Resultados da pesquisa por ' discriminação racial '

    “Você tem que fazer serviço de branco para ficar bem feito e não de preto”. Empresas do Paraná são condenadas por discriminação racial

    Uma distribuidora de bebidas de Curitiba e um hotel de São José dos Pinhais foram condenados na Justiça do Trabalho por não tomarem medidas adequadas contra atos de racismo praticados dentro das empresas. Nos dois casos, mesmo cientes da discriminação racial entre seus funcionários, as empresas nada fizeram para coibir o comportamento. O primeiro fato ocorreu em São José dos Pinhais, onde uma auxiliar de cozinha desenvolveu depressão e síndrome do pânico após ser ofendida repetidas vezes, e em várias ocasiões, pela supervisora. Ela deverá ser indenizada em R$ 100 mil, conforme sentença do juiz Leonardo Vieira Wandelli, da 5ª Vara do Trabalho do município. No outro caso, a 2ª Turma do TRT-PR fixou em R$ 20 mil a indenização a um ajudante de entrega de bebidas chamado de “macaco” por um colega, fato negligenciado pela empresa mesmo após reclamação. Primeiro caso A auxiliar foi contratada em julho de 2012 ...

    Leia mais

    Cotas, o branqueamento e a discriminação racial

    Durante a última semana, houve bastante repercussão sobre a notícia do parlamentar Wilson Batista Duarte – Kanelão (PMDB), vereador de Rio Grande, que durante sessão realizada na sede do legislativo local, ao questionar a criação de cotas raciais para ocupação de cargos públicos, teria afirmado que “os negros querem se favorecer, isso que é racismo, afinal os negros já estão quase brancos, estão saindo com loira, polaca, estão comendo em restaurantes…”. De acordo com a Zero Hora, Kanelão nega a declaração e diz ter sofrido ameaças após a publicação da notícia em diversos sites. O parlamentar está em seu sétimo mandato e completa vinte e seis anos no poder local. Através de seu suposto discurso, o político tentaria inserir o negro em uma categoria além da raça humana. Ele sugere a superioridade do branco a partir do momento que tenta “embranquecer” o negro, utilizando a brancura como sinônimo de humanidade. ...

    Leia mais
    zeze-renan

    Senado fará o que for preciso contra discriminação racial, diz Renan

    A atriz Zezé Motta e o presidente do Senado, durante a sessão desta sexta-feira O presidente do Senado, Renan Calheiros, informou que vai se juntar a outros senadores para pedir à presidente Dilma Rousseff que realize uma solenidade especial para sancionar o PLS 114/1997, recentemente aprovado no Congresso e que amplia a abrangência da Lei da Ação Civil Pública para proteger também a honra e a dignidade de grupos raciais, étnicos ou religiosos. Para ele, seria necessário um evento "à altura da importância da lei". O tema racismo dominou a manhã desta sexta-feira (21) do Senado, que realizou sessão especial em homenagem ao Dia Internacional contra a Discriminação Racial, aos 30 anos do Centro Brasileiro de Informação e Documentação do Artista Negro (Cidan) e ao centenário do ativista negro e senador Abdias do Nascimento. – Lembro-me da indignação da presidente Dilma quando das manifestações racistas contra o jogador Tinga, do ...

    Leia mais
    Campanha-Contra-Racismo

    Hoje na História, 21 de Março é Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial

    No Brasil, as comemorações ganham força por causa do centenário da escritora negra Carolina Maria de Jesus e do ativista Abdias Nascimento, e também após a morte de Cláudia Silva Ferreira, no Rio de Janeiro. Mara Régia O Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e celebra-se em 21 de março em referência ao Massacre de Sharpeville. Em 21 de março de 1960, em Joanesburgo, na África do Sul, 20.000 pessoas faziam um protesto contra a Lei do Passe, que obrigava a população negra a portar um cartão que continha os locais onde era permitida sua circulação. Porém, mesmo tratando-se de uma manifestação pacífica, a polícia do regime de apartheid abriu fogo sobre a multidão desarmada resultando em 69 mortos e 186 feridos. Em memória a este massacre a Organização das Nações Unidas – ONU – instituiu 21 de março o dia Internacional de Luta contra a Discriminação Racial. O Racismo ...

    Leia mais
    carnaval-olinda

    Carnaval terá observatório da discriminação racial

    A próxima sexta-feira abre oficialmente o carnaval no estado com um lançamento que promete consolidar, de fato, a festa como democrática em Pernambuco. Carnaval com Direitos Humanos. Eis uma das principais ações do governo para o enfrentamento às discriminações raciais ocorridas durante os dias de folia. O "Observatório da Discriminação Racial no Carnaval" será lançado em parceria com as Secretarias de Defesa Social e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Comitê de Promoção da Igualdade Racial e Prefeitura de Olinda. O secretário de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro Carvalho, recebeu o secretário executivo de Promoção da Igualdade Racial, Jorge Arruda, acompanhado de Rildo Veras, assessor Especial para Diversidade, para fomentar a campanha "Observatório da Discriminação Racial no Carnaval". Desde 2009, o CEPIR vem realizando esse trabalho junto com a SEDSDH. A atuação vem sendo desenvolvida nas grandes agremiações, com os foliões e nas demais atividades realizadas nas festividades de momo. Serão ...

    Leia mais
    i392226

    35 anos em marcha contra a discriminação racial

    A história e os desdobramentos da passeata que definiu o movimento negro moderno POR MARIANA BRASIL Era 18 de junho de 1978 quando Robson Silveira da Luz, um feirante negro de 27 anos, foi acusado de roubar frutas em seu local de trabalho. Levado para o 44º departamento de polícia de Guaianazes, zona leste de São Paulo, foi torturado e morto por policiais militares sob a chefia do delegado Alberto Abdalla. Semanas depois, um grupo de 4 jovens foi impedido de jogar vôlei no hoje extinto Clube de Regatas Tietê. Fazia 90 anos da abolição da escravatura. Em resposta a esses fatos, um grupo de militantes negros se reuniu em um casarão no início da Rua da Consolação, em São Paulo, para discutir a construção de um movimento que pudesse mobilizar o Brasil contra a discriminação racial. Na lembrança de Hélio Santos, doutor em economia, administração e finanças e militante ...

    Leia mais
    afrodescendente

    ‘O que fiz hoje pelos outros?’ – Respeito aos direitos dos negros e o fim da discriminação racial

    Leci Brandão & Simoninha para um domingo Líder de movimentos que buscavam o respeito aos direitos dos negros e o fim da discriminação racial. A luz veio ao mundo e cada um de nós deve decidir se quer caminhar na luz do altruísmo construtivo ou nas trevas do egoísmo. Portanto, a mais urgente pergunta a ser feita nesta vida é: 'O que fiz hoje pelos outros? ...........Martin Luther King.................. 'Os negros já não se calam mais' Acesse O Atlântico Negro e conheça alguns de nosso lideres Acesse Patrimônio Cultural e descubra suas realizações Martin Luther King Frente Negra Brasileira  Angela Davis Mary Ann Shadd Harlem Désir  

    Leia mais
    Selos comemorativos correios 2013

    Correios lançam selos contra a discriminação racial

    Correios lançam selos contra a discriminação racial e defesa do meio ambiente Objetivo é promover a valorização da população negra e seu papel na história do Brasil Luta contra racismo, meio ambiente e Jornada Mundial da Juventude 2013 são temas de selos Os Correios lançam, nesta quinta-feira (21), um selo da série “América - Luta contra a Discriminação Racial” em comemoração ao Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial. O lançamento também marca o aniversário de 10 anos da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir). Nesta nova parceria entre os Correios e a Secretaria, o objetivo é promover a valorização da população negra e seu papel na história do Brasil.  Em 2011, a ECT aderiu à Campanha Igualdade Racial é Pra Valer, promovida pela Seppir. Entre as ações dessa parceria estão a realização do Fórum dos Direitos Humanos e da Diversidade dos Correios (que teve sua ...

    Leia mais
    shaperville

    Hoje na História, 21 de março é o Dia Internacional da Eliminação da Discriminação Racial

    Shaperville e o invisível sistema de apartheid brasileiro   » GABRIEL MARQUES Pesquisador das relações raciais, membro da ALARA (Afro Latin América Research Association) e ANAI ( Associação Nacional Apoio ao Índio), escritor e membro da Comunidade Bahá'í do Brasil A luta contra o racismo e a discriminação racial têm demandado esforços mundiais ao longo de quase dois séculos, mas sua completa eliminação parece ainda estar longe de ser concretizada. De todos os países do continente americano, o Brasil — grande beneficiário de mão de obra africana — foi o último país a abolir formalmente a escravidão (1888). Os efeitos são ainda visíveis na sociedade brasileira.  A data, além de qualquer celebração, marca, sobretudo, o momento para sérias reflexões acerca da realidade na sociedade brasileira e das mudanças necessárias e urgentes. A prática do racismo, um sistema de apartheid invisível e tão entranhado na vida social e econômica brasileira, continua ...

    Leia mais
    BANNER BLOGAGEM

    Postagem coletiva: Aniversário da SEPPIR e Dia Internacional de Combate à Discriminação Racial

    A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR convida para a postagem coletiva que faremos na semana de 18 a 22 de março em comemoração aos dez anos de criação da SEPPIR e pelo Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial. Participe pelo Facebook, Twitter, Tumblr, Flicker, Blogs, Youtube e afins! Como participar: crie um post sobre o Combate à Discriminação Racial, pode ser um depoimento, uma imagem, um vídeo, artigo, uma arte gráfica, um ou muitos posts em uma rede social. No Twitter, iremos usar as hashtags #IgualdadeRacial #10AnosSEPPIR Envie seu post por e-mail ([email protected]) para que possamos divulgá-lo nas nossas redes, e coloque junto com a sua mensagem o selo abaixo, que identifica a postagem coletiva. A criação da SEPPIR é um marco na institucionalização das políticas de promoção da igualdade racial. O Brasil foi o primeiro país a criar um órgão com status de ministério para tratar especificamente do combate ao racismo ...

    Leia mais
    Escritora Cidinha da Silva (Foto: Elaine Campos)

    Convite para blogagem coletiva Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial

      Por que 21 de março? Em 21 de março de cada ano, a ONU relembra o triste episódio de 1960, quando dezenas de manifestantes pacíficos foram mortos a tiros pela polícia no município sul-africano de Sharpeville, quando eles protestavam contra o apartheid. Fonte ONU Em memória aos militantes negros que morreram lutando, essa data foi instituída pela ONU. Essa data, como outras lembradas pelo Movimento Negro não é mais uma data festiva, muito pelo contrário: com a instituição dessa data, temos no calendário um dia garantido, com a atenção voltada às lutas dos povos negros contra a opressão e a discriminação racial. Em razão disso, o Blogueiras Negras convida xs leitorxs a participar da I Blogagem Coletiva pelo Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial! Para xs blogueirxs que quiserem participar, é só fazer a sua postagem, incluir ao final a seguinte frase com a imagem e compartilhar com a ...

    Leia mais
    Escritora Cidinha da Silva (Foto: Elaine Campos)

    Preconceito racial, discriminação e racismo, distinções de letramento – Por Cidinha da Silva

    Certos amigos, aborrecidos, perguntam-me se gosto de tudo em Lado a lado. Não, não gosto de tudo. Fico incomodada, por exemplo, com a frouxidão da personagem Eulália (Débora Duarte), sinto falta de coerência. Num dia ela se junta ao povo na manifestação em frente à delegacia para libertar Jurema (Zezéh Barbosa), a mãe de santo e quitandeira negra, valendo-se de discurso respeitoso à uma mulher religiosa, mesmo que não seja a sua religião, como declara ao filho delegado (Guilherme Piva). Em outro dia, durante jantar familiar, Eulália diz que a neta Sandra (Priscila Sol) não deveria passar tanto tempo no morro ao lado daquela mulata, referia-se a Isabel, personagem de Camila Pitanga. Pode ser que a gênese de Eulália seja mesmo a incoerência, a tergiversação de acordo com a conveniência (como é comum nas relações entre brancos e negros no Brasil), mas me parece muito mais a necessidade de oferecer ...

    Leia mais
    Escritora Cidinha da Silva (Foto: Elaine Campos)

    Preconceito racial, discriminação e racismo, distinções de letramento – Por Cidinha da Silva

    por Cidinha da Silva Certos amigos, aborrecidos, perguntam-me se gosto de tudo em Lado a lado. Não, não gosto de tudo. Fico incomodada, por exemplo, com a frouxidão da personagem Eulália (Débora Duarte), sinto falta de coerência. Num dia ela se junta ao povo na manifestação em frente à delegacia para libertar Jurema (Zezéh Barbosa), a mãe de santo e quitandeira negra, valendo-se de discurso respeitoso à uma mulher religiosa, mesmo que não seja a sua religião, como declara ao filho delegado (Guilherme Piva). Em outro dia, durante jantar familiar, Eulália diz que a neta Sandra (Priscila Sol) não deveria passar tanto tempo no morro ao lado daquela mulata, referia-se a Isabel, personagem de Camila Pitanga. Pode ser que a gênese de Eulália seja mesmo a incoerência, a tergiversação de acordo com a conveniência (como é comum nas relações entre brancos e negros no Brasil), mas me parece muito mais ...

    Leia mais
    montevideu-1

    Uruguai aprova projeto de lei que reconhece discriminação racial

    Por Ansa MONTEVIDÉU, 18 OUT (ANSA) – A Câmara dos Deputados do Uruguai aprovou por unanimidade o projeto de lei que reconhece a discriminação racial histórica de afrodescendentes no país e reserva, a essa população, cotas em postos de trabalho e bolsas de estudos. "A aprovação desse projeto é um feito histórico, pois é a primeira vez que destinamos uma ação positiva a essas pessoas", disse à ANSA o deputado da Frente Ampla e autor do projeto, Felipe Carballo. O deputado ressaltou que o projeto "reconhece as condições nas quais têm vivido os afrodescendentes no país", além de destinar 8% das vagas de cargos públicos a pessoas de origem africana e dispor de cotas em bolsas de estudos. Com a nova medida, as empresas também poderão ser beneficiadas, já que o ela prevê um aumento nos benefícios fiscais àquelas que contratarem afrodescendentes. Entre 1750 e 1810, foram traficados para o ...

    Leia mais
    codigo-penal

    Banco paga US$ 175 milhões por discriminação racial

    Por João Ozorio de Melo   O Wells Fargo Bank — o mesmo das diligências que eram assaltadas nos filmes de bangue-bangue e é hoje o maior financiador da casa própria nos Estados Unidos — vai pagar indenizações de US$ 175 milhões a clientes negros e latinos, por cobrar deles uma espécie de "sobretaxa racial" nos empréstimos concedidos entre 2004 a 2009. O banco aceitou fechar um acordo para não ser processado, informou nesta quinta-feira (12/7) o Departamento de Justiça dos EUA, em seu site.A discriminação praticada pelo banco consistia em caracterizar os empréstimos de clientes negros e hispânicos como de risco, colocando-os na categoria subprime (não preferencial), enquanto coloca os clientes brancos, com a mesma qualificação para obter crédito, na categoria prime (preferencial), segundo o vice-procurador geral do Departamento de Justiça, James Cole.As taxas não eram baseadas em fatores objetivos, mas na cor ou na nacionalidade dos clientes, em ...

    Leia mais
    bbs negros 0006

    Bebes Negros no Dia Internacional contra a Discriminação Racial

    O padrão de beleza ditado pela mídia, principalmente em publicidades, ainda é algo que provoca exclusão ou dita o que é belo e o que é feio, como se esses valores fossem tão objetivos assim. Ainda hoje quando se pensam em uma propaganda com fotos e imagens de bebês, para muitos vêem a mente uma criança loira de olhos azuis, mas se tratando de Brasil, esse padrão é quase uma minoria, algo que não se vê pelas ruas, pois somos um pais multi racial com varias misturas de cores, etnias e "padrões de beleza". Atualmente os brasileiros afrodescendentes, tem mais orgulho de sua cor, sua origem e de sentir-se negro e belo. A beleza negra resiste aos padrões de beleza impostos pela mídia e aos poucos vai se expandindo e conquistando o seu verdadeiro espaço, assim também são com a tênue e ingênua beleza dos bebês negros. Este texto tem ...

    Leia mais
    21-de-março

    Observatório da População Negra será lançado no Dia Internacional contra Discriminação Racial

    O lançamento será dia 21 de março e marca o Dia Internacional contra a Discriminação Racial. Brasília - A Faculdade Zumbi dos Palmares, em parceria com a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE) e com a Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), lança o Observatório da População Negra, uma iniciativa que cria o primeiro banco de dados sobre as realizações da população afrodescendente em diversas áreas produtivas e sociais do Brasil. O lançamento será dia 21 de março e marca o Dia Internacional contra a Discriminação Racial. O Observatório é um portal aberto e público, que vai realizar pesquisas sobre os resultados efetivos das políticas públicas para a população negra, reunir análises das informações coletadas, para identificar problemas e avanços em cada segmento de estudo. "Teremos um banco de dados real e otimizado sobre a situação do afrodescendente", afirma José Vicente, reitor da Faculdade Zumbi ...

    Leia mais
    relatorio sobre violencia contra mulheres e LGBT e discriminacao racial

    Lançado relatório sobre violência contra mulheres e LGBT e discriminação racial

    Iniciativa apresenta dados sobre racismo, sexismo e homofobia ocorridos durante o Carnaval em Salvador; 58% das ocorrências em 2011 tiveram como foco a discriminação racial do PNUD A garantia de direitos e a prevenção da violência contra a população negra, LGBT e de mulheres durante o Carnaval são tema de um relatório lançado nesta sexta-feira (10) pela Secretaria da Reparação da prefeitura de Salvador (BA). O projeto conta com o apoio do PNUD, no âmbito do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia, financiado pelo Fundo das Nações Unidas para o Alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (MDG Fund). O documento, que está em sua sexta edição, registra as ações realizadas pela prefeitura de Salvador durante o Carnaval no período de 2005 a 2011 - em que foi criado e implementado o Observatório de Discriminação Racial, Violência contra a Mulher e LGBT - e traz ...

    Leia mais
    00002099

    ONU lança guia para orientar denúncias de discriminação étnico-racial

      BRASÍLIA (Notícias da OIT) – A Organização das Nações Unidas no Brasil desenvolveu um guia de orientação para denúncias de discriminação étnico-racial com o objetivo de orientar as pessoas na busca de seus direitos em casos de discriminação étnica e racial sofridas no país. O guia, organizado em cinco capítulos, apresenta o conjunto de instrumentos e mecanismos nacionais e internacionais que garantem a igualdade étnico-racial, bem como informações sobre o marco legal brasileiro e internacional e ainda endereços de órgãos de atendimento à população nos estados e capitais. Em junho de 2009, durante a II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial (II CONAPIR), em Brasília, o Grupo Temático Interagencial de Gênero e Raça das Nações Unidas no Brasil promoveu o evento Diálogos com a ONU pela Igualdade Racial, com o objetivo de fomentar troca de informações e experiências sobre a equidade racial entre o Sistema ONU no Brasil ...

    Leia mais
    Duvanier Paiva Ferreira

    Ministra da Igualdade Racial suspeita de discriminação em morte de Duvanier

    A ministra Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), pedirá que a Polícia Civil do Distrito Federal inclua nas investigações sobre a morte do secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira, a possibilidade de discriminação racial. Em entrevista ao Correio, ela afirmou que, em um caso como o do secretário, que era negro, a suspeita de racismo, mencionada por representantes do governo, é sempre procedente. "É válido que se levante essa possibilidade. Até porque, há muito tempo, vem se colocando e se denunciando o tipo de tratamento discriminatório que as pessoas negras recebem no Brasil. Isso é uma realidade", disse. Duvanier morreu na madrugada de quinta-feira, aos 56 anos, após sofrer um infarto agudo do miocardio e ter atendimento médico negado em dois hospitais particulares de Brasília, pelo fato de o seu convênio (a Geap) não ser aceito e por não ...

    Leia mais
    Página 3 de 174 1 2 3 4 174

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist