terça-feira, julho 14, 2020

    Resultados da pesquisa por 'Cultura Afro-Brasileira'

    muniz sodre

    Colóquio Muniz Sodré debate política e cultura afro-brasileira

    Já estão agendadas as palestras do Colóquio Muniz Sodré para o último trimestre do ano que homenageia os 70 anos do jornalista, escritor e professor.   Na próxima quinta-feira, 25 de outubro, Muniz falará sobre Política e Cultura Afro-brasileira.  O encontro é aberto a estudantes de graduação, pós-graduação da UFRJ e de outras universidades, além de público em geral. Acontece no auditório da Central de Produção Multimídia (CPM), das 13h às 15 horas. O evento é promovido pelo Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária (LECC) da UFRJ, que tem a coordenação geral da professora Raquel Paiva. O Colóquio Muniz Sodré faz parte do Ano Muniz Sodré, iniciado em março e abril com uma semana depalestras e minicursos temáticos. Além da homenagem ao autor, os encontros são formas de compartilhar o acesso ao conhecimento de sua obra, envolvendo estudantes da pós-graduação e da graduação, da UFRJ de outras universidades e público em geral. A programação também reabre o LECCturas, grupo de leitura, que  este ...

    Leia mais
    Foto: DW/J. Carlos

    Jean Michel Tali fala sobre cultura afro-brasileira como um novo sopro à História da África

    O historiador Jean Michel Tali, cita a ligação do Brasil com a história da África, incluindo a presença de práticas antigas que já desapareceram no continente africano, mas que estão vivas no Brasil. Para ele, a tarefa do comitê científico é sair do calhamaço das pesquisas para levar a história ao nível básico nas escolas, porque isso faz a verdadeira educação. Foto: DW/J. Carlos Fonte: EBC

    Leia mais
    Onegro trovador

    Reunião debate ensino da cultura afro-brasileira nesta terça-feira em Londrina

    Por: Pauline Almeida Uma reunião será realizada para debater a melhoria e a concreta implementação do estudo da cultura afro-brasileira pelos alunos de Londrina. O Grupo de Trabalho de Combate ao Racismo vai realizar o quinto encontro de 2012 nesta terça-feira (18), às 9h, na sala de reuniões da Central de Atendimento ao Cidadão do Ministério Público do Estado do Paraná. O objetivo é debater as ações de implementação da Lei n° 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação com intuito de incluir no currículo da rede de ensino a história e cultura afro-brasileira. De acordo com a gestora pública de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Fátima Beraldo, a prefeitura de Londrina realizou, em março deste ano, o primeiro debate sobre as ações de combate à discriminação racial. "Após o encontro de enfrentamento ao racismo, o Ministério Público criou o GT ...

    Leia mais
    forum

    Membros do Fórum de Educação e Cultura Afro-Brasileira discutem campanha ‘Tocantins sem racismo’

    Maximiano explicou que a campanha consta de palestras, divulgação de material impresso e conscientização Divulgação/FEDER/SP Para traçar ações da campanha "Tocantins sem racismo" e outros assuntos, haverá nesta quarta-feira, 18, às 14h30, na Diretoria de Educação Indígena e Diversidade, uma reunião do Fórum Estadual de Educação e Cultura Afro-Brasileira do Tocantins. De acordo com o professor Maximiano Bezerra, diretor da Educação Indígena e Diversidade da Secretaria da Educação e Cultura, a campanha "Tocantins sem racismo" se faz necessário devido ao resultado de uma pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, em 2009, na qual retrata que 94,2% da população ouvida tem preconceito étnico-racial. A pesquisa foi realizada em 501 escolas, com 18.599 estudantes, pais e mães, professores e funcionários de escolas públicas dos estados brasileiros. Outro ponto é que a pesquisa comprovou que o preconceito prejudica o rendimento escolar. Maximiano explicou que a campanha consta ...

    Leia mais
    comenda-senador-abdias-nascimento

    Prêmio do Senado promove a cultura afro-brasileira

    A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal aprovou, no dia 27, o relatório do senador Inácio Arruda que institui a Comenda Senador Abdias Nascimento, aos que tenham contribuído com a proteção e a promoção da cultura afro-brasileira. O projeto, de autoria da senadora Lídice da Mata e do senador Paulo Paim, homenageia um dos mais combatentes senadores contra a desigualdade racial, Abdias Nascimento. Na década dos 1930, Abdias engajou-se na Frente Negra Brasileira lutando contra a segregação racial em estabelecimentos comerciais da cidade de São Paulo. Prossegue na luta contra o racismo organizando o Congresso Afro-Campineiro em 1938. Fundou em 1944 o Teatro Experimental do Negro, entidade que patrocinou a Convenção Nacional do Negro em 1945-46. A Convenção propôs à Assembléia Nacional Constituinte de 1946 a inclusão de políticas públicas para a população afro-descendente e um dispositivo constitucional definindo a discriminação racial como crime de lesa-pátria. À ...

    Leia mais
    iStockphoto

    História da África e cultura afro-brasileira na escola

    iStockphoto 1º Bloco -- História da África / Marina de Mello e Souza Ederson Granetto entrevista a historiadora Marina de Mello e Souza, do departamento de História da Universidade de São Paulo, sobre a inclusão no currículo das escolas brasileiras do ensino da cultura e da história Afro-brasileira. Em 2003, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação foi alterada para determinar essa inclusão, privilegiando a História da África e dos africanos, a vida dos negros no Brasil, a Cultura Negra Brasileira e o negro na formação da sociedade nacional. 2º Bloco -- Cultura Afro-Brasileira / Rachel Rua Bakke. Ederson Granetto entrevista a antropóloga Rachel Rua Bakke sobre o ensino da cultura Afro-Brasileira nas escolas e sobre as dificuldades enfrentadas pelos professores ao tratar do tema. License: Standard YouTube License Fonte: UnivespTV

    Leia mais
    seppir-ebc

    Ministra Luiza Bairros discute parceria com EBC para projetos de valorização da cultura afro-brasileira

    Possíveis parcerias terão como propósito a difusão de projetos e iniciativas focadas no respeito à diversidade étnico-racial e na valorização da cultura afro-brasileira Difusão da cultura afro-brasileira será foco de parcerias A Ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, recebeu hoje (05), em seu Gabinete, o Diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Nelson Breve Dias. Na audiência, foram discutidas possibilidades de parcerias entre os dois órgãos para difusão de projetos e iniciativas focadas no respeito à diversidade étnico-racial e na promoção da cultura afro-brasileira. A articulação entre as duas instituições, na opinião da ministra Luiza Bairros, é essencial à implementação de políticas públicas de promoção da igualdade racial. "A execução das ações da Seppir está sempre relacionada com a formulação de conceitos e a comunicação é fundamentação na consolidação de ideias e mudança de comportamentos", afirmou. Para Nelson Breve, que destacou o compromisso ...

    Leia mais
    historia e cultura afro brasileira

    Pedagoga brasileira apresenta livro sobre realidades da cultura afro-brasileira

    A leitura que se pode fazer da obra "História e cultura afro-brasileira", de Regiane Augusto de Mattos, é que na vertente da escravatura e património imaterial o Brasil foi, definitivamente, marcado pela "ochilelembya" (alma, em umbundu), disse ontem ao Jornal de Angola o historiador Simão Souindoula. Divulgação O livro de Regiane Augusto de Mattos, com 217 páginas e um suporte claramente didáctico, acaba de ser reeditado em São Paulo, pela editora Contexto. Na opinião de Simão Souindoula, o livro surge das imparáveis iniciativas registadas na sequência da promulgação, em 2003, da lei de ruptura, que tornou obrigatório o ensino da evolução histórica e das realidades culturais africanas e afro-brasileiras nas escolas brasileiras. "O manual é articulado numa sucessão cronológica, em quatro grandes capítulos que apresentam, respectivamente, 'As Sociedades africanas', 'O tráfico de escravos' e 'Os africanos no Brasil' e 'A cultura afro-brasileira'", disse o historiador. No ...

    Leia mais
    iStockphoto

    Ensino de história e cultura Afro-Brasileira é tema do ‘I Seminário de Promoção da Igualdade Racial’

    Seminário contou com a realização de palestras, apresentações culturais e oficinas (Fotos: Jorge Henrique)O secretário municipal de Educação, Antônio Bittencourt Júnior, reafirmou a importância do Seminário e disse estar muito feliz em poder colaborar com a realização do eventoEvento contou com a participação não só de professores da rede municipal e estadual, como também de membros de representações a favor da igualdade racial iStockphoto Com o intuito de contribuir para a reflexão das ações e propostas que promovam as relações etnicorraciais na educação brasileira, e de contribuir na implementação da lei 10.369/03, que torna obrigatório o ensino de história e cultura Afro-Brasileira nos estabelecimentos de ensino de educação básica, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed) está promovendo desde ontem, 18, o 'I Seminário de Promoção da Igualdade Racial na Educação Básica de Aracaju'. O evento, que está sendo realizado no auditório ...

    Leia mais
    luiza bairros e mec

    Ministra quer que MEC incentive ensino de cultura afro-brasileira

    Luiza Bairros: a lei não pode ficar à mercê da vontade individual de secretários de educação. A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, Luiza Bairros, defendeu hoje que o Ministério da Educação (MEC) adote o cumprimento da Lei 10.639/03 , que obriga os estabelecimentos de ensino básico a ofertar disciplinas sobre história e cultura afro-brasileira, como critério de avaliação das escolas. Não existe hoje nenhum fator de indução forte para a aplicação da lei, e incluí-la como critério de avaliação do ensino seria extremamente importante, afirmou, em audiência pública promovida pela Comissão de Educação e Cultura. Outra medida necessária para garantir a aplicação da lei, na opinião da ministra, é a formação de professores, principalmente da educação básica. É a partir desses profissionais que se criam condições para que os conteúdos afro-brasileiros cheguem às escolas, lembrou. De acordo com Luiza, atualmente 26 ...

    Leia mais
    cultura_afro-brasileira

    Região de São Carlos será a primeira a capacitar professores municipais para o ensino de história e cultura afro-brasileira

    MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE S. PAULO PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO MUNICÍPIO DE S. CARLOS Acordo entre o MPF-São Carlos, prefeituras e UFSCar prevê que todos os professores da rede municipal de 10 cidades da região serão capacitados pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal de São Carlos. Um acordo inédito que será assinado na próxima segunda-feira (dia 2) entre o Ministério Público Federal, a Universidade Federal de São Carlos e 10 municípios* da região de São Carlos prevê que todos os professores das redes municipais dessas cidades serão capacitados para disseminar aos alunos conhecimentos sobre história e cultura afro-brasileira. A lei 10.639/2003 introduziu a obrigatoriedade do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira, assunto disciplinado também pelo Estatuto da Igualdade Racial e pelo Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-raciais e para o ensino de História e Cultura Afro-brasileira ...

    Leia mais
    historia-cultura-afro-brasi

    UFGD disponibiliza material para pesquisa sobre Cultura Afro-brasileira

    O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal da Grande Dourados (NEAB/UFGD) disponibiliza diversos conteúdos sobre Cultura Afro-brasileira, questões de gênero, questões raciais, políticas públicas e educação no site http://www.ufgd.edu.br/reitoria/neab , no link "Downloads". O objetivo é centralizar as informações, facilitar o acesso e aproximar o internauta dos documentos e pesquisas produzidos sobre ações afirmativas, luta pela terra, intervenções governamentais, desigualdade social, identidade étnico-racial, quilombos, educação e diversidade, formação de professores, entre outros. O NEAB existe para sensibilizar acerca das diretrizes e bases da educação nacional quanto à temática "História e Cultura Afro-Brasileira", estimular projetos voltados para as temáticas étnico-raciais, especialmente, em Mato Grosso do Sul, e promover seminários e fóruns de discussão em busca da formação de uma sociedade que reconheça e respeite a diversidade étnico-racial brasileira. Fonte: Portal Univerditario

    Leia mais
    CadernoIPAC-santa_barbara1

    Planos de aula: Cadernos de História e Cultura Afro-Brasileira

    Cadernos de História e Cultura Afro-Brasileira Planos de aula: Cadernos de História e Cultura Afro-Brasileira » CADERNOS DO IPAC – 5 SANTA BARBARA – Um estudo sobre Iansã   Com 78 páginas, 24 fotos e mapas, livro conta os 300 anos de história da Festa de Santa Bárbara, com artigos inéditos sobre a santa católica, a deusa yorubá Oyá e a devoção que atrai milhares de pessoas de vários lugares do Brasil e do mundo, para a manifestação que acontece no Centro Histórico de Salvador todos os dias 4 de dezembro. O livro reúne textos que fundamentaram o registro da manifestação cultural como patrimônio intangível decretado pelo Estado da Bahia. A Festa de Santa Bárbara remonta ao ano de 1639, quando o casal Francisco Pereira e Andressa Araújo construiu capela devocional no comércio às margens da Baía de Todos os Santos, em Salvador. Planos ...

    Leia mais
    orilaxe1

    Afroreggae comemora 18 anos e homenageia cultura afro-brasileira

    Você já ouviu falar do Prêmio Orilaxé? Na linguagem dos povos iorubás Orilaxé significa "a cabeça tem o poder de transformação". E foi justamente pra promover essa transformação e a valorização da cultura afro-brasileira que o Grupo AfroReggae, (que hoje completa 18 anos) criou esse prêmio que nomeia os melhores nas categorias jornalismo, veículo de comunicação, fotografia, música, cultura popular, tradição, direitos humanos, responsabilidade social, projeto social, empreendedorismo social, produção de conhecimento, inovação social, políticas públicas e destaque do ano. Em dezembro passado rolou a décima edição do prêmio no Teatro Carlos Gomes. Fernanda Lima, linda como sempre, apresentou o prêmio que ainda contou com apresentações músicais, dança e interpretações da trupe de teatro do Afroreggae.   Fonte: Oi News

    Leia mais
    negros-e-indios

    I Mostra de Arte e Cultura Afro-Brasileira e Indígena

    CURADORES: Joselene de Souza Pinto Rubem Pereira de Àvila O Objetivo desta primeira edição da “I Mostra de Arte e Cultura Afro-Brasileira e Indígena” é enfocar a cultura material através da diversidade de itens que fazem parte do dia-a dia desses povos, buscando diferentes soluções cênicas para retratar a beleza estética e a funcionalidade que cada povo imprimiu os seus artefatos. Sem dúvida a contribuição desses povos à cultura nacional é um subproduto importante para nos entendermos como brasileiros. O que tem em comum a história dos povos ameríndios e africanos na América? Poderíamos pensar que os povos da África fossem os “índios africanos”, já que, do mesmo modo que os ameríndios habitavam o continente há milhares de anos. Afinal, foi na África que o Homo Sapiens nasceu. Em comum, uma história de dominação por invasores que chamamos, de modo amistoso, de colonizadores, europeus que, com tecnologia mais avançada impuseram ...

    Leia mais
    consciencia-negra-2010

    UFPB terá seminário de Cultura Afro-Brasileira; veja programação

    O terceiro Seminário Nacional de Estudos Culturais Afro-Brasileiros acontecerá entre os dias 3 e 5 deste mês no Campus de João Pessoa da Universidade Federal da Paraíba. Estarão na Capital dois grandes nomes no estudo das Literaturas Africanas em Língua Portuguesa: o professor José Luis Pires Laranjeira, de Portugal, e a professora Inocência Mata, de São Tomé e Príncipe. Também estará presente neste seminário a escritora, poeta e professora brasileira Conceição Evaristo, destaque no cenário da chamada Literatura Negro-Brasileira. Desde o primeiro evento, sempre são homenageadas figuras representativas da cultura negra brasileira, como Grande Otelo, Carolina de Jesus e Lima Barreto. Desta vez, os homenageados são o poeta gaúcho Oliveira Silveira e o santomense Francisco José Tenreiro, ambos poetas empenhados na valorização da negritude. Programação Dia 3 de novembro de 2010 9h - Sessão de Abertura do Seminário 9h30 - Homenagem a Oliveira Silveira: recital poético 10h - Conferência de ...

    Leia mais
    consciencia-negra-2010

    Ensino sobre a História e a Cultura Afro-Brasileira é tema de Seminário em Vitória

    Ensino sobre a História e a Cultura Afro-Brasileira é tema de Seminário em Vitória A efetividade da Lei 10.693/2003 que obriga as instituições de ensino médio e fundamental a incluírem no plano de ensino a disciplina de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, é o tema do seminário que será realizado nos dias 18 e 19 de novembro, na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). O evento, organizado pelo Fórum Estadual de Entidades Negras (Fenegra-ES) e pelos Núcleos de Estudos Afro-Brasileiro da Ufes e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), tem o apoio da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Espírito Santo (OAB-ES). A meta seminário é traçar um panorama sobre a aplicação dessa lei no Espírito Santo e no país, apontando avanços e desafios, além de criar, estruturar e fortalecer comissões e núcleos de estudos afro-brasileiros capixabas. ...

    Leia mais
    Cultura_afroBrasileira

    Seminário: Os desafios da implantação do ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Indígena

    A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), sob a coordenação do Prodocência/PIBID, com apoio do PARFOR e da Capes, realizará o seminário "Os desafios da implantação do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena", nos dias 21 e 22 de outubro, no auditório Jorge Amado. O evento contará com a presença de Cleuza Pinto (Escola Indígena Tupinambá de Olivença), Denilson Lessa (UNEB), Flavia Mello e Graciela Gonçalves (UESC), Juvenal Carvalho (UFRB), Maria Regina de Almeida (UFF) e Maria Hilda Baqueiro Paraíso (UFBA), responsáveis por ministrar as palestras e minicursos. Veja a programação do evento. As inscrições são gratuitas e podem ser efetivadas enviando a ficha de inscrição preenchida para o e-mail [email protected]     Fonte: Movimento Cultura Brasil

    Leia mais
    livro

    Livro de História e Cultura Afro-brasileira vence em 1º lugar o mais importante prêmio literário do Brasil

    Por Juliana Dias     Capa do livro Entre os 21 livros que receberão o 52º Prêmio Jabuti, no dia 04 de novembro, em São Paulo, está “Uma História da Cultura Afro-brasileira”, dos autores Walter Fraga e Wlamyra R. de Albuquerque, que venceu em primeiro lugar, na categoria Didático e Paradidático. O livro aborda diversas referências sobre a história, a geografia e a cultura da África, sobre o tráfico de escravos e sobre suas condições de vida no Brasil. Em entrevista ao CORREIO NAGÔ, a Doutora em História Social pela Unicamp e professora adjunta da Universidade Estadual de Feira de Santana – BA, Wamyra R. de Albuquerque fala sobre a importância de ganhar o mais importante prêmio literário do Brasil e sobre o tipo de produção voltado para essa temática.   Wlamyra R. de Albuquerque CN: Do que se trata o livro? WA: O livro trata da cultura afro-brasileira numa ...

    Leia mais
    livro

    Livro de História e Cultura Afro-brasileira vence em 1º lugar o mais importante prêmio literário do Brasil

    História e Cultura Afro-brasileira Por Juliana Dias Entre os 21 livros que receberão o 52º Prêmio Jabuti, no dia 04 de novembro, em São Paulo, está Uma História da Cultura Afro-brasileira, dos autores Walter Fraga e Wlamyra R. de Albuquerque, que venceu em primeiro lugar, na categoria Didático e Paradidático. O livro aborda diversas referências sobre a história, a geografia e a cultura da África, sobre o tráfico de escravos e sobre suas condições de vida no Brasil. Em entrevista ao CORREIO NAGÔ, a Doutora em História Social pela Unicamp e professora adjunta da Universidade Estadual de Feira de Santana – BA, Wamyra R. de Albuquerque fala sobre a importância de ganhar o mais importante prêmio literário do Brasil e sobre o tipo de produção voltado para essa temática. Wlamyra R. de Albuquerque CN: Do que se trata o livro? WA: O livro trata da cultura afro-brasileira numa ...

    Leia mais
    Página 3 de 95 1 2 3 4 95

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist