terça-feira, julho 14, 2020

    Resultados da pesquisa por 'Cultura Afro-Brasileira'

    Semana-Recriar

    Biguaçu resgata cultura africana e afro-brasileira

    Entre os dias 18 e 22 de novembro, o Centro Cultural Casarão Born, em Biguaçu, será palco da "Semana Recriar – Resgate da cultura, raízes, integração e afirmação racial", com o intuito de resgatar a cultura afro-brasileira. A promoção é do Grêmio Recreativo Cultural e Carnavalesco "Nossas Raízes", com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Biguaçu, através da Secretaria de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer e da Câmara Municipal. O evento objetiva proporcionar conhecimento e reconhecimento à importância dos povos africanos na História do Brasil e a sua influência na cultura, religião, culinária e costumes brasileiros, resgatando e divulgando pessoas negras que se destacaram na História do Município de Biguaçu, bem como no Brasil e no Mundo. O professor Luiz Henrique Ferreira, um dos coordenadores do Projeto, explica que este projeto tem o intuito de conhecer e reconhecer a importância do povo africano no cotidiano e na historia do ...

    Leia mais
    iStockphoto

    Luiz Cláudio Barcelos participa de debate em Campinas sobre o ensino das culturas africana e afro-brasileira nas escolas

    Objetivo do evento é contribuir para que ensino das culturas africana e afro-brasileira seja aplicado em todas as escolas da cidade. Nesta terça (6/8), 14h, no Plenário da Câmara Municipal de Campinas iStockphoto Campinas, 5 de agosto de 2013- O Gerente de Projetos da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Governo Federal (Seppir), Luiz Cláudio Barcelos, participa de debate em Campinas sobre o ensino das culturas africana e afro-brasileira nas escolas. O debate "História da África: Desafios, Perspectivas e Compromissos" será realizado no Plenário da Câmara Municipal, na terça (6/8), a partir das 14h. O objetivo é contribuir para que seja colocada em prática, de forma ampla e efetiva, a Lei Federal 10.639/ 2003, que determina o ensino das culturas africana e afro-brasileira nas escolas públicas e privadas. O evento é realizado pelo mandato do vereador Carlão do PT, pelo Grupo de Trabalho ...

    Leia mais
    vilma reis

    Quem tem medo dos editais para as iniciativas culturais afro-brasileiras? por Vilma Reis

    Vilma Reis No contexto das forças políticas os Movimentos Negros e de Mulheres Negras se organizam no país contra a reação conservadora que, se levanta contra as diferentes formas de reparação, seja no mercado de trabalho, no acesso a educação ou no acesso a recursos, para que um grupo majoritário da sociedade brasileira, a população negra, possa apresentar suas narrativas para as gerações atuais e deixe seu legado, na dramaturgia, na dança, na música ou em outra forma de manifestação da cultura, para as gerações vindouras. Essa manifestação do conservadorismo quando não permite a equidade, através de ações afirmativas, impede a partilha dos bens e recursos produzidas por todo povo brasileiro, evidenciando que é o racismo que estrutura o Brasil, onde o medo branco da onda negra permanece como um fenômeno longevo. O Ministério da Cultura, conhecido como MinC, uma instituição com apenas 28 anos de existência, tão jovem como ...

    Leia mais
    Quem tem medo dos editais para as iniciativas culturais afro-brasileiras? por Vilma Reis

    Quem tem medo dos editais para as iniciativas culturais afro-brasileiras? por Vilma Reis

    Vilma Reis No contexto das forças políticas os Movimentos Negros e de Mulheres Negras se organizam no país contra a reação conservadora que, se levanta contra as diferentes formas de reparação, seja no mercado de trabalho, no acesso a educação ou no acesso a recursos, para que um grupo majoritário da sociedade brasileira, a população negra, possa apresentar suas narrativas para as gerações atuais e deixe seu legado, na dramaturgia, na dança, na música ou em outra forma de manifestação da cultura, para as gerações vindouras. Essa manifestação do conservadorismo quando não permite a equidade, através de ações afirmativas, impede a partilha dos bens e recursos produzidas por todo povo brasileiro, evidenciando que é o racismo que estrutura o Brasil, onde o medo branco da onda negra permanece como um fenômeno longevo. O Ministério da Cultura, conhecido como MinC, uma instituição com apenas 28 anos de existência, tão jovem como ...

    Leia mais
    15716

    Prêmio de Expressões Culturais Afro-brasileiras

      A 2ª edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, que tem como objetivo estimular e incentivar as expressões artísticas de estética negra, foi lançada na última quarta-feira (28). A premiação é dividida em três categorias: artes visuais, dança e teatro. Esta edição é dedicada às comemorações do Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes, como forma de reconhecimento às expressões artísticas e culturais. O prêmio é coordenado pelo Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-brasileira (DEP) da Fundação Cultural Palmares. Podem se inscrever pessoas jurídicas de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos, que trabalhem com a temática cultural negra. Serão contemplados 20 projetos, quatro por região do País, totalizando um investimento de R$ 1,1 milhão em prêmios. As inscrições poderão ser feitas, gratuitamente, de 10 de outubro a 24 de novembro de 2011, em www.premioafro.org. Fonte: Pravda

    Leia mais
    Nana1

    Curso aborda história e culturas africanas e afro-brasileira: 80 vagas

    Danilo OliveiraNúcleo de JornalismoAssessoria de Comunicação O Núcleo de Estudos Africanos e Afro-brasileiros em Línguas e Culturas (Ngealc), vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UNEB, inicia na próxima quinta-feira (19) o curso de interação dos saberes sobre história e culturas africanas e afro-brasileira. A aula inaugural vai acontecer das 14h às 18h, na sede do Instituto Histórico e Geográfico da Bahia (IGHB), na Praça da Piedade, centro antigo de Salvador. Os interessados em participar do curso devem apresentar ficha de inscrição e efetuar o pagamento da taxa de R$ 20 no local. “Esse curso foi solicitado por comunidades de terreiros de candomblé de Salvador, que mostraram interesse em ampliar o conhecimento sobre o continente africano, suas culturas e línguas. Outros temas também serão explorados por especialistas, como os direitos e deveres dessas comunidades e as implicações da intolerância religiosa na Bahia”, explica a professora Hildete Costa, coordenadora do curso. ...

    Leia mais
    mascaras_africanas

    Núcleo da UNEB oferece curso sobre história e culturas africanas e afro-brasileira

    O Núcleo de Estudos Africanos e Afro-brasileiros em Línguas e Culturas (Ngealc), vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da UNEB, inicia amanhã (19) o curso de interação dos saberes sobre história e culturas africanas e afro-brasileira. A aula inaugural vai acontecer das 14h às 18h, na sede do Instituto Histórico e Geográfico da Bahia (IGHB), na Praça da Piedade, centro antigo de Salvador. Os interessados em participar do curso devem apresentar ficha de inscrição e efetuar o pagamento da taxa de R$ 20 no local. O curso foi solicitado por comunidades de terreiros de candomblé de Salvador, que mostraram interesse em ampliar o conhecimento sobre o continente africano, suas culturas e línguas. Outros temas também serão explorados por especialistas, como os direitos e deveres dessas comunidades e as implicações da intolerância religiosa na Bahia. Estão sendo ofertadas 80 vagas prioritariamente para participantes de comunidades de terreiros. Pesquisadores, estudantes e interessados ...

    Leia mais
    manifestacao_cultural

    Planos de Aula: As manifestações culturais afro-brasileiras

    Autor: ANA FLÁVIA RIBEIRO SANTANA UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA Co-autor(es):Aléxia Pádua Franco Dados da Aula Planos de Aula: As manifestações culturais afro-brasileiras. O que o aluno poderá aprender com esta aula - Compreender o que é uma manifestação cultural. - Conhecer algumas das manifestações culturais afro-brasileiras. - Analisar e localizar as regiões brasileiras em que as manifestações culturais afro-brasileiras mais se destacam e são preservadas pela população local. - Compreender a importância da valorização das manifestações culturais afro-brasileiras. Duração das atividades 04 aulas de 50 minutos. Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno Não há necessidade de conhecimentos prévios dos alunos para o encaminhamento desta aula.   Estratégias e recursos da aula Atividade 1 - Descobrindo o que é uma manifestação cultural. Depois de apresentar aos alunos o significado do termo "manifestações culturais", introduza algumas das manifestações culturais afro-brasileiras, através das imagens abaixo relacionadas. Pedir aos alunos para ...

    Leia mais
    capoeria_e_musica

    A música afro-brasileira como representação da cultura escravocrata no período colonial (século xvi – xix): Uma abordagem viável no ensino de história

      Resumo: Este artigo busca desenvolver uma reflexão sobre a realidade social dos escravos e sua participação no processo que desencadeou a música afro-brasileira no contexto social do séc. XVI – XIX, a fim de que estes conhecimentos sejam incorporados no Ensino de História. Através de sua contribuição para o conjunto historiográfico, a pesquisa histórica e cultural, pretende intervir no processo de ensino e aprendizagem, refletindo sobre os sistemas de repressão construídos pela política colonial dominante. Mediante a análise proposta, poderemos comprovar a diversidade dos conflitos na sociedade escravista, a partir de uma realidade multifacetada expressa nesse gênero musical originada no Brasil, no período aqui mencionado. Defende-se aqui que os estudos sobre a alteridade cultural da matriz africana no ensino de história tornam-se elementos marcantes de representação do imaginário dos escravos no desejo de evocar seus costumes e tradições, além de expor a diversidade cultural afro-brasileira.   Palavras-Chave: Cultura Escravocrata ...

    Leia mais
    premios

    I PRÊMIO NACIONAL DE EXPRESSÕES CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS

    O Prêmio Expressões Culturais Afrobrasileiras foi concebido em 2006, após o II Fórum Nacional de Performance Negra, realizado no Teatro Vila Velha, em Salvador, cujo destaque principal de temas debatidos girou em torno da falta de elaboração de editais públicos e das linhas de financiamentos, direcionadas exclusivamente para o desenvolvimento de artistas, grupos e companhias que trabalhem com a produção artística de estética negra, a fim de valorizar a cultura afrodescendente e suas manifestações contemporâneas, potencializando tanto as ações de grupos já estabelecidos no Brasil, quanto as dos grupos emergentes. Nesta primeira edição serão contemplados três segmentos: Teatro Dança Artes Visuais O Prêmio é realizado pelo CADON - Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves, em conjunto com a Fundação Cultural Palmares - FCP e patrocínio da Petrobras.   Cadastre-se na opção Inscreva-se Leia o Edital anexo em PDF (no final da página)   Dicas de Elaboração Abaixo ...

    Leia mais
    Foto: João Cotta/Globo

    Entrevista: Lázaro Ramos fala de quarentena, política e cultura

    Desde que começou o confinamento, em março último, Lázaro Ramos tem cumprido a quarentena em sua casa, no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro, com a mulher Taís Araújo e os dois filhos, Maria Antônia e João Vicente. O casal de artistas, que teve seu trabalho interrompido, assumiu todas as tarefas da casa. O período de isolamento, Lázaro tem aproveitado para repensar a vida, refletir sobre diversas questões. Nesta conversa exclusiva com o CORREIO, o artista fala sobre a pandemia, arte, cultura, política, solidariedade, carreira, futuro, passado, família, amigos e a saudade da mãe que perdeu há cerca de 20 anos e que, segundo ele, continua a guiar e abrir seus caminhos. Com vários projetos profissionais suspensos e sem previsão de retomada, ele não se queixa. Ao contrário, tenta entender o recado de Deus, da Natureza, dos Orixás, “a depender qual seja a sua crença”. Para ele, momento é ...

    Leia mais
    Imagem retirada do

    Intolerância religiosa: o racismo cultural que vem desde a colonização

    A intolerância com as religiões afro-ameríndias é um retrato do racismo cultural presente desde o tempo da colonização. O Brasil tenta apagar 400 anos da sua história, apagar elementos que ajudaram na construção do país. Esse apagamento da cultura das pessoas trazidas da África e do povo nativo foi uma missão iniciada com os Jesuítas e que é feita até hoje. Por RENNAN LETA, do Voz das Comunidades Imagem retirada do Voz das Comunidades 21 de janeiro. Nesta data, desde 2007, é celebrado o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. O dia foi escolhido em homenagem à Iyalorixá Mãe Gilda de Ogum, que faleceu em 2000, vítima de um infarto por ver o seu terreiro ser atacado e outros seguidores agredidos. Em novembro de 2014, foi feito um busto em homenagem à Mãe Gilda, no bairro de Itapuã (BA). Dois anos depois, o busto foi ...

    Leia mais
    Chico César abre programação de shows do evento no sábado (29). — Foto: José de Holanda / Divulgação

    Evento sobre matrizes indígena e afro-brasileira leva shows, oficina hacker e gastronomia a Campinas

    "Teia" acontece na Estação Cultura entre sexta-feira (28) e domingo (1º). Programação é gratuita e conta com shows de Chico César e Rita Benneditto; veja outras atrações. No G1 Chico César abre programação de shows do evento no sábado (29). — Foto: José de Holanda / Divulgação Um evento sobre as matrizes indígena e afro-brasileira oferece uma programação gratuita de shows, teatro, artes plásticas, oficina hacker e gastronomia em Campinas (SP). As atividades acontecem entre esta sexta-feira (28) e domingo (1º), na Estação Cultura. A iniciativa é promovida pela "Teia" - Economia Viva de Campinas e entre as atrações previstas pela organização são destaques os shows com Chico César e Rita Benneditto, que abrem e encerram o evento. Veja abaixo a programação detalhada. Na cidade, o movimento visa fortalecer alternativas na economia solidária, criativa, colaborativa e do conhecimento. Veja a programação Concentração na Catedral Metropolitana e ...

    Leia mais
    Young african woman relaxing at home and reading a book, she is lying on the bed

    Identificação com a cultura negra através da literatura

    A história dos negros no Brasil é marcada, desde sempre, por uma luta constante contra um processo sistemático que tenta a todo momento apagar partes da sua história. E a forma mais eficiente que acharam para desenvolver esse processo de “apagamento” foi através da base, mais especificamente na educação. Por  João Guilherme de Lima Melo, enviado para o Portal Geledés É nas escolas que as crianças têm o primeiro contato com o que a sociedade em geral caracteriza como normal, como certo. E é neste mesmo local, e neste mesmo momento que as crianças começam a ser afastadas de alguns pontos de suma importância para a sua formação pessoal. Trazendo novamente a questão para a temática racial, os jovens negros desde cedo são levados a entender que a sua cultura tradicional, assim como os seus traços físicos característicos, não fazem parte do padrão de normalidade estabelecido na sociedade. Com isso, ...

    Leia mais

    Nei Lopes, que tem vida misturada à cultura afro, apresenta cem negros

    Escritor, pesquisador e compositor finalista do prêmio Oceanos lança livro em que faz perfil de brasileiros Por Bruno Molinero, Da Folha de S. Paulo escritor, pesquisador e compositor Nei Lopes em São Paulo -(Foto: Claudio Belli - 26.jan.2018/Valor/Globo) No início eles eram objetos, vendidos em praças, anunciados em jornais. Com o fim da escravidão, aqueles que conseguiam obter algum destaque quase sempre tinham um apelido gozado: Cartola, Noite Ilustrada, Jamelão, Grande Otelo... Foi só depois, com o século 20 já mais do que em curso, que os negros no Brasil ganharam nome, sobrenome e subjetividade —processo que é visto por todo o novo livro de Nei Lopes, “Afro-Brasil Reluzente: 100 Personalidades Notáveis do Século XX”. “De modo geral, as pessoas me definem antes como sambista. Não por maldade, mas por falta de sensibilidade”, diz ele, em entrevista por telefone. E como, aos 77 anos, Nei Lopes ...

    Leia mais

    Ciclo de Cultura Tradicional na Associação Cultural Cachuera!

    Entre os dias 13 e 14 de dezembro a Associação Cachuera recebe o encerramento de mais uma edição do Ciclo de Cultura Tradicional das Oficinas Culturais. Realizado desde 2014, o programa faz parte das ações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e gerenciado pela Poiesis, cujo objetivo é promover encontros e diálogos sobre a cultura caipira, tradições afro-brasileiras, cultura indígena, religiosidade e cultura popular. Do Facebook  Reprodução/Facebook Nesse encontro, serão estreados os curtas-metragens realizados por Ademilson Kikito Concianza e Gilmar Kiripuku Galache (ASCURI – Associação Cultural de Realizadores Indígenas), Cleber Rocha Chiquinho (Ponto de Cultura “Caiçaras”), Coletivo Pujança (Camila Izidio, Carol Rocha e Karoline Maia), Felipe Scapino e Mário de Almeida durante itinerância do Ciclo pelas cidades de Braúna, Cananéia, Itapetininga, Piracicaba e Ubatuba. Os curtas registram não apenas os encontros do Ciclo de Cultura Tradicional das Oficinas Culturais, mas também entrevistas com agentes e ...

    Leia mais
    Imagem: MarioLisovski/iStock

    Itaú Cultural abre inscrições para curso EaD focado em dramaturgia negra

    Entre os inscritos, 40 serão selecionados para as aulas No Correio braziliense Imagem: MarioLisovski/iStock O Itaú Cultural abriu inscições para o curso de ensino à distância (EaD) Dramaturgia Negra: A palavra viva. Os estudantes interessados têm até a próxima terça-feira (19/11) para realizar inscrição no curso que será realizado entre janeiro e março de 2020. A lista dos 40 selecionados será divulgada em 13 de dezembro. A proposta do curso é possibilitar discussões e estudos à respeito da dramaturgia com foco multicultural, refletindo sobre influências desde o teatro egípcio até a dramaturgia negra contemporânea, além das heranças indígenas-afro-brasileiras. As aulas são ministradas pela professora Dione Carlos que atua em parceria com companhias de teatro. Ela é orientadora artística do Núcleo de Dramaturgia da Escola Livre de Santo André e dramaturga convidada do projeto espetáculo da Fábrica de Cultura da Brasilândia. As inscrições são feitas no site: ...

    Leia mais
    Arte: Romulo Arruda

    Dia da Consciência Negra: sete projetos de alunos que estão valorizando a cultura negra

    Dia 20 de novembro é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra, data marcada pela morte de Zumbi de Palmares, considerado símbolo da resistência contra a escravidão. Hoje, mais de 300 anos após o seu falecimento, a data ressalta a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade e a constante luta contra a discriminação racial e desigualdades sociais. Diante da importância da data, o programa Criativos da Escola apresenta sete projetos transformadores de estudantes do ensino fundamental ou médio que promoveram a valorização da cultura negra. Por Juliana Oliveira, enviado  para o Portal Geledés Um desses projetos foi protagonizado por um grupo de alunos estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental ao 2º ano do Ensino Médio da Escola Municipal Milton Pessoa, também integrantes das Associações Quilombolas do Livramento e Águas Claras, de Triunfo (PE), que ao perceberem práticas racistas, a negação da identidade e o desconhecimento ...

    Leia mais
    Acarajé, bobó de camarão e abará são alguns dos alimentos ligados ao candomblé /

    Candomblé: resistência, preservação e reconhecimento da culinária afro-brasileira

    A religião de matriz africana entende o ato de comer como sagrado e forma de dialogar com a ancestralidade Por Mayara Paixão, do Brasil de Fato Acarajé, bobó de camarão e abará são alguns dos alimentos ligados ao candomblé / Imagem retirada do site Brasil de Fato Entre a riqueza de heranças que africanas e africanos trouxeram para o Brasil, está uma manifestação religiosa afro-brasileira construída a partir de religiões tradicionais da África: o candomblé. Durante suas cerimônias, o ato de comer, assim como a dança, tem um significado sagrado. É através da comida que os praticantes do candomblé se comunicam e homenageiam os orixás, figuras que representam os ancestrais. Nos terreiros, comer é sinônimo de socialização, segundo explica a Makota Bayrangi “Nega Duda”. “A comida é oferecida ao público. Não é só o povo do terreiro, mas o entorno inteiro da comunidade come e também ...

    Leia mais
    nappy.co

    Cabelos Crespos: identidade cultural, aceitação e empoderamento foi um dos subtemas da Feira de Ciências do CEPES 2019

    Durante a Feira de Ciências 2019 do Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira (BA), a turma do 1º AM do Ensino Médio, escolheu como seu subtema – Cabelos Crespos: identidade cultural, aceitação e empoderamento, sendo a coordenação do professor de História – Luís Carlos Borges da Silva. Por Luís Carlos Borges da Silva, no Blog do Professor Borges nappy.co A Feira foi realizada no dia 20 de setembro, com a temática: Criar, Inovar e Empreender: ações que otimizam nosso cotidiano, contando coordenação das áreas de Ciências da Natureza e Matemática. O evento foi visitado por diversas escolas do município, além de pessoas da comunidade mangabeirense. A seguir consta a forma como a turma do 1º AM estruturou sua apresentação acerca do subtema Cabelos Crespos. 1. INTRODUÇÃO Cabelo não é só moda, é aceitação e identidade. Desde os anos 70, ...

    Leia mais
    Página 5 de 95 1 4 5 6 95

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist