Resultados da pesquisa por 'blackface'

    amoravida

    Quantos negros para cada dez personagens?

    A Globo se preocupa até com a vida online de seus personagens, um brinco! No tempos de Fina Estampa, Griselda tinha um hotsite para sua empresa. Com Amor à Vida é possível conhecer online o Hospital San Magno. Ali estão os médicos mais importantes da trama, seis personagens brancos, entre eles a mocinha. É nesse ambiente que será inserida Verônica, interpretada por Ana Carnatti, após a constatação de que não havia negros na trama. Mas escalar uma única atriz negra evidenciou o que todos sabemos. A empresa segue declarando que "não divide o elenco pela cor da pele, mas pela compatibilidade artística com os personagens oferecidos e a história" . Só que 97% das mulheres em Amor à Vida não são negras. E pasmem, se não fizermos diferenciação entre os dois gêneros representados, temos basicamente a mesma proporção. Ah sim, outro detalhezinho é que não existem personagens transexuais. Em outras ...

    Leia mais

    Quantos negros para cada dez personagens?

    A Globo se preocupa até com a vida online de seus personagens, um brinco! No tempos de Fina Estampa, Griselda tinha um hotsite para sua empresa. Com Amor à Vida é possível conhecer online o Hospital San Magno. Ali estão os médicos mais importantes da trama, seis personagens brancos, entre eles a mocinha. É nesse ambiente que será inserida Verônica, interpretada por Ana Carnatti, após a constatação de que não havia negros na trama. Mas escalar uma única atriz negra evidenciou o que todos sabemos. A empresa segue declarando que "não divide o elenco pela cor da pele, mas pela compatibilidade artística com os personagens oferecidos e a história" . Só que 97% das mulheres em Amor à Vida não são negras. E pasmem, se não fizermos diferenciação entre os dois gêneros representados, temos basicamente a mesma proporção. Ah sim, outro detalhezinho é que não existem personagens transexuais. Em outras ...

    Leia mais
    desfile ronaldo fraga

    Racismo pouco é bobagem: o desfile de Ronaldo Fraga e a defesa do indefensável

    Texto de Jeanne Callegari.     Das horas em que dá vontade de rasgar o diploma: ler na Marie Claire, uma revista que já publicou tanta coisa bacana e fez história no jornalismo, uma nota parcial e cheia de fatos falsos, apenas pra defender o estilista Ronaldo Fraga. Vamos lá: 1) A nota afirma que os padrões de beleza caucasianos não despertaram "grandes sanhas anti-racismo, contra a discriminação". "Neste momento, talvez, os defensores dos direitos dos negros tenham cochilado", diz a nota, em tom debochado e desrespeitoso. Gente. Não sei quem escreveu essa nota, mas a maior representação dos negros na moda, na mídia e em tudo o mais é uma demanda MUITO antiga. Se isso não aparece mais, é porque ninguém dá espaço pra isso. Né? É um INSULTO às pessoas que lutam por representação dos negros HÁ ANOS afirmar que eles "cochilaram". 2) A nota usa a habitual ...

    Leia mais
    tereza santos

    Thereza Santos entre armas e kizombas

    Pegar em armas de fogo, no Continente Africano, durante a guerrilha em Guiné-Bissau, é a primeira coisa que os amigos lembram ao falar da atriz, dramaturga, publicitária, filósofa, educadora, escritora, ativista e carnavalesca A grande arma de Thereza sempre foi a mais eficaz de todas. Aquela que tanto serve para destruir, como para construir: a palavra. E ela a dominava muitíssimo bem. Muitas vezes aos berros - com aquela voz que o tempo e os cigarros foram deixando cada vez mais rouca - a metralhar palavrões e impondo suas ideias. Poucos sabem que, no batismo, recebeu o nome de Jaci dos Santos. Jaci, a Lua na língua tupi e, como tal, vivenciava intensamente a noite do Rio e, depois, a paulistana, onde tudo se debatia e se criava, fosse no campo das artes, da cultura ou da política. Mas seja onde fosse, Thereza, nome artístico que adotou para a vida ...

    Leia mais
    selo blogagem negra

    O racismo diário e invisível

    Hoje, dia 21 de março, é o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial. A data foi instituída pela ONU (Organização das Nações Unidas), para relembrar o massacre de Shaperville. Em 21 de março de 1960, vinte mil pessoas faziam uma manifestação em Joanesburgo, África do Sul, contra uma lei que obrigava a população negra a portar um cartão que continha os locais onde era permitida sua circulação. Mesmo sendo uma manifestação pacífica, a polícia abriu fogo, matou 69 pessoas e deixou 186 feridos. Acredito que você saiba porque existem datas como essas. Porque é preciso não esquecer. É preciso relembrar, pelo menos um dia no ano, o massacre de Shaperville. É preciso sempre relembrar e mostrar novamente que o racismo é um dos nossos maiores males, que está estruturado em cada milímetro de nossa sociedade, em cada parte da nossa pirâmide social, em cada local de trabalho, hospital, ...

    Leia mais
    Hollywood-oscar

    Cineasta Nelson George faz uma análise dos personagens negros em Hollywood em questões interraciais

    A corrida do Oscar 2013 traz quatro filmes que tocam em questões interraciais   NOVA YORK - Um escravo é dilacerado por cães diante de uma plateia de brancos. Mascarado, caçador de recompensas assiste à cena, passivamente. Um pai faz sua filha abrir um caranguejo com as próprias mãos. Piloto cheira uma carreira de cocaína depois de uma noite de farra e, poucos minutos antes da decolagem, birita várias minigarrafinhas. Uma mulher negra diz ao presidente Lincoln que Deus irá guiá-lo para acabar com a escravidão. Os quatro notáveis filmes ​​aqui apresentados são candidatos para uma série de Oscars: "Django livre","Indomável sonhadora", "O voo" e "Lincoln". No ano em que a América elegeu pela segunda vez aquele que foi o primeiro presidente negro de sua história, os filmes mais falados da temporada, todos de diretores brancos, tratam das relações interraciais, o que é bem raro. Olhando para esses filmes, é ...

    Leia mais
    serena racismo

    Imitação de Wozniacki no Brasil vira tema de debate sobre racismo nos EUA

    O jogo exibição da última sexta-feira, em São Paulo, entre Caroline Wozniacki e Maria Sharapova se transformou em debate sobre racismo nos Estados Unidos. A crítica cai sobre a brincadeira que a dinamarquesa ex-número um do mundo fez ao imitar Serena Williams em um dos últimos pontos da partida contra Sharapova. Wozniacki usou duas toalhas, uma por dentro do top e outra debaixo da saia, para simular um corpo que seria parecido com a da tenista americana. A dinamarquesa também gritou e comemorou o ponto, vencido por ela, como se fosse Serena. O público riu, assobiou ("fiu, fiu") e aplaudiu. Sharapova se divertiu também. A brincadeira fazia parte da festa no ginásio do Ibirapuera. Até o suíço Roger Federer, anfitrião da turnê dos tenistas, sorriu no momento. O jogo também teve danças e outras piadas. As exibições que costumam não repercutir pela ausência de importância do jogo, no entanto, virou ...

    Leia mais
    TV-Livre

    O racismo na televisão

    Por Tainá Ribeiro Piton Definitivamente, não é de hoje a ausência de negros em papéis de grande importância na televisão brasileira. A trama O direito de nascer, exibida entre 1964 e 1965, tinha como uma das personagens principais Mamãe Dolores, interpretada pela atriz Isaura Bruno que, por ser negra, despertou uma grande euforia nos atores negros da época, esperançosos de que aquela seria sua hora de ter seu devido lugar na televisão brasileira. Estavam enganados. Além da absurda técnica do blackface, recorrente nas décadas de 1960 e 1970 (o caso mais clássico é o da telenovela A Cabana do Pai Tomás), algumas tramas buscaram retratar a escravidão no Brasil, mas transmitiam a ideia de que a abolição da escravatura foi um feito dos brancos. Esses e outros momentos históricos para a compreensão da situação do negro na TV brasileira podem ser conferidos no documentário A negação do Brasil. Muito tempo ...

    Leia mais
    esteriotipos0001

    Y’a bon banania’ e a influência contínua no estereótipo do negro

    por Alê de Mattos do Facebook Para quem ainda defende a prática, sem se dar conta, em programas de TV com nível de audiência alto, onde o foco principal é a desmoralização do negro. Aceitar um quadro como o da Adelaide, do Zorra Total, é  dizer a população racista brasileira que a mulher negra é feia, desdentada, fede, é cafetina de marido alcoólatra, malandra, preguiçosa, não quer trabalhar... É ser conivente com o racismo da televisão brasileira.   O negro aparece não só como objeto, mas como “um objeto no meio de outros objetos”. Cartaz de Y'a bon banania “A expressão y’a bon banania remete a rótulos e cartazes publicitários criados em 1915 pelo pintor De Andreis, para uma farinha de banana açucarada instantânea a ser usada “por estômagos delicados” no café da manhã. O produto era caracterizado pela figura de um tirailleur sénégalais (soldado de infantaria senegalês usando armas de ...

    Leia mais
    os intocaveis

    Intocáveis, Spike Lee e o racismo dos estereótipos

    por Jeanne Callegari Era pra ser um filme emocionante, engraçado, sensível. Foi o que me disseram. E de certa forma era. O que ficou, porém, foi outra coisa. Uma ponta de dúvida, uma ponta de tristeza para a invisibilidade que algumas questões ainda têm. O filme: Intocáveis. Comédia francesa que trata da amizade entre um milionário tetraplégico e um jovem negro, que é contratado como seu cuidador. Driss é um jovem que acaba de sair da prisão por tentativa de assalto. Ele vai a uma entrevista de emprego na mansão do milionário Philippe, não porque realmente acredite que pode conseguir a vaga, mas porque a assinatura dizendo que compareceu é necessária para que receba o seguro-desemprego. Porém o tetraplégico Philippe gosta do rapaz, que não o trata com condescendência e paternalismo. Decide contratá-lo, apesar dos protestos da família. E os dois se tornam amigos. Cena do filme francês Intocáveis (Intouchables, 2011). Há, no ...

    Leia mais
    adelaide-zorra-total-racismo1-300x231

    Racismo explícito no Zorra Total relembra humor segregacionista dos EUA

    Nos Estados Unidos, o uso de atores brancos – ou mulatos – com a cara pintada de preto, ou "blackfaced", em papeis que ridicularizavam os negros foi prática comum nos tempos da segregação racial Por: Jorge da Silva Um quadro do programa Zorra total, da Rede Globo, tem provocado indignação no público sensível aos problemas do racismo e da discriminação racial no Brasil. Tem como protagonista uma mulher chamada Adelaide – interpretada pelo ator – em que se concentram todos os estereótipos negativos atribuídos às mulheres negras: é feia, desdentada, ignorante, e costuma fazer referências pejorativas, por exemplo, ao cabelo dos negros. Um combustível perfeito para o bullying que aflige as crianças negras, especialmente as meninas, na escola e nos círculos de convivência, contribuindo para manter baixa a autoestima de um segmento da população quotidianamente adestrado a se sentir e comportar como inferior. Infelizmente, o humor baseado em estereótipos raciais ...

    Leia mais
    escracho

    Zorra total e racismo explícito

      Um quadro do programa Zorra total, da Rede Globo, tem provocado indignação no público sensível aos problemas do racismo e da discriminação racial no Brasil. Tem como protagonista uma mulher chamada Adelaide – interpretada pelo ator – em que se concentram todos os estereótipos negativos atribuídos às mulheres negras: é feia, desdentada, ignorante, e costuma fazer referências pejorativas, por exemplo, ao cabelo dos negros. Um combustível perfeito para o bullying que aflige as crianças negras, especialmente as meninas, na escola e nos círculos de convivência, contribuindo para manter baixa a autoestima de um segmento da população quotidianamente adestrado a se sentir e comportar como inferior. Infelizmente, o humor baseado em estereótipos raciais tem uma longa tradição em nosso país. Não é preciso muito esforço para nos lembrarmos de nomes como Grande Otelo (a despeito de seu reconhecido talento), Gasolina, Muçum, Tião Macalé, que sempre representaram personagens associados ao alcoolismo, ...

    Leia mais
    Página 7 de 7 1 6 7

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist