Resultados da pesquisa por 'preconceito'

    aparthaid

    Mídia comanda campanha contra cotas

    Fonte: Afropress - Rio - Pesquisas feitas entre os anos de 2001 e 2009 apontam que o Jornal O Globo – da família Roberto Marinho e que tem como diretor da Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel, um dos líderes da campanha contra cotas – foi o jornal que mais publicou textos sobre as ações afirmativas – 46% deles contra e apenas 24% a favor. O mesmo Estudo aponta que a Revista Veja teve 100% de matérias contrárias às Ações Afirmativas. O resultado do levantamento foi apresentado por João Feres, do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ), no Seminário “Comunicação e Ação Afirmativa: o papel da mídia no debate sobre igualdade racial”, promovido esta semana (14 e 15/10) pela Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial, Comdedine, Cepir e Seppir, na Associação Brasileira de Imprensa. “A Veja escolheu um lado, o lado contra as cotas”, disse o pesquisador ...

    Leia mais
    EdsonSantos

    Ministro da Igualdade Racial: “Nabuco errou”

    Fonte: Conversa Afiada - Edson Santos: Nabuco previu que levaria um século para acabar a desigualdade Em 1888, quando a Lei Áurea baniu legalmente do país a vergonha do sistema escravocrata, Joaquim Nabuco, um dos abolicionistas mais engajados, profetizou que o Brasil levaria um século para livrarse da desigualdade entre os ex-escravos e os demais cidadãos. Embora tenha acertado no diagnóstico, Nabuco errou no prazo. Hoje, 121 anos após a Abolição, negros e negras continuam subrepresentados nos espaços de poder e no ambiente acadêmico, ocupando as funções menos qualificadas no mercado de trabalho, sem acesso às terras ancestralmente ocupadas no campo, e na condição de maiores agentes e vítimas da violência nas periferias das grandes cidades.   São muitas as razões que impossibilitaram a ascensão social dos negros, e sobre elas já discorri inúmeras vezes: a falta de mecanismos legais que garantissem o acesso à terra, ao trabalho e à ...

    Leia mais
    zulu

    Fernanda Machado: ‘Não sou desesperada como a Laís para me casar’

    Fonte: Cine Novela - Fernanda Machado está sofrendo com sua labirintite. Isso porque a fogosa Laís, sua personagem em “Caras & bocas”, não sai mais da cama redonda e giratória que comprou com o marido Caco (Rafael Zulu). A atriz conta que fica angustiada com as cenas (”Eu passo muito mal quando a cama gira”) mas o sacrifício tem valido a pena. Os dois personagens estão dando o que falar nas ruas.- Outro dia uma senhora me parou para contar que havia sonhado com o Caco. Que ele estava procurando os óculos de grau dela. Todo mundo acha ele bonitão – conta Fernanda.Porém, na novela, Caco é vítima de preconceito racial dentro da casa da própria mulher. Os dois moram com a família dela. - O Walcyr (Carrasco, autor) teve a ideia de tratar do racismo, o que eu achei ótimo. E de maneira leve e divertida, porque afinal é ...

    Leia mais
    direito

    Por que a justiça não pune os ricos

        Maria Aparecida evita olhar para sua imagem refletida no espelho. Faz quatro anos que a jovem paulistana saiu da cadeia, mas, nem que quisesse, conseguiria esquecer o que sofreu durante um ano de detenção. Seu reflexo remonta ao ocorrido no Cadeião de Pinheiros, onde esteve presa após tentar furtar um xampu e um condicionador que, juntos, valiam 24 reais. Lá, Maria Aparecida de Matos pagou por seu "crime": ficou cega do olho direito. Portadora de "retardo mental moderado", a ex-empregada doméstica foi detida em flagrante em abril de 2004, quando tinha 23 anos. Na delegacia, não deixaram que telefonasse para a família. Foi mandada diretamente para a prisão, onde passou a dividir uma cela com outras 25 mulheres. Em surto, a jovem não dormia durante a noite, comia o que encontrava pelo chão, urinava na roupa. Passado algum tempo, para tentar encerrar um tumulto, a careeragem lançou uma ...

    Leia mais
    roseli-ficsh

    Roseli Fischmann: “Escola pública não é lugar de religião”

    Foi aprovado pelo Senado brasileiro na última quarta-feira, 7 de outubro, o acordo firmado pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva e a Santa Sé, em novembro do ano passado, que estabelece a obrigatoriedade do oferecimento de ensino religioso pelas escolas públicas brasileiras. Diz o parágrafo 1 do Artigo 11: "O ensino religioso, católico e de outras confissões religiosas, de matrícula facultativa, constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil, em conformidade com a Constituição e as outras leis vigentes, sem qualquer forma de discriminação." Fonte: Lista de Discriminação Racial "Se essa lei for sancionada pelo presidente, nossa constituição será violada", afirma a professora Roseli Fischmann, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Metodista, de São Bernardo do Campo, na região metropolitana da capital paulista. Perita da Organização das Nações Unidas para ...

    Leia mais
    violencia-sp

    A Ética e as Imagens da Violência em São Paulo

    Por: Carlos CorreiaJornalista e Professor de Jornalismoda USCS ( Universidade Municipal de São Caetano) Fausto Henrique Gomes Nogueira Mestre em História Social pela USP         Este ensaio analisa e questiona o papel ético da mídia na formação de uma visão crítica, social e humanística da opinião pública diante dos discursos e imagens veiculados durante a onda de violência e ataques do PCC em São Paulo.   Palavras-chave: Mídia, ética, espetacularização da notícia, violência, consciência, cidadania   The object this essay is a analysi and to raise a question about the étics paper of the mass mídia in the formation of critic vision, social and humanist, about the discourses and images showing during the sucession violents race of the PCC in São Paulo.   Key-words: Mídia, étics, news spetacle, violence, conscience, citizenship   "O homem quer o caos. Na verdade, ele precisa disso. Depressão, conflitos, badernas, assassinatos. Toda ...

    Leia mais

    Audiência discute intolerância a religiões afro-descendentes

    Fonte: Gazetaweb - Babalorixás e ialorixás foram ao Ministério Público reclamar das abordagens da PM durante os cultos religiosos Foi realizada, na manhã desta quinta-feira (15), uma audiência no Ministério Público para discutir casos de intolerância a religiões de matriz africana praticados pela Polícia Militar. Babalorixás e ialorixás reclamaram das abordagens da PM e recorreram aos promotores Flávio Gomes e Karla Padilha para encontrar uma solução.   Segundo Cícero Aurino, da comunidade Palácio de Airá, os policiais, por diversas vezes, invadiram as casas religiosas e já chegaram a apreender instrumentos de percussão considerados sagrados e agredir verbalmente pais de santo. "Eles dizem que receberam denúncias e que o culto tem que acabar pelo barulho. Mas, na maioria das vezes, ainda nem passou das 22 horas", reclamou.   O professor de religião Amaurício destacou que há várias categorias de religião de matriz africana e que, em todas elas, não há um ...

    Leia mais
    jornalismo.

    É preciso reconceituar o jornalismo

    Fonte: Agência Carta Maior -   Não faz mais sentido chamar de Jornalismo o que fazem as corporações de mídia. Quem se preocupa com o lucro em primeiro lugar não é uma instituição jornalística. Quando uma empresa passa a ter como principal meta o lucro, essa empresa pode ser tudo, menos uma instituição jornalística. Marcelo Salles Não faz mais nenhum sentido chamar de Jornalismo o que fazem as corporações de mídia. Quem se preocupa com o lucro em primeiro lugar não é uma instituição jornalística. Não pode ser. Quando uma empresa passa a ter como principal meta o lucro, essa empresa pode ser tudo, menos uma instituição jornalística. E aí não importa a quantidade de estrutura e dinheiro disponível, pois a prática jornalística é de outra natureza.Exemplo: eu posso passar uma semana no Complexo do Alemão com um lápis e um bloco de papel. Posso chegar até lá de ônibus. ...

    Leia mais
    presen39

    Novo livro de Toni Morrison no dia 20 de Outubro

    Fonte: Diário Digital - O novo livro de Toni Morrison, «A Dádiva, será lançado no dia 20 de Outubro pela Presença. A norte-americana foi a primeira mulher negra a ser distinguida com o Prémio Nobel da Literatura, mais concretamente em 1993.   «A Dádiva», de Toni Morrison «Da autoria da primeira mulher negra a ser distinguida com o Prémio Nobel da Literatura (1993), «A Dádiva» é um romance extraordinário que se passa na América do Norte de finais do século XVII. Profundas divisões sociais e religiosas, opressões e preconceitos exacerbados propiciam o cenário ideal para a implantação da escravatura e do ódio racial. Jacob Vaark é um comerciante anglo-holandês que apesar de se manter à parte do negócio dos escravos, que então dá os primeiros passos, acaba por aceitar uma menina negra, Florens, como pagamento de uma dívida de um fazendeiro de Maryland. Nesta parábola do nascimento traumático dos Estados ...

    Leia mais
    wallraff wal

    Novo livro de Guenter Wallraff denuncia trabalho desumano e racismo na Alemanha

    Fonte: RTP - Berlim, 14 Out (Lusa) - O jornalista e escritor alemão Guenter Wallraff, famoso pelas reportagens "undercover", apresentou hoje na Feira do Livro de Frankfurt o seu último livro, em que volta a desmascarar a exploração desenfreada de trabalhadores por algumas firmas alemãs.   O novo livro de Wallraff chama-se "Aus der schönen neuen Welt. Expeditionen ins Landesinnere" (Do Belo e Novo Mundo -- expedições ao Interior do País), e põem também a nú os preconceitos contra estrangeiros existentes na sociedade germânica. Para a sua nova série de reportagens, chegou a pintar a cara de preto, transformando-se num alemão de raça negra que tentou sem êxito alugar um apartamento ou arranjar trabalho. Matéria original  

    Leia mais
    verImagem.aspx

    Para participar de licitações, empresas terão que executar ações de promoção da igualdade

    Fonte: Agência Senado - A execução de ações e programas de promoção da igualdade poderá ser exigida de empresas que participem de licitações para fornecer bens e serviços ao governo. Tais iniciativas também se tornarão critério de desempate entre os licitantes. É o que determina projeto (PLS 234/08) aprovado pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) nesta quarta-feira (14). De acordo com a proposição, que altera a Lei de Licitações (8666/93), entre as exigências para que empresas participem de licitações, além das atualmente previstas na lei, estará a adoção critérios de promoção da igualdade ou ações afirmativas, como a contratação de pessoas com deficiência, negros e trabalhadores com mais de 40 anos. Segundo o autor, senador Paulo Paim (PT-RS), a medida contribuirá para que a administração pública "busque, mais que fornecedores, parceiros na luta contra o preconceito". Emenda apresentada pelo relator, senador Flávio Arns (PSDB-PR) estabelece ainda que, ...

    Leia mais
    280605

    Brasileiros não reconhecem sua identidade racial

    Estudo realizado no Departamento de Linguística da Universidade de Brasília (UnB) constatou que os brasileiros têm dificuldade em se assumir negros e pardos e em identificar outras pessoas etnicamente. O discurso de respeito às diferenças e harmonia no país escondem, na verdade, racismo e preconceitos que têm origem no tempo da escravidão. Essa é a conclusão da pesquisadora Francisca Cordélia Oliveira da Silva, que defendeu a tese de doutorado em agosto. “Falta convicção. Os brasileiros têm muitas dúvidas a respeito de raça, etnia e cor, porque estamos em um país miscigenado. Essas dúvidas geram preconceito racial”, explica. Fonte: Radio do Moreno  Durante três anos e meio, Francisca Cordélia analisou notícias, leis e realizou uma enquete para embasar a tese de doutorado. As matérias selecionadas dos jornais on line Folha, Mundo Negro e Folha de S. Paulo continham entrevistas de pessoas que passaram por constrangimentos raciais. Nelas, a pesquisadora aplicou a ...

    Leia mais
    vice-banco-central-alemao

    Vice do banco central alemão deve perder encargos por declarações xenófobas

    Fonte: DW.Word.DE - "Incapazes de integração", só prestando para trabalhar em quitandas e fazer "menininhas de véu na cabeça". Assim Thilo Sarrazin caracterizou turcos e árabes de Berlim. Entrevista infeliz pode custar-lhe parte do cargo. Devido a declarações públicas de cunho xenófobo, o vice-presidente do Deutsche Bundesbank (banco central alemão), Thilo Sarrazin, poderá se destituído de parte de seus encargos, divulgou a revista Focus neste sábado (10/10). O periódico baseou-se em documentos confidenciais relativos a reunião da diretoria da instituição a se realizar na próxima terça-feira.   Numa entrevista à revista de cultura Lettre International, Sarrazin investiu duramente contra os estrangeiros da Alemanha, sobretudo os turcos e árabes. Referindo-se ao maior grupo de imigrantes da capital Berlim, o vice do banco central alemão declarou, por exemplo, que grande parte deles não seria "nem disposto, nem capaz de integração", não desempenhando "nenhuma função produtiva, a não ser no comércio de frutas ...

    Leia mais
    lazaro-thais

    Lázaro Ramos diz que amor, família e amigos são a receita para tudo na vida

    Fonte: Ego-   Atualmente, Lázaro Ramos é considerado um dos maiores atores que fazem parte do casting de grandes revelações que surgiram nas periferias do Brasil. Com a carreira iniciada em um grupo teatral de Salvador, o jovem talento revelou que sofreu preconceito racial no início de sua carreira.   Sou fruto de um grupo de teatro baiano formado na sua essência por negros e foi com eles que aprendi muita coisa no começo da minha carreira. Reconheço que durante um tempo, ter um ator negro fazendo sucesso não era uma grande notícia. Sei que tenho uma trajetória difícil, mas espero que o nosso país abra cada vez mais espaço para os grandes talentos, independentemente de qualquer classificação".   Para superar os momentos de dificuldade no decorrer de sua vida, Lázaro uniu o carinho da família, o valor de suas grandes amizades e a paixão por um grande amor. "Já ...

    Leia mais
    RacismoCrime1

    RACISMO OU INJÚRIA RACIAL

    Fonte: Lucia Gravelo     O crime de Injúria Qualificada por sua vez, está previsto no Art. 140 § 3º do CP. Injúria Qualificada é quando o agente ofende a honra subjetiva de outra pessoa, utilizando-se, para tanto, de elementos racista. Ou seja, se o objetivo do agente é proferir as ofensas e exclusivamente ferir a honra subjetiva da vítima, o Crime é de Injúria Qualificada. Se ao contrário, o agente visa ultrajar uma determinada raça ou etnia como um todo, o crime será o de Racismo. A Lei de Racismo protege o bem jurídico igualdade e o respeito étnico a injúria qualificada a honra subjetiva. Quando a ofensa(gestos, sinais, expressões, etc...) limita-se estritamente à uma pessoa como; negro safado, alemão azedo, baiano preguiçoso, etc... estamos diante de uma injuria. Porém, diante da expressão "só podia ser coisa de negro, estaria caracterizado crime de racismo porque, embora a frase seja ...

    Leia mais
    coleção educação para todos

    Educação anti-racista : caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03

    Coleção Educação para Todos - Brasília : Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. 236 p. (Coleção Educação para Todos) Fonte: Domínio Publico   Autores Andréia Lisboa de Sousa Carlos Moore Wedderburn Eliane dos Santos Cavalleiro Francisca Maria do Nascimento Sousa Marcos Ferreira dos Santos Nelson Fernando Inocêncio da Silva Nilma Lino Gomes Rafael Sanzio Araújo dos Anjos Sales Augusto dos Santos   Introdução A Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), do Ministério da Educação (MEC), entre seus objetivos, busca oferecer às professoras e aos professores informações e conhecimentos estratégicos para a compreensão e o combate do preconceito e da discriminação raciais nas relações pedagógicas e educacionais das escolas brasileiras. À luz do alcance da dinâmica das relações raciais no âmbito da educação, esse reconhecimento figura como um passo importante, uma condição necessária para enfrentarmos o racismo brasileiro. Da mesma sorte, o melhor entendimento ...

    Leia mais
    07 MVG sp delcio

    Engenheiro preso por suspeita de racismo nega ofensas, diz advogado

    Fonte: G1 - Segurança de escola afirma ter sido ofendido por homem na terça-feira. Segundo a polícia, testemunhas confirmaram o ocorrido.   O engenheiro Alexandre Semenoff, preso na tarde de terça-feira (6) por suspeita de racismo contra o segurança de uma escola na Zona Sul de São Paulo, confirmou ter se envolvido em uma discussão com o homem, mas negou ter feito qualquer ofensa, seja ela de cunho racial ou não. A informação foi dada ao G1 pelo advogado do preso, Leonardo Watermann, na manhã desta quarta-feira (7).   "Ele fala categoricamente que não ofendeu ninguém. Ele admite que discutiu com o segurança da escola, com a qual ele já tinha problemas por causa do barulho, e diz que ele tentou intimidá-lo por causa desse histórico", explicou o advogado. "Depois, foi para casa se trocar pois tinha o intuito de ir até a delegacia fazer um boletim de ocorrência. Mas ...

    Leia mais
    4c2aa-mostra-cinema-e-direitos-humanos-na-america-do-sul2

    Direitos humanos na tela

    Fonte: Brasil de Fato- Por Michelle Amaral da Silva Abertura da 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul acontece na segunda-feira (05), em São Paulo. Além da capital paulista, outras 15 cidades recebem o evento     Dezesseis capitais brasileiras receberão, entre os dias 5 e 11 de novembro, a 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. A abertura da mostra acontecerá na segunda-feira, no CineSesc em São Paulo, às 20h, com a exibição de "Unidade 25", de Alejo Hojiman e "Corais, a Cidade Reiventada", de Inês Cardoso. Com 39 títulos na programação, a mostra itinerante apresenta produções recentes de países sulamericanos, que abordam questões referentes aos direitos humanos como preconceito racial, diversidade sexual, proteção da criança e do adolescente, saúde mental, tortura e trabalho escravo, entre outros. Entre os destaques está o documentário "O Cavaleiro Negro", que resgata o heroísmo de Harald Edelstam, ...

    Leia mais
    pelo-fim-do-racismo-Abre

    Pelo fim do racismo

    O Brasil acabou com a escravidão há 121 anos. Os descendentes dos escravos, porém, não são livres social e economicamente: o racismo é o obstáculo. Velado, "cordial" ou odioso, ele persiste mesmo sendo um crime. É urgente pôr fim a esse sentimento selvagem que impede o avanço do país e da humanidade - como mostram as vozes de brasileiros e estrangeiros neste manifesto "Sou capaz de relatar a ladainha usual de pequenos insultos que me foram direcionados ao longo de meus 45 anos: seguranças me seguindo quando entro em lojas de departamento, casais brancos que me jogam a chave de seus carros quando estou esperando pelo valet, carros de polícia que me param por nenhuma razão aparente... Conheço o gosto amargo da raiva ao engoli-la a seco" . BARACK OBAMA, PRESIDENTE AMERICANO, NA AUTOBIOGRAFIA A AUDÁCIA DA ESPERANÇA (ED. LAROUSSE, 2007)   "Não importa se a pessoa é branca, preta, ...

    Leia mais
    4056085994 e871400fe9

    Um massacre cotidiano (2)

        No dia 20 de agosto de 2004, os maiores jornais do Brasil noticiaram o começo daquele que seria conhecido como um dos massacres mais cruéis contra moradores de rua da história do país. Na noite anterior, sete pessoas que dormiam na região central da capital paulista foram golpeadas na cabeça com "objetos contundentes", segundo os termos do inquérito policial. Três morreram na hora e outras quatro vieram a falecer depois. O ato de violência comoveu a sociedade à época e levou cerca de 5 mil manifestantes à Praça da Sé no dia 21, em solidariedade às vítimas. Na época, as estatísticas apontavam que havia aproximadamente 2.500 moradores de rua só na zona central de São Paulo. No dia do ato na Sé, um dos feridos no dia 19 faleceu e surgiu mais outro ferido. No dia 22, mais vítimas: dois moradores de rua aparecem mortos na mesma região ...

    Leia mais
    Página 352 de 365 1 351 352 353 365

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist