Resultados da pesquisa por 'gênero'

    Capacitação e Profissionalização em Geledés

    Programa de Capacitação e Profissionalização de Geledés – Memória Institucional

    O Projeto Brio - Parte do Programa de Capacitação e Profissionalização  gera igualdade de Oportunidade foi criado em julho de 96 como resultado de uma demanda de ampliação do Projeto Rappers. O Projeto Brio surgiu como proposta de um projeto de formação de jovens no I Concurso de Capacitação para Jovens da Associação de Apoio ao Programa Comunidade Solidária. Apresentado e apoiado, o Projeto Brio hoje cresceu, oferecendo cursos profissionalizantes para jovens e adolescentes negros, na faixa etária de 14 a 21 anos (distribuídos eqüitativamente entre homens e mulheres), através de convênios com instituições de capacitação de mão de obra nas instâncias públicas e privadas. Essa é uma das maneiras encontradas pelo Geledés de garantir possibilidades de capacitação de maior grau de especialização para a mão de obra negra. Cresce a consciência em nossa sociedade de que para realizar a igualdade de oportunidades, um princípio democrático, é necessário atuar sobre ...

    Leia mais
    Projeto Rappers

    Projeto Rappers – Memória Institucional de Geledés

    Desenvolvemos de 1992 a 1998 um projeto específico para a juventude negra chamado Projeto Rappers. Não foi um projeto que decorreu de uma definição institucional; ele foi provocado por demanda de jovens negros pertencentes a bandas de rap da cidade de São Paulo. Esses jovens chegaram ao Geledés trazendo-nos questões muito complexas que nos questionaram institucionalmente nos impulsionando a assumir responsabilidades e protagonismo em relação às diferentes facetas da violência que se abate sobre os jovens negros na cidade de São Paulo. O que ocorria naquele momento? Bandas de rap formadas por esses jovens que se exibiam nas periferias de São Paulo para um público semelhantes a eles, com músicas com denúncias contundentes sobre as condições de marginalização social, racismo, preconceitos e violência a que estão expostos os jovens negros eram sistematicamente vítimas da violência policial que, via de regra, os tiravam dos palcos em que se apresentavam com agressão ...

    Leia mais

    Centro de Documentação

    O papel da memória na preservação e construção da história tornou-se apropriada e comum em menções de conservação do patrimônio na reafirmação identidades nacionais, na elaboração de projetos educativos etc. Memória que, aqui, no entanto, não é vista como reviver, mas refazer, reconstruir, repensar com imagens e idéias de hoje, as experiências do passado, pois a memória não é sonho, é trabalho. A lembrança é uma imagem construída pelos materiais que estão agora à nossa disposição no conjunto de representações que povoam nossa consciência atual. Além de reconstruir a história de Geledés por meio da textualização de suas atividades e oferecer subsídios para população negra e segmentos que trabalham com temas afins. Em síntese, o Centro de Documentação de Geledes trabalha na construção da memória institucional: organização e textualização das atividades de Geledés, sobre as questões de gênero, raça e direitos humanos; disponibilizará o acervo da organização instituindo-se como prestador ...

    Leia mais
    ©Reuters

    Piedad Córdoba

    Terminei a entrevista (...) perguntando-a sobre os turbantes que usa. O que escondem? ?Uma cabeça cheia de idéias?, me respondeu com um sorriso, para logo explicar que o turbante, para ela, significa meu orgulho total por pertencer à afrodescendência da América Latina e Colômbia. Piedad Esneda Córdoba Ruiz (Medellín, 25 de enero de 1955), es una abogada y política de Colombia. Senadora de la República desde 1994. Ha sido miembro del Partido Liberal durante toda su vida política y es la líder del movimiento Poder Ciudadano Siglo XXI, ubicado en el ala izquierda de este partido político. Como congresista ha trabajado principalmente por los derechos de la mujer, las minorías étnicas y sexuales y los derechos humanos. En agosto de 2007 Córdoba se involucró en el tema del acuerdo humanitario entre las Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia (FARC) y el gobierno del presidente Álvaro Uribe autorizada por el gobierno del ...

    Leia mais

    História e Cultura Afrobrasileira

    Apresentação e contextualização  @DAZZLE_JAM Na década de 90 o Governo Brasileiro, durante o mandato de Fernando Henrique Cardoso, reconheceu publicamente a existência do racismo no país, acatando parte das reivindicações e confirmando antigo apontamento e constatação, tanto por parte do Movimento Negro (MN) quanto de pesquisadores da área de Educação e Relações Étnico-Raciais, que uma educação fundada em uma visão eurocêntrica do mundo perpetua a discriminação racial e fere a auto-estima das pessoas que não se sentem contempladas e portanto não encontram identificação no ambiente escolar. Por: Suelaine Carneiro e Tania Portella, da Ação Educativa A ação mais explícita de reconhecimento do racismo brasileiro pelo Governo Federal foi a criação do Grupo de Trabalho para Valorização da População Negra no dia 20 de novembro de 1995, data de tricentenário de Zumbi dos Palmares. Implementado no âmbito do Ministério da Justiça mas com caráter interministerial, o chamado GTI População Negra, foi ...

    Leia mais

    Geledés e o Projeto Geração XXI

    O Projeto Geração XXI foi uma ação afirmativa fundamentada e dirigida na perspectiva do desenvolvimento humano sustentável que, por meio de uma proposta político-pedagógica inovadora, toma 21 jovens negros/as como sujeitos de direitos, produz condições de aprendizado e de desenvolvimento de talentos, acesso a novas linguagens e tecnologias, amplia as possibilidades de equidade nas condições econômicas, sociais e culturais, contribuindo para o aperfeiçoamento e fortalecimento da construção democrática no Brasil. Os/as 21 adolescentes negros/as, com idade inicial entre 13 e 15 anos, integrantes de famílias com renda per capita entre um e dois salários mínimos, residentes na cidade de São Paulo são acompanhados/as e têm seus estudos custeados da 8º série do ensino fundamental ao término da graduação universitária, por um período de 9 anos. As atividades foram iniciadas em março de 1999. Diversas escolas públicas (diretores/as e professores/as ) e algumas entidades sociais da cidade de São Paulo foram ...

    Leia mais

    Romero Rodriguez

    Romero Rodriguez é director general de Mundo Afro, organización no gubernamental de la colectividad negra uruguaya fundada en 1987. Director de Alianza Estrategia de Afrodescendientes de América Latina y el Caribe. Ha dedicado toda su vida al estudio del tema del racismo y a la defensa de los derechos del pueblo negro uruguayo por lo que ha sido reconocido como experto en el tema de racismo por Naciones Unidas. Romero Rodriguez "Millones de africanos llegaron de forma forzada a nuestra América. De sus vidas, culturas y civilizaciones prácticamente nada se dice en los programas oficiales de historia. Muchos de nuestros adolescentes y jóvenes no saben que sus raíces están ubicadas en un continente que dio origen al género humano".   La cita es del Manual de los Afrodescendientes de las Américas y el Caribe, publicado en 2006 y fruto de un proyecto conjunto de UNICEF y ...

    Leia mais

    Geledés e a Pesquisa Acadêmica

    Articula-se com centros de estudos e pesquisas para a produção de conhecimento no tema das relações raciais, gênero e de direitos humanos. Através do diálogo entre ativistas e acadêmicos, tem por finalidade a construção de uma base de conhecimento que possibilite identificar os obstáculos que ainda se impõem na superação das desigualdades. Participa dos seguintes projetos: Projeto de pesquisa Ensino religioso em escolas públicas: ameaças ao Estado laico e aos direitos reprodutivos Este é um projeto ligado o Grupo de Pesquisa "Discriminação, Preconceito e Estigma" da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), coordenado pela Profa. Dra. Roseli Fischamnn. É um projeto aprovado pelo CNPq no Edital MCT/CNPq/SPM-PR/MDA nº 57/2008 - Relações de Gênero, Mulheres e Feminismo / Edital nº 57/2008 - Categoria 1processo nº 402923/2008-1 com duração de 18 meses com início em 01/12/2008. O Geledés Instituto da Mulher Negra participa deste projeto, na condição de organização ...

    Leia mais
    Manual de los Afrodescendientes de las Américas y el Carib

    Manual de los Afrodescendientes de las Américas y el Caribe

    "Millones de africanos llegaron de forma forzada a nuestra América. De sus vidas, culturas y civilizaciones, formas de vida y pensamiento prácticamente nada se dice en los programas oficiales de historia y ciencias sociales de nuestros países. Así se ven cercenadas las posibilidades de identificación positiva con personajes históricos que resistieron el holocausto más grande que ha vivido la humanidad. Muchos de nuestros adolescentes y jóvenes no saben que sus raíces están ubicadas em un continente que dio origen al género humano, y que desde allí salieron importantes migraciones que poblaron la tierra. Los hombres y mujeres transportados a la fuerza durante la trata transatlántica eran las fuerzas vivas de grandes civilizaciones que a través de un complejo sistema de relaciones, fundaron y eran parte de poderosos imperios y naciones, distribuidas en un universo lingüístico cultural de más de dos mil idiomas. Esta diversidad lingüística y cultural es un patrimonio ...

    Leia mais
    Programa de Saúde é uma das prioridades do Geledés levando-se em conta a precariedade e a falta de informação e de recursos materiais na rede publica.

    Fala Preta – Memória Institucional de Geledés

    Programa de Saúde é uma das prioridades do Geledés levando-se em conta a precariedade e a falta de informação e de recursos materiais na rede publica. Este programa visa a construção e ampliação da consciência e organização nesta área, buscando uma efetiva transformação na condição de vida da população negra. Para tanto, o Geledés desenvolveu programas de formação de mulheres e jovens negros através de oficinas de saúde de caráter informativo e de capacitacão de profissionais. Atuamos também na intervenção e na formulação de políticas publicas, colocando que cabe ao Estado assegurar condições para a manutenção da vida. Como em outros projetos do Geledés, investimos na área de pesquisas próprias e parcerias com outros grupos e com a comunidade académica. Oficinas de Sexualidade e Saúde: estas oficinas se constituem na principal atividade educativa do Programa de Saúde e são desenvolvidas a partir de uma perspectiva étnica e de género. Através de ...

    Leia mais
    Reprodução/youtube

    Elizeth Moreira Cardoso

    Elizeth Moreira Cardoso (Rio de Janeiro, 16 de julho de 1920 - 7 de maio de 1990) foi uma cantora brasileira. Reprodução/youtube Elizeth Moreira Cardoso, A Divina, é considerada como uma das maiores intérpretes da canção brasileira e um das mais talentosas cantoras de todos os tempos, reverenciada pelo público e pela crítica. Nasceu na rua Ceará, no subúrbio de São Francisco Xavier, e cantava desde pequena pelos bairros da Zona Norte carioca, cobrando ingresso (10 tostões) das outras crianças para ouvi-la cantar os sucessos de Vicente Celestino. O pai, seresteiro, tocava violão e a mãe gostava de cantar. Primeira apresentação Desde cedo precisou trabalhar e, entre 1930 e 1935, foi balconista, funcionária de uma fábrica de saponáceos e cabeleireira, até que o talento foi descoberto aos dezesseis anos, quando comemorava o aniversário. Foi então convidada para um teste na Rádio Guanabara, pelo chorão Jacob do Bandolim. ...

    Leia mais

    Geledés no Monitoramento e Incidência em Políticas Públicas

    Geledés participa de diversas iniciativas da sociedade civil de monitoramento e incidência em políticas públicas, nos âmbitos municipal, estadual e federal, atuando em diversas instâncias de controle social tais como: Fórum Itinerante e Paralelo da Previdência Social, Fórum Brasil do Orçamento, Movimento Nacional pró Reforma Política, Campanha Nacional em Defesa da Legalização do Aborto, da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Relatoria do Direito Humano à Educação, GT Educação do Movimento Nossa São Paulo, Fórum Permanente de Educação e Diversidade Etnicorracial do Estado de São Paulo, Rede Nacional de Controle Social e Saúde da População Negra. Na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, participa do esforço de diversas organizações da sociedade civil das Américas pela aprovação da Convenção Interamericana Contra Todas as Formas de Discriminação Racial, e da Convenção Interamericana dos Direitos Sexuais e dos Direitos Reprodutivos. Geledés participa ainda dos seguintes espaços de incidência e monitoramento em políticas públicas:  II ...

    Leia mais
    Foto: JEWEL SAMAD/AFP/Getty Images

    Discurso de Posse

    Meus caros concidadãos Estou aqui hoje humildemente diante da tarefa que temos pela frente, grato pela confiança que vocês depositaram em mim, ciente dos sacrifícios suportados por nossos ancestrais. Agradeço ao presidente Bush pelos serviços que prestou à nação, assim como pela generosidade e a cooperação que ele demonstrou durante esta transição. Quarenta e quatro americanos já fizeram o juramento presidencial. As palavras foram pronunciadas durante marés ascendentes de prosperidade e nas águas plácidas da paz. Mas de vez em quando o juramento é feito entre nuvens carregadas e tempestades violentas. Nesses momentos, a América seguiu em frente não apenas por causa da visão ou da habilidade dos que ocupavam os altos cargos, mas porque nós, o povo, permanecemos fiéis aos ideais de nossos antepassados e leais aos nossos documentos fundamentais. Assim foi. Assim deve ser para esta geração de americanos. Que estamos em meio a uma crise hoje é ...

    Leia mais

    Angola e Moçambique Experiência Colonial e Territórios Literários

    Resenha: Adriana Graciano Rita Chaves é uma potente voz no cenário acadêmico brasileiro. Raríssima combinação de excelência tanto em sua prática docente quanto de pesquisadora reitera a relevância de seu trabalho e a agudeza de seus olhares no impecável Angola e Moçambique Experiência Colonial e Territórios Literários publicado pelo Ateliê Editorial em 2005. A autora integra o corpo docente da Universidade de São Paulo onde leciona Literaturas Africanas de Língua Portuguesa e dirige o Centro de Estudos Portugueses. Além de ser pesquisadora associada do Centro de Estudos Afro-Asiáticos da Universidade Candido Mendes, também atuou como professora na Universidade Eduardo Mondlane durante dois anos. Sua obra inclui A Formação do Romance Angolano e a co-organização de Portanto... Pepetela, Literaturas em Movimento - Hibridismo Cultural e Exercício Crítico e Brasil/África: Como se o Mar Fosse Mentira. A breve, mas nem por isso menos precisa, apresentação de Benjamin Abdala Junior antecipa os pontos cardeais da trajetória percorrida pela professora ...

    Leia mais
    (Foto: Katherine Coutinho/G1)

    Paulinho da Viola

    Paulinho da Viola, filho de violonista,cresceu num ambiente musical. Sua infância em Botafogo, bairro tradicional da zona sul do Rio de Janeiro - onde nasceu em 12 de novembro de 1942 - foi regada por muita música e histórias. Naquela época, não havia muitas opções de brinquedos industriais para as crianças de classe média baixa, Paulinho e seus amigos tinham que usar a imaginação para se divertir. O jogo de botão era feito de coco, a bola de futebol era feita de meia e quando a rádio-patrulha não estava por perto a garotada jogava no meio da rua Pinheiro Guimarães improvisando um campo, prática impensável nos dias de hoje devido ao grande movimento de automóveis. Samba Dobrado{mp3}samba_dobrado{/mp3}   (Foto: Katherine Coutinho/G1) Na casa onde morava, nessa mesma rua, viviam seus pais, suas avós, seu irmão e sua madrinha. Uma casa pequena e simples, até hoje de ...

    Leia mais
    Clóvis Moura foi um grande estudioso da luta de classes com atenção ao papel do trabalhador negro brasileiro e sua história. (Foto: Imagem retirada do site Observatório Social)

    Clóvis Moura: 5 anos sem o “pensador quilombola”

    "Eu aprendi a me conhecer lendo Clóvis Moura. Sou negro e me vi em Brasil: raízes do protesto negro". (Aílson do Carmo de Souza) Em 23 de dezembro, faz 5 anos que perdemos Clóvis Moura. De forma antecipada, e como parte das reflexões sobre a Semana da Consciência Negra, nada mais apropriado do que homenageá-lo. Sua obra e sua militância foram a melhor síntese da práxis que uniu a reflexão teórica e a luta por um Brasil de igualdade racial. Desde que Zumbi passou a ser reconhecido como símbolo da luta antiescravista brasileira, foi reconsiderada parte de nossa visão de história, não feita por heróis, mas tendo o Quilombo dos Palmares como personificação e síntese da luta dos negros, nos mais de 300 anos de escravidão em nosso País, e nos quase 500 anos de luta pela liberdade e contra o preconceito. Foi justamente isto que os movimentos negros, independente ...

    Leia mais
    Thinkstock/Getty Images

    Declaração dos Direitos Humanos – 60 anos

    Fonte: onu-brasil.org.br Thinkstock/Getty Images A Declaração Universal dos Direitos Humanos é um dos documentos básicos das Nações Unidas e foi assinada em 1948. Nela, são enumerados os direitos que todos os seres humanos possuem. Preâmbulo Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo, Considerando que o desprezo e o desrespeito pelos direitos humanos resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os todos gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do ser humano comum, Considerando ser essencial que os direitos humanos sejam protegidos pelo império da lei, para que o ser humano não seja compelido, ...

    Leia mais
    Getty Images

    Declaração Mar Del Plata

    Quarta Cúpula das Américas Declaração de Mar del Plata MAR DEL PLATA, ARGENTINA - 5 DE NOVEMBRO DE 2005 Criar Trabalho para Enfrentar a Pobreza e Fortalecer a Governabilidade Democrática 1.    Convencidos da necessidade de aprofundar a democracia e consolidar a liberdade nas Américas, de acordo com os princípios constantes da Carta da Organização dos Estados Americanos e da Carta Democrática Interamericana, e de sua plena aplicação como fundamento de nossa comunidade hemisférica, nós, os Chefes de Estado e de Governo dos países democráticos das Américas, reunidos na cidade de Mar del Plata, Argentina, por ocasião de nossa Quarta Cúpula, reafirmamos nosso compromisso de combater a pobreza, a desigualdade, a fome e a exclusão social para melhorar as condições de vida de nossos povos e fortalecer a governabilidade democrática nas Américas. Conferimos ao direito ao trabalho, tal como está estipulado nos instrumentos de direitos humanos, um lugar central na agenda ...

    Leia mais
    Daniel Ach

    Daúde

    Maria Waldelurdes Costa de Santana Dutilleux (Salvador, 23 de setembro de 1961), artisticamente conhecida como Daúde, é uma cantora brasileira. Daniel Ach Cantora. atriz e modelo, até os 11 anos de idade Daúde residiu em Salvador, quando então mudou para o Rio de Janeiro com os pais e os três irmãos mais novos. Aos 18 anos começou a estudar canto no Instituto Villa-Lobos e teatro na Escola Martins Pena. Formou-se, mais tarde em Letras (Português e Literatura), pela Universidade Santa Úrsula do Rio de Janeiro. A música brasileira tem conseguido projetar para o mundo uma imagem expressiva, vibrante e alegre. Através da nossa herança afro-musical, ela colabora para que o brasileiro assuma sem reservas sua identidade negra e mestiça. Do samba ao funk, do jongo ao jungle, do maracatu baião e carnaval, a música brasileira é diferenciada, e legitima nossa origem africana, transpondo a barreira do ...

    Leia mais
    elianapittiman

    Eliana Pittman

    Eliana Leite da Silva ,nasceu no Rio de Janeiro(RJ) em 14/8/1945. Ela é um show. Canta, dança e se comunica perfeitamente com o público. Além disso, para quem acaba de completar 40 anos de carreira, está em ótima forma, esbanjando charme, beleza e vitalidade. Vou pular neste carnaval{mp3}eliana pittman-vou pular neste carnaval{/mp3}     Ela na infância, nunca pensou que iria um dia se tornar uma show-woman completa - uma cantora, atriz e bailarina de sucesso internacional, comparada a Josephine Baker, Lena Horn e a Carmen Miranda. Tudo começou quando por um acaso feliz do destino, sua mãe Ophélia conheceu e se casou com um dos grandes saxofonistas americanos - Booker Pittman. Ouvindo discos de Ella Fitzgerald e Sarah Vaughan e embalada pela sonoridade do sax de Pittman, Eliana foi descobrindo sua vocação musical. Até que a grande chance surgiu aos quinze anos, ao se apresentar ao lado de Booker ...

    Leia mais
    Página 396 de 399 1 395 396 397 399

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist