Resultados da pesquisa por 'Bolsonaro'

    juventude_seppir_copy

    Conselho da Igualdade Racial cria Comissão da Juventude Negra

    A instituição da Comissão Permanente de Promoção e de Defesa dos Direitos da Juventude Negra foi o ponto alto da 5ª reunião extraordinária do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), ocorrida nos dias 13 e 14 de abril, no auditório térreo, do Bloco A da Esplanada dos Ministérios. O encontro reuniu 39 conselheiros entre titulares e suplentes que também aprovaram três moções: de repúdio ao caso do deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ); apoio às famílias das vítimas da escola em Realengo, no Rio de Janeiro e defesa ao Decreto 4887/2003, manifestando apoio à validade jurídica e constitucional do decreto e as instruções normativas do processo de titularização dos territórios quilombolas. Além da apresentação das recomendações da Comissão Nacional de Jornalistas pela Igualdade Racial (Conajira), que consta entre elas a  criação de uma política nacional de comunicação para enfrentamento do racismo e pela democratização da mídia, a partir de um ...

    Leia mais
    negras_grvidas

    Pretas recebem menos anestesia

    Por: Marcelo Rubens Paiva   As grosserias do deputado Bolsonaro (PP-RJ), representante e sobrevivente da extrema-direita brasileira, e a confusão bíblica do seu colega pastor Marco Feliciano (PSC-SP) – que tuitou que "africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé", e que "a África sofre com a maldição do paganismo, ocultismo, misérias, doenças oriundas de lá: ebola, aids" – só foram feitas porque há "proteção" do foro privilegiado e a deturpação do seu sentido. Ele garante o exercício da livre expressão, mas não o direito de incitar o preconceito e a intolerância. O racismo no Brasil existe e, pior, é um caso de saúde pública, segundo dados publicados por Maria do Carmo Leal, Silvana Granado Nogueira da Gama e Cynthia Braga da Cunha na Revista de Saúde Pública da USP. O debate sobre as desigualdades raciais e suas consequências na saúde é recente. Foi só no fim dos anos 90 que ...

    Leia mais
    video_thumb

    Denúncia de racismo em Salvador: Mulher sofre racismo no Bairro da Paz pela Santa Casa de Misericórdia da Bahia

      No dia 30 de março de 2011, eu, Andréa Santos Souza, integrante do núcleo do MNU (Movimento Negro Unificado) no Bairro da Paz, militante do movimento hip hop de Salvador- Bahia e participante da posse de hip hop Clã Periférico do Bairro da Paz, fomos convidados para uma apresentação em um dos projetos que a Santa Casa de Misericórdia da Bahia tem nesta comunidade, o qual é chamado de "Quartas Culturais". A nossa participação foi uma apresentação musical que levou aproximadamente 30 minutos, descemos do palco e ficamos na plateia para que pudéssemos prestigiar outras apresentações. No final do evento o funcionário da Santa Casa de Misericórdia, organizador e coordenador da atividade Hélio Freitas, fez agradecimentos aos grupos e as pessoas presentes e ausentes no evento, sendo que se referiu a mim em especial com o termo "macaca de auditório", diante do público que prestigiava as atividades. A comunidade ...

    Leia mais
    AAPP_1929__Estadio_Julio_de_Mesquita_-_time

    111 anos contra o racismo! Conheça o primeiro negro do futebol brasileiro

    Os primeiros negros no futebol brasileiroQuase 111 anos depois, dois garotos, de 18 e 17 anos, tentam dar continuidade à trajetória de quem é apontado como o primeiro negro a atuar em um time de futebol no Brasil. Eles são Gabriel e Lucas, bisnetos de Miguel do Carmo, um dos fundadores da Ponte Preta – em 11 de agosto de 1900, época em que o futebol nos clubes e federações era exclusividade de quem tinha posses e, principalmente, era branco. No limite da idade para entrar na carreira profissional, a dupla treina nos campos do Jardim Garcia (em escolinha que leva o nome do avô, Geraldo do Carmo, filho de Miguel e zagueiro do Guarani, nos anos 50) e do Taquaral, bairros de Campinas. Gabriel e Lucas até tentaram participar de peneira da Ponte, mas com a concorrência de outros 3 mil meninos nem chegaram a ir a campo. – ...

    Leia mais
    Luiza-Bairros-reproduo

    Sociedade deve reprovar qualquer tipo de ato contra qualquer grupo, diz Luiza Bairros

    Qualquer tipo de ato de discriminação contra qualquer grupo, sejam negros ou homossexuais, deve ser motivo de reprovação geral por toda a sociedade. A declaração foi feita pela ministra da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, no programa Bom Dia Ministro que foi ao ar nesta sexta-feira (1/4), ao ser questionada sobre as recentes declarações do deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ). A ministra declarou ainda que o protagonismo, neste caso, é do Legislativo, e que a própria Câmara dos Deputados tem se encarregado de tomar as medidas no sentido de avaliar se as declarações do deputado devem ou não ser punidas. "Existem várias representações de diferentes deputados para o Conselho de Ética da Câmara, e nós esperamos que o Poder Legislativo tenha a capacidade de tomar a decisão que lhe parecer mais coerente, coerente inclusive com toda a reação que nós temos visto em setores ...

    Leia mais
    CEN_logo_micro

    Posicionamento oficial do Coletivo de Entidades Negras sobre posições discriminatórias de Deputados Dederais – contra o racismo, o machismo a homofobia e toda forma de discriminação

    O dia 21 de março é data internacional, homologada pelas Organizações das Nações Unidas (ONU), como o Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial e o ano de 2011 foi definido pela mesma ONU como o Ano Internacional para Descendentes de Africanos. Coincidentemente, o mês de março foi marcado por três posições discriminatórias de parlamentares brasileiros, altamente ofensivas à população negra, em particular e também às mulheres e homossexuais. No dia 22 de março, o deputado federal Júlio Campos, do DEM/MT, provocou constrangimento ao criticar a eficácia do foro especial destinado a autoridades públicas ao dizer: “Essa história de foro privilegiado não dá em nada. O nosso Ronaldo Cunha Lima precisou ter a coragem de renunciar ao cargo para não sair daqui algemado, e, depois, você cai nas mãos daquele moreno escuro lá no Supremo, aí, já viu”, afirmou Campos. Logo depois, o deputado ...

    Leia mais
    Nem falso, nem inócuo. Exemplar

    Atoleiro racista

    Quem acha que a liberdade de expressão permite manifestações como as do deputado Jair Bolsonaro também é cúmplice do crime, afirma pesquisadora Roseli Fischmann A indignação que varre o País, e não encontra adjetivos suficientemente adequados para se expressar, como reação às falas do deputado Jair Bolsonaro, tem como base o mesmo posicionamento histórico que levou a Constituição de 1988 a incorporar, em seu artigo 5º, o racismo como crime inafiançável e imprescritível.   Atoleiro racista As tentativas de burlar a lei, tentando encontrar justificativa para o injustificável, seja por parte de Bolsonaro, afundando cada vez mais em seu mar de posturas discriminatórias, seja por parte dos que o apoiam, indicam a persistência do racismo. À pergunta sobre qual seria sua reação, se seu filho se apaixonasse por uma negra, Bolsonaro disse: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse ...

    Leia mais
    livro-ali-kamel2

    Comissão pedirá investigação contra deputado que chamou africanos de “amaldiçoados”

    Marco Feliciano negou ser racista e disse ter se baseado em conceitos religiosos A presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, deputada Manuela D'Ávila (PCdoB-RS), afirmou nesta sexta-feira (1º) que será apresentado na próxima terça (5) um pedido de investigação na Corregedoria contra o deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que afirmou que os “africanos são amaldiçoados” e fez ataques aos homossexuais. Segundo Manuela, a ação será protocolada em nome da Comissão pelo mesmo grupo de parlamentares que já pediu investigação contra Jair Bolsonaro (PP-RJ), cujas declarações dadas ao programa CQC, da TV Bandeirantes, causou polêmica junto a homossexuais e negros. A deputada está juntando as páginas de Feliciano no Twitter e matérias jornalísticas relacionadas ao assunto para concluir o pedido de investigação. - Estaremos encaminhando à Corregedoria da Câmara, porque não cabe à nossa comissão julgar. Mas eu julgo, individualmente, que as declarações envolvem racismo. Em sua ...

    Leia mais
    69

    Atoleiro racista

    Quem acha que a liberdade de expressão permite manifestações como as do deputado Jair Bolsonaro também é cúmplice do crime, afirma pesquisadora Roseli Fischmann A indignação que varre o País, e não encontra adjetivos suficientemente adequados para se expressar, como reação às falas do deputado Jair Bolsonaro, tem como base o mesmo posicionamento histórico que levou a Constituição de 1988 a incorporar, em seu artigo 5º, o racismo como crime inafiançável e imprescritível. As tentativas de burlar a lei, tentando encontrar justificativa para o injustificável, seja por parte de Bolsonaro, afundando cada vez mais em seu mar de posturas discriminatórias, seja por parte dos que o apoiam, indicam a persistência do racismo. À pergunta sobre qual seria sua reação, se seu filho se apaixonasse por uma negra, Bolsonaro disse: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem ...

    Leia mais
    pretagil620-tn

    Hackers tiram do ar site de Preta Gil

    Os invasores deixaram uma mensagem na página da cantora Depois de polêmica com o Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). O site da cantora Preta Gil foi invadido por hackers e ficou fora do ar nesta quinta-feira (31). Os invasores deixaram uma mensagem: "Site hackeado. Abaixo a lei da homofobia. Abaixo a PL 122", escreveram, fazendo referência ao projeto que tramita no Congresso que torna crime a homofobia. "Cheguei no Rio e fui surpreendida com mais um caso absurdo, meu site foi hackeado, por um fanático, que se diz defensor do tal Deputado, mais uma vez eu me pergunto, o que está acontecendo?", escreveu a cantora no Twitter.   Fonte:Lista Racial

    Leia mais
    pretagil620

    ‘Estou passando por um terror’, diz Preta Gil em evento em SP

    Cantora foi escolhida para ser a rainha da XV Parada Gay de São Paulo. 'Sou negra, gay e feliz', afirmou no lançamento oficial da Parada. Por: Marcelo Mora A cantora Preta Gil, escolhida para ser a rainha da XV Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, disse, no lançamento oficial do evento, na noite desta quarta-feira (30), na Zona Oeste de São Paulo, que "está passando por um terror", sobre a polêmica com o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). No programa "CQC", da TV Bandeirantes, exibido na noite de segunda (28), Bolsonaro afirmou que não discutiria "promiscuidade" ao ser questionado pela cantora Preta Gil, sobre como reagiria caso o filho namorasse uma mulher negra. A pergunta, previamente gravada, foi apresentada no quadro do programa intitulado "O povo quer saber": "Se seu filho se apaixonasse por uma negra, o que você faria?" Bolsonaro respondeu: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quer que ...

    Leia mais
    preta-gil

    Ter sido xingada me traz mais força pela causa, desbafa Preta Gil

    Por : Hélio Filho Diva da Parada de São Paulo, Preta Gil promete atuar com mais força pelos gays Preta Gil foi à apresentação da Parada de São Paulo na noite da última quarta-feira, 30, na Capital, transparecendo, no mínimo e com razão, muita chateação com os comentários homofóbicos e racistas do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ). O clima atual de Preta é meio que vamos ferver depois porque agora a gente tem muito o que fazer, coisas sérias devem ser resolvidas, meu bem. Sérias como os três processos judiciais que está movendo contra o parlamentar fluminense e a responsabilidade de ser a diva oficial da maior Parada LGBT do mundo. Lindamente loiríssima, Preta conversou com a gente durante o evento o tempo todo muito séria e mostrando certeza em cada passo que está dando, sempre em nome de se livrar dos preconceitos que ainda existem na sociedade brasileira. Na ...

    Leia mais
    deputado_racista

    Em Twitter, deputado pastor diz que africanos descendem de ancestral amaldiçoado

    O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que é pastor, declarou nesta quinta-feira, via Twitter, que os africanos descendem de um ancestral amaldiçoado por Noé. Segundo Feliciano, “a maldição q Noe lança sobre seu neto, canaã, respinga sobre continente africano, dai a fome, pestes, doenças, guerras étnicas!”, disse em sua página no microblog. Após a repercussão de suas frases, o deputado disse em seu site que foi “alvo de milhares de pedradas, sapatadas, raquetadas, ‘twittadas’” e explicou que a afirmação vem da interpretação de uma passagem bíblica. Segundo Feliciano, “Noé amaldiçoa o descendente de Cão, ou seja, toda a sua descendência, pois Canaã era o mais moço. Canaã representa diretamente a descendência de Cão representando todos os seus filhos”. E citou ainda que o “historiador hebreu, Flavio Josefo, dá conta da nação de Cuxe, filho de Cam e neto de Noé : ‘Para um dos quatro filhos de Cam, o tempo ...

    Leia mais
    Jair-Bolsonaro-400x270

    Ouvidoria da SEPPIR atua em casos de Racismo

    A Ouvidoria da SEPPIR/PR recebeu, no dia 25 de março, denúncia sobre a discriminação racial sofrida pelo jovem negro Helder Souza Santos, em Jaguarão/RS. Segundo denúncia de seu advogado, Onir de Araújo, Hélder, estudante do curso de história da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), vem sofrendo ameaças de morte desde que revelou ter sido vítima de agressões e racismo praticados por policiais militares na cidade de Jaguarão, na fronteira com o Uruguai. A denúncia foi autuada, gerando um Processo Administrativo no âmbito da Ouvidoria, que também encaminhou ofícios, em 28 de março, ao Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, Secretaria de Segurança Pública do RS, Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do RS, Corregedoria Geral da Brigada Militar do RS e à Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República, solicitando as providências cabíveis. A Secretaria Executiva da Secretaria Nacional de Direitos Humanos também foi oficiada ...

    Leia mais
    29_MHB_pais_bolsonaro2

    Deputado carioca será processado por homofobia e racismo

    Por: Bruno Huberman Conselho de Direitos Humanos da Câmara se reúne para decidir como irá agir em relação à entrevista concedida por Jair Bolsonaro (PP) ao programa CQC A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, reunida nesta terça-feira 29, irá entrar com uma representação contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). Só resta decidir qual: se uma representação parlamentar na Câmara ou se uma ação judicial. O pepista virou alvo de críticas nas últimas horas após a entrevista à cantora Preta Gil durante o programa CQC, da rede Bandeirantes, na noite da segunda-feira 28, quando ao ser questionado se deixaria o seu filho namorar uma negra, respondeu: "Preta, não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Eu não corro esse risco, e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em um ambiente como, lamentavelmente, é o teu." "Eu acho lamentável. Isso é um abuso da representatividade parlamentar. ...

    Leia mais
    id_omg_falei-94805562-1301404627

    Racismo: Se seu filho se apaixonasse por uma negra, o que você faria? Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados

    Não se fala em outra coisa no meio artístico a não ser sobre a entrevista de cunho racista dada pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) ao programa "CQC", da Band, na noite desta segunda. O blog "Pronto, falei" foi atrás, então, do tal político que jurou ter entendido de forma errada a pergunta de Preta Gil. O que foi ao ar (assista aqui): a filha de Gilberto Gil perguntou em um vídeo ao deputado: "Se seu filho se apaixonasse por uma negra, o que você faria?" A resposta foi chocante: "Ô, Preta, eu não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambientes como, lamentavelmente, é o seu." Nesta terça-feira à tarde, Bolsonaro se explicou: "Eu estava com um laptop na minha frente e ouvi a pergunta de maneira errada. Achei que ela estivesse ...

    Leia mais
    jean_wyllys_700_agcam

    Jean Wyllys nega que BBB tenha dado votos e defende novo modelo de família

    Deputado levanta bandeira gay e diz que "família de comercial de margarina não existe" Por: Priscilla Mendes Ele surgiu na televisão, jornais e revistas por meio do programa BBB (Big Brother Brasil), mas hoje, como deputado federal, nega o rótulo de celebridade e pretende ser reconhecido como defensor dos direitos dos LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais). Jean Wyllys (PSOL-RJ) fez seu primeiro pronunciamento em plenário nesta quinta-feira (24) e defendeu uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que assegura o direito dos homossexuais ao casamento civil. Sorridente e simpático, mas seguro, o baiano conversou com o R7 momentos depois de descer do púlpito. Durante a conversa, curiosos que passavam pelo salão verde da Câmara dos Deputados se aglomeraram em volta do parlamentar, que atendeu a pedidos de foto e conversou com fãs eleitores. R7 - Como foi esse primeiro pronunciamento para o plenário? Jean Wyllys - É muito estranho você ...

    Leia mais
    1788414-2258-it2

    Racismo é horror e a gente tem tudo a ver com isso

    Por: Marcelo Carneiro da Cunha Estimados milhares de leitores, hoje, esse que vos escreve está uma fera e não é com qualquer um, não. É comigo, antes de mais nada, é com o mundo todo, é com cada um de nós, que não dá um jeito de dar um jeito em algumas coisas que nos perseguem, há séculos, sem solução. Recebi via twitter dos jornalistas Bob Fernandes e Cynara Menezes duas denúncias de racismo e isso azedou o meu dia até não ter mais jeito. Um deles, um músico cubano que elegeu o Brasil como lar, sendo tratado como um ser desvivente no insalubre Shopping Cidade Jardim e que você pode ler aqui. No outro caso,duas meninas foram barradas na festa de aniversário de uma delas, no Rio de Janeiro. Não é de enlouquecer, caros leitores? Somos, todos, responsáveis pelo que nossa sociedade faz ou deixa de fazer, estimados leitores. ...

    Leia mais
    Revista_Forum

    Homofobia em preto e branco

    Por Glauco Faria e Thalita Pires Episódios de violência contra homossexuais trazem à tona a discussão sobre direitos negados e preconceitos, que são encarados como corriqueiros pela sociedade No último 14 de novembro, quatro menores de idade e um jovem de 19 anos agrediram fisicamente, utilizando até lâmpadas fluorescentes, três pessoas que caminhavam na avenida Paulista, em São Paulo. No mesmo dia, um estudante foi xingado e baleado por um militar do Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, logo depois do fim da Parada Gay carioca. Ainda que as imagens da agressão paulistana tenham chocado, isso não evitou que, 20 dias depois, outros dois jovens fossem vítimas de nova agressão, na mesma avenida. E, no dia seguinte, que imagens de um circuito de segurança mostrassem outro caso na mesma região. É provável que quando você estiver lendo esta matéria novos casos de violência homofóbica terão ocorrido. Casos notórios como ...

    Leia mais
    humberadami

    Cadê os Partidos?

    Brasília - Ouvidor da SEPPIR desde o ano passado, o advogado Humberto Adami cobra dos Partidos - inclusive do PT - uma postura pró-ativa na defesa das cotas para negros, em reação ao Partido Democratas (DEM), que patrocina no STF movimento contra as ações afirmativas.   Na entrevista, concedida ao editor de Afropress, jornalista Dojival Vieira, Adami queixou-se da passividade dos Partidos. "Os partidos não podem e não devem, em minha opinião, ficar em papel contemplativo, simplesmente assistindo a tudo ou oferecendo solidariedade, na base do "estamos juntos!" que se ouve nas ruas. Devem partir para o enfrentamento nas mesmas bases e condições, utilizando suas máquinas partidárias e seus advogados, para contrabalançar o jogo", afirma. Ele cita o caso da Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) movida no STF pelo DEM contra o sistema de cotas na Universidade de Brasília. "Ainda que estejamos num ano eleitoral, no caso das ...

    Leia mais
    Página 46 de 47 1 45 46 47

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist