terça-feira, abril 20, 2021

Resultados da pesquisa por 'gay'

Estrela gay do pop russo Zelimkhan Bakaev, torturado e morto na Chechênia Anti-Gay

Fontes informam que o cantor russo Zelimkhan Bakaev foi preso, torturado e assassinado pelas autoridades chechenas devido a "suspeita de homossexualidade ". DO  Purpurinado Bakaev foi visto pela última vez em 8 de agosto em Grozny, onde ele veio de Moscou para o casamento de sua irmã A conta do Instagram de Bakaev foi misteriosamente excluída, mas  uma pequena conta do Twitter em seu nome  permanece ativa, não oferecendo atualizações recentes. No início desta semana, Igor Kocketkov, da rede russa LGBT, fez uma declaração para a mídia que abordou o desaparecimento, dizendo: "No final de agosto, recebemos a confirmação de nossa anterior presunção de que foi detido pelas autoridades chechenas devido a suspeita de homossexualidade". Uma fonte próxima a ativistas da região declarou que Bakaev , de 26 anos, foi torturado até a morte. "Ele chegou a Grozny e foi pego pela polícia dentro de três horas", alegaram. "Dentro de dez horas ele foi assassinado". No início ...

Leia mais

Líder neonazista se declara gay, revela herança judaica e abandona movimento no Reino Unido

Kevin Wilshaw, de 58 anos, passou toda a vida adulta promovendo o supremacismo branco, mas foi alvo de abusos dentro do próprio movimento no Opera Mundi Um proeminente líder neonazista da Frente Nacional (NF) britânica deixou o movimento após se declarar gay e revelar a sua herança judaica. Ele fez as revelações sobre seu passado violento enquanto renunciava ao extremismo de extrema direita. Kevin Wilshaw, de 58 anos, passou toda a vida adulta promovendo o supremacismo branco e era uma figura de alto perfil na Frente Nacional na década de 1980. Em 2017, ele ainda fazia discursos em eventos extremistas e havia sido preso em março. Ao Channel 4 News, ele admitiu atos de violência e racismo, incluindo esmagar uma cadeira sobre a cabeça de uma pessoa em Leeds e vandalizar uma mesquita em Aylesbury. Ele disse que ele se juntou ao movimento "porque não tinha muitos amigos na escola", ...

Leia mais

Homem tortura e mata filho de namorada por achar que ele era gay

De acordo com o promotor do caso, o garoto foi espancado e obrigado a ingerir suas próprias fezes; os episódios de tortura duraram oito meses  Do iG Isauro Aguirre, de 32 anos, foi acusado de conspirar com sua namorada para torturar e matar o filho dela, de apenas oito anos de idade. De acordo com o procurador responsável pelo caso, os crimes aconteceram porque Aguirre acreditava que o menino fosse gay. Agora, o homem pode ser condenado à pena de morte.   Reprodução/Facebook Gabriel's Justice Aos oito anos de idade, Gabriel Fernandez foi torturado e assassinado por seu padrasto com a ajuda da mãe   O assassinato aconteceu em meados de 2013, entretanto, o julgamento do caso começou apenas na última segunda-feira (16), na corte de Los Angeles, na Califórnia. O americano é acusado de atacar Gabriel Fernandez com spray de pimenta, obrigá-lo a ingerir as próprias fezes e depois ...

Leia mais

Mãe e filha são agredidas em shopping de Brasília ao serem confundidas com casal gay

Uma mulher e sua filha foram vítimas de injúria e agressões físicas em um shopping de Brasília após serem confundidas com um casal homossexual. Solange Afonso, de 47 anos, e a filha, de 20, foram agredidas ao saírem do cinema no Liberty Mall, na Asa Norte da capital federal. De acordo com a secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, a Polícia Militar encaminhou um homem, de 55 anos, para a delegacia. Ele foi autuado por injúria e lesão corporal. Do Extra  Solange relatou agressão em uma rede social Foto: Reprodução/Internet De acordo com o relato de Solange em uma rede social, o caso aconteceu na noite de quinta-feira, dia 28 de setembro. Um homem, de 55 anos, parou as duas na saída do cinema e começou a agredí-las verbalmente. "Ontem eu fui a um cinema, às 20h18 era a sessão, eu fui com a minha filha de 20 anos. ...

Leia mais

Gays e lésbicas contam por que escondem a orientação sexual no trabalho

Experiências passadas ruins e medo de sofrer com o preconceito de colegas e chefes faz com que muitos profissionais não revelem a orientação sexual na empresa onde trabalham. A seguir, cinco pessoas descrevem como é ficar dentro do armário no ambiente corporativo em pleno século 21. Por Carolina Prado e Gabriela Guimarães Do Uol “Meu diretor é a favor da cura gay” “Escondo minha orientação no trabalho por medo da reação que as outras pessoas possam ter e pelo medo de ser demitida. Sofri muito preconceito em um estágio anterior. Trabalhava em um escritório e, ao descobrirem que eu era lésbica, começaram a me zoar com piadas extremamente machistas e homofóbicas. Cheguei a ir embora chorando, na época. Recentemente, na empresa atual, o diretor geral gritou que não queria ‘viado’ ou ‘sapatão’ trabalhando na empresa dele. Ainda falou que era a favor da cura gay.” Luiza, 22, advogada. “É mais fácil fingir do que lidar ...

Leia mais

Programa de rádio aborda ‘cura gay’ sob a perspectiva LGBT

Atração produzida por alunos de Comunicação Social vai ao ar nesta quarta Do UFMG Beijaço gay realizado no gramado da Reitoria da UFMGSarah Grunbaum/UFMG Ouvir e dar voz comunidade LGBT da UFMG sobre a polêmica liminar da “cura gay”, que abre caminho para a adoção de terapias de reversão sexual. Esse é o mote do novo programa da Rádio Terceiro Andar, projeto de ensino do curso de Comunicação Social, que vai ao ar nesta quarta-feira, às 10h30, durante o Programa Conexões da Rádio UFMG Educativa. A Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou, em 17 de maio de 1990, a homossexualidade da lista internacional de doenças. Desde então, a data é celebrada como o Dia Internacional Contra a Homofobia. No Brasil, o Conselho Federal de Psicologia estabeleceu, nove anos depois, normas éticas para a atuação dos profissionais da área que os impedem de patologizar a orientação sexual e oferecer ou incentivar qualquer tipo de tratamento. ...

Leia mais

Medieval, absurda e inconstitucional: sobre a decisão que permitiu a “cura gay”

Em decisão liminar, o juiz Waldemar Claudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília afirmou a validade da Resolução n.º 01/1999, do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que proíbe a consideração da homossexualidade como doença, desvio psicológico, perversão e, em suma, de qualquer forma que patologize a orientação sexual direcionada a pessoas do mesmo gênero, desde que o CFP a interprete de forma a não proibir “terapias” (sic) que visem a “reorientação sexual” . Em suas palavras, impôs ao CFP que não interprete a Resolução 01/1999 “de modo a impedir os psicólogos de promoverem estudos ou atendimento de (re)orientação sexual” (sic), supostamente como decorrência da “liberdade científica acerca da matéria, sem qualquer censura ou necessidade de licença prévia do C.F.P”. Por Paulo Iotti,  do Justificando  Ou seja, atribuiu à Resolução uma interpretação conforme a Constituição, para considerá-la constitucional desde que interpretada como não proibindo o tratamento ...

Leia mais

O que aconteceu com o primeiro casal gay a se revelar no Exército brasileiro

Em junho de 2008, ÉPOCA contou a história do primeiro casal homossexual assumido. Qual foi o impacto dessa reportagem Do Época Laci e Fernando posam para o ensaio fotográfico de ÉPOCA. Os dois declararam sua relação afetiva dentro do Exército (Foto: Ricardo B. Labastier/ÉPOCA)   O pernambucano Fernando Alcântara de Figueiredo chegou a Brasília em 1995, depois de passar pelo curso preparatório para sargento do Exército de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Dias depois, ele conheceu o potiguar Laci Marinho de Araújo, outro recém-chegado a Brasília, que havia feito o mesmo curso em Três Corações, também em Minas Gerais. Dois anos depois, quando resolveram sair do alojamento militar para morar em uma república, começaram a namorar. Como eram oficiais do Exército, preferiram manter a relação em segredo. Mas em junho de 2008, num ato corajoso, Fernando e Laci aceitaram dar uma entrevista e posar para a capa de ÉPOCA ...

Leia mais

Casal gay é humilhado e expulso de festa de formatura após beijo

"Me arrastaram no meio de todo mundo. Para quem olhava parecia que eu que tinha feito alguma coisa. Foi muita humilhação". Homem é espancado e expulso de festa de formatura de turma de Direito após receber beijo do namorado. Caso foi parar na delegacia Por Itamar Melo, no Pragmatismo Politico  Uma festa de formatura realizada na noite de sexta-feira (4), em Porto Alegre, terminou em ocorrência policial por agressão, supostamente motivada por homofobia. Na madrugada de sábado (5), um dos convidados, o psicólogo e empresário Marcus Vinicio Soares Beccon, 53 anos, esteve no Palácio da Polícia para relatar ter sido imobilizado no piso do salão de festas da Associação Leopoldina Juvenil e ter recebido tapas e chutes de um grupo de homens. As agressões teriam ocorrido depois de um beijo entre ele e seu namorado, o universitário Raul Silveira Weiss, 22 anos. Vini Beccon, como é conhecido, submeteu-se a exame de corpo de delito ...

Leia mais

Casal gay brasileiro que batizou três filhos recebe carta do papa Francisco

Casal ressalta que a carta é, para eles, um grande passo na luta contra a intolerância. “Agora, o papa está dizendo que somos uma família. As pessoas têm o direito de dizer que não, mas a Igreja diz que somos. Esse reconhecimento, em tempos de fundamentalismo, é incrível” Por Tatiana Girardi, no Pragmatismo Politico O casal Toni Reis e David Harrad com os filhos Filipe, Jéssica e Alyson (reprodução) Após receber uma carta do Vaticano felicitando o batismo de seus três filhos, o casal homossexual Toni Reis e David Harrad, que vive em Curitiba, afirma estar vivendo um momento de “felicidade imensa”. O casal enviou uma correspondência para o papa Francisco para falar sobre a alegria de ter seus três filhos – Alyson, de 16 anos, Jéssica, 14, e Filipe, 12 – batizados pela Catedral Basílica de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, na capital paranaense, no último dia 23 de abril. O que não esperavam era que ...

Leia mais

Corpo queimado em canavial é de rapaz morto pela mãe por ser gay

Segundo investigações, mulher contou com a ajuda de três jovens para assassinar o filho e do marido para esconder a vítima por José Maria Tomazela no Estadão Um exame de DNA confirmou ser de Itaberlly Lozano, de 17 anos, morto em dezembro, o corpo encontrado carbonizado, em janeiro, em canavial de Cravinhos, no interior de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, o rapaz foi morto pela própria mãe, com a ajuda do padrasto, por ser gay. O laudo, do Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo, ficou pronto nesta quinta-feira, 13. Os restos mortais, que permaneciam no IML de Ribeirão Preto aguardando o resultado do DNA, foram liberados à família e serão sepultados nesta sexta-feira, 14. Crime As circunstâncias do assassinato chocaram a cidade de 34 mil habitantes, na região de Ribeirão Preto. A Polícia Civil e o Ministério Público acusam a mãe do rapaz, a gerente de supermercado ...

Leia mais

Fim da boate Alôca sepulta uma era de ativismo gay

Este domingo amanheceu sem Alôca. Uma ação da prefeitura, afirmando que a casa não respeitava leis de silêncio urbano, emparedou as portas do sobrado na rua Frei Caneca onde funcionou a mais tradicional balada gay de São Paulo. Mais do que uma boate, Alôca, que durou mais de duas décadas ali, foi um reduto de resistência, um dos espaços mais democráticos da noite paulistana e palco de ativismo político, aventuras sexuais e muita música. Por Pedro Diniz Do Blog Folha Todo gay paulistano ou que já esteve em São Paulo suou, dançou e talvez transou lá dentro, entre paredes de fibra de vidro que simulam uma caverna. Joia encardida do centro, Alôca teve seus altos e baixos e parece agora encerrar sua história por decisão do poder público. Desde que André Pomba, mítico DJ que comandava as noites de domingo do clube, deixou de tocar por ali, a casa parecia estar entrando em ...

Leia mais

“O pai da minha filha é gay e a criamos em um lar cheio de amor”

Os professores Juliana Fernandes, 28, e Rafael Fernandes, 28, são pais de Mariah e contam com a ajuda do "tio" Alex Pellenz, 27, na criação da menina. Poderia ser uma família tradicional - não fossem Juliana e Rafael apenas bons amigos, apesar da coincidência do sobrenome comum, e, Alex, namorado de Rafael. Aqui, ela fala do dia a dia dessa casa moderninha, onde os conflitos e alegrias são típicos de um lar cheio de amor.   no UOL "Era só uma brincadeira entre amigos no começo. 'Nunca vou me casar e quero ter um filho com você', eu dizia para o meu melhor amigo, o Rafa, quando a gente era mais novo. Ele é gay, seria difícil rolar algo entre a gente apesar da sintonia que sempre tivemos. Mas a brincadeira, de tanto ser repetida, começou a virar um projeto real. Até que uma noite, quando ficamos bêbados, falamos: 'Vamos fazer ...

Leia mais

Parada Gay: do arco-íris ao vermelho-sangue

A homossexualidade é condenada milenarmente em diversas civilizações que serviram de referência para o mundo ocidental. O alto grau de reprovação é notório nas rotulações empregadas a essa prática amorosa: vadiagem, doença, repulsa, abominação, insolência, descaramento, transgressão à natureza, sodomia, pecado nefando, frescura. Os homossexuais, sobretudo os do sexo masculino, amargaram os dissabores por ousarem amar pessoas do mesmo gênero: apedrejados, conforme versava a Lei Judaica; degolados desde 342 d.C. em toda cristandade por ordem do imperador Constantino; decapitados ou queimados vivos nas fogueiras da Inquisição durante toda a Idade Média; trucidados pelos nazistas nos campos de concentração. Por Luis Gustavo Reis para o Guest Post de Geledés Cotidianamente são repetidas frases do tipo: “Viado tem mais é que morrer!”. Não é de hoje que tal sentença é empregada. Há mais de 4 mil anos, desde o Antigo Testamento, Javé já havia decretado pena de morte por apedrejamento ao homem ...

Leia mais

6 perguntas que nunca devem ser feitas para gays e lésbicas

No próximo domingo (18), acontece em São Paulo a 21ª edição da Parada do Orgulho LGTB. Mesmo após tantos anos do evento, que celebra a diversidade sexual e combate ao preconceito, os homossexuais ainda ouvem perguntas invasivas, que beiram o ridículo. no Estilo UOL Listamos algumas delas e recomendamos a quem ainda insiste em fazê-las: apenas parem! 1 - Quem é o homem e quem é a mulher da relação? 2 - Como você sabe que é gay se nunca transou com mulher? 3 - Mas como é fazer sexo sem pinto? 4 - Será que você não está com uma mulher por que nunca encontrou o cara certo? 5 - Você é o ativo ou o passivo? 6 - Sabia que você nem parece gay?

Leia mais

“Não me separei porque eu não gosto de você. Me separei porque eu sou gay”

Quatro pais contam como assumiram a homossexualidade para eles mesmos e aos filhos depois de uma vida casados com mulheres por Marina Rossi no El País "Chegava em casa super culpado. Tomava três banhos para tirar o cheiro do corpo. E esperava me curar", essa é uma pequena parte do relato de Lúcio*, 57, administrador de empresas. Ele foi casado por 24 anos com uma mulher e é pai de três filhos. Mas ao longo de todo o casamento, se relacionava com garotos de programa. "Eu não achava que estava traindo a minha mulher. Eu achava que eu tinha um problema e tinha que resolver", conta. Depois de anos de angústia, já na casa dos 50, Lúcio decidiu assumir a sua homossexualidade. Primeiro para ele mesmo. Depois, para a mulher e os filhos. A história de Lúcio é uma das quatro relatadas ao EL PAÍS para esta reportagem. Todas são ...

Leia mais

Viúva matou servidor público a facadas após discussão para defender o filho gay

Perícia no carro e na casa da família ajudou a identificar Kátia Castro Por Mariane Chianezi Do Correio do Estado Kátia Regina de Castro, de 42 anos, confessou o assassinato do marido, Givaldo Domingues da Silva, de 44 anos, encontrado morto às margens da rodovia BR-262, no último dia 11 de maio, em Campo Grande. Vítima que era servidor público e teria sido morto após discussão envolvendo a orientação sexual do filho do casal, um adolescente de 15 anos. Pelo menos essa é a versão de Kátia informada à Polícia Civil. Conforme o delegado da 5ª Delegacia de Polícia Civil, Jairo Carlos Mendes, as investigações apontavam que a principal suspeita de praticar o crime era a viúva do ex-funcionário da Agência Municipal de Trânsito (Agetran). “Ela entrou em contradição algumas vezes e o cerco começou a se fechar. Ela e o advogado negociaram e resolveu se apresentar”, disse Mendes. Primeiro fato que começou ...

Leia mais

‘Ofereci R$ 400 mil pra que ele não revelasse ser gay’: a trágica história de dor e suicídio dos irmãos que viraram inimigos

Justin Fashanu no Norwich, em 1981: anos depois de assumir ser gay, ele cometeu suicídio Um novo filme que será lançado nesta terça-feira, no Festival de Documentários de Toronto, promete agitar o futebol inglês. "Forbidden games" ("Jogos proibidos") conta a história dos irmãos John e Justin Fashanu, que quebraram tabus na Premier League, mas também protagonizaram uma triste história que terminou em dor, tristeza e suicídio. Do ESPN Filhos de pais nigerianos, Justin, o irmão mais velho, e John, foram adotados ainda bebês por uma família inglesa da cidade de Norfolk. Lá, sofreram com o racismo desde a infância. "Se você visse um cara negro era uma foto do Michael Jackson em algum lugar, ou talvez, só talvez, se tivesse sorte, de Muhammad Ali... Eles foram os únicos negros que vi na vida até eu fazer uns 18, 19 anos", lembrou John, em entrevista ao jornal The Guardian. O futebol apareceu, então, ...

Leia mais

Casal gay de 60 e 62 anos é espancado na Tijuca, Zona Norte do Rio

O engenheiro civil Flavio Micellis, 60 anos, deu entrada no início da tarde desta sexta-feira (28) na emergência do Hospital Grajaú, na Zona Norte do Rio, reclamando de fortes dores na cabeça. Ele e o marido, o servidor público aposentado Eduardo Michels (62) foram espancados por vizinhos que promoviam uma festa na noite do último feriado de Tiradentes (21). Ao conversar com a reportagem dos Entendidos, na noite desta quinta-feira, o casal contou que enfrentava a homofobia de parte dos demais moradores do condomínio onde moram, no bairro da Tijuca, na Zona Norte do Rio. Nesta sexta, Flávio sentiu dores mais fortes e precisou ser levado a uma unidade particular de saúde. Por Felipe Martins Do Portal Fórum Eduardo afirma que pelo menos 20 pessoas participaram do espancamento.O marido foi derrubado no chão e atingido com chutes na cabeça e no órgão genital enquanto ele foi jogado contra a parede e ...

Leia mais

Homem gay de Curitiba recebe carta homofóbica em condomínio no Novo Mundo

Sem data e assinatura, uma carta que contém apenas oito linhas de palavras cheias de ódio e preconceito foi direcionada a um morador do bairro Novo Mundo, em Curitiba. O homem de 32 anos relata que estava em seu apartamento, no Residencial José Ferroni, quando recebeu, por baixo da porta, uma folha de sulfite dizendo “viado dos infernos esperamos que você se mude” impresso. Ele se mudou para o local há apenas dois meses. no Revista Lado A A atitude é similar a noticiada em janeiro, quando o casal Junior e Maycon, do Rio de Janeiro, foi hostilizado por conta da sua orientação sexual e etnia por moradores do seu prédio. A carta destinada ao morador de Curitiba, que prefere não ser identificado, ainda falava sobre um suposto mau exemplo que a homossexualidade seria para os filhos de famílias tradicionais, formados entre homens e mulheres. “Sua presença nos envergonha, nossos ...

Leia mais
Página 3 de 122 1 2 3 4 122

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist