de condenação sobre preconceito racial

TERMO DE AUDIÊNCIA AUTOS Nº 0193700-96.2009.5.15.0093   Aos vinte e dois dias do mês de abril de 2010, às 17h15min, na sala de audiências desta Vara, por ordem da MM. Juíza do Trabalho Substituta DRA. LUCIANA CAPLAN, foram apregoados os litigantes:   Reclamante: JOSÉ APARECIDO MARTINS Reclamada: BORG WANER AUTOMOTIVE BRASIL LTDA   Ausentes as partes. Pelo Juízo, foi proferida a seguinte S E N T E N Ç A   Vistos, etc. JOSÉ APARECIDO MARTINS, qualificado nos autos, ajuíza reclamação trabalhista em face de BORG WANER AUTOMOTIVE BRASIL LTDA, também qualificada, afirmando que foi admitido em 09/12/2005, nas funções de operador de máquinas, tendo sido dispensado em 06/05/2008, quando recebia salário de R$ R$ 1.250,85. Alega ter sofrido agressões raciais no ambiente de trabalho. Diante dos fatos narrados, postula os direitos elencados às fls. 16/17. Atribui à causa o valor de R$ R$ 140.000,00 e junta documentos. Regularmente notificada, ...

Leia mais
RacismoCrime1

Justiça brasileira condena réu acusado da prática de crimes de racismo na Internet

Leia, na íntegra, decisão da Justiça Fonte: Afropress -   Brasília - Os desembargadores Roberval Casemiro Belinati, relator, e Silvanio Barbosa dos Santos, revisor, e mais o vogal, desembargador Sérgio Rocha, foram unânimes no voto de condenação ao estudante Marcelo Valle Silveira Mello. "Ao tratar os negros como "macacos"; "pobres e sujos"; "subdesenvolvidos" e "burros", além de fazer uma série de comentários que inferiorizam a raça negra e sua cultura, inegável que o réu os considera como seres inferiores, não havendo dúvidas, portanto, de que sua conduta é racista", afirmam os desembargadores em decisão histórica. É a primeira decisão da Justiça brasileira que condena um réu acusado da prática de crimes de racismo na Rede Mundial de Computadores. Veja, na íntegra, a decisão da 2ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça de Brasília e Territórios. APELAÇÃO CRIMINAL INTERPOSTA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO CONTRA SENTENÇA QUE ABSOLVEU O RÉU DO CRIME DE ...

Leia mais
racismo-no-estadio-olimpico

Racismo volta aos Estádios e Federação se omite. Vergonha, no país campeão do mundo

Terra Magazine Lamentável o silêncio de ontem à noite da Federação Italiana de Futebol (FIGC-Federazione Italiana Giuoco Cálcio), diante da manifestação racista ocorrida, no final de semana, durante a partida entre o Cagliari e a Inter de Milão, na Sardenha.   Na tradicional reunião das segundas feiras, para analisar a rodada, os dirigentes da FIGC preferiram o silêncio, interpretado por muitos como lamentável conivência. O coro "buuuu", -que surgiu nos estádios em 2005 quando o atacante Zoro do time do Messina tocava na bola-, voltou com força. E foi ouvido quando Mario Balotelli e Samuel Eto'o, ambos atacantes da equipe da Inter, pegavam na bola.   Por duas vezes, o serviço de altofalante do estádio do Cagliari alertou os torcedores, a recordar que a legislação esportiva prevê a suspensão da partida e a perda dos pontos. O único que não escutou o coro, e nada colocou na súmula da partida, ...

Leia mais
ministro_frances

Prefeito francês acusado de racismo critica ministro de Sarkozy

Fonte: AFP - PARIS, França - Um prefeito francês, suspenso por declarações racistas, afirmou ser vítima de um caso orquestrado pelo ministro do Interior, Bruce Hortefeux, ligado ao presidente Nicolas Sarkozy, para obter uma imagem de antirracista. "Sou vítima de uma conspiração e quero denunciar", afirmou Paul Girot de Langlade, em entrevista ao jornal Le Parisien. "Não sou racista, afirmo alto e forte. Servi em (os territórios de ultramar franceses de) Wallis-et-Futuna, em Guadalupe, entre 2004 e 2006, e (ilha da) Reunion", disse. O alto funcionário é objeto de uma investigação judicial por "ofensas públicas com caráter racial", após uma ação apresentada por uma funcionária da segurança do aeroporto parisiense de Orly. Exasperado com um controle de segurança, ele teria, segundo uma fonte judicial, declarado: "Isto parece a África. Aqui só há negros". Ele afirma que os agentes foram agressivos desde o início. "Não disse nada sobre a cor da ...

Leia mais
bullying

Bullying: brincadeiras que ferem

Ameaças, agressões, humilhações... a escola pode se tornar um verdadeiro inferno para crianças que sofrem nas mãos de seus próprios colegas, ainda mais nos dias de hoje, em que a internet pode potencializar os efeitos devastadores do bullying. Você sabe o que é isso? Onde e como ele ocorre? Por: Rafael Argemon -  Colaboraram: Beatriz Rizek e José Alves -  Você já ouviu falar de bullying? O termo em inglês pode causar estranhamento a muita gente, mas as atitudes agressivas intencionais e repetitivas que ridicularizam, agridem e humilham pessoas - tão comum entre crianças e jovens - é muito familiar a todos. A palavra inglesa 'bully' significa valentão, brigão. Atos como empurrar, bater, colocar apelidos ofensivos, fazer gestos ameaçadores, humilhar, rejeitar e até mesmo ameaçar sexualmente um colega dentro de uma relação desigual de poder, seja por idade, desenvolvimento físico ou relações com o grupo são classificados como bullying. O problema pode ...

Leia mais

Em busca de uma infância cidadã: socialização, identidade e pertencimento racial

Eliane Cavalleiro2 Referência bibliográfica: COSTA, M. F. V. ; COLACO, V. F. R. ; CAVALLEIRO, E. . Em busca de uma infância cidadã: socialização, identidade e pertencimento racial. In: Fátima Vasconcelos da Costa,Veriana Rodrigues Colaço e Nelson Barros da Costa. (Org.). MODOS DE BRINCAR,LEMBRAR E DIZER: DISCURSIVIDADE E SUBJETIVAÇÃO. 01 ed. Fortaleza: Editora da UFC, 2007, v. , p. 117-139. Considerações iniciais Quando pensamos na infância, no direito à proteção e aos cuidados que toda criança deve ter, consideramos importante trazer à luz um tema controverso: o racismo presente na sociedade brasileira e a maneira como esse afeta o processo de socialização das nossas crianças. O debate, no Brasil, em torno das relações raciais mostra-se em crescente visibilidade desde o final do século passado. A atualidade da discussão evidencia a existência e a permanência do racismo e seus derivados na dinâmica sociedade. Torna-se portanto necessária a compreensão de como os ...

Leia mais
RacismoCrime1

Acórdão do TRF-4 revela o nome do professor da Ufrgs condenado por racismo

Humberto do Adami ÍNTEGRA DO ACÓRDÃO DO TRF-4 APELAÇÃO CÍVEL Nº 2001.71.00.025177-7/RS RELATOR:Juiz ROGER RAUPP RIOS APELANTE:MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL APELADO:JOSE ANTONIO COSTA ADVOGADO:Celso Santos Rodrigues e outro APELADO:SERGIO NICOLAIEWSKY ADVOGADO:Marco Aurélio Costa Moreira de Oliveira e outros INTERESSADO:UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS ADVOGADO:Claudio Moraes Loureiro EMENTA DIREITO CONSTITUCIONAL. DIREITO DA ANTIDISCRIMINAÇÃO. PRECONCEITO RACIAL. DECLARAÇÕES DISCRIMINATÓRIAS EM SALA DE AULA. PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS DA LEGALIDADE, IMPESSOALIDADE E MORALIDADE. ATIVIDADE DE MAGISTÉRIO SUPERIOR. IMPOSIÇÃO DE MULTA CIVIL. APELO PROVIDO. 1. Cabível ação civil pública por improbidade administrativa, uma vez que o artigo 11 da Lei nº 8.429, de 1992, alcança atos violadores dos princípios da administração pública, dentre estes a imparcialidade, a legalidade e a lealdade às instituições, cujo conteúdo abarca a vedação constitucional de discriminação por parte do agente público. 2. A legalidade, entendida de modo amplo, destaca o imperativo jurídico de não-discriminar, presente de modo explícito no ...

Leia mais
Página 25 de 25 1 24 25

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist